domingo, março 08, 2009

Eurovisão: de escândalo em escândalo


A eleição da cantora que irá representar a Rússia no festival da Eurovisão terminou em escândalo, depois de público e júri terem escolhido uma ucraniana que irá cantar em ucraniano uma canção de um compositor georgiano.
A cantora ucraniana Anastássia Prikhodko (na foto) recebeu os votos de 25 por cento dos telespectadores e de cinco dos 11 membros de um júri profissional.
Anastássia irá interpretar a canção “Mamo” (Mamã em ucraniano). A conhecida cantora pop russa Valeria classificou-se em segundo lugar e o empresário exigiu já a anulação dos resultados da votação.
“Não ficaria mal disposto se ganhasse outro”, declarou Iossif Prigojin, que, além de empresário, é também marido da cantora Valeria.
“É necessário realizar novas eleições e mandar à Eurovisão outra pessoa, porque a canção é interpretada em língua ucraniana, nada tem a ver com a Rússia”, frisou.
O empresário da vencedora, o georgiano Konstantin Meladzé, considerou que a presença de Anastássia no festival é “muito correcta e atempada”.
“Isto traz-me uma enorme alegria. Sou pela amizade de russos, ucranianos e de todos os outros. No fundo, trata-se de uma canção muito internacional, porque a música foi composta por um georgiano, a canção é interpretada por uma ucraniana e metade do poema foi escrito por uma estónia”, declarou Meladzé.
“É um sinal actual de que a real irmandade das almas dos nossos povos existe”, concluiu.
Dima Bilan, vencedor do ano passado do Festival da Eurovisão, felicitou Valeria e ofereceu-lhe o talismã que usava quando da vitória.
Anastássia Prikhodko candidatou-se a representar a Ucrânia, com uma canção com texto em língua russa, mas foi desclassificada porque essa canção já tinha sido publicada antes de 01 de Outubro de 2008, o que é proibido pelas normas da Eurovisão.
A final do Festival da Eurovisão, que se irá realizar em Moscovo a 16 de Maio, poderá ficar marcada por outro escândalo. Os representantes georgianos foram acusados de levar à capital russa uma canção contra Vladimir Putin, actual primeiro-ministro e antigo Presidente russo.

15 comentários:

Jest nas Wielu disse...

Anafema!!! Cantar uma canção numa língua que nem existe, mas como se pode, como alguém consegue praticar uma russsofóbia tão cinicamente apurada, mas é uma provocação clara da CIA – NATO e da UE em peso só e só para separar os irmãos eslavos...

p.s.
Os russo – tropicalistas andavam por aqui a contar as maravilhas sobre como eles amam estes ucranianos ingratos e aqui basta uma canção ser cantada em ucraniano (sacrilégio dos sacrilégios) e já temos a nossa tempestade ... do amor fraternal.

p.p.s. Parece que este Festival será melhor do que o último, teremos o put in, teremos vários put out e ainda não é o fim da picada

Manolo Heredia disse...

Nem tudo o que parece é...

Jest nas Wielu disse...

As coisas vão aquecem muito bastante, os russos descobriram que o irmão da Anastasiya, Nazar “Viter” é membro da organização nacionalista ucraniana UNA – UNSO (combateu na guerra da Transnístria contra a Moldova / Roménia e na guerra de 1993 na Abecásia apoiou a Geórgia, nas eleições de 2004 o seu líder histórico Dmytro Korchynskiy, apoiou o candidato pró – Kremlin, Yanukovich).

Acho que haverá o dia do luto e outras tristezas.

p.s.
O humorista Mikhail Zhevaneckiy sobre o “país democrático”, no melhor estilo do seu humor mordaz dos anos 1987 – 1990.
http://www.youtube.com/watch?v=5UzlK3XqCUw&eurl
cheguei a pensar que a Rússia nunca mais poderá rir com este tipo de piadas.

Ricardo disse...

Bom, não sei se ela tem uma voz bela, mas a beleza da moça é inquestionavel

Jest nas Wielu disse...

off top:

Quem não conhece a Ucrânia, mas tem a mente aberta para conhecer este país, poderá participar na Quinzena Histórica e Cultural da Ucrânia na Universidade de Lisboa, de 17 a 31 de Marco de 2009, organizada pela A Reitoria da Universidade de Lisboa, a Embaixada da Ucrânia, a Associação dos Ucranianos em Portugal e a Associação CompaRes

Mais informação:
http://ukremigrantpt.pp.net.ua/Spilka/cartaz.pdf

Anónimo disse...

Mas que peixeirada. É olho por olho, dente por dente. Quando é que esta gente toda crescerá? Que primários!

tiagopereira disse...

Neste caso parece-me que é necessário definir melhor em português se "russo" significa русский ou россиский.

Pyotr Konstantin Schitikoff disse...

Para quem quiser ouvi-la cantar, clique aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=huQIMFDxfow

Canta bem a danada. E como é bela! Uau!

Mas ucraniana representando russos é pedir briga...hehehe

Nuno Bento disse...

Caro Milhazes,

acho que Portugal esta muito mais desenvolvido do que a Rússia. é que eu praticamente já não me recordo dos momentos em que tínhamos raiva dos espanhóis por estes ajudarem a afundar a nossa canção, não retribuindo os pontos que lhes dávamos.

Pelos vistos, ainda há quem leve as cantorias muito a serio.

Cumprimentos.

P.s.: não se esqueça depois de nos informar quem é que ganhou o festival. é pouco provável que saiba o desfecho de outro modo.

P.s.(2): mas oculte a classificação final da canção portuguesa.

Jest nas Wielu disse...

A Anastasiya tem uma bela voz. Várias musicas dela no YouTube:
http://www.youtube.com/results?search_type=&search_query=Prihodko+Anastasiya&aq=f
Canção “Mamo” (peq. Esclarecimento, canção é em russo, o refrão é em ucraniano, embora o refrão “ocupa” metade da canção, ainda bem para os ucranianos, a maquina propagandística russa terá que gastar o tempo / dinheiro para promover a “sua” canção, explicando aos curiosos, porque metade dela é cantada numa língua que “não existe”.
http://www.youtube.com/watch?v=1USu1KxldvA

p.s. é impossível não lembrar da Ruslana e da sua vitória com uma bela canção ucraniana de raiz étnica. Ucrânia rulz e viva a Lasha Tumbai 2!

Afonso Henriques disse...

Óptimo!
É sinal que os Russos vêem a Ucrânia como sua. E "Ucrâniano" como uma língua dos parôlos do Oeste.

Catita.


Bem, quanto aos Geórgianos, espero que sejam vaiados pelo público. Vai ser interessante...

"étnia Ucrâniana" BAHHHHH!!! Que piada!!!
E formou-se quando essa etnia?
É que nunca a vi num livro de História anterior a 1917...

Jose Milhazes disse...

Leitor Afonso Henriques, leia livros de História sobre o período anterior a 1917 e verá que encontrará ucranianos. Se você não conhece, isso não significa que não existe.

Wandard disse...

Os Ucranianos como etnia, já eram reconhecidos desde o século XIV, a identidade nacional ucraniana tomou forma a partir do século XIX.

Anónimo disse...

ucranianos eram sempre os antigos rutenos...povinho ignorante esse


sérgio

Jest nas Wielu disse...

Mas que ignorância, Sérginho, que santa ignorância... Os rutenos era o nome dado na Austro – Hungria aos ucranianos da Galiza ucraniana (fazia parte da Austro – Hungria) e não aos ucranianos da Ucrânia Central & Leste que viviam sob o domínio russo. É pá, já tinha pedido delicadamente, estudem a parte material e depois venham cá nós surpreender com os seus “profundos” conhecimentos da história ucraniana.

p.s.
Já agora, pesquisem o Google sobre o poeta Ivan Francó (tem alguns versos sobre a emigração Ucraniana no Brasil), ele é um óptimo exemplo da dita cuja “ignorância” dos rutenos.