domingo, fevereiro 21, 2010

Timochenko perdeu, mas não reconheceu a derrota



O Supremo Tribunal Administrativo da Ucrânia decidiu aceitar o pedido da candidata derrotada, Iúlia Timochenko, de desistir da impugnação dos resultados das eleições presidenciais, realizadas a 07 de Fevereiro.

O anúncio foi feito por um dos juízes do Tribunal, Alexandre Netchitailo.

O pedido de impugnação foi apresentado no dia 16 de Fevereiro por Timochenko, alegando “falsificações em massa”, e retirado por ela mesma hoje.

Deste modo, o Supremo Tribunal Administrativo reconhece como legítimos os resultados do escrutínio anunciados pela Comissão Eleitoral Central (CEC) da Ucrânia no passado dia 14 de Fevereiro.

Segundo os dados da CEC, Victor Ianukovitch conseguiu na segunda volta 48,95 por cento, enquanto a sua rival Timochenko obteve 45,7 por cento.

Iúlia Timochenko continua a não reconhecer a vitória do seu adversário, tendo, porém, de acatar a decisão do Supremo Tribunal Administrativo, já que a lei a impede de recorrer para o Supremo Tribunal ou o Tribunal Constitucional da Ucrânia.

“Eu não perdi. Perderam os que pensam que através da justiça se pode confirmar presidentes falsos”, disse ela aos jornalistas.

O Presidente cessante da Ucrânia, Victor Iuschenko, já veio felicitar Victor Ianukovitch pela “eleição legítima para o cargo de chefe de Estado da Ucrânia.

Iuschenko lembrou ao seu sucessor que a sua principal missão é a “consolidação da Ucrânia”, desejando também que Ianukovitch “defenda os interesses ucranianos e a tradição democrática”.

A cerimónia de tomada de posse de Victor Ianukovitch vai ter lugar a 25 de Fevereiro, sabendo-se já que a primeira-ministra e o seu bloco no Parlamento pretendem ignorá-la.

13 comentários:

PortugueseMan disse...

Bom,

Com a atitude que ela teve, o facto de só aceitar democracia e eleições quando ela ganha, faz sentido retirá-la do caminho. Muito certamente vamos ter mais eleições em breve.

E agora interrogo-me se a Rússia vai iniciar uma operação de charme, para mostrar que não é assim tão mau haver uma boa relação entre embos.

A começar pelo preço do gás e o abandono da regra de ter que pagar na data certa.

Vão de certeza permitir atrasos e deixar crescer a dívida, para a Ucrânia poder desviar o dinheiro para outros sectores da economia.

Francisco Lucrecio disse...

Desta vez George Soros não abriu os cordões à bolsa. Por certo o "negócio" não era lucrativo!
Onde foi que aconteceram essas alegadas fraudes? Porque não apresentam provas? Se porventura as houve só podiam ser da responsabilidade da Senhora! Não é ela a Chefe do Governo? Portanto tinha a incumbência e o dever acima de tudo de organizar o processo eleitoral para que fosse o mais transparente possivel?
Foi certamente esperando as birras da Senhora que os Observadores da OSCE se anteciparam em divulgar o relatório após terminar o acto eleitoral. Já previam a confusão que se iria gerar se o não fizessem.
Não basta insunuar, tem que se provar. E tentar fazer alarde deste tipo de provocações tem o mesmo grau de irresponsabilidade daqueles que as fabricam.
Em que circunstâncias os pareceres da OSCE merecem credibilidade?

Pippo disse...

JM, de acordo com os seus contactos, qual lhe parece que vai ser o futuro dessa senhora? O cargo de PM já deve estar totalmente fora de questão. Tornar-se-á o quê? Deputada? Empresária? Agitadora?

ALONE HUNTER disse...

A Rússia foi a grande vencedora nestas eleições ucranianas. Agora, com este novo presidente, a Frota Russa do Mar Negro não irá ficar até 2017, mais para a vida inteira!!!!!

O Urso sempre dá a patada final!!! E no seu habitat natural ( Europa Oriental), quem manda e domina é ele!!! Ele está no topo da cadeia alimentar!!! E acabou de acordar da hibernação e está faminto!!!

Francisco Castelo Branco disse...

Nao percebo o facto de nos países de leste, haver sempre desconfianças em relação a resultados eleitorais.

Quem ganhou com a vitoria de Yakunovitch?

Francisco Lucrecio disse...

Caro ALON HUNTER!
O Urso não está assim tão robusto como imagina. Ao contrário do capitalismo tutelado por os USA que tem mostrado uma enorme capacidade de sobrevivência e adaptação mesmo frente á profunda crise que está a atravessar.

O capitalismo Russo além da sua enorme debilidade, não tem meios nem alavancas para se impor, isto porque sobrevive apenas à custa da venda de matérias primas. Ora como é sabido os preços desses produtos não são estabelecidos por os seus detentores. Portanto estão à mercê dos mercados e esses mercados são controlados e estão sediados nas praças fortes do sistema financeiro internacional.

A maior das fragilidades da Rússia actualmente, é que não tem capacidade para se inovar, está dependente da tecnologia exterior. Ora isso é um mau presságio para qualquer país que se pretende afirmar como potência. O Japão a Coreia do Sul ou Taiwan são muito pobres em recursos naturais no entanto afirmaram-se na cena internacional desenvolvendo o seu potencial humano e tecnológico.

A China depois de ter posto em marcha a sua gigantesca NEP, soube com bastante sabedoria aproveitar todos os recursos que dispõe (humanos, naturais e tecnológicos) e hoje está a inundar os mercados mundiais com os seus produtos cada vez de melhor qualidade. O Brasil está a seguir o mesmo percurso lenta mas firmemente. A Índia há quem defenda que vai na mesma direcção, mas tal como a Rússia, não basta enviar naves para o cosmos, se não resolvem os graves problemas sociais com que se defrontam.

O factor humano sempre foi a chave para o desenvolvimento de qualquer sociedade. E não é isso o que se passa na Rússia. Por isso o ”Grande Urso” por muito que mostre os dentes e tente rugir, está cada vez mais enfraquecido.

Francisco Lucrecio disse...

Quanto às recentes eleições na Ucrânia vamos esperar como se vão comportar os dirigentes Russos. Se realmente sabem aproveitar este embainhar da espada por os novos dirigentes Ucrânianos, ou se é uma vitória de Pirro tal como aconteceu na Moldavia?
Vai ser uma operação bastante dispendiosa para a Rússia e tem que ser tratada com pinças na medida em que a situação na Ucrânia é muito complexa, tanto a nivel politico (3% apenas no diferencial de votos) economico; com uma crise profunda, social; a nivel Europeu só a Moldavia está abaixo da Ucrânia e etnico; a Ucrânia está praticamente partida ao meio.
Vamos ver se os dirigentes Russos se sabem comportar de modo diferente daquilo que fizeram noutros países do ex-espaço Sovietico, convidaram-nos a entrar e eles começaram por tentar assenhorear-se da casa. Depois foram corridos ou são vistos com desconfiança.

ALONE HUNTER disse...

Caro Francisco Lucrécio!!!

Ok, a Rússia infelizmente é uma total dependente de tecnologia estrangeira!!! Me responda uma pergunta: Onde vc estava no dia 31 de janeiro deste ano... Bem, talvez bem longe das notícias que circulavam pelo mundo, divulgando o voô do novo avião de combate russo de 5ª geração, o conhecido PAK-FA 50... Bem, parece que na Europa Ocidental esse tipo de tecnologia não chegou, pois por lá tiveram que fazer um consórcio entre 4 países para fabricar um caça de 4ª geração, inferior á um F-16...

a)(A maior das fragilidades da Rússia actualmente, é que não tem capacidade para se inovar, está dependente da tecnologia exterior)

R. Você alguma vez já estudou História? Bem se caso não é do seu interesse, vamos falar sobre o Programa Espacial Russo... O que vc acha??? Quem forneceu a tecnologia inovadora para os russos colocarem tantos satélites em órbita, de ter construído junto com os YANKES uma Estação Espacial Internacional, de ter espalhado pelo globo um sistema de posicionamento global chamado de GLONASS??? O Japão conseguiu levar alguem no Espaço? A Coréia do Sul também??? Pelo que eu sei, a Coréia do Sul usa muita tecnologia americana, para conseguir assegurar a sua existencia!!!

b) (A Índia há quem defenda que vai na mesma direcção, mas tal como a Rússia, não basta enviar naves para o cosmos, se não resolvem os graves problemas sociais com que se defrontam.)

R. Você está maluco???? A Índia é um dos países mais pobres do planeta, com mais de 90% de sua população beirando a miséria, sem perspectivas... A Rússia é um dos países mais alfabetizados do planeta, com mais de 90% de sua população sabendo ler e escrever!!! A China é realmente uma potencia, porém gostaria de salientar que muitos componentes de seu avião caça J-10 é cópia descarada de componentes de aeronaves russas. E clonaram um avião inteiro de procedencia russa, e lá chamam aquilo de J-11!!!

A Rússia sozinha obteve mais conquistas no campo científico-tecnológico do que qualquer país da Europa Ocidental!!! Faça a comparação e tire as suas conclusões!!!

Jorge Almeida disse...

Será o fim da linha para Iuschenko e Timochenko?

Tenho a impressão que tudo depende da acção que Ianukovitch tiver enquanto presidente da Ucrânia.

Se conseguir desenvolver o território sem se comprometer demasiado quer com a Rússia, quer com UE/NATO/EUA, terá salvo a Ucrânia da divisão.

Se não conseguir nada disso, teremos o emergir dum líder da parte ocidental da Ucrânia, mais ligada à Polónia. Pode ser Timochenko, ou Iuschenko, ou outro qualquer, mas este só jogará no espaço deixado livre por Ianukovitch.

Jest nas Wielu disse...

Diz-se a "boca pequena", que Yulia Timoshenko retirou o caso do tribunal, após a garantia dada pelo Yanuk(ovich), do que ela continuará no cargo da primeira - ministra.

Dica para os "intelectuais" russofílicos: sendo a república semi - presidencialista, o presidente ucraniano não "manda" no Governo, este sai das eleições. Por este andar, nos próximos 2 anos e picos, teremos a coexistência entre Yanuk e Yulia...

Francisco Lucrecio disse...

Caro ALONE HUNTER.
Antes de mais, quero esclarecer que nada tenho contra a Rússia ou o povo Russo. Discordo sim a forma como aquele bando de patifes capitalistas/mafiosos estão a conduzir o país encaminhando-o para o abismo.
Certamente que fez uma analise contraria aos objectivos do meu comentário, para reagir desta forma.
Não posso discordar em nada daquilo que escreve na medida em que a sua opinião retrata com exactidão a realidade da situação do tempo presente, quer da Rússia ou nos outros casos que faz referencia.
Objectivamente as minhas criticas era dirigidas para a incapacidade de todos os dirigentes Russos pós 1991, não terem conseguido apresentar nada de relevante que coloca-se a Rússia no lugar que lhe pertence ocupar a nível mundial (refinaram-se no saque das riquezas do país) quanto ao resto nada de novo. Tudo o que mostram é herança da União Soviética, com alguns retoques e novas pinturas.
Aquilo que menciona no seu comentário, desde o inacabado sistema GLONASS iniciado há mais de 20 anos, passando por os novos tipos de aeronaves são tudo obra e projectos da era Soviética. Lembre-se por exemplo das naves Buran. Do jacto Berkut SU-47. Esperemos que o PAK-FA- 50 não tenha o mesmo fim.
Creio que esteja de acordo comigo? O capitalismo na Rússia não fez nada de importante, tem apenas destruído.
Quanto à Europa é aquilo que o Senhor diz, sem mais citações!


Não pretendendo ser muito fastidioso, vou aqui transcrever um pequeno excerto de uma entrevista que o Professor Abdussalam Gusseinov na altura vice director do Instituto de Filosofia da Academia das Ciências da Rússia deu ao jornal Polititchesky Klass (Classe Politica).

Disse ele:*********** Nos últimos anos a Rússia não conseguiu apresentar nada de novo, tudo o que mostra é da era Soviética.
Todas as grandes mudanças históricas na Rússia sempre foram acompanhadas de grandes realizações intelectuais e espirituais. Hoje porém, as alterações fundamentais do modo de vida e da situação do país não se manifestam de modo algum ao nível espiritual.
Desde há mais de 300 anos que a Rússia tenta ocupar um lugar na história, correspondente à sua envergadura e ambições. Os mais bens sucedidos foram os anos Soviéticos, quando o maior país do mundo subiu ao terceiro lugar pela população e ao segundo pelo potencial económico, tendo ainda conquistado posições liderantes na ciência. O Ocidente tentava reduzir a envergadura e as pretensões da Rússia.
Este drama culminou com a “guerra fria” em que o Ocidente se opôs à Rússia. A Rússia perdeu esta guerra. A partir daí tudo tem acontecido no país nos últimos anos, esta é uma materialização da derrota. Daí a decadência intelectual e espiritual nas Forças Armadas e na Sociedade.
Nos últimos anos predomina a ideia de que a economia constitui não apenas a base da sociedade, mas também o seu objectivo.
A missão do Estado, na ciência, literatura, apoio social, ensino e comunicação social ficou reduzida a garantir a actividade do mercado. Mas os mecanismos do mercado são mortíferos para muitos sectores da sociedade, tais como a actividade intelectual e as relações entre as pessoas.
Enquanto a sociedade Soviética pode ser considerada totalitária com certas ressalvas, porque tentava subordinar tudo à ideia do comunismo, a actual sociedade Russa é totalitária sem quaisquer ressalvas, porque reduz tudo ao dinheiro. *************


Está de acordo com a opinião deste Académico Russo? O sentido do comentário que lhe dirigi era baseado nesta analise!
Cumprimentos.

ALONE HUNTER disse...

Sr. Francisco Lucrencio...

Me desculpe a persistencia, mais não concordo com nada do que vc disse. Ok, vamos parar de comparar a Russia com os Estados Unidos um pouco...

Vamos comparar a Rússia com a Inglaterra, França, Alemanha e Japão!!!

O Programa Espacial Europeu é um fiasco!!!! Não me lembro a data, mais foi á uns 5 ou 6 anos atrás, que tentaram lançar um satélite ou um robô,( Não me lembro o que que foi ), só sei que o satélite se desintegrou antes de sair da atmosfera!!!

A Rússia sempre será criticada na Europa Ocidental e nos Estados Unidos, isso é porque estes países querem barrar o progresso russo para evitar o ressurgimento do URSO de novo no topo das paradas!!!

Porque a Rússia é negada á entrar da Organização Mundial do Comércio??? Porque tantos vetos relacionados ao ingresso da Rússia no cenário mundial??? Porque essa agressão???

Bem, eu não sou russóbico, eu só sou fascinado e muuito pela história russa, pois sempre trilhou o avesso dos interesses americanos, esses sim, os vilões, mais que usam de sua influencia cultural, economica, social e militar para se mostrarem os cordeiros!!!!!

A América é que é comunista!!! É a América que á séculos é regida por apenas 2 partidos políticos, que no fim são o mesmo!!! Se não fosse o poder dissuatório russo, ainda presente, o que seria do planeta Terra, com um Império livre para fazer o que bem entender???

Aqui na América do Sul, os britânicos já estão explorando nossos recursos, nas Malvinas!!!

Nós brasileiros descobrimos uma área imensa de petróleo, aqui chamada de Pré-Sal... E coincidencia ou não, os YANKEES reativaram a sua 4ª FROTA da Marinha Americana, para que??? Para se apossar de nossas riquesas!!!

Porque não mexem com os russos? Porque eles tem a BOMBA!!!

Defendo cegamente uma aliança militar, economica e social entre China e Rússia, para se contrapor á este barbarismo perpetrado pelos YANKEES!!! Isso tem que acabar!!!

Francisco Lucrecio disse...

Caro ALONE HUNTER.
Parece que ainda não compreendeu a minha posição. Não sou absolutamente nada Russófobo. Pelo contrario sou um grande admirador do povo Russo, da sua cultura, do seu passado glorioso . Partilho o sofrimento que foram submetidos ao longo da história.
Não posso é de forma alguma aceitar o caminho que esta máfia/capitalista está a levar o país.
Como também não odeio o povo Americano. Odeio sim; com todo furar que possa existir a politica de saque, rapina, mentira e sangue espalhados por todo o planeta por o sistema mais tenebroso e que mais vitimas provocou à humanidade até aos dias de hoje. O capitalismo Americano.
Também não aprovo o povo Americano partilhar com indiferença o banquete que lhe é servido à custa dos milhões de vitimas que o faz feliz.
Enfim foram preparados para isso. Julgam que tudo o que têm o merecem por mérito próprio.

Quanto à Rússia leia com atenção o artigo de Vadislav Inozémtsev colocado acima pela participante deste blog D. Cristina Mestre.
Se difere muito daquilo que tenho opinado até aqui.
Mas tem que prestar alguma atenção, para entender o que está escrito nas entrelinhas. Se verificar bem o objectivo é atingir a actual direcção Russa, por motivos que não são óbvios mas de interesses. Ao mesmo tempo culpar o passado Soviético por o descalabro em que o país está mergulhado. Chama-se isto pretender matar dois coelhos com uma paulada.
E o capitalismo fica ilibado das suas responsabilidades no tremendo desastre que provocou.
Cumprimentos.