segunda-feira, novembro 30, 2009

Medvedev publica projecto de tratado de segurança europeia

A presidência russa publicou neste domingo o projecto de tratado de segurança europeia com vista a ser aprovado pelos países e as organizações internacionais da zona euro-atlântica, para acabar com a herança da Guerra Fria.
"O objetivo é criar, no âmbito da segurança político-militar, um espaço unido e indivisível na zona euro-atlântica para desfazer-se definitivamente da herança da Guerra Fria", afirma o Kremlin num comunicado.
O presidente russo, Dmitri Medvedev, avançou a ideia desse em Junho de 2008, mas a iniciativa não despertou grande interesse nem na União Europeia, nem nos Estados Unidos.
Não obstante, o Kremlin enviou o projecto aos dirigentes dos Estados e das organizações internacionais do espaço euro-atlântico, nomeadamente à NATO, União Europeia, Organização do Tratado de Segurança Colectiva, Comunidade de Estados Independentes e Organização para a Segurança e Cooperação na Europa..
A ideia fundamental do documento, constituído por 14 artigos, consiste em que cada membro do tratado, ao tomar medidas de segurança nacional, deve levar em consideração os interesses dos demais signatários do texto.
O texto proíbe ainda acções militares entre os signatários do tratado e contempla a possibilidade de que um membro do tratado possa pedir explicações sobre medidas legais ou administrativas adoptadas por outro país ou organização, caso afectem a sua segurança.
Os participantes do tratado podem também considerar um ataque armado contra outros membros como um ataque armado contra eles próprios e prestarem ajuda militar uns aos outros.
Os signatários do documento não devem tomar compromissos internacionais incompatíveis com o tratado.

5 comentários:

Jest nas Wielu disse...

recordar a Talvisota...

Jornal russo Kommersant escreve sobre a Talvisota (Guerra de Inverno), ataque da URSS contra a Finlândia (como resultado, a URSS foi expulsa da Liga das Nações), morreram 126.875 soldados soviéticos e 48.243 finlandeses…
http://kommersant.ru/doc.aspx?
DocsID=1277795:

Talvisota, o filme:
http://www.youtube.com/watch?v=
7ELfMprEbrI

Ítalo Tavares disse...

Valente Finlândia.

Pedro Coimbra disse...

Se a amante do Berlusconni escreve um livro, porque raio é que o Medvedev não podia publicar um projecto de tratado?
De Macau http:devaneiosaoriente.blogspot.com

Jest nas Wielu disse...

Descobri na Wikipédia que o actor britânico Christopher Lee alistou-se como voluntário no exército finlandês durante a Guerra de Inverno (mas sem participar nos combates):
http://en.wikipedia.org/wiki/
Christopher_Lee

Pippo disse...

Não haverá qualquer perspectiva verdadeiramente europeia de segurança e de defesa enquanto persistirem as ingerências externas nas nossas questões internas.

Por outro lado, tirando os russos e, em parte, os franceses, os restantes europeus não têm capacidade moral (no seu sentido lato) para aumentar o seu investimento militar e, sobretudo, para se envolverem em guerras.

A Europa tem o potencial económico e tecnológico, mas falta-lhe o potencial humano. E sem ele, não vi longe.

Parece-me que esta iniciativa não terá quaisquer pés para andar.