domingo, novembro 27, 2011

Partido Rússia Unida cada vez mais semelhante a Partido Comunista da União Soviética



Os 614 delegados do Congresso do Partido  Rússia Unida apoiaram unanimemente a candidatura ao cargo de Presidente do país.
O actual primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, agradeceu o forte apoio que lhe foi concedido e  não deixou de lançar fortes ataques ao Ocidente, acusando-o de financiar a oposição russa.
“Estou grato a Dmitri Anatolievitch Medvedev, ao Congresso do Rússia Unida pela apresentação da minha candidatura ao cargo de Presidente da Rússia. Claro que aceito essa proposta com gratidão”, declarou.
Putin disse que o Rússia Unida “mostrou o seu valor perante o rosto das convulsões económicas durante a crise financeira” e que é esse partido que “sabe melhor o que é preciso fazer e como fazer na nova etapa de desenvolvimento da Rússia”.
O actual primeiro-ministro russo prometeu resolver o problema das desigualdades sociais e manter a paz social no país.

“Faremos tudo para defender a paz social e a concórdia, pois trata-se do destino do Estado, do bem estar dos cidadãos, de coisas que iremos proteger e defender”, frisou.
“Saibam os que proclamam palavras de ordem de intolerância nacional e oficial, atirem diferentes ideias populistas e provocadoras, que conduzem à traição nacional e, no fim de contas, à desintegração do país, nós somos uma sociedade multinacional, um povo uno, uma Rússia indivisível”, acrescentou.
Segundo ele, a Rússia irá continuar a realizar uma política externa ativa e a falar verdade sobre o que se passa no mundo.
 “Iremos continuar a realizar uma política externa ativa, a defender, direta e honestamente, os nossos interesses, a participar na solução dos problemas globais, na criação de um sistema mundial político e económico mais justo, iremos falar de tudo o que se passa no mundo, mesmo se alguém não gostar disso”, precisou.
“Todos os nossos parceiros estrangeiros devem compreender: a Rússia é um país democrático, um parceiro seguro, previsível, pode-se e deve chegar a acordo com ela, mas nada se lhe pode impor a partir de fora”, preveniu.
Vladimir Putin aconselhou os Estados estrangeiros a não tentarem influir nos resultados das eleições na Rússia.
“Representantes de alguns Estados estrangeiros juntam aqueles a quem pagam dinheiro, dão-lhes instruções, encaminham-nos para o “respetivo trabalho” para, no fim de contas, no andamento da campanha eleitoral no nosso país”, acrescentou.
Segundo ele, “trata-se de um trabalho inútil. Como diz o nosso povo, é atirar dinheiro fora”.
“Porque, primeiro, Judas não é a personagem bíblica mais respeitada entre o nosso povo. Segundo, seria melhor se gastassem o dinheiro no pagamento da sua dívida pública e pusessem fim à política externa ineficaz e cara”, concluiu.
P.S. O Partido Rússia Unida faz cada vez mais lembrar o Partido Comunista da União Soviética: elogios intermináveis ao grande chefe, votações unânimes, promessas de futuro radioso e ameaças ao Ocidente. Será que a história na Rússia se irá voltar a repetir? De que forma: cómica ou trágica?
Como não podia deixar de ser, este partido violou a lei eleitoral ao ver o seu congresso ser transmitido em directo e na integra na televisão, sendo que os restantes seis partidos participantes nas parlamentares de 4 de Dezembro não têm direito a privilégios desses.

16 comentários:

Europeísta disse...

Decepcionante, até visualmente o congresso está semelhante aqueles do partido comunista.

Jest nas Wielu disse...

No importa como se vota, importa como se conta. I. V. Stalin

Anónimo disse...

JM, não seria possível relatar aos leitores os inúmeros atropelos da campanha eleitoral? Quando leio os pormenores na Internet, fico com os cabelos em pé.....
Mas no Ocidente, pouco se sabe....

Wandard disse...

Será que a história na Rússia se irá voltar a repetir? De que forma: cómica ou trágica?


Acredito que as duas coisas, será cômica para os inúteis esforços e gastos dos "países" da Otan pois os candidatos traidores e vendidos não tem a menor chance. E será trágica para as pretensões de como gostam de falar "alargamento da Nato", pois esta não conseguirá ir adiante.

Zhirinovsky Iskander! disse...

Tudo isso é muito bom, meio surreal! Cria uma verdadeira espectativa, pois tudo o que está ocorrendo irá mudar drasticamente os rumos pelos próximos anos!

O povo russo é SAGAZ e preparado para qualquer tipo de problema, e um nome forte como Vladimir Putin só irá trazer estabilidade e segurança á este povo que sofreu tanto nos anos 90!!!

Anónimo disse...

A falta de vergonha não tem limite. A questão é de saber quando deixa a Rússia de se meter nos assuntos dos outros países.

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo, se eu tivesse tempo, claro que publicaria, pois são numerosas as artimanhas eleitorais. Como você viu algumas na net, não quer escrever? Agradecia. Eu publico.

Wandard disse...

"Leitor anónimo, se eu tivesse tempo, claro que publicaria, pois são numerosas as artimanhas eleitorais. Como você viu algumas na net, não quer escrever? Agradecia. Eu publico."

Sr. Milhazes,

Concordo plenamente.


Desde que o Sr. que é residente em Moscou e é jornalista e claro possui os "contatos", publique também as artimanhas dos países integrantes da Otan e suas campanhas de intromissão na política russa. Se o sr. disser que não tem acesso a estas informações, até é possível acreditar, mas que desconhece ou estas são inexistentes, é confirmação de parcialidade e claro defensibilidade como cidadão de um país integrante da Otan.

Leonel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PortugueseMan disse...

Foi lançado mais um satélite GLONASS.

No espaço de um mês, 4 satélites GLONASS foram lançados o que garante 100% de cobertura planetária.

Possívelmente a decisão para indicar que o sistema está a 100%, será tomada tendo em conta a obtenção do maior impacto possível para as eleições.

Anónimo disse...

Diz Milhazes a páginas tantas:

(...) ameaças ao Ocidente....

Mas, oh Milhazes, então não é a Rússia - e o Mundo em geral - que estão a ser cercados pelo Imperialismo com a instrumentalização da NATO e da própria ONU ?!!! Centenas e centenas de bases militares USA espalhadas por todo o Mundo e cada vez mais próximas da capital russa.

Edmundo Dantas

Europeísta disse...

Wandard,

Talvez pq o blog seja sobre a Rússia....

Wandard disse...

"Wandard,

Talvez pq o blog seja sobre a Rússia...."

Você se chama José Milhazes??????????


Acho que não!!!!!!!

Anónimo disse...

O Wandard ficou nervoso...

Wandard disse...

Nem de longe:))))

rogers reggiori disse...

O mesmo se passa no Brasil com PT do casal Lula—Dilma,culto a personalidade falsa dos dirigentes e apesar do país estar vivendo uma crise o partido diz que está tudo bem.