segunda-feira, dezembro 15, 2008

Lisboa, vais ter visitas!


Quatro navios de guerra russos chegarão sexta-feira a Lisboa, onde permanecerão até 22 de Dezembro, anunciou hoje o porta-voz da Marinha da Rússia, Igor Digalo.
"A estadia prolongar-se-á até 22 de Dezembro. Depois, o grupo de navios de guerra, constituído pelo porta-aviões Admiral Kuznetsov, o vaso de combate a submarinos Admiral Levtchenko, o petroleiro Serguei Ossipov e o rebocador de salvamento Nikolai Tchiker, atravessará o Estreito de Gibraltar e entrará no Mar Mediterrâneo, onde realizará manobras de treino militar", acrescentou Digalo.
Esta esquadra russa visitará vários portos de Estados do Mediterrâneo, disse.
Igor Digalo anunciou também que outra esquadra russa da Frota do Mar do Norte visitará Havana entre 19 e 23 de Dezembro.
"Será a primeira visita de vasos de guerra russos a Cuba desde os tempos da União Soviética", precisou.A esquadra é constituída pelo navio de combate a submarinos Admiral Tchabanenko e dois vasos auxiliares: Ivan Bubnov e SB-406.
Estas três embarcações, que participaram em manobras conjuntas com navios de guerra venezuelanos, terminaram hoje uma visita ao porto de Bluefields, na Nicarágua, onde descarregaram ajuda humanitária.

24 comentários:

Pippo disse...

Será que irão abrir as portas para visitas do público? Gostaria de visitar o Kuznetsov (se o horário mo permitir)...

Sabe em que tipo de exercícios eles vão participar?

Jose Milhazes disse...

Careo Pippo, eles fazem escala em Lisboa, mas desconheço se estarão acessíveis ao público. Telefone para o adido militar da Embaixada da Rússia em Lisboa, talvez lhe digam alguma coisa.

Pippo disse...

huuum, boa ideia! Obrigado

Wandard disse...

Pippo,

Vai me deixar com inveja.

Anónimo disse...

Um petroleiro no meio de uma frota de guerra? Há algo aqui que não bate certo.
Na Ria Novosti não disseram que o porta-aviões vinha.
Se estão cá 4 dias, haverá um dia de istas aberto ao público, certamente.

Anónimo disse...

Já agora: isto é que vai de invasão: foi MNE, foi Presidente, era para ser Patriarca e agora uns vasitos de guerra. Quem vem a seguir? A Miss Mundo?
Muito gostava eu de saber o que causou este súbito interesse russo cá pelo burgo...mas deve ser segredo de Estado.

MSantos disse...

Ótimas notícias!

Esperemos que o Admiral Kuznetsov atraque mesmo e não fique ao largo como costumam ficar os porta-aviões americanos.

Aquando da visita do Moskva a Lisboa, a bicha para o visitar era tão grande que perdi a vontade e fiquei-me só por tirar fotos do exterior (aliás se alguém me ensinar como posso enviar fotos num post e se for possível, agradecia).
Presumo que o Admiral Levtchenko seja um destroyer classe "Udaloy".

Relativamente ao petroleiro, é normalíssimo uma frota de combate andar acompanhada por navios de reabastecimento.

Vai ser muito emocionante para qualquer apreciador de navios de guerra, mas o que eu gostava mesmo de ver em Lisboa era o Pyotr Veliky.

Mas aí caía o carmo e a trindade por causa dos ambientalistas.

Cumpts
Manuel Santos

Afonso Henriques disse...

"Muito gostava eu de saber o que causou este súbito interesse russo cá pelo burgo...mas deve ser segredo de Estado."

É simples: Com as novas movimentações Rússia-América ou da Rússia para a América: Venezuela, Cuba, etc... é natural que achem Portugal uma peça essencial no Atlântico... ainda por cima com Açores e Madeira.

Não realizar o imenso potencial Oceânico que Portugal sempre representou até 1975 e a importantíssima fracção desse potêncial que Portugal ainda retém deriva do quê?
De um profundo desprezo e desrespeito por Portugal, talvez?

E a miss mundo... miss mundo o tanas! Tanto pedaço de céu na Rússia, em Moscovo, em São Petresburgo, tantas imigradas que cá estão tããão mais miss mundo que aquela! Bolas, eu saio á rua, vou ali para Lisboa e vejo dezenas de melhores miss mundos Portuguesas anónimas que aquela miss mundo Siberiana. Lá está, se não nos desprezássemos e desrespeitássemos tanto a nós próprios... Mas enfim, tem de haver margem para a existência do Bloco, do PC e de todo a sorte de Socialistas, não é?

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo, "tanker" traduz-se para português como petroleiro, navio que transporte combustível para as necessidades dos restantes navios.
Leitor Afonso Henriques, penso que o interesse se deve ao bom momento das relações bilaterais.

lsbarbosa disse...

Caros Leitores, lamento informar que o parta-aviões não vai atracar em Lisboa. Apenas o "Destroyer" e o "Tanker".
Confirmei este informação com o Porto de Lisboa e com a Embaixada da Rússia.
É realmente pena, mas a informação que me deram foi no sentido do "Kusnetzov" ser um navio demasiado grande para atracar no porto de lisboa.
Os navios vão estar no cais do porto de Lisboa em Alcantara, e poderão ser visitados no sábado e no Domingo da parte da tarde.

lsbarbosa disse...

Caros Leitores, lamento informar que o porta-aviões não vai atracar em Lisboa. Apenas o "Destroyer" e o "Tanker".
Confirmei este informação com o Porto de Lisboa e com a Embaixada da Rússia.
É realmente pena, mas a informação que me deram foi no sentido do "Kusnetzov" ser um navio demasiado grande para atracar no porto de lisboa.
Os navios vão estar no cais do porto de Lisboa em Alcantara, e poderão ser visitados no sábado e no Domingo da parte da tarde.

Pippo disse...

Desmancha prazeres! Vou rogar a praga: desejo que o Kusnetzov encalhe no Bugio! Ao menos sempre tiro umas fotos... :o)

MSantos disse...

Eu logo vi.

Já com os porta-aviões americanos é a mesma coisa.

Os maiores navios que já vi aportar em Alcântara foi o USS Nassau (um porta-helicópetros gigante de desembarque amfíbio - Marines) e o Moskva.

Cumpts
Manuel Santos

Pippo disse...

Eu visitei o Nassau!!! Estava na secundária e tinha tempo para me baldar às aulas. Delirei com os AV-8B Harrier, os AH-1 Cobra e os CH-53 Stalion.

Afonso Henriques disse...

"Leitor Afonso Henriques, penso que o interesse se deve ao bom momento das relações bilaterais."

De facto senhor Milhazes. Mas o que está por trás deste bom momento é a "expansão" Russa para o Atlântico.

Anónimo disse...

O contrapoder da Russia (ao poder dos EUA)é legitimo.

Anónimo disse...

Por aqui anda tudo aos papéis, pelo lido. Eu disse que não vinha o porta aviões, e não vem. Tanker é navio de abastecimento, não é petroleiro, JM. Outra em que eu tinha razão. O Einshenhower
esteve em Lisboa há 20 anos, eu visitei-o, por isso a desculpa
do porta aviões não atracar
é desculpa. Em Lisboa entra tudo o que há para entrar na maré cheia. E, caso contrário, o porta aviões poderia de
ficar ao largo.
Daí a questão é: porque vêm cá? Para meter carvão e fazer aguada? Os russos não
precisam de vir cá atracar 4 dias, até porque o navio almirante, o porta aviões, segue rota.Vem cá como veio o Presidente. Lógica não há. Bom momento de relações, sim, senhores. Mas já não havia antes do mês passado?E, para quem não sabe, o que o Lavrov veio cá fazer foi perguntar ao Amado no que estava Portugal interessado. Não foi nada convite do Amado, como também ninguém convidou o Medvedev .
Aqui há gato escondido, mas com o rabito de fora.
Ñote-se que por mim, podem vir à vontade. tragam dinheiro e arranjem empregos, que de iankees estamos fartos.

Anónimo disse...

Aliás, está confirmado que a visita é não oficial, tal como foi a do Presidente.
Conclusão: os russos andam a exibir-se aos tugas. O pior é que a malta não tem dinheiro para comprar. Ou será que quem quer comprar são eles? Mas as mulheres portuguesas são tão feias. Se calhar é o gosto do exótico!

Pippo disse...

Se calhar a malta tem dinheiro para comprar, depende do que se quiser vender...
E quanto a isso das nossas mulheres, há para todos os gostos. É que comer caviar todos os dias enjoa... :o)

Pippo disse...

É só para vos dizer que, ou muito me engano, ou estou a ver um dos navios russos estacionados perto da Rocha do Conde de Óbidos.

Anónimo disse...

O navio está na Rocha do Conde de Óbidos. Já chegou. Amanhã estou lá caídinho. Pode ser que me dêem um boné!

Pippo disse...

E as hordas invasoras já desembarcaram!
Andava um grupo de uns 8 oficiais (um tenente - penso eu - e mais uns quantos de patente desconhecida - 3 estrelas e umas bandas verticais), meio com cara de parvitos desorientados, pelos túneis da CP em Alcântara.
Presumo que o fim da noite venha ser passado em bares de gabarito, estilo o "Copenhaga" ali no Cais do Sodré, eheheh!

MSantos disse...

De manhã andei por Lisboa. A seguir ao almoço rumei ao escritório da empresa onde trabalho que é em Oeiras e em vez de ir pela A5 fui via Av. da India - Marginal. Vi o topo dos radares do destroier que estava tapado por uma pilha de contentores (obrigado LISCONT, tive uma perspectiva do que vai ser o novo terminal tão estranhamente ganho).

Quanto ao Kuznetsov, viste-lo.

Cumpts
Manuel Santos

DuartePMartins disse...

Caros amigos,
sempre fui um vigoroso interessado em Marinhas de Guerra, das quais tenho, por sinal, extensa informação.
Quando o Moskva aportou em Lisboa, tive o privilegio de o visitar.
Por muito frustrante que seja o facto do RFS Admiral Flota Sovetskogo Soyuza Kuznetsov não possa atracar, não invalida que a visita aos outros navios não valha a pena