segunda-feira, março 09, 2009

Páginas Desconhecidas da História da Ucrânia


Quem não conhece a Ucrânia, mas tem a mente aberta para conhecer este país, poderá participar na Quinzena Histórica e Cultural da Ucrânia na Universidade de Lisboa, de 17 a 31 de Marco de 2009, organizada pela Reitoria da Universidade de Lisboa, pela Embaixada da Ucrânia, pela Associação dos Ucranianos em Portugal e pela Associação CompaRes.
Ver mais informações em: http://ukremigrantpt.pp.net.ua/Spilka/cartaz.pdf .

4 comentários:

Nuno disse...

Aconselho todos os leitores a provarem a cerveja ucraniana. A "Tchernikovskoï" não esta nada mal - quer a Premium quer a outra cujo nome não me recordo.

(à venda em qualquer loja eslava em Portugal)

kauskas disse...

Olha essa não me lembro de ter bebido mas bebi Obolon e Slavutich a ultima gosto mais se bem que a Obolon tinha uma cerveja preta nova muito boa :)
http://www.obolon.com/ru/production/beer/7/

Jest nas Wielu disse...

Oi, Nuno, acho que estas falar desta cerveja:
Chernigivske:
http://www.chernigivske.com.ua/en/beer/history.html

Obolon:
http://www.obolon.com
Comprar Obolon em Portugal:
http://www.obolon.com/en/partnership/world

Slavutich (Slavutich é o nome eslavo do rio Dnipro):
http://www.youtube.com/watch?v=2BUQK-J0tI8

Lvivske:
http://www.youtube.com/watch?v=GjBo41lMx1g
(Compadre, sabes como os moscovitas chamam a nossa cerveja? Como??? Cerveza!!! Ha-ha-ha-ha-ha!!!! Sinta o sabor da lenda).

annet-journal disse...

Muito boa tarde a todos!
Acabei de descobrir este blog e, de facto, fiquei muito contente por encontrar um recurso destes em português sobre os acontecimentos na Rússia e seus arredores, gerado por uma pessoa tão competente.
Contudo, gostava de fazer uma pergunta a Dr. José Milhazes: qual é a sua posição relativamente a divulgação de informação enganosa relativamente a fome artificial dos anos 30 por políticos ucranianos?
Infelizmente não conseguí ir assistir a esta conferência (do dia 17), apesar de ter o convite na mão, mas por outro lado, também não queria fazer uma má figura, porque tenho a certeza que não ficava calada se tivesse ouvido algo do genero "foi um genocídio planeado contra o povo ucraniano".
É obvio que esta "exposição/provocação" não foi criada pela Primeira dama da Ucránia só para "refrescar a memória", mas si para, mais uma vez, confrontar os povos russo e ucraniano e criar um ambiente desagradável a volta da Rússia. Já que a primeira dama tem nacionalidae norte-americana, não é difícil perceber, quem teve a iniciativa de criação desta desgraçada exposição....