sexta-feira, junho 29, 2012

Rússia autoriza novas formas de transporte de armamentos para NATO


O primeiro-ministro russo, assinou um decreto que autoriza a NATO a transportar armamentos e meios técnicos de e para o Afeganistão através do seu território por via rodoviária, ferroviária e aérea.
Num decreto assinado a 28 de março de 2008, Moscovo autorizava apenas o “trânsito terrestre” de armamentos e meios técnicos para as forças da NATO instaladas em Moscovo, mas o novo documento permite “trânsito terrestre e combinado”, ou seja, a Aliança pode empregar transportes ferroviário, rodoviário e aéreo.
Porém, Moscovo impõe quatro condições para que isso seja realizado.
Primeira, todas as mercadorias devem ser inspecionadas segundo as normas da União Alfandegária (Rússia, Bielorrússia e Cazaquistão) e da Rússia.
Segunda, a NATO deverá apresentar um documento (certificado) que confirme o tipo e quantidade de armamentos a transportar, bem como o objetivo dessa deslocação.
Terceira, a Aliança Atlântica deverá transportar armamentos em rigorosamente conformidade com esse certificado.
Quarta, todas as operações de transporte deverão ser realizadas na presença de funcionários russos.
Este documento permite à NATO utilizar um aeroporto na cidade russa de Ulianovski como ponto de trânsito entre a Europa e o Afeganistão.

7 comentários:

Pippo disse...

A NATO(EUA) safa-se assim do aperto em que se encontrava no Paquistão, com o corte dos acessos terrestres motivados pelas intervenções (perfeitamente justificadas, diga-se de passagem) das FA norte-americanas no Paquistão.

Resta saber quais serão as contrapartidas para a Rússia por esta "simpatia", ou se lhe bastará que o Afeganistão não seja dominado por extremistas islâmicos.

PortugueseMan disse...

Tal como o Pippo disse, resta saber quais as contrapartidas de tal gesto.

Para a NATO, esta autorização é de grande importância dada a extrema necessidade que tem para transportar todo o tipo de material/armas.

Terá que haver algo de semelhante importância em retorno...

Algo a ver com a Síria?

PEDRO LOPES disse...

Negociatas obscuras mais nada.
Os Russos não aprendem com a história. E confiam em gentalha dos mais reles que existe á face da terra.
A NATO ou quem manda nela é bem pior que 1000 Kadaffis juntos mais 1000 Assads + 10000 Sadam husseins.

Neste tipo de negociatas os Russos metem dó. Mesmo que recebam alguma compensação, a seguir vão ser logo postos entre a espada e a parede com outro assunto qualquer.

Para mim a colaboração com a NATO é semelhante á colaboração com os NAZIS. É crime contra o mundo livre.
Estas organizações ditatoriais como a NATO e a UE tem de ser erradicadas da face da terra.

Marshall Zhukov disse...

A Rússia está abrindo suas pernas para o Ocidente! E enquanto a Rússia facilita a vida dos militares da NATO, os mesmos apontam escudos anti-mísseis contra o arsenal nuclear russo!!!

É uma vergonha... A Rússia não consegue nem entregar 3 helicópteros MI-24 para a Síria, isso é uma humilhação!!! A NATO está acabando com os clientes militares externos russos, a ROSOBORONEXPORT perdeu US$ 4 bilhões em exportações com esta primavera árabe!!!

E enquanto isso a América está armando Israel com caças F-35 e financiando o sistema IRON DOME!!!

Estão cuspindo na cara da Rússia de todos os lados e esse governo, que eu achei que iria revolucionar, está sentado sem fazer nada!!!!

Para que servem então estes submarinos nucleares? E estes bombardeiros??? A NATO está instalando bases agora na Finlândia e Geórgia, cercando a Rússia de todos os lados, e a Rússia não toma nenhuma ação...

Tá na hora de um golpe militar na Rùssia, e botar no poder alguem com espírito nacionalista!!! Que não pense 2 vezes antes de apertar o botão da maleta, acionando os TOPOL-M!!!

PEDRO LOPES disse...

"A Rússia está abrindo suas pernas para o Ocidente! E enquanto a Rússia facilita a vida dos militares da NATO, os mesmos apontam escudos anti-mísseis contra o arsenal nuclear russo!!!"

Eu sou contra esta colaboração mercantilista a que os Russos aderem por vezes.

No entanto ainda recentemente os Russos realizaram exercícios militares em solo americanos e vão realizar outros em Pearl Harbour.

Mas eu sou completamente contra isto. São negociatas feitas por trás das cortinas. Não são do conhecimento publico e por isso me metem um certo nojo.

Gostava de ver uma Rússia verdadeiramente livre e autónoma das pressões bélicas, e económicas do Ocidente. Mas isso não está a acontecer.
Por vezes a liderança Russa parece firme (Síria) e ás vezes parece de manteiga.
Estranho é no mínimo.
Mas nós nada sabemos do que se passa nada do que se passa nos bastidores do poder.

Wandard disse...

Caros,

Tem um jogo por trás deste acordo. Não foi a Rússia que abriu as pernas, mas sim a OTAN que ficou com o rabo entre as pernas. Putin não trabalhou todos estes anos para escorregar em uma casca de banana, ele sabe o que está fazendo.

Aguardem.......

Pippo disse...

Claro que não, Wandard! Não há almoços grátis, isto é, já houve, muitos até, nos quais a Rússia serviu o caviar e os "ocidentais" empanturraram-se, arrotaram e partiram a loiça toda, mas acho que esses tempos já eram.

A ter havido "abertura de pernas", deve ter sido a águia a abri-las, e não o urso.