sábado, janeiro 09, 2010

Presidente Medvedev ordena aniquilação de guerrilha no Cáucaso do Norte


O Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, ordenou hoje a liquidação física dos terroristas nas repúblicas do Cáucaso do Norte russo, onde recentemente ocorreram graves atentados.
“No que respeita aos bandidos, a nossa política continua inalterável. Devem ser simplesmente aniquilados, de forma dura, e sistemática, ou seja, com regularidade, porque, infelizmente, a subversão ainda existe”, declarou Medvedev numa reunião com Alexandre Bortnikov, director do Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia.
O Presidente incitou as autoridades a actuarem com contundência para erradicar os grupos terroristas e seus colaboradores que operam no país.
“Deve-se actuar metodicamente em todas as frentes e logo que se encontre uma pista, deve-se começar as buscas (de terroristas) e aniquilá-los”, sublinhou Medvedev.
O dirigente russo recomendou essa forma de combate ao terrorismo a todas as forças de segurança.
“Gostaria que o FSB, em cooperação com os colegas do Ministério do Interior, de outras estruturas, incluindo os órgãos de investigação criminal, faça isso”, acrescentou.
O director do Serviço Federal de Segurança da Rússia declarou que “esse sistema (de luta contra os terroristas no Cáucaso do Norte) está organizado”, acrescentando que “ele irá ser eficaz”.
Na passada quarta-feira, sete polícias morreram e pelo menos quinze pessoas, entre elas civis, ficaram feridos em consequência de um atentado terrorista perpetrado por um automóvel armadilhado na cidade de Makhatchkala, capital da república do Daguestão, no Cáucaso do Norte.
Segundo peritos do Serviço Federal de Segurança, o atentado realizado em Mekhatchkala é semelhante ao ocorrido no passado 17 de Agosto na vizinha república da Inguchétia, onde a explosão de um carro armadilhado no território de uma esquadra da polícia provocou a morte de 20 pessoas.

Se as medidas militares não forem acompanhadas de profundas transformações sociais e económicas, nada feito.

9 comentários:

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
eleuterio disse...

Será que o FSB está à altura do que se lhe pede?
Pelas acções recenes, talvez, mas falta a prova de fogo, a prva que mostrou no médio oriente nos anos 80...

zeparafuso disse...

Democracia não é isto. Na antiga URSS havia democracia?

zeparafuso disse...

Democracia não é isto? Na antiga URSS não havia democracia? Qual é a admiração?

Anónimo disse...

Democracia não é isto? Na antiga URSS não havia democracia? Qual é a admiração?

Anónimo disse...

tomara que não reste um!

Pippo disse...

A principal arma para combater o terrorismo é a educação. Sem que os muçulmanos se resolvam a extirpar o radicalismo da sua religião, o problema permanecerá.

Até lá, as autoridades terão de ter pulso forte. Já absorveram, através do diálogo, os grupos menos radicais. Restam os outros, os intratáveis, que terão, sem dúvida, de ser infiltrados e exterminados.

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Alá é grande!