segunda-feira, julho 18, 2011

Viagem de Medvedev à Alemanha ensombrada por escândalo em torno de Vladimir Putin

A viagem do Presidente russo, Dmitri Medvedev, à Alemanha, que começa hoje, fica ensombrada pelo escândalo em torno da suspensão da atribuição do prémio alemão Quadriga a Vladimir Putin, primeiro-ministro russo, escreve hoje a imprensa de Moscovo.
Dmitri Peskov, porta-voz de Putin, tentou desdramatizar a situação, declarando que “ela não está ligada às nossas relações bilaterais e não terá influência nelas”.
“Isso deve-se mais à balda reinante entre o júri de um prémio tão respeitado”, declarou ao diário Kommersant.
Na semana passada, a organização não governamental Werkstatt Deutschland decidiu atribuir a Putin o prémio Quadriga por “ele já hoje ser digno de um capítulo à parte num compêndio de História”, “por ter aberto caminho para o futuro segundo a tradição de Pedro I” e “ter conseguido estabilidade, garantindo o equilíbrio da prosperidade, da economia e da identidade nacional”.
Essa atribuição provocou uma onda de críticas na Alemanha e no estrangeiro, tendo levado à demissão de membros do júri e à ameaça de Vaclav Havel, antigo Presidente checo, de devolver o mesmo prémio, que lhe fora atribuído anteriormente.
Dmitri Peskov disse ao diário Nezavissimaya Gazeta que “isso não foi motivo para tristeza. Eu conversei com Vladimir Vladimirovitch (Putin) no sábado. Ele estava um tanto perplexo. Em geral, posso dizer que essa organização, com semelhante barulheira, apenas se prejudicou a si própria e à sua reputação”.
O diário Kommersant chama a atenção para o facto de ninguém, na Alemanha, ter vindo em apoio do primeiro-ministro russo.
O jornal Nezavissimaia gazeta olha para este escândalo de forma mais abrangente, sublinhando que “semelhantes divergências se refletem em todos os aspetos da interação das instituições políticas, sociais e estatais russas com o Parlamento Europeu, o Conselho da Europa e outras organizações”.
Porém, esse diário conclui que o incidente com Putin não contém perigo para as relações do Ocidente com a Rússia, porque o primeiro “é pragmático” e “irá desenvolver os seus negócios mesmo com um líder político de que não gosta”. 

12 comentários:

Zhirinovsky "The Bear" disse...

Tem conspiração nessa história!

Jose Milhazes disse...

Zhirinovski brasileiro, o seu homónimo russo ao seu lado é insignificante. Só não entende para onde estar a olhar a Sra. Rouseff.

Anónimo disse...

Um premio de direitos humanos para Putin é um verdadeiro absurdo. Só está recebendo este premio enquanto estao a dar gás natural para os alemães. Olha, a possibilidade de uma liança entre Rússia e Alemanha me provoca pavor. Alemanha tem que estar ao lado do Ocidente: EUA, Inglaterra, França e Israel. Essa aliança entre esses 2 países já foi feita antes e o resultado eu nao quero nem falar. Alguma coisa precisa separar os 2 países pelo bem do mundo.

Pippo disse...

Não sendo adepto das teorias da conspiração, não deixo de achar notável a pressão que foi feita para não se atribuir o prémio!

Primeiro atribui-se, depois volta-se atrás na decisão, tudo sob uma enorme pressão de, segundo os organizadores, "os meios de comunicação e o mundo político". Uma vergonha!

Tratando-se de um prémio concedido por uma ONG, a quem é que interessa que aquele não seja concedido? Quais são os motivos políticos por detrás desta decisão? Essa é uma questão que interessa esclarecer.

Em todo o caso, não estou a ver as relações bilaterais russo-alemãs a sofrer por causa disto pois há demasiados interesses em jogo.

PortugueseMan disse...

Sem dúvida que o grande prejudicado disto é a Organização.

Eles podem recuar na decisão, mas o facto é que a tinham tomado.

Portanto o que vale agora um reconhecimento desta organização? depois desta gafe, haverá condições para em 2012 escolherem outro?

A decisão é polémica e eles sabiam disso quando a tomaram, só se prejudicaram a eles próprios com o recuo.

Putin já foi o homem do ano pela revista TIME e esses também sabiam o burburinho que iria ser gerado e não recuaram.

Ao não assumirem as opções tomadas, perdem credibilidade.

PortugueseMan disse...

Caro JM,

Uma notícia sobre uma àrea onde a Rússia tem andado um pouco afastada:

Russia launches giant telescope in deep space return

Russia on Monday launched into space its Spektr-R radio telescope planned to be the most powerful ever, the first deep space observatory sent up by Moscow in a quarter of a century...


http://news.yahoo.com/russia-launches-giant-telescope-deep-space-return-163355216.html

Este telescópio vai ser ligado a telescópios terrestres que estão espalhados por todo o mundo, gerando um telescópio virtual gigantesco.

Jest nas Wielu disse...

Medved poderia ficar na sua, mas em vez disso jogou o papel do "lider decidido", alias que consegue fazer de modo bastante deficiente...

p.s.
A conspiração nessa história reside no facto do que Alamanha quer se apoderar do SU estacionado no quintal do nosso amigo Hunter, estamos contigo, não estas alone!

MSantos disse...

Para o pessoal que odeia Putin se roer todo.

http://clix.expresso.pt/russas-incentivadas-a-tirar-a-roupa-por-putin-video=f662672

Ah garanhão!!!

:D

Cumpts
Manuel Santos

Ricardo disse...

Ocidente gostava era da Rússia dos anos 90, de ver filas e mais filas de gente recebendo um prato de sopa para não morrer de fome, dos altos indices de assassinatos, da Chechenia "livre" tomada por gangues que se matavam nas ruas pelo poder de controlar a área, dos vexames sem fim do Yeltsin, dos destroiers que ficavam nos portos por falta de combustivel, da sua economia fraca e cambaleante que na época era metada da brasileira. Tudo isso era divertido e interessante para o ocidente, porém Putin pos um freio nisso, fez a Rússia ser respeitada novamente e com muita dificuldades vem tentando reerguer a industria do país. Nada disso diverte o ocidente, por isso o excesso de criticas a sua pessoa.

Zhirinovsky "The Bear" disse...

Vladimir Putin para o NOBEL 2011, por ter tirado o povo russo da fome... Viva a Rússia, e queda ao Ocidente, que ficou feliz pela Rússia nos anos 90, quando sua população passava fome..

Wandard disse...

"Ocidente gostava era da Rússia dos anos 90, de ver filas e mais filas de gente recebendo um prato de sopa para não morrer de fome, dos altos indices de assassinatos, da Chechenia "livre" tomada por gangues que se matavam nas ruas pelo poder de controlar a área, dos vexames sem fim do Yeltsin, dos destroiers que ficavam nos portos por falta de combustivel, da sua economia fraca e cambaleante que na época era metada da brasileira. Tudo isso era divertido e interessante para o ocidente, porém Putin pos um freio nisso, fez a Rússia ser respeitada novamente e com muita dificuldades vem tentando reerguer a industria do país. Nada disso diverte o ocidente, por isso o excesso de criticas a sua pessoa."


Isso mesmo Ricardo.

Otan e EUA, continuarão se roendo e continuará sendo inútil. Já são 10 anos de derrotas no campo geopolítico para os "aliados" e continuam a perder, cada jogada que se metem enfiam o pé na lama, dá-lhe Kadhafi, Iraque, Afeganistão............................................

mario disse...

algume escuta ainda o que a Rússia tem a dizer?...fala sério...ninguém se importa