terça-feira, abril 24, 2012

Militares russos reconhecem por fim ameaça nuclear do Irão e da Coreia do Norte

  
O Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia reconheceu hoje pela primeira vez a existência de uma ameaça nuclear proveniente dos regimes do Irão e da Coreia do Norte.
"A ameaça existe sempre, por isso nós acompanhamos atentamente o desenvolvimento do potencial nuclear de muitos Estados. E a análise que realizámos com os norte-americanos confirma que sim, que existe semelhante probabilidade, ameaça, e concordamos que é preciso criar uma defesa antimíssil", declarou o general Nikolai Makarov numa entrevista à televisão Russia Today.
Anteriormente, os militares e diplomatas russos sempre afirmaram que não existia qualquer ameaça nuclear para a Europa e a Rússia vinda do Irão e da Coreia do Norte, porque esses países não possuem potencial suficiente para a criação de armas nucleares.
O general Makarov acrescentou que os militares russos sabem que "muitos países que afirmam não ter armas nucleares, têm-nas".
"Sem dúvida que se caírem nas mãos de extremistas, isso será muito perigoso para a segurança internacional", frisou.
O chefe do Estado-Maior afirmou que a Rússia está pronta a colaborar com outros países para enfrentar essas ameaças.
"Temos de resolver em conjunto esse problema, vamos livrar-nos em conjunto das ameaças que podem surgir não só para os países da Europa, mas também para a Rússia, porque também somos parte da Europa", concluiu.

9 comentários:

MSantos disse...

Estas "ameaças" são muito úteis para os que mandam no mundo terem pretextos para terem os sabres em riste. A maior ameaça que o Irão poderá constituir por agora é a interrupção ainda que temporária do fluxo petrolífero no estreito de Ormuz e claro, para o Estado sionista de Israel, tendo ele próprio contribuido para a situação actual, a par da intervenção norte-americana que levou Sadam Hussein ao enforcamento. Outro resultado da intervenção americana e na Líbia é o massacre que o presidente sírio está a cometer para se manter no poder. Tal qual cães assanhados num beco sem saída.
De qualquer das formas o Irão só poderá constituir uma potencial ameaça global se conseguir possuir ICBMs dotados de ogivas nucleares e mesmo assim, isso poderá ser utilizado apenas para não ser invadido ou intervencionado militarmente.

A Coreia do Norte utiliza o nuclear apenas para manter "prestígio" e reeivindicar ajudas económicas que a mantêm. Como potencial agressor não passa de um tigre de papel.

O que será dos agressores quando os factores que lhes dão pretexto desaparecerem?

Cumpts
Manuel Santos

Wandard disse...

O jogo de informações se rorna cada vez mais intetessante. A questão do DAM continua latente, enquanto isto a Rússia prossegue com suas medidas para suplantar o sistema Otan e o Irã segue com seu projeto. Agora nada como agitar as moléculas da mídia para que os jornais mantenha os profissionais empregados.

Wandard disse...

O jogo de informações se rorna cada vez mais intetessante. A questão do DAM continua latente, enquanto isto a Rússia prossegue com suas medidas para suplantar o sistema Otan e o Irã segue com seu projeto. Agora nada como agitar as moléculas da mídia para que os jornais mantenha os profissionais empregados.

Moça Atómica disse...

Realmente há uma ameaça nuclear na forma de cogumelo, mas não das bombas de Hiroshima; mas sim desses mesmos, dos micóticos. Esta é a única energia nuclear que interessa aos russos. Enchem o pessoal de fungos e garanto que morrem sequinhos que nem uma árvore, maluquinhos que nem uma folha ao vento e acabam todos com pbeumonia dupla, como o fado do Vasco Santana.
Atenção ao fungagá, que não estou a brincar. Quando tiverem obras em casa, certifiquem-se se não há por lá radiações de cristais de oxalatos, que são a alimentação dos fungos. Nos tectos, nas paredes, até podem ser postos por vizinhos e cofundidos com infiltrações de água. As más notícias é que se dissolvem na água e são imperceptíveis, no café então até lhe dão mais gosto. Eu sei. Foi assim que me contaminaram.
Resultado: fui promiva a Líbia, Síria, Coreia do Norte e Irão. Não vos preocupeis, pessoal: eles estão sempre a falar de mim. É uma atracção mesmo fatal.Como se está vendo e se verá. Amén!!!

Голос революции disse...

Bomba nuclear: Quem tem, tá protegido, quem não tem é invadido!!!

Jest nas Wielu disse...

acordaram como sempre tarde, mas é bom que acordem, Irão e Coreia do Norte estão ao lado da FR e não ao lado dos EUA...

Wandard disse...

Segundo informa a Reuters, citando uma fonte anônima, próxima a Pyongyang, a Coréia do Norte poderá realizar um teste de armas nucleares já hoje após terem sido concluídos os preparativos necessários. Trata-se de uma explosão subterrânea semelhante às que se deram em 2006 e 2009.

As experiências podem coincidir com o Dia do Exército Popular que se assinala hoje ou ser realizadas no decurso de duas semanas seguintes.

Na véspera, a TV nacional da Coréia do Norte anunciou que o país está pronto para uma operação militar contra a Coréia do Sul. Neste contexto, os EUA apelaram a Pyongyang para que se abstenha de quaisquer provocações.

http://portuguese.ruvr.ru/

Wandard disse...

Um sofisticado sistema digital de comando das tropas da DAA da Rússia e da Bielorrússia será posto em funcionamento até o final do ano em curso.

Segundo uma fonte do Estado-Maior General russo, o comando será efetuado em regime automático, devendo os dois postos se situar na Bielorrússia e alguns outros na Rússia. Aos postos de comando será incumbida a missão de controlar as forças e os meios disponíveis, bem como os armamentos e equipamentos análogos no território da Região militar Ocidental da Rússia. Lembre-se que o atual sistema da DAA se baseia em complexos de mísseis S-400, os novos sistemas Tor-M2 e os radares Voronezh-DM.

A Rússia assinou um acordo de DAA conjunta também como a Arménia, podendo, em perspectiva, celebrar acordos análogos com outros países membros da CEI.


http://portuguese.ruvr.ru/

Jest nas Wielu disse...

sofisticação ao estilo do Lada Kalina...