sábado, novembro 21, 2009

Oposição russa exige investigação da actuação da selecção no jogo contra a Eslovénia


Deputados da oposição parlamentar russa exigem a realização de uma investigação séria às causas da derrota da selecção russa de futebol nos jogos de apuramento com a equipa da Eslovénia para o Campeonato do Mundo de 2010.
A selecção russa venceu em casa 2-1, mas perdeu 1-0 na Esovénia.
Anton Beliakov, membro do grupo parlamentar “Rússia Justa” insinuou, numa sessão plenária da Duma Estatal (Câmara Baixa) do Parlamento russo, que a derrota da selecção russa se pode dever ao interesse dos jogadores em ganhar dinheiro com apostas desportivas.
“Segundo a classificação da FIFA, a nossa selecção encontra-se no sexto lugar, enquanto que a Eslovénia está no 49º. Antes do jogo, partindo dessa classificação, apostou-se muito dinheiro nos jogadores de ambas as equipas e a causa da derrota podia ter sido o interesse em ganhar nas apostas”, declarou Beliakov, citado pela agência Interfax.
O deputado pediu à Duma que intervenha junto da Procuradoria-Geral da Rúsia para que “analise esse aspecto da questão”.
Beliakov sublinhou que as acções de alguns jogadores da selecção russa levaram os adeptos e os especialistas a colocarem “questões sérias”.
Depois de sublinhar que nas apostas desportivas se podem ganhar “dezenas e até centena de milhões de dólares”, o deputado concluiu que “os erros imperdoáveis e o jogo pouco expressivo de alguns dos nossos futebolistas no segundo jogo poderiam não ser obra do acaso”.
O deputado comunista Nikolai Razvorotnev atribuiu a derrota ao mau trabalho realizado pelo Ministério do Desporto e Turismo.
“Aos nossos jogadores faltou patriotismo, amor à Pátria, o que o adversário tinha em excesso”, sublinhou.
Na quinta-feira, o primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, proibiu os ministros do país, durante uma reunião, de falar sobre a derrota da selecção russa frente à Eslovénia.
"Sobre futebol, nem uma palavra", afirmou Putin, que assistiu pela televisão ao jogo realizado na cidade de Maribor (Eslovénia).
No fim da reunião, o vice-primeiro-ministro russo, Victor Zubkov, foi o único a falar com a imprensa sobre a partida.
"A actuação da equipa foi lamentável. Todos ficamos decepcionados ontem, e hoje esse sentimento ainda não passou", disse.

14 comentários:

Anónimo disse...

Ou seja que o debate afinal não era capitalismo / socialismo mas entre a vulgar decência e a baixeza moral. Como sempre!

Sérgio disse...

Realmente a forma como os Russos entendem as coisas é extraordinária. Reparei que logo a seguir ao jogo houve poucos comentários da imprensa Russa ao jogo, e quando surgem trazem-nos preciosidades como esta aqui relatada. Assim ficamos a saber que o sr. Primeiro Ministro Vladimir Putin proibiu os Ministros de falarem sobre futebol na primeira reunião que tiveram!!? Vem um outro fulano levantar a questão que a selecção não é merecedora do tempo que os adeptos e o treinador lhe dedicaram, pondo mesmo em causa o seu sentido de patriotismo em comparação com o dos seus opositores. Mas isto tudo como se fosse impossivel num jogo limpo e em que os jogadores Russos estivessem motivados, fosse impossivel perder esse mesmo jogo, não reconhecendo qualquer merito ao adversario, afinal eles são o maior país do mundo, em tamanho é claro, e os seus adversários são o quê, quase que não existem pela perspectiva deles, mas infelizmente para eles como se costuma dizer, podem ser grandes, mas não são grandes o suficiente para a Eslovenia. Eu sei que esta ultima parte é provocante para os anomimos russos e companhia e ainda para mais quando têm um ego maior do que este planeta, que me perdoem mas não pude resistir, mas acima de tudo o que se deve aqui retirar é a forma como a actual sociedade Russa trata estas matérias, como se até nestas coisas nunca se poderá perder a perspectiva de grandeza Russa e tudo deverá estar de acordo com isso sob pena de se ter que arranjar uns bodes expiatorios e umas desculpas para sarar o orgulho ferido. Poderiam simplesmente dizer, as coisas hoje não correram bem, os adversários estiveram melhor, iremos melhorar no futuro, mas é claro que a humildade não consta no dicionário dos Russos, até mesmo da oposição. Gostaria ainda de referir que é com surpresa que registo o desaparecimento de alguns comentários deste blog que existiam nos ultimos tempos a louvar tudo aquilo que se fazia na Russia, como se do paraiso terreno se tratasse, afinal a partir do momento em que o próprio Presidente Russo veio esclarecer a realidade Russa, o que mais se poderá dizer? Deve ter acontecido a estes comentários o mesmo que aconteceu ao sr. V.P. e aos militantes do Russia Unida que tiveram de ouvir boquiabertos criticas completamente "descabidas" e "despropositadas" do sr. Presidente Medvedev, e logo quando pensavam que ia tudo bem, e vai, mas apenas para eles. É por estas e outras que acredito que este Presidente não irá lá estar muito tempo.

Ítalo Tavares disse...

Os russos deveriam aprender a jogar futebol e pararem de "acusar da CIA" por serem tão ruins de bola.


Parabéns à Eslovênia, mas em 2010 a taça do mundo é nossa!


rs.

MSantos disse...

Bem aparecido seja, Sérgio.

Posso lhe dizer que pela minha parte, já tinha dado pela falta dos seus comentários.

Abraço
Manuel Santos

Sérgio disse...

Olá MSantos, obrigado, mas este blog perdeu muito desde que a moderação de comentários foi activada. Perdeu na minha perspectiva a espontaneidade dos comentários, a possibilidade de trocar ideias por vezes quase em tempo real, a de poder rir um pouco com as asneiras que por vezes surgiam, é por isso que o considero menos actrativo em termos de comentários do que era. Ganha-se numas coisas e perde-se noutras. Só apenas duas pequenas notas para comentar algumas pequenas evoluções na situação geo-estrategica em que nos inserimos, felicitar a UE por finalmente ter um Presidente e um representante da politica externa, e por outro lado é com muita surpresa que registo um afastamento da Ucrania e da propria Turquia do Ocidente e da UE. Relativamente à Turquia o Pippo deve estar radiante. Abraço.

Pippo disse...

Bem aparecido, Sérgio. Olhe, na verdade, até estou feliz com o afastamento da Turquia! Parece que por fim, muito por responsabilidade da opinião pública, os políticos europeus estão a ganhar juízo e a estão finalmente a perceber que a Europa tem de ser para os europeus, e que quem não pertence ao nosso fundo civilizacional pode ser nosso parceiro mas não da nossa família.

A má notícia, como sempre, é que através da fantástica democracia da UE foram eleitos totais desconhecidos para presidirem aos destinos da UE, que não se assume, nem como clube cristão, nem como bloco económico, nem como nada. Anda a reboque do amigo americano, por quem nutre um fetiche, e tem à sua frente o mui carismático, forte e competente José Barroso, o tal que abandonou o barco depois de ter dito que este se estava a afundar. Tudo bons rapazes em quem nós votamos... ou será que não?

Quanto aos comentários sobre o futebol, olhe que não me parecem muito diferentes das críticas que nós tecemos à nossa quando perdemos. Lembra-se dos famosos 2-1 e 2-2 contra o Lietchenstein, do "como é que foi possível termos esse resultado contra aquela selecção"? Lembra-se das críticas no mundial da Coreia em 2002? E lembra-se o que foi dito acerca da não participação do puto Ronaldo neste último jogo, de que ele se estaria nas tintas para a selecção pois o que lhe interessava era fazer pela vidinha no Real? Pois é.
Mas só os russos é que "poderiam simplesmente dizer, as coisas hoje não correram bem, os adversários estiveram melhor, iremos melhorar no futuro". Presumo que, ao contrário deles, a humildade conste no nosso dicionário...
Como é que pode criticar a "mania das grandezas dos russos" quando a Rússia está em 13º no ranking e a Eslovénia está em 33º? E em Outubro estavam em 12º e em 49º, respectivamente? Era o mesmo que Portugal perder contra a Letónia! Ah, mas connosco eu tenho a certeza que toda a gente só teceria louvores à nossa selecção! É que nós, ao contrário dos russos, não temos a mania das grandezas, somos humildes... :o)

Sérgio disse...

Caro Pippo, percebeu mal. Não é a Europa que mudou a sua posição em relação à Turquia, há politicos na Europa e opinião pública que estão a favor da sua entrada e outros contra, e isso não vai mudar. Agora aquilo a que eu estava a referir-me é que é a própria Turquia a não querer entrar mais.
Depois não ofenda por favor o sr. Durão Barroso que só tem dignificado o nome do nosso país, houvesse isso sim mais Barrosos neste país. Relativamente aos desconhecidos mais uma vez não estamos de acordo, então era preciso termos um Blair ou algum ilustre para as instituições Europeias serem mais respeitadas e melhor se afirmarem no mundo. Não concordo com isto, a UE enquanto instituição unica e una vale por si, independentemente de quem quer que seja que ocupe esses lugares, e ocupará no mundo o lugar que lhe é devido. Reduzir o desempenho da UE a quem quer que ocupe os cargos representativos e por isso será mais ou menos influente acho exagerado. Por fim relativamente ao Futebol Pippo:
1- Lá está o Pippo a desculpar os Russos com as asneiras dos outros;
2- Não me recorda de ter ouvido que o nosso Primeiro Ministro tivesse impedido alguem de falar sobre o futebol (!!!!), ou ter visto a oposição a querer investigação da actuação da selecção nacional (!!!!), ou sequer os orgãos de comunicação social não terem dado a noticia do resultado do jogo. Não os Russos levam a sua grandeza para um nivel institucional, mas afinal só o faz quem o pode.
3- Caro Pippo num lado e noutro haverá sempre quem tenha pouca humildade e posições extremadas.

Pippo disse...

Claro que a Turquia mudou a sua opinião! Logo para começar, porque começou a ver que cresce na Europa a voz contra a sua entrada na União, o que dantes não acontecia, por medo de acusação de islamofobia e afins. Mas cada vez mais as pessoas dizem mesmo o que pensam. A opinião pública europeia tem sido cada vez mais veemente na sua oposição à entrada turca, mau grado a propaganda oficial de muitos governos que vão à revelia das sondagens. O choque civilizacional manifesta-se nas ruas da Europa e as pessoas vêm isso. E agora, até o cavalheiro belga que foi nomeado é conhecido por ser totalmente contra a entrada da Turquia na UE.
Quem é a favor da entrada da Turquia na UE são os líricos multiculturalistas (que pensam que isto vai ser lindo, sem medirem as consequências) e os que seguem a reboque dos EUA & Cia. (que medem algumas das consequências, mas creio que não todas)

Os turcos sentem-se indesejados e com razão. Mas eu sempre disse que eles teriam de encontrar o seu caminho, ou não foi? É o que eles estão a fazer. Se o seu caminho for o de manter as conquistas civilizacionais a que foram forçados com a promessa da adesão, excelente; se pelo contrário, optarem pelo islamismo e o afastamento do nosso modelo político (democracia, Estado de Direito, respeito pelos DH, etc.), pois bem, até poderá ser positivo. É da maneira que cai a máscara :o)

Quanto ao José Barroso, posso falar mal dele as vezes que quiser. É um líder fraco, é um borra-botas e é o tipo que mal chegou ao poder aqui no burgo disse que o país estava de cuecas, e depois, quando viu que a coisa ia de mal a pior e ele era incompetente para resolver o problema, pisgou-se (como 7ª ou 8ª escolha, relembro a quem já se esqueceu) para o seu trono europeu. O homem não tem poder nenhum, anda às ordens de quem realmente manda, não tem carisma, não tem nada. Se é ele quem nos dignifica, então estamos realmente mal.

Quanto ao futebol, pois é, eu não desculpo os erros dos russos com os nossos, o que eu não aponto é o argueiro nos olhos do próximo quando os meus têm uma rocha. O Putin proibiu os seus ministros de discutir futebol? Acho bem. É da maneira que se concentram no que interessa. Nós, ao contrário, o que gostamos é de futebol, Ronaldo e bola.

Já agora, o resultado não foi noticiado nos media??? Estranho. Presumo então que só os deputados tenham tido conhecimento do resultado. E já agora, e os milhões de adeptos russos, como é, ainda não sabem em quanto ficou o jogo??? Devem estar desesperados, coitadinhos... E então o site da União de Futebol da Rússia (http://www.rfs.ru/media ), onde até estão as fotos do jogo, é o quê? Um “site pirata”?

Tststs, sinceramente…

MSantos disse...

"Depois não ofenda por favor o sr. Durão Barroso que só tem dignificado o nome do nosso país"

Sem dúvida Sérgio!

Naquela famosa cimeira só lhe faltava a toalha no antebraço e o lacinho.

Só para ficar do lado dos "vencedores da História".

;)

Cumpts
Manuel Santos

Pippo disse...

Olha, afinal as acusações da oposição russa são infundadas! Os russos são mesmo uns reles! Imaginem só que até querem que se investigue a actuação da sua selecção nacional por suspeitas de corrupção por causa das apostas! Maus perdedores, é o que é!!! Corrupção por causa de apostas... Onde já se viu isso?!? ...

... olha, afinal parece que se vê, e bem! Na muy europeia Alemanha!:

FIFA president Sepp Blatter has called a crisis meeting of the executive committee of the world governing body after the Republic of Ireland's controversial defeat to France in the World Cup playoffs.

(...)
In the same week, German prosecutors announced the results of their investigations with European governing body UEFA into a massive betting ring, who have allegedly rigged the results over 200 matches, including Europa League and Champions League matches.

Blatter has not made a public comment as the row over Henry's handball raged, but on Monday FIFA issued a statement announcing the special meeting in Cape Town on December 2, two days ahead of the draw for the World Cup finals in South Africa.

"Due to recent events in the world of football, namely incidents at the play-offs for the 2010 FIFA World Cup South Africa, match control (refereeing) and irregularities in the football betting market, the FIFA president has called an extraordinary meeting of the executive committee," read the statement.
(...)
A total of 17 arrests have already been made in the German corruption probe which a UEFA official at the press conference in Bochum last Friday called the "most serious" facing his organization.

http://edition.cnn.com/2009/SPORT/football/11/23/fifa.meeting.handball.betting/


E claro, na Rússia o assunto é debatido no Parlamento. Na Alemanha vai logo directo aos tribunais:

German police make multiple arrests in soccer corruption probe supported by UEFA
By AP
November 19th, 2009

Multiple arrests in German soccer corruption probe

FRANKFURT — German police have arrested an undisclosed number of people suspected of fixing matches in major European soccer leagues.

The arrests in Germany and abroad came as part of an investigation into match-fixing supported by UEFA, according to a statement by the prosecutor’s office in Bochum.

The investigation has been under way for nearly a year and targeted an international gang suspected of wide-ranging match-fixing.

The gang is suspected of bribing players, coaches, referees and officials in “high-ranking European leagues” to manipulate games in order to make money on betting, the statement said Thursday.

It said raids were conducted in Germany and Europe on Thursday and a large number of arrests were made. No other details were given. A news conference is scheduled for Friday in Bochum.

UEFA said it was aware of Thursday’s action, adding it had been “working closely with German authorities through its betting fraud detection system for monitoring irregular betting patterns.”

The Berlin newspaper Morgenpost reported games in the Turkish top division were suspected of being manipulated and the probe by Bochum investigators targeted 100 people. The newspaper said five people were arrested Thursday.

UEFA said two months ago that it was investigating 40 cases of suspected match-fixing in the Champions League and UEFA Cup, mostly involving eastern European clubs. The matches under investigation were early qualifying games that took place over the last four seasons.

UEFA has beefed up its efforts to protect against illegal betting and match-fixing. The detection system monitors all top two divisions across Europe and domestic cup games.

http://blog.taragana.com/sports/2009/11/19/german-police-make-multiple-arrests-in-soccer-corruption-probe-supported-by-uefa-47897/

Sérgio disse...

Caro pippo deve ser complicado gerir essa sua divisão entre Portugal e a Russia, ou talvez não, já que parece tender mais para o outro lado. Não percebeu mais uma vez o que quiz dizer, os jornais Russos em lingua Portuguesa e Inglesa a que tenho acesso, não fizeram uma referencia ao jogo, é claro que não pretendiam com isso omitir o resultado do jogo que deve ter sido emitido em directo, mas houve uma clara diferença se o resultado fosse diferente em que teriamos de levar com a fanfarronice Russa. Que o Pippo ache natural um Primeiro Ministro proibir alguem de falar sobre o que quer que seja, e uma Oposição querer uma investigação (alguem terá a noção do ridiculo a que chegaram, ou sou só eu)está no seu direito, mas por favor não queira comparar com Portugal nem considere a coisa mais natural do mundo, se calhar qualquer dia estará a defender o mesmo para o nosso país. Não Pippo, claramente o caro amigo já está mais para o lado de lá do que para cá. Desejo-lhe muito discernimento e as maiores felicidades para a resolução desse seu dilema interior.

anónimo russo disse...

Meu deus, aínda existem idiotas no mundo. Alem de haver uns milhares de adeptos no próprio estádio, o jogo era transmitido em direto pela televisão e foi, no dia seguinte, a notícia principal no país.

Sérgio disse...

Realmente devem existir muitos idiotas neste mundo para irem na tua cantiga anonimo Russo. Até porque o mais importante era mesmo comentar se estiveram lá ou não adeptos e se foi transmitido o jogo em directo. Realmente contra factos destes não há argumentos.

Pippo disse...

Portanto, deixa lá ver:
1- o jogo foi transmitido em directo (não sabia mas fiquei a saber);
2- os jornais (os que eu consultei) traziam o resultado;
3- a página da União Russa de Futebol (a equivalente à FPF) trazia os resultados, até mesmo na sua versão em inglês (e eu a pensar que era segredo de Estado!);
4- há corrupção declarada nos resultados dos jogos internacionais, com apostas fraudulentas à mistura;
5 - Isso até já mete a justiça alemã ao barulho, mas os russos, por discutirem isso no parlamento, são ridículos;

E sou eu que estou "dividido entre cá e lá"????... pois, devo ser...

E então não posso comparar a Rússia e Portugal? Mas o Sérgio passa a vida a tecer comparações entre a Rússia e outros países! Será que o que para si é permitido para mim não o é? Muito interessante, Sérgio, muito interessante...

Quando Portugal ganha, também temos a nossa boa dose de fanfarronice lusitana, ou será ilusão minha? Quando ganhamos forte e feio somos os maiores! Ah, mas nós podemos gabar-nos, os russos é que não. Curioso esse seu sistema de "dois pesos e duas medidas"...

Sérgio, pensei que teria aproveitado a sua ausência para viajar e conhecer melhor o Mundo, mas afinal enganei-me.
Lamento que a sua ideologia continue a toldar-lhe a razão.
Mas se se cingir aos factos, se for sério e imparcial, encontrará o caminho certo. Experimente. A sério.