segunda-feira, dezembro 22, 2008

Rússia vista pelos leitores

A leitora Ana Penha viajou pela Rússia, captou as imagens abaixo publicadas e deu-lhes o título de "transportes na Rússia". Aqui ficam e venham mais.


...na estação (Kazan)



Transporte de carvão (Kazan)


Transporte de... neve! (Moscovo)




Lada (S. Petersburgo)



Noivos (S. Petersburgo)



Eléctrico, pão e leite (Kazan)



Chá servido no comboio (algures entre Kazan e
Moscovo)

6 comentários:

Diogo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
MSantos disse...

O Lada com os capots abertos fez-me lembrar os tempos em que eu era míudo e ia aos domingos de calor, com a minha família, para a Costa da Caparica e na ponte sobre o Tejo era só ver os FIAT 600 a encostarem, de boca aberta, com sobreaquecimento.

:o)

Cumpts
Manuel Santos

PS: José Milhazes, eu era aquele de óculos, bluzão azul escuro, com uma tulha de caixas de bombons nas mãos que passou por si hoje no Continente. Só depois me apercebi e também não quis estar a maçá-lo

Espaço Democrático de Debates disse...

Prezado José Milhazes,
Começou hoje,na cidade do Rio de Janeiro,o 2º Encontro Empresarial Brasil-União Européia,que contou com a participação de Durão Barroso e Nicolas Sarkozy.Ainda neste encontro,se dará a assinatura de acordos estratégicos Brasil-França,em setores como Defesa,Ciência e Tecnologia,Meio Ambiente,Jurídico e Imigração.No meu blog,estou postando vários textos sobre as discussões Brasil_União Européia e Brasil França.
Caso queira,tenho os audios das Falas de Lula e Sarkozy e posso envia-lo,bem como do Durão Barroso.
Forte Abraço,
Respeitosamente,
Thiago Pires_Editor Blog Interesse Nacional.

Ps:Belas Fotos da Rússia.Quero visitar este lindo país em breve.Aproveitarei para conhecer Portugal.

Jose Milhazes disse...

Caro Manuel Santos, não me maçaria. Como estou em Portugal a passar o Natal, seria um prazer cumprimentá-lo. Fica para a próxima. Bom Natal

Pippo disse...

Lembra-me a minha viagem & estadia em Nizhni Novgorod.
Quando apanhei à noite o comboio para voltar a Moscovo, mal abri a porta da carruagem "bati" numa "parede" de cheiros humanos absolutamente asfixiante. Era suor, pé, tabaco e comida, tudo misturado e maturado ao longo de alguns dias de viagem... Ainda hoje me recordo do cheiro, e esta é uma das poucas recordações da Rússia das quais não tenho saudades :o)

Pippo disse...

Outros dos transportes que eu achei absolutamente fantásticos eram as martchutkas (acho que era assim que se chamavam).
Carrinhas de transporte estilo Ford Transit, com uma dezena de lugares sentados, faziam as mesmas carreiras que as camionetas normais mas eram mais rápidas.
O pessoal entrava e mal a carrinha ficava cheia eles arrancavam.
Se entravamos a meio do percurso dirigíamo-nos para os assentos lá atrás e depois passávamos o dinheiro, de mão em mão, para o condutor ou cobrador, que etava lá à frente. O troco era devolvido pelo mesmo processo. Tudo muito civilizado, sem "desvios" pelo meio.

E nunca nos poderemos esquecer dos taxis "à pressão": bastava estender o braço que logo um carro particular estacava ao nosso lado. Combinava-se o preço, dizia-se que apesar de estrangeiros não eramos nem alemães nem americanos (normalmente o pessoal simpatizava com os portugueses e espanhóis) e pronto.