segunda-feira, agosto 09, 2010

Cada um assinalou à sua maneira o 2º aniversário da guerra

O Presidente da Geórgia, Mikhail Saakachvili, declarou hoje (Doimingo) que a agressão russa contra o seu país não começou em 2008, mas muito antes e continua.
No dia 08 de Agosto de 2008, tropas russas, a pretexto de defenderem os seus cidadãos, entraram na Ossétia do Sul, região separatista da Geórgia, dando início a uma guerra que durou cinco dias e levou os soldados russos aos arredores de Tbilissi.
“A nossa luta vai continuar até que o último ocupante abandone a terra georgiana; até que seja restabelecida a justiça em relação a centenas de milhar de habitantes da Geórgia de diferentes origens, que foram obrigados a abandonar as suas casas, cidades e aldeias”, afirmou Saakachvili hoje.
Segundo ele, que se encontra na Colômbia para a tomada de posse do novo Presidente desse país, as tropas georgianas, em 2008, à custa da própria vida, defenderam, com armas nas mãos, a honra, a liberdade e o futuro do país.
“Por isso, a memória desses soldados obriga-nos a conduzir essa  luta diariamente, no interior da Geórgia e em todo o mundo, a defender as nossas posições. Não podemos perder sequer um dia enquanto o inimigo estiver na Geórgia, enquanto terras georgianas estiverem ocupadas”, frisou.
“Levaremos essa luta até ao fim e libertaremos a Geórgia”, concluiu.
A oposição georgiana programou para hoje uma manifestação em memória das vítimas da guerra.
O Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, decidiu assinalar a data com uma visita à Abkhásia, outra região separatista da Geórgia que proclamou a independência com o apoio de Moscovo.
“Iremos desenvolver boas relações com a Abkhásia, iremos desenvolver relações económicas, relações na esfera da segurança”, declarou.
Serguei Bagapch e Eduard Kokoiti, presidentes da Abkhásia e da Ossétia do Sul, não excluem “novas provocações militares da parte da Geórgia”.
“Não se pode excluir a repetição dos acontecimentos de Agosto de 2008. Digo isto ao ver como os países ocidentais continuam a armar a Geórgia”, declarou Bagapch à agência Interfax.
Kokoiti apela à imposição de sanções internacionais contra a Geórgia.
A independência da Ossétia e do Sul foi reconhecida pela Rússia, Nicarágua, Naura e Venezuela.

24 comentários:

Anónimo disse...

Tambem aqui, o tradutor automatico falhou!
...até que seja restabelecida a justiça em relação a centenas de milhar da Geórgia de diferente origem...

Jose Milhazes disse...

Anónimo, qual tradutor automático? Continue à procura...

Jest nas Wielu disse...

Nauro (http://pt.wikipedia.org/wiki/Nauru) recebeu da Rússia 50 milhões de USD para reconhecer os separatistas ossetas e mesmo assim, me parece que não reconheceu a Abecásia lol lol

Jose Milhazes disse...

~Também reconheceu a Abkhásia

Anónimo disse...

de diferente origem...надо во множественном числе!!! de diferentes origens...

Anónimo disse...

Alem disso o resto do texto, tambem... Hе складушки не ладушки толстым ... по макушки!

Jest nas Wielu disse...

Bom, assim não foi mal negócio para os russos, pena que não sobrou o dinheiro para modernizar os bombeiros, mas enfim, que importância tem o país ardido (fogos apagados com excrementos), se o que importa é a glória imperial. País se levanta do chão, não são brincadeiras!

Jose Milhazes disse...

Anónimo, felizmente, não necessito de tradutores automáticos. E quando erro, emendo.

Anónimo disse...

У меня нет текста на русском языке. Но, это будет звучать где-то так:
- até que seja restabelecida a justiça em relação a centenas de milhares de georgianos de diferentes origens...

Jose Milhazes disse...

O texto oficial da Presidência da Geórgia fala em cidadãos da Geórgia.

Anónimo disse...

A expressão "pior a emenda que o soneto" surgiu por causa do poeta português Manuel Maria Barbosa du Bocage!!!
- origem... passou para, origes!!!

Adolfo disse...

Se fôr preciso usar a bomba nuclear para travar a demência do presidente georgiano, a Rússia não deve hesitar.

Jose Milhazes disse...

Leitor Anónimo, obrigado pela dica.

Cristina disse...

Ó anónimo das 17:38

Francamente, o JM está há uma semana fechado em casa num verdadeiro inferno sem conseguir respirar e você a fazer críticas aos pormenores da tradução... Sabe, nos jornais existem redactores para isso...
Não quer aplicar os seus conhecimentos a coisas mais úteis?

Zuruspa disse...

"No dia 08 de Agosto de 2008, tropas russas, a pretexto de defenderem os seus cidadãos, entraram na Ossétia do Sul, região separatista da Geórgia, dando início a uma guerra que durou cinco dias e levou os soldados russos aos arredores de Tbilissi."

O que iniciou a guerra foi o ataque insidioso e cobarde contra civis, por parte do exército georgiano, por ordem do maníaco Sakashvili.

JM, desiludiu-me. Esta até os russófobos mais empedernidos sabem.

Agora sabemos porque mandou retirar a estátua de Estaline, que pör lá a dele!

ALONE HUNTER disse...

Foi uma grande guerra, um grande triunfo para os russos. Restabeleceram a ordem nessas províncias do modo necessário, pois quem iniciou essa guerra foi a Geórgia, a NSA e a CIA!!!

A população destas províncias há tempos requisitaram a independência da Geórgia. E de um modo covarde e brutal, Mikheil Saakashvill ordenou um ataque em massa com foguetes GRAD contra estas províncias...

Os russos não poderiam admitir isso, pois a população destas províncias são de descendencia russa. E isso foi o estopim para o conflito...

E o resultado todos já sabem: o recuo imediato das tropas georgianas e a desejavel independencia destas províncias!!!

Foi uma grande vitória russa, e um importante recado para o mundo: " NÃO SE METAM EM NOSSAS FRONTEIRAS!!!!"

Jest nas Wielu disse...

Os vídeos de “uma grande guerra, um grande triunfo para os russos” e de “e um importante recado para o mundo”: o exército russo é um grupo de saqueadores, que adora os talheres de ouro, sapatos e até as sanitas usadas:

http://www.youtube.com/watch?v=
kM50u6xdJas
http://www.youtube.com/watch?v=
1dy1b34Ehdg
http://www.youtube.com/watch?v=
3SPCezZLP-Q
http://www.youtube.com/watch?v=
NyYfSTbThbE

p.s.
Caçador, estude, pfr, a parte material, desde quando os ossetas são de “descendência russa”?

PortugueseMan disse...

E já lá vão dois anos.

Confesso que pensava que Saakachvili não conseguiria manter-se tanto tempo no poder, depois da infeliz opção tomada.

Jest nas Wielu disse...

Pois é PortugueseMan, nessa como em quase todas as outras questões V. Excia não quer seguir o meu conselho de estudar a parte material, daí emite constantemente as opiniões infundadas.

Por favor, aproveite essa sua disposição autocrítica e veja estes filmes:

Filme “Lições de russo”:
http://abkhazeti-dato.livejournal.com/290337.html

Filme “Crónicas de Agosto georgiano”:
http://shimerli.livejournal.com/398212.html

Bónus: desenhos infantis “Stop Rússia!”
http://ed-glezin.livejournal.com/190193.html

PortugueseMan disse...

...daí emite constantemente as opiniões infundadas...

Meu caro,

É uma pena que não me tenha elucidado cada vez que emito uma opinião infundada.

Mas se calhar não me elucida, porque deve ser um pouco difícil para si rebater factos.

Jest nas Wielu disse...

2 PortugueseMan

Desculpe, mas não me lembro de ver os factos alguns nas suas “análises”, todos baseados no “eu penso” / “eu acho” / "eu acredito"; quando apresentar os factos, poderei contrapor, não me compete contrapor contra a sua fé russófila, seria deselegante da minha parte.

Só para ver: os ossetas da Ossétia do Sul pela terceira vez vão passar o inverno nas tendas, os georgianos e ossetas da Geórgia receberam casas novas 3-4 meses após o fim da guerra. Quem é “um político inexperiente” agora?
http://www.ng.ru/cis/2010-08-04/1_tshinval.html

PortugueseMan disse...



2 PortugueseMan

Desculpe, mas não me lembro de ver os factos alguns nas suas “análises”, todos baseados no “eu penso” / “eu acho” / "eu acredito"; quando apresentar os factos, poderei contrapor, não me compete contrapor contra a sua fé russófila, seria deselegante da minha parte.



Possivelmente você só se lembra do que quer se lembrar.

Mas esteja à vontade, os meus posts estão todos aqui colocados, procure um tema que lhe venha à mente onde eu tenha falado sem/baseado em factos.

Eu nunca o vi contrapor o quer que seja, se calhar estou enganado.

Jest nas Wielu disse...

2 PortugueseMan

Estava falar principalmente sobre a sua famosa “análise” intitulada “As rosas murcharam”... Estou contrapondo quando acho que devo, uso os factos, ou seja mostro os links, fotos, imagens, etc. Não vou cá repetir os links todos, mas já agora, pode contrapor algo sobre isso:
http://www.youtube.com/watch?v=
kM50u6xdJas

Amor nos Cárpatos

A secção fotográfica do Volodymyr e Cristina, o jovem – casal ucraniano que mora na região dos Cárpatos. Fotos: http://zirvygolova.livejournal.com/141477.html

PortugueseMan disse...

...Estava falar principalmente sobre a sua famosa “análise” intitulada “As rosas murcharam”... Estou contrapondo quando acho que devo, uso os factos, ou seja mostro os links, fotos, imagens, etc...

Ah estamos a falar principalmente desse artigo? muito bem.

Se tinha coisas para dizer, porque não o disse?

Que factos mostrou nesse artigo? que links?

Está a falar do quê? agora mais de um ano depois é que vem falar desse artigo? Bom, o artigo está cá e fui eu que o escrevi, se ao fim deste tempo todo acha que já arranja algo para argumentar, força.