domingo, fevereiro 28, 2010

Blog do leitor

Texto enviado pelo leitor António Campos




"Barbarismo, Padrinhos e Internet


Irkutsk foi palco, no passado dia 2 de Dezembro, de um acidente de viação com contornos sinistros, cujos desenvolvimentos podem bem ser um testemunho atroz do poder do compadrio político na sociedade russa.
Anna Shavenkova, 28 anos, filha da presidente da comissão eleitoral da região, e ela própria consultora política do partido Rússia Unida, terá perdido o controlo da viatura que conduzia, tendo esmagado no processo duas transeuntes, Yelena Pyatakova e a sua irmã Yulia. Yelena faleceu mais tarde no hospital, enquanto que a sua irmã escapou à morte com traumatismos graves e continua hospitalizada.
Uma câmara de um sistema de segurança próximo do local filmou o acontecimento. O respectivo vídeo, que foi rapidamente publicado no YouTube e exibido numa série de cadeias de televisão, é perturbador, mostrando o comportamento caloso da condutora na sequência do acidente. Com as duas vítimas inanimadas no passeio, Shavenkova parece preocupar-se mais com os danos no seu veículo e em fazer uns telefonemas, do que com a sorte das pessoas que acabou de atropelar. No entanto, o mais assombroso desta história é o facto de não ter sido inicialmente levantada qualquer acusação contra Shavenkova, tendo a polícia tratado a condutora como uma mera testemunha do acidente. De acordo com o site Babr.ru, nem sequer foi efectuado o habitual teste de alcoolemia.
Este poderia ter sido mais um caso de negligência criminosa abafado através de contactos políticos, em que os seus autores escapariam impunemente a qualquer acusação, ou tão só à simples investigação das circunstâncias dos seus actos. Contudo, o carácter explícito do vídeo colocado no YouTube desencadeou uma onda de protestos e acusações de interferência política no tratamento do acidente. Esta pressão pública, que incluiu uma vaga de posts no Twitter, levou a que a polícia abrisse finalmente um inquérito ao comportamento da condutora, na qual a mesma é finalmente considerada como suspeita de actos criminais. Quanto à forma como a polícia lidou inicialmente com o acidente, Viktor Grigorov, advogado da família das vítimas, afirmou: "é preocupante que o investigador tenha não só permitido acções ilegais ou simples inacção relativamente a este caso, como também a ocorrência de um grande número de erros graves, quer acidentais, quer intencionais."
Mesmo havendo inquérito, não é certo que o mesmo seja conduzido de forma transparente e que a autora seja condenada, especialmente num país onde a letra da lei é tradicionalmente ignorada ou distorcida para beneficiar a classe vassala do poder. Todavia, este é um caso que deveria dar que pensar a quem muitas vezes desdenha o poder da sociedade civil como contrapeso aos abusos da casta dirigente, apelidando-a de "capricho ocidental".
Seja como for, é certo que, se os media e a internet não se esquecerem rapidamente deste triste caso, as probabilidades de um desfecho justo para as vítimas serão infinitamente maiores. Esta é assim uma lição que deveria ser absorvida por todos os sectores da sociedade russa.
Segue abaixo o link para o vídeo da câmara de segurança. Não aconselhado a expectadores sensíveis.

24 comentários:

Anónimo disse...

Este caso é um entre muitos.
Mas a condutora não é a única culpada!
Vejam o comportamento dos transeuntes ao verem duas pessoas em perigo caídas no chão! Total indiferença!
O barbarismo é geral!
Eu próprio já vi muitas vezes nas ruas de Moscovo pessoas caídas e ninguém as ajuda. Podem morrer, que ninguém se importa!
Julgo que isso tem origem no facto de sempre ter havido bêbados caídos nas ruas e as pessoas não saberem se se trata de uma banal bebedeira ou se é um caso de emergência maior.
De qualquer forma, livra-te de teres um problema de saúde nas ruas da Rússia! Podes lá ficar horas que ninguém dá por nada e quando dá, limitam-se a chamar a Polícia, que pode demorar horas a pedir socorro médico.
Devido aos problemas de congestionamento de tráfego em Moscovo, as ambulâncias levam muito tempo a chegar(nalguns casos, mais de uma hora) e muitos dos feridos nos acidentes acabam por morrer antes de serem socorridos.

Anónimo disse...

Naturalmente, quem sabe que tem "protecção", faz o que lhe apetece nas ruas!
A corrupção agrava a impunidade dos condutores nas ruas, basta ter um pai "bem colocado" para não se preocupar com as regras de trânsito!

Anónimo disse...

Em checo: Exercito russo deixa 200 tanques abandonados num bosque nos Urais e quer comprar 261 novos tanques T-90

http://zahranicni.ihned.cz/c1-40768280-ruska-armada-nechala-dve-ste-tanku-v-lese-na-urale-a-chce-koupit-nove

Sabe alguma coisa sr. Milhares?

Jose Milhazes disse...

Caro leitor, depois de denunciada a situação, os tanques começaram a ser evacuados do local. Trata-se apenas de mais um exemplo de má gestão de recursos.

João .A disse...

Não é a primeira vez em que vejo russos indiferentes com pessoas acidentadas. Não tenho má visão sobre os russos mas é triste ver como há muitos frios e indiferentes diante de muitas situações.

Salutos

Anónimo disse...

QUE BARBARISMO É ESSE?

QUE TIPO DE NAÇAO É ESSA?
CRISTO DE DEUS!


AS PESSOAS ESTENDIDAS NO CHÃO, E NINGUÉM FAZ NADA???????????????


Ninguém faz nada!!!!!!!!





Acho que 500 anos de totalitarismo deixaram esse país extremamente doente!!!

António disse...

Caros leitores, concordo que a nação russa está extremamente doente. É humano que muita gente confrontada com tantas desgraças diárias acabe por ficar insensível a elas. Um pouco como os soldados calejados pela guerra. Mas a onda de protesto que se fez ouvir quando estas imagens foram difundidas é a prova de que ainda assim existem milhões de russos sensíveis ao infortúnio dos outros, solidários e dispostos a intervir para ajudar.

E o motivo central da peça, mais do que mostrar a insensibilidade do russo comum, é esse mesmo: a disseminação livre da informação, central para uma sociedade civil a funcional, é uma das melhores arma para lutar contra o compadrio e as injustiças que continuam a arrasar a sociedade russa.

António Campos

ALONE HUNTER disse...

Não generalizem!!!! Como se isso nunca tivesse ocorrido em Portugal ou aqui no Brasil!!!!

Aqui no Brasil, isso é notícia diária, recentemente uma britânica foi morta com mais de 70 facadas pelo namorado aqui em Minas Gerais!!! Os traficantes de drogas do Rio de janeiro criam jacarés em piscinas, para que estes devorem os rivais!!!! Temos assassinatos ediondos todos os dias, historias é que não faltam!!!!!Ouviram falar do Maníaco do Parque? Aqui em São Paulo?

Além do mais, fatos como este ocorrem em todo o globo!!! Se esqueceram daquela chacina ocorrida nos Estados unidos, quando um coreano simplesmente executou dezenas de adolescentes na Virgínia??? Se esqueceram daquele caso em que uma menina de 4 anos inglesa sumiu em Portugal???Onde ela deve estar agora??? Ou seus restos mortais???

A natureza humana é maligna, não generalizem, não façam de um fato como esse um apocalipse, só porque ocorreu na Rússia!!! Venham para o Brasil!!!!!

Gilberto Mucio disse...

Meu pai quando esteve em Moscou me visitando, ficou traumatizado com - digamos...- a falta de solidariedade dos russos.

Coisas do tipo, como, velhinhas caidas na rua, como gente passando ao lado e ninguem ajuda a levantar(aconteceu e meu fali me disse algo como "O, seu imbecil, voce nao esta vendo a senhora caida nao? Va levanta-la", atravessei a ruela a a ajudei, e nos estavamos do outro lado da calcada, com dezenas de pessoas passando ao lado dela;

gente soltando porta de estacao de metro nas caras das pessoas que vem atras;

Controladores de onibus brutamontes quase agredindo fisicamente singelas menininhas estudantes, as conduzindo com truculencia para fora do onibus, e cheio de marmanjo no onibus e ninguem fazia nada(meu pai falou "se eh no Brasil, e esse cara faz isso, os passegeiros o encheriam de porrada no ato!"), e etc...

Meu pai -- que nao entende os aspectos historicos e culturais que levaram os russos a agir dessa fora -- me falou: "tenha cuidado para voce nao ficar assim tambem, ja que esta vivendo no meio desse povo selvagem".

Nikolay disse...

"QUE BARBARISMO É ESSE?

QUE TIPO DE NAÇAO É ESSA?
CRISTO DE DEUS!


AS PESSOAS ESTENDIDAS NO CHÃO, E NINGUÉM FAZ NADA???????????????


Ninguém faz nada!!!!!!!!





Acho que 500 anos de totalitarismo deixaram esse país extremamente doente!!!"


Italo a esconder como anónimo? Eu acho que brasileiro nenhum tem moral de vir aqui a condenar os russos ou a politica russa... No vosso pais há coisas muito piores mas muito mesmo, desculpe.

Anónimo disse...

aff no video nao deu pra ver nada d+ soh mostrou uma pessoa eos cara falam como se fosse toda a nação

duvido muitooo que seja assim

Anónimo disse...

pra quem nao sabe o brasil que lidera o rank de assasinato intencional.

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL867716-5598,00-BRASIL+LIDERA+RANKING+DE+MORTES+INTENCIONAIS+ENTRE+EMERGENTES+DIZ+IPEA.html

olha ai os anjinhos

agilityz disse...

vai num hospital brasileiro e vc vai inteder oque e deixa alguem morrer de forma miseravel. ou intao ir numa favela. que tipo de pais e esse que deixa uma pessoa vive numa favela? o brasil lidera o mundo nos assasinatos intençionais. eo povo mais assasino e com mais odio do mundo e que vim aqui posar de santo.

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL867716-5598,00-BRASIL+LIDERA+RANKING+DE+MORTES+INTENCIONAIS+ENTRE+EMERGENTES+DIZ+IPEA.html

quem duvida ta ai.

Anónimo disse...

Os históricos de guerra, clima frio e a actual cultura selvagem consumista da Rússia os fazem assim. Claro que não podemos falar somente dos russos, os alemães, os ingleses, americanos, os povos do Norte são desta maneira. Na Italia, Espanha, Grécia e Portugal as pessoas são mais sensiveis e apaixonadas e isto passou às ex-colónias da America Latina. Para os olhos dos povos de cultura latina pode ser um choque ao ver alguém necessitado de ajuda e pessoas passam por perto calmamente mas para os russos é algo de pouco importância por factos desde a sua formação cultural.

Jorge Almeida disse...

Alone Hunter, aqui em Portugal, normalmente, nestes casos, as pessoas tentam ajudar quem ficou ferido na frente dos seus olhos.

No caso em apreço, não é isso que se vê dos transeuntes russos.

Quer a atitude da condutora, quer a atitude dos "mirones", pode ser classificada como "falta de assistência", o que é recriminável.

Para além disso, gostava de saber porque é que se lembrou do caso "Maddie". A rapariga foi procurada por todo o lado aqui em Portugal e um pouco por todo o mundo. Nesse caso, não temos corpo.
No caso deste atropelamento, temos 2 pessoas que foram feridas na frente daquele pessoal todo, e toda a gente fica a assistir ao "espectáculo" de ver morrer aquelas pessoas.

Ariosvaldo disse...

especialmente num país onde a letra da lei é tradicionalmente ignorada ou distorcida para beneficiar a classe vassala do poder.


Onde é diferente?

MSantos disse...

Uma brutal falta de cultura cívica.

Neste aspecto os russos têm muito que evoluir. Recordo-me de ver nas reportagens do incêndio da discoteca bombeiros a arrastarem um cadáver pelas pernas o que me chocou.

Este seria um dos pontos em que a Rússia devia ter a humildade de aprender com outros povos, os caminhos do humanismo.

Mas lamentavelmente mesmo nas sociedades ocidentais cada vez há mais frieza e de certa forma tudo caminha para isto e não o contrário.

Tristemente se a condutora fosse portuguesa nem necessitaria de mover as influências políticas pois nesse momento seria libertada e provavelmente, a ser condenada, teria pena suspensa.

Cumpts
Manuel Santos

Anónimo disse...

"No vosso pais há coisas muito piores mas muito mesmo, desculpe."


E NO SEU NIKOLAY?


Quando vão deixar de ser incompetentes e devolver a menina Madeleine aos pais??????????????


eu não poderia por isso afirmar que Portugal é a pátria dos pedófilos, poderia?

Zuruspa disse...

Esta besta deste último "anónimo" só com um carro em cima!

Realmente é bom que tragam a lume o assunto da Maddie, onde os pais negligentes e assassinos utilizaram os seus contactos (políticos) para se livrarem, entre outras coisas, de serem presos por negligência! E depois quando as provas apontavam para que fossem eles os assassinos, moveram mais uma vez influências para fugirem para o Reino Unido, país civilizado onde é normal os pais deixarem os filhos crianças sozinhos enquanto se väo embebedar... ou à porta da discoteca, se forem maiorzinhos.

Quanto à consciência cívica russa... arrastar mortos pelas pernas é indiferente, näo voltam a ficar vivos, agora ignorar duas crianças... teräo medo de estarem bêbadas? Cambada de animais...

Cristina disse...

Estes casos acontecem em todos os países.
Aqui vai uma notícia sobre um caso idêntico que aconteceu em Lisboa, mostrando as consequências que o acidente teve cá no burgo.
http://publico.pt/Sociedade/condutora-que-atropelou-mortalmente-duas-mulheres-no-terreiro-do-paco-comeca-a-ser-julgada-hoje_1425243

Anónimo disse...

Boa parte dá má educação dos russos é herança dos Bolcheviques.

Anónimo disse...

Desculpe-me Sr. Milhazes por me ter enganado no seu nome, ao chama-lo Milhares. Talvez inconscientemente lhe deseje alguns milhares, pode ser que lhe saia alguma fortuna :). As minhas sinceras desculpas!

Maquiavel disse...

Este último anónimo esquece-se convenientemente que este comportamento já vem de muito antes dos bolcheviques. Como alguém já referiu, säo mais de 500 anos!

Ao fim de 20 anos de capitalismo russo, vê-se que é selvagem, como foi o comunismo russo. Parece que näo é defeito, é feitio.

Assim como qualquer sistema funciona na Escandinávia ou EUA, porque as pessoas däo sempre o seu melhor, assim parece que na Rússia seja que sistema for as pessoas säo iguais... mas os primários preferem ignorar para demonstrar a desumanidade do comunismo e o seu falhanço.

É pena que näo vejam que o comunismo chinês (lá está, povo laborioso) vai dominar o mundo, a bem ou a mal. E ainda mais porque as democracias ocidentais deixam, aprovam, incentivam!

Ah pois, o Duräo Barroso ainda é maoísta...

ivan disse...

ivan
Quando os EUA venceram a URSS o povo russo se acabou, eles conseguiram aniquilar uma nação promissora; atualmente a URSS seria tão poderosa quanto a China.