terça-feira, abril 21, 2009

Crise nem sequer poupa múmia de Lénine


A múmia de Lénine, que se encontra exposta ao público no mausoléu da Praça Vermelha da capital russa, não mudou de fato devido à crise económica, embora esteja a precisar disso há alguns anos, escreve hoje o diário Trud.
Os especialistas que olham pelo estado da múmia do dirigente da revolução comunista na Rússia em 1917 queixam-se de que nem sequer há dinheiro para os trabalhos de embalsamento, a que Lénine tem de ser sujeito anualmente.
“O Estado não dá um cêntimo desde 1992. Tudo é mantido à custa da Fundação “Mausoléu de Lénine” e dos mecenas. E agora com a crise...”, declarou ao jornal Iúri Denissov-Nikolski, vice-director do Instituto de Investigação de ervas medicinais e médicas, que participa nos trabalhos de conservação da múmia.
O cadáver de Lénine foi embalsamado depois da sua morte, em 1921, e exposto num mausoléu construído para o efeito. Durante os primeiros 17, a múmia envergava um fato militar, igual ao usado pelos dirigentes comunistas.
Porém, depois, Lénine passou a vestir um fato civil caro de tecido de lã brilhante, fabricado na Suíça, igual aos que ele gostava de portar quando era vivo. O último foi confeccionado por encomenda em 2003.
Esse fato já devia ter sido mudado há vários anos, mas, devido à falta de meios, ele é sujeito a limpeza a vapor e engomado para que a mais pequena sujidade não prejudique o embalsamento.
Recentemente, a múmia foi sujeita ao tratamento anual com ervas medicinais para melhor se conservar.
“Trata-se de uma tecnologia única. Graças a ela, Lénine pode conservar-se mais cem anos”, sublinha Denissov-Nikolski.

24 comentários:

Anónimo disse...

Caro JM

Artigo muito interessante!
Só uma pequena correcção a uma gralha: "nem sequer à dinheiro" deveria ser "nem sequer há dinheiro".
Queira-me desculpar.

Jose Milhazes disse...

Caro leitor, obrigado. Vou emendar.

Pippo disse...

O que é espantoso é que o homem continue em exibição, qual animal empalhado num Museu de História Natural.
Pelos menos, foi isso que eu pensei mal entrei na sala grande do Mausoléu.

Jacob disse...

Até hoje sua obra possui atualidade, quem lê "O imperialismo, fase superior do capitalismo" percebe claramente a dependência dos países latino-americanos da economia do primeiro mundo.

Conheço algum de seus escritos, os principais, mas certa feita fiquei aturdido quando vi o tamanho de suas obras completas em livros postos lado a lado, quase dois metros.

A humanidade, e os europeus em particular, devem muito a Lenin pelo bem-estar que usufruem.

Anónimo disse...

como os comunas não acrediavam em deus , dessa forma tiveram de arranjar um substituto, procuraram..pocuraram ..arranjaram o mister lenin!... um homem que pode ter sido o maior corrupto, psicopata, monstro e tirano de todos os tempos, aqui ninguem pode acusar os comunas de mau gosto han!.
já agora sr. milhazes, não sei se é devido ao seu recente arrependimento visto que o sr. já foi um fiel mecenas e aposto que acendia uma velinha todas as noites no se altar dicado ao "santo" lenine, mas lenine morreu em 1924, epa esta mania dos comunas serem péssimos em números e estatistica irrita-me!!

vicente

Anónimo disse...

Deveriam era jogar essa coisa horrorosa e fora!

Eu.

Jose Milhazes disse...

Leitor Jacob, as obras de Lénine nunca foram completamente publicadas em língua nenhuma. A edição russa, alegadamente completa, não contém numerosos documentos, onde Lénine ordenava o assassinato de milhares e milhares de pessoas, a criação de campos de concentração, etc.

Ricardo disse...

Lenin sem dúvidas era um grande homem, porém não era um "santo", acredito que se ele não tivesse morrido a URSS tinha caminhado para um comunismo mais real e menos estalinista.

Jose Milhazes disse...

Leitor Ricado, duvido muito

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Tate! disse...

Achei a postagem muito interessante.

Uma coisa que me deixou curiosa é como o corpo dele permanesce conservado. Uma vez me disseram que ele foi empalhado, igual aqueles animais... Será que é verdade? Adoraria saber como fizeram para conseva-lo.

Parabéns pelo blog. Beijos.

Jose Milhazes disse...

LeitoraTate, Lenine não foi empalhado, mas os cientistas dizem que o que dele resta é mantido através de soluções aquosas feitas à base de ervas medicinais. No fundo, os cientistas soviéticos recorreram à tradição egípcia de conservação das múmias.

Gilberto Mucio disse...

Até hoje, após anos na Russia, me recusei a ver esse circo.

O velho Ilich com certeza não gostaria dessa palhaçada.

Jest nas Wielu disse...

55 volumes do Lenin

1. Mas mesmo assim, estavam lá os documentos espantosos, do tipo a telegrama, onde ele ordenava o assassinato da família real com um marco mais ou menos assim: “nunca mencionar o meu nome conjuntamente com essa ordem dada”.

Atenção aos tropicalistas, que vão agora argumentar que “nos EUA também lincham os negros”, não questiono o direito da revolução em se defender, questiono a desonestidade intelectual do Lenin. Se ordenou – assume, seja coerente, mas a onde...

2. Já agora, Lenin nunca obteve o grau académico formal (nunca licenciou-se formalmente), na URSS nós contavam a versão do que ele terminou a Universidade como aluno externo, fez um discurso brilhante durante a sua defesa (existe um quadro famoso onde Lenin discursa e os professores burgueses ficam calados, abalados pela sua grandeza). Informo, tudo isso é uma mentira, nunca aconteceu, simplesmente...

3. Vídeo raro onde Lenin fala sobre a “ameaça externa”, muito parecido com a Rússia actual, onde de um lado a NATO “não espiritual”, de outro – “espiões georgianos”, do terceiro a Ucrânia que “ficou com a Crimeia” e não quer entregar o seu sistema dos SEUS gasodutos. É pá, é muita maca para um urso só, precisa de se benzer com um ou outro baldinho da “branquinha & geladinha”.
http://community.livejournal.com/phophudia/354783.html

p.s.
Ucrânia no mapa do Guillaume Le Vasseur de Beauplan (1648):
http://www.wdl.org/pt/item/79/

Jest nas Wielu disse...

Vídeo do Lenin:
http://community.livejournal.
com/phophudia/354783.html

Pippo disse...

Interessante.

E para os amantes da História, aqui está uma foto tirada na... "Pequena Rússia" :o)

http://www.wdl.org/pt/item/610/

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Gilberto Mucio disse...

Ninguém é santo, Jest.

Jest nas Wielu disse...

Em vez de explicar como no mapa de 1648 aparece o nome da Ucrânia, se está “nunca existiu”, Pipov puxa outra anedota histórica, sem visualizar as palavras escritas em português brasileiro, explicando o título HISTÓRICO da fotografia: “Este último era o nome comumente utilizado no império russo para designar algumas partes da atual Ucrânia.” Pode perceber agora? IMPÉRIO RUSSO e ALGUMAS PARTES da actual Ucrânia... Enfim, “nos EUA lincham os negros”!...

Os portugueses também chamaram o actual Moçambique de “Rios de Sena” e “África Oriental Portuguesa”, mas a Kabora Bassa agora é nossa!

2 Gilberto Múcio
Sim, Lenin era mais um Lucífero, era bem difícil ser santo para ele...

Rádio bilingue, em ucraniano e inglês no Canada:
http://www.nashholos.com

Pippo disse...

Pois é, mas o interessante é que a região era chamada de Pequena Rússia (será que só a fronteira é que seria chamada como tal?), e é isto que tu, Justunga, pareces não querer engolir. A realidade histórica é dura, sobretudo quando escreve em russo... :o)

José Manuel disse...

Glória à Memória de Lénine

Léo disse...

Pois, pegue a historia e veja o que a Europa Ocidental já aprontou na asia, africa e américa, todo tipo de barbaridade em nome da fé crista e das coroas europeias. Lenin não era melhor nem pior que nenhum desses governos que por séculos ceifaram a e escravisarão milhões. E agora tenta jogar suas sujeiras pra debaixo do pano.

Francisco disse...

Lenine não é antigo nem actual. Lenine é eterno!
A sua grandeza é proporcional ao ódio nutrido pelos seus inimigos.
Esses que ontem se diziam Leninistas e hoje venderam-se aos inimigos de Lenine, renegando os seus princípios. Não venderam a mãe certamente que não deve ter grande valor!
Pouco li de Lenine. Prefiro Henri Alleg, Eduardo Galeano, Noam Chomsky, Malatesta,Reclus, Bakunine, Proudhon, Gonçalves Correia, Júlio Carrapato, Kropotkine,Tchernichevski, Johann Most, Jean Ziegler e muitos outros que exprimem os seus pensamentos sem titubear.
No entanto não fico indiferente quando alguém tenta atacar outros pensadores de esquerda, porque sei muito bem donde vêm e o que pretendem.

Vicente Doria disse...

Voce deviam estudar as obras e o pensamento de Lenin, um otimo é o de autoria de Luciano Gruppi. Deixamos esta discussao se ele era santo ou nao, e se voce sabem o que é ser comunista entao saberao que Lenin deixou liçoes e erros para podermos com o nosso proprio pensar e agir construir uma sociedade onde o lucro nao seja o principal objetivo da sociedade e sim o ser humano em harmonia com a natureza, vao estudar antes de falar alguma coisa.