quarta-feira, janeiro 14, 2009

Da Ucrânia

Caros leitores, não tenciono alterar o nome do meu blogue, mas isto significa apenas e só que me encontro na Ucrânia. Vim para tentar compreender se há santos e pecadores na guerra do gás, mas já conclui que há uma vítima: o povo ucraniano.
Com quem não falo, todos estão cansados deste conflito, mas, no fundamental, culpam Moscovo da situação, considerando que por detrás de problemas económicos, estão planos expansionistas do Kremlin.
Em comparação com o que vi e ouvi em 2004 e 2008, quando visitei a Ucrânia, desta vez encontrei muito pessimismo, desencanto face aos dirigentes do país e o mais preocupante é que as pessoas admitem uma guerra entre a Rússia e a Ucrânia. "Se a Rússia entrou em guerra com a Geórgia, pode fazer o mesmo com a Ucrânia. É impossível, pois são países irmãos? As guerras entre irmãos são ainda mais cruéis".
É também notória a degradação do nível de vida da população. A grivna (moeda nacional) cai em flecha em relação ao dólar e euro, as pessoas perdem nos salários, deixam de poder pagar os empréstimos feitos em dólares, etc., etc.
Resumindo, chega-se ao fim do dia cansado e com pouca vontade para digerir todas as informações colhidas durante o dia. Talvez amanhã tenha força para escrever mais. Um abraço de Kiev.

17 comentários:

Ricardo disse...

Acho que o provérbio africano: "Quando dois elefantes brigam,quem sofre é a grama" cabe bem para essa situação!

Clayton disse...

Poxa. Isso que eu temia. Caro que é só um desabafo, mas afinal nós sabemos que a realidade é bem provável.
Acho uma pena que a Rússia entre em conflito com a Ucrânia! Lendo relembrando umas noticias russas antiga algo veio na Cabeça: Alguns russos tem algumas decepções com a Ucrânia após a separação da União Soviética, dos "mesmos" falam que Que manda se desunir da "mãe" é agora vocês(Ucranianos) vem com a cara de pau de dizer que queremos um pedaço do bolo, eu avisei!

Mas é assim... EU, leitor diário do Blog estou semmmmpppprrreee TORCENDO que tudo termine BEM, Pois não é muito "respeitoso" cortar o gás num período de Frio.

PortugueseMan disse...

Confesso que se as pessoas na Ucrânia pensam numa guerra entre Rússia e Ucrânia possa acontecer, só com muita ignorância sobre o que aconteceu na Geórgia e com a imprensa ucraniana dar uma perspectiva retorcida da situação.

É certo que houve apoio por parte da Ucrânia à Geórgia, como houve com outros países, mas pensar numa guerra com a Ucrânia é coisa que não faz nenhum tipo de sentido.

É capaz de me dizer se tem havido inquéritos à população colocando essa hipótese e qual a percentagem que pensa em tal coisa?

Outra situação que já que está aí, poderia ajudar a perceber. A Ucrânia está neste momento a sentir algum tipo de corte no gás? existe indústrias, escolas, casa, o que seja com limitações do uso de gás?

Porque penso que a Ucrânia tem reservas para meses e pode aguentar-se perfeitamente um bom par de dias de conflito com a Rússia. O resto da Europa é que não.

O País está quase falido. Parte significativa da sua produção estava orientada para a Rússia, mudar de agulhas requer tempo, dinheiro e estabilidade política.

Bastava o presidente querer apenas uma integração na UE e não falar em NATO e muitos dos problemas que têm hoje não existiam.

Só que o principal objectivo deste presidente é a NATO e este é a raiz de todos os problemas actuais.

Este presidente não pensa nos interesses nacionais, está a dividir o país e a levá-lo à falência.

João Seabra disse...

Boa estada aí por Kiev, se precisares de algo apita
~
João Seabra

Anónimo disse...

Olá José Milhazes,

Votos de um boa estadia na Ucrânia, mesmo que cansativa e psicologicamente tortuosa. Estou convencido que a troca de impressões com os locais será bem mais reveladora do que o acompanhar da escabrosa meta-novela que os políticos de ambos os países tem posto em cena.

Aquando da minha visita à Crimeia fiquei exactamente com a mesma impressão: que o cidadão comum, mesmo que ainda não esteja a sentir a falta de gás, está de sobremaneira desgastado com o afundar da economia; ora com esta crise estúpida as perspectivas vão de mal a pior, donde se revelará difícil manter mínimos de moral entre a população.

No início de Janeiro ninguém com quem conversei abordou abertamente a possibilidade da situação degenerar em guerra, talvez porque mesmo entre a população russófona ninguém queira conceber tal hipótese. Espero que o governo não esteja a utilizar os media para fazer uma gestão de expectativas nesse sentido (hipótese especulativa formulada à distância, bem entendido).

O pior mesmo é que não se vislumbra um qualquer Obama a concorrer às eleições que se avizinham, e não vislumbro como qualquer um dos candidatos que já tem os respectivos poleiros poderão merecer nem a confiança nem a simpatia da população.

Um abraço,
joao bacelar

Jest nas Wielu disse...

Muita pena que não sabia da sua viagem para a Ucrânia, se quiser, organizo lhe os encontros com a nossa juventude, como a comunidade blogger, com os jornalistas (UNIAN, “Ukrayina Moloda”, TV), etc. É só escrever para o meu mail e mandar me o número do seu celular na Ucrânia. A visão de um jornalista só enriquece em contacto com as várias sensibilidades políticas e sociais.

Já agora, os tártaros do Tatarstão oferecem o gás para a Ucrânia gratuitamente!
http://blogs.mail.ru/mail/dina175/76B322E7B93B1E9E.html

kremlino disse...

Ah, já percebi que o JEST é ucraniano. Isso explica quase tudo, de facto.
-----
CARO JM:
convinha reter alguns elementos factuais:
1. A Europa e os EUA financiaram a Geórgia e a Ucrânia, dois Estados falidos e corruptos.
2 A Ucrânia vendeu armas à Geórgia, que mataram cidadãos russos.
3. A Ucrânia guardou gás que dá para 1 ano, recusou-se a saldar as dívidas com a Rússia e a fazer contrato com preços de mercado. A seguir esperou pelo corte e começou a roubar, sabendo que os riussos teriam de cortar o gás todo a seguir.
4. Bush financiou a manobra para se vingar da humilhação sofrida na Geórgia, provocando um rombo no orçamento russo e um maior ainda no prestígio russo na UE. Os cobardes dos europeus farão tudo para não hostilizar o lap dog que é a Ucrânia, por isso continuam a acusar os russos quando os inspectores no terreno já viram que são os ucranianos que cortam o gás.
Portanto, a UE está a ter o que merece e a Rússia não pode ceder à chantagem ucraniana. Se o povo sofre, corra com os dirigentes que o deixam nessa situação.Não me merece respeito nenhum quem continua a dizer que foi a Rússia que declarou guerra à Geórgia.
Para terminar, Putin vai mesmo a Portugal. Informe-se.

PortugueseMan disse...

Tinha dúvidas sobre a quantidade de gás que a Ucrânia tinha.

Mas um artigo que saiu hoje, dá a indicação.

"...Tymoshenko said Ukraine has enough gas reserves to last a year — far more than previously reported..."

Artigo:
"Ukraine rejects Russia's latest gas request"

htt p:/ /www.usatoday.com/news/world/2009-01-15 -ukraine-russia-gas_N.htm?csp=34

Mas com isto completei a peça do puzzle que me faltava. Eu não sabia quanto tempo podia a Ucrânia resistir sem receber gás russo.

Sabia que podia estar mais tempo que os outros países, mas não sabia que era tanto tempo.

E com isto vê-se perfeitamente o jogo da Ucrânia. Quem decide o que pagar é a Ucrânia ou então não passa nada para a Europa.

A Europa não tem como solucionar isto e possívelmente irá ter que pagar a diferença que a Rússia pede e a Ucrânia está a pagar.

Mais, a Rússia não vai ceder enquanto não ficar claro para toda a gente quem de facto está a cortar o gás para a Europa.

Resultado para a Ucrânia: vai conseguir pagar o preço que quer, mas comprometeu o futuro da sua nação.

Arrisca-se a ficar completamente isolada pois isto não será esquecido na Europa e a Rússia irá também voltar as costas.

A Ucrânia só poderá fazer este jogo enquanto não estiver construido os novos pipelines russos.

Entretanto arrisca-se a perder muitos negócios tanto na Europa como na Rússia.

E pode começar a esquecer qualquer tipo de investimento externo.

Jest nas Wielu disse...

2 Kremlino

1. Ainda bem que percebeu, eu desconfiava que não ia perceber.
2. Geórgia acabou com a corrupção na vigência do Presidente Mikael Saakashvili, informe-se melhor.
3. Ucrânia pode vender as armas a Geórgia, pois não existe nenhum embargo internacional contra aquele país. A Rússia não podia vender / passar as armas aos separatistas, pois era proibido pela ONU.
4. Os russos roubam o gás na Sibéria sem uma contrapartida séria para as comunidades locais (tártaros).
5. Não me merece respeito nenhum, quem continua a falar sobre “dois bilhões de ossetas, assassinados pessoalmente pelo Saakashvili” sem apresentar nenhumas provas.
6. Portanto, a UE está a ter o que merece por não apoiar a Geórgia & Ucrânia suficientemente.

PortugueseMan disse...

"Geórgia acabou com a corrupção na vigência do Presidente Mikael Saakashvili"

Nem em sonhos.

"Ucrânia pode vender as armas a Geórgia, pois não existe nenhum embargo internacional contra aquele país. "

Não terá então problemas em apontar-me uma Declaração oficial de venda e data de entrega por favor.

"Os russos roubam o gás na Sibéria "

Aqui temos portugueses que roubam bancos em vários pontos de Portugal...

"UE está a ter o que merece por não apoiar a Geórgia & Ucrânia suficientemente."

Nem sonha o que espera a Ucrânia se continua por este caminho, nem sonha.

Jose Milhazes disse...

Se o leitor Kremlino está convencido de que Putin vai a Portugal que posso eu dizer?

Jest nas Wielu disse...

2 PortugueseMan

1. ´Tas falar muito em sonhos, mas a corrupção eliminada na Geórgia é uma realidade. Leia o artigo da Yulia Latynina no meu blog “O inclemente estado livre”.
2. Quem és tu, para me pedires a tal declaração? O homem português? Acorda...
3. Só que a Sibéria não é deles e os povos nativos não gostam.
4. Acorda e para de ameaçar. Senão fazes o que? Vais escrever um post completamente inclemente contra a Ucrânia? Com toda a garra, inclemência e coragem do homem português sonhando no sofá? Acorda, homem, vai mas é trabalhar, como diz Nuno Lopes ....

p.s. É claro que você é um berserker vivo, mas não tenho medo das suas ameaças mortíferas, nem sei porque

p.p.s.

MNE da Ucrânia escreve para o Gazprom

Ministério dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia divulgou hoje na imprensa um comunicado invulgarmente duro à Gazprom.

«As conclusões de ontem dos peritos da União Europeia e a declaração do Comissário A. Pibalgs, que a rota alternativa do trânsito do gás russo, proposta pelo Gazprom é tecnicamente impossível, colocou todos os pontos na questão quem terá que ter a responsabilidade pela suspensão do abastecimento de gás aos consumidores europeus.

A Rússia não consegui transformar a UE em um instrumento político de pressão sobre a Ucrânia.

No entanto, agora não é o momento para procurar os responsáveis. Agora é o momento para resolver problemas que afectam toda a Europa, incluindo a Ucrânia. Infelizmente, nesta situação, o Gazprom se comporta como um bagunceiro, enchendo a UE com as chicanas, em vez de arregaçar as mangas e procurar o compromisso. Existem todos os sinais da agonia do gás do lado russo, de acordo com declarações dos seus representantes. Portanto, a única solução de compromisso, e disto estão ciente na Ucrânia e na União Europeia, é a criação imediata de um acordo técnico interino sobre o trânsito do gás russo para a UE.

Estamos solidários com as dificuldades financeiras enfrentadas pelo Gazprom, e, apesar do ressentimento das últimas semanas, estamos prontos para procurar uma solução de compromisso que permitiria à todas as partes sair desta força – maior energética. No entanto, estamos convictos, que no caminho das chicanas e da histeria política, o compromisso não será encontrado”.

Fonte:
http://obkom.net.ua/news/2009-01-15/1440.shtml

PortugueseMan disse...

1. Não é.

2. O que quero saber é como foi efectuada essa venda.

A venda de armas foi anunciada quando?

Quando foi entregue o material?

4. Sinceramente olho para o meu post e não consigo descobrir onde é que eu estou a ameaçar o que quer que seja. Por isso aconselho calma ao ler os posts, isto se quer manter uma conversa num mínimo de condições.

Relativo ao artigo colocado é completamente irrelevante dado que faz parte de um dos lados da contenda.

O facto é que imprensa já começa a dar sinais de que a Ucrânia não está tão inocente como quer aparentar e vamos ver como é que a Ucrânia vai sair disto.

Inácio Cristiano disse...

(Comentário repassado, referente ao post do domingo)

"Até onde vai a incompetência da diplomacia europeia?"
Boa pergunta do tão eclético quanto tolerante bloguista domiciliado sr.Milhazes.
Por mim respondo, ao invés dos demais propinantes que têm disparado em todas as direcções no intúito de acertar nos diferentes alvos num raio de acção de 360º.
O alvo é só um, e nesta altura o atirador nunca podería ser um checo, como que sorteado em lotaria de condominio!
Durão Barroso, quanto muito coadjuvado por Xavier Sollana é que deveriam assumir o papel de uma das partes, a que paga!
A outra, a que ganha com o negócio, perante a incompatibilidade de se entenderem sós, deveria ter a assessoria do maior consumidor da trasfega, consumisse a Ucrânia ou não o gaz russo, por falta de acordo entre eles.
A dispensa do presidente checo, por motivos óbvios para qualquer "diplomata". A possibilidade de fornecer os países além-Ucrânia durante um determinado periodo, sem fornecer a própria Ucrânia, era de todo preferivel, uma vez que a Russia acusa sistemáticamente a Ucrânia de roubo nos gasedutos ucranianos, ficando assim desmistificada esta escabrosa (ou , não) acusação!.
Tanto o governo ucraniano, como o russo têm dado ao mundo um espectáculo deploravel, mais próprio de um Albergue de Dementes da era Bresniev, onde a URSS era tão prolixa.
Como se sobre-estimou o caracter dos negociadores a minha resposta só pode ser uma:
A incompetência da diplomacia europeia, para alguns europeus segue com muitos graus negativos, e isso é trágico para nós todos europeus!

kremlino disse...

JM:
pode responder-me, se assim o entender, porque escrevi para si e não para um tótó anti-russo que por aí anda.
Tenho informação que Putin vai a Portugal. Se estou enganado, logo veremos.
Também soube que deram uma rena de prenda a Medvedev.
Saudações.

Tiana disse...

Ola a todos,sou brasileira mais precisamente do interior do estado de pernambuco e acerca de um mes venho acompanhando esse blog porque tenho muita curiosidade em saber como pensam e vivem pessos que de outros paises ou brasileiros que moram fora,e podem acreditar que todos voces comseus comentarios tem me enriquecido muito com suas ideias,mesmo quando alguns falam coisas que nao concordo mesmo assim me acrescenta algo, porque defendem suas ideias com paixao e bons argumentos.Nao se voces sao brasileiros,russos,ucranianos,portugueses...so que que saibam que os admiro e que torco pra que pelo menos no ambiente desse blog esteja presente a TOLERANCIA,que e tao importante e quem sabe com ela possamos evitar tantos conflitos desnecessarios.Sabe as vezes fico me perguntando: se o ser humano e capaz de fazer tantas coisas maravilhosas como o aviao,vacinas,remedios...entao porque nao consegue fazer uma coisa tao simples que e se colocar no lugar do outro,antes de fazer qualquer julgamento pensar e se fosse eu?. UM grande abraco a todos,fiquem com Deus.

alerts disse...

Some of the content is very worthy of my drawing, I like your information!
costume jewelry