sexta-feira, setembro 18, 2009

Proprietários retiram tabuleta do restaurante "Anti-soviético"


A tabuleta do restaurante “Anti-soviético” foi hoje retirada da fachada do edifício onde se encontrava devido à pressão das autoridades municipais, anunciou Alexandre Vanin, director do estabelecimento.
“Para não entrar na senda da guerra, nem do conflito, fomos obrigados a obedecer. Fomos obrigados a desmontar a tabuleta”, declarou.
Os dirigentes da junta de freguesia do bairro onde se encontra o restaurante tinha exigido a alteração do nome da churrascaria, alegando que ele insultava os veteranos.
“Hoje, recebemos um comentário oficial dos veteranos. Eles não escreveram nenhuma carta a Mitbol. Nem nós, nem os órgãos de informação que contactaram os veteranos viram essa carta”, sublinhou Vanin.
O director do restaurante “Anti-soviético” acrescentou que irá recorrer aos tribunais para defender o nome do estabelecimento.
Oleg Mitbol, presidente da junta, declarou que os proprietários não tinham recebido licença para instalar a placa, sublinhando que “o estabelecimento foi multado, foi ordenada a desmontagem da placa. Foi tudo feito segundo a lei”.
“Para mim é muito importante o facto de termos mostradon que ouvimos os veteranos da guerra (segunda Guerra Mundial). Se há sérios problemas, nomeadamente no plano moral, tentamos resolvê-los”, acrescentou.
“Nenhuma churrascaria vale as lágrimas de um veterano”, concluiu Mitbol, parafraseando uma célebre frase do clássico Fiodor Dostoevski, que escreveu: “o maiúsculo pecado do mundo não vale uma minúscula lágrima de criança”.
O restaurante “Anti-soviético” herdou o seu nome de um café existente, ainda na era soviética, no mesmo local. O estabelecimento era conhecido entre os moscovitas por “anti-soviético”, pois situava-se em frente do hotel “Soviético”.

9 comentários:

Ítalo Tavares disse...

Uma pena. Espero que seja vitorioso nos tribunais.

Nuno Bento disse...

E q tal mudar para as "Coxas do Obama"?

anonimo russo disse...

“Hoje, recebemos um comentário oficial dos veteranos. Eles não escreveram nenhuma carta a Mitbol. Nem nós, nem os órgãos de informação que contactaram os veteranos viram essa carta”, sublinhou Vanin."


Nao sei. Alguns dos veteranos e simplezmente pessoas que sobreviveram a querra ainda vivos eu costumo ver sentados nos bancos na rua, e nem sempre andam em filas, elaborando cartas oficiais. Que podiam nao ser contentes eu muito bem admito.
E a minha mensagen no topico anterior sobre o restaurante, vai ser publicada?

Gilberto Mucio disse...

Pelo jeito vai ficar por isso mesmo -- sem o nome(que particularmente acho de mau gosto).

Todo restaurante, bar ou estabelecimento comercial de Moscou, esta de alguma forma fora da lei, envolvido com propinas, corrupcao ou fraudes. Vejam bem, eu disse TODOS[desde um "Carrefur" da vida ate um simplorio quiosque], e sei do que to falando... E isso assim eh, nao porque os donos sejam necessariamente safados ou desonestos(grande parte eh mesmo,mas nao todos), mas porque a burocracia responsavel eh muito grande e corrupta, e as autoridades -- os "chinovniki" -- fazem vista-grossa, pois alem de se beneficiarem com a corrupcao, sabem que sempre terao motivos para ferrar quem, de alguma forma, nao anda na linha.

lol disse...

realmente essa politica acabou os debates parabens

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo russo, editei todos os comentários que recebi.

carlos silva disse...

o futuro da Rússia não está na estupidez nem no capitalismo selvagem e muito menos com gente politicamente analfabeta

Jest nas Wielu disse...

O activista dos direitos humanos russo e dissidente soviético, Alexandr Podrabinek (http://en.wikipedia.org/wiki/Alexandr_Podrabinek) escreve “Carta aos Veteranos Soviéticos”, sobre o caso do café anti – soviético, gostei bastante: http://podrabinek.livejournal.com/40401.html

Ítalo Tavares disse...

"o futuro da Rússia não está na estupidez nem no capitalismo selvagem "
1. Claro que não, está no capitalismo e na responsabilidade de agências reguladoras sérias e no respeito às leis. O capitalismo jamais irá embora. é o sistema econômico natural do ser humano.

"e muito menos com gente politicamente analfabeta"

2. Claro que não. Mas o povo russo está aprendendo aos poucos. Foram escravisados durante os últimos 400 anos. Agora, aos poucos e com calma estão aprendendo. Putin é mafioso, mas é melhor que o comunismo e o czarismo.