quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Agente russo com passaporte português procurado na Europa


O agente secreto russo Serguei Iakovlev (na foto), que servia de elo de ligação entre Herman Simm, alto funcionário do ministério da Defesa da Estónia e tinha passaporte português, está a ser procurado em toda a Europa, noticía a imprensa estónia de hoje.
O Tribunal do Bairro Hariumaa, em Tallinn, condenou Herman Simm por espionagem a favor da Rússia a uma pena de prisão de 12 anos e seis meses e a uma multa de 1,3 milhões de euros.
Simm e a sua esposa foram detidos nos finais de Setembro de 2008, tendo sido acusado de transmitir informações secretas à Rússia. Segundo a imprensa estónia, Siim e a esposa conseguiram transmitir cerca de três mil documentos secretos aos serviços secretos russos.
Na acusação escreve-se que Simm entregava os documentos aos oficiais russos Valeri Zentsov e Serguei Iakovlev, trabalhando este último com um passaporte português passado em nome de António de Jesus Amorett Grafa.
A imprensa estónia escreve que foi emitido um mandado de captura europeu (European Arrest Warrant) contra Iakovlev-Jesus.
Em 1995, Simm passou a dirigir a Secão da Política de Defesa do Ministério da Defesa da Estónia e, em 2000, passou a ter sob a sua alçada a Secção de Segurança desse ministério. Em 2006, foi nomeado conselheiro do Ministério da Defesa.
A Secção de Segurança é uma secção do Ministério da Defesa da Estónia que protege segredos de Estado no país.
Além disso, Simm dirigiu delegações estónias quando da assinatura de acordos sobre a defesa de informação secreta com países estrangeiros. Ele ocupava-se também da elaboração de sistemas de informação na NATO e União Europeia.
Graças aos cargos ocupados, Simm dispunha de um passaporte diplomático, que lhe permitia transportar informação confidencial.
Segundo fontes da Lusa em Tallinn contactadas por telefone, Herman Simm tinha acesso aos sistema de cifra da NATO Elektrodat e conseguiu fazê-lo chegar a Moscovo.

10 comentários:

PortugueseMan disse...

Bom, por esta hora já deve estar na Rússia...

De tempos a tempos lá é um apanhado.

ABC/KREMLINO disse...

hehehe
este deve ser um dos que anda metido neste blog

Ricardo disse...

Já saiu da europa europa a muito tempo, bem capaz que esyeja morando em uma cidadezinha pacata da Sibéria Oriental.

Jest nas Wielu disse...

Off top

Ontem os piratas da Somália capturaram um petroleiro russo, ninguém comenta? Onde está a gloriosa marinha que “podia dar cabo da frota americana no Mar Negro”? Olá, towarish marinha....

Anónimo disse...

É isso aí espião!!!

Rodrigoo

Ricardo disse...

off

Isso não significa nada, os piratas da somalia cansaram de sequestrar navios dos países da Otan. A uns dias atras o cruzador russo "pedro, o grande" ( que sozinho tem de longe mais pode que toda marinha portuguesa junta) capturou 10 piratas que foram entregas as autoridades.

Anónimo disse...

Pois é, mas em Portugal há muita gente que não acredita que haja cá agentes do FSB russos. Eles, de facto, não andam com distintivos na lapela...
Só depois de causarem os danos é que se põem trancas à porta.

Jose Milhazes disse...

Leritor Jest, não está a fazer confusão com o ataque de piratas nigerianos contra petroleiro russo, que conseguiu escapar à perseguição?

Wandard disse...

Se o trabalho foi bem feito e as informações obtidas foram relevantes ele com certeza está na Rússia e esta ordem de prisão que com certeza é válida para os países integrantes da Otan, não vai adiantar muita coisa. Nenhuma novidade é só o velho jogo que continua, a Estonia quis fazer parte da Otan, então tem que arcar com o preço a pagar

MSantos disse...

Espiar para os russos, num estado cujo governo serve os interesses de uma potência estrangeira.

Onde ficará a Estónia no meio disto tudo?

As histórias de espionagem, regra geral para quem as vê de fora, costumam ser fascinantes e tristes.

Para quem as vive, costumam ser histórias sórdidas e sujas de ódio, vingança ou mera ganância.

Cumpts
Manuel Santos