terça-feira, novembro 06, 2007

Instituto russo-europeu abrirá portas em 2008


A Rússia tenciona abrir numa das capitais da Europa, em 2008, um instituto de estudo da democracia e da liberdade no seio da União Europeia, declarou Serguei Iastrjembski, assessor do Vladimir Putin para assuntos europeus, numa entrevista ao diário Rossiiskaia gazeta.
“O instituto terá por objectivo estudar a legislação eleitoral dos Estados membros da União Europeia e a situação das minorias étnicas na Letónia e na Estónia. Será também prestada grande atenção às manifestações de racismo e xenofobia, bem como às condições das minorias étnicas e dos imigrantes nos países da UE” – precisou Iastrjembski.
Segundo ele, a autorização pelas estruturas administrativas europeias da criação desse instituto foi um dos resultados mais importantes da Cimeira Rússia-UE em Mafra.
“O novo centro de estudos, que deve começar a trabalhar em 2008, realizará intercâmbio de dados com defensores dos direitos humanos e organizações não governamentais, organizar discussões e mesas redondas e editar publicações conjuntas” – declarou o assessor do Kremlin.
O Kremlin ainda não escolheu o lugar onde será instalado o instituto. “Estão a ser analisadas numerosas possibilidades: Bruxelas, Berlim e Paris. O essencial é dar aos trabalhos do instituto um carácter claramente social. Este organismo não deve ser público, nem comercial” – concluiu Iastrjembski.

2 comentários:

Diogo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Jose Milhazes disse...

Caro leitor, vai ser sempre assim se os seus comentários forem inadequados e descabidos. Quer publicidade, procure outras paragens.