quinta-feira, outubro 30, 2008

Consórcio com participação da Brisa vence concurso para construção de troço de auto-estrada na Rússia

O Consórcio OAO Glavnaia Doroga, de que faz parte a empresa portuguesa Brisa, irá construir um troço de 19,5 km de auto-estrada que ligará a auto-estrada circular que rodeia a capital russa à estrada M1, entre Moscovo e Minsk.

Durante os próximos seis meses, o consórcio, onde, além da Brisa participam o Gazprombank, Stroigazkonsalting (Rússia), as empresas Alpine Bau (Áustria) e FCC Construccion (Espanha), irá realizar conversações com a Rosavtodor, organismo estatal russo que dirige a construção e manutenção de estradas no país, sobre a concessão do novo troço da auto-estrada por um período de 30 anos.

A construção deste troço de 19,5 quilómetros foi avaliada em 25 mil milhões de rublos, cerca de setecentos milhões de euros, sendo que cerca de 300 milhões de euros virão de um fundo nacional russo para a construção de estradas.

Mas a Brisa participa também, com os mesmos parceiros, no concurso para a construção de um troço de 43 quilómetros da auto-estrada que irá ligar Moscovo a São Petersburgo.

O valor da obra está calculado em mais de mil milhões e oitocentos mil euros. Mas se, no primeiro concurso, o consórcio OOO Glavnaia Doroga não teve concorrentes, no segundo, terá que disputar a obra com a companhia francesa Vinci e a Eurovia.

3 comentários:

samuel disse...

Desde ja, os meus parabens por este exelente blog, sou um visitante assiduo do seu blog,e acho as suas noticias muito bem estruturadas e tambem bem inseridas no contexto actual.
Se bem que a meu ver o sr. José Milhazes tem uma posição um pouco pró-russa nas suas noticias. Ironia do destino, descobri a poucos dias que sou colega de turma a 2 anos do seu filho Olev. Continuação de um bom trabalho

Jose Milhazes disse...

Caro Samuel, obrigado pelo elogio e por dizer que tenho uma posição um pouco pró-russa, já que fui muitas vezes acusado de ser anti-russo.

Samuel disse...

Quanto ao facto de ser acusado de postar noticias numa prespectiva anti-russa eu discordo completamente, e para verificar o contrario basta dar uma vista de
olhos a sua noticia " Rússia mostra que ainda tem pólvora nos paióis", onde da um enorme enfase a descida dos
submarinos russos as profundezas dos mares e oceanos enquanto a economia mundial se afunda numa grave crise.
continuação de um bom trabalho. Sou assinante da Revista Além-Mar e gostaria de voltar a ver la alguma noticia sua.