segunda-feira, maio 17, 2010

Ator de origem brasileira assassinado devido à cor da pele


O ator russo de origem brasileira, Tito Romálio, faleceu num hospital de São Petersburgo, na passada semana, devido a ferimentos graves na cabeça, provocados por agressão racista, informa hoje o diário “Novie Izvestia”.
Romálio, 58 anos, foi encontrado sem sentidos junto de uma das casas da Avenida Bogatirski por habitantes locais e conduzido para o hospital, onde faleceu sem recuperar os sentidos.
As autoridades policiais já detiveram o presumível autor do crime e consideram que o assassinato se deveu a “intolerância rácica”.
Segundo o diário eletrónico Fontanka.ru, o presumível assassino é Khamzia Enikeev, 43 anos, “veterano da guerra da Tchetchénia, das guerras do Golfo Pérsico”, que trabalhava como segurança de uma loja perto do prédio onde residia o ator.
“Às 5.30 horas de 10 de Maio, ele provocou um conflito com Romálio e, depois, espancou-o duramente”, declarou uma fonte policial ao diário Komsomolskaia Pravda.
Tito Romálio, era filho de outro ator brasileiro que emigrou para a União Soviético, e participou em numerosos filmes nos anos 50-70 do séc. XX, onde desempenhou papéis de segundo plano: “O Homem Anfíbio”, “A Ilha das Caravelas Perdidas”. O ator realizou o seu último trabalho no cinema no filme “Patrulha Marítima” em 2009.
Segundo o Novie Izvestia, nos últimos tempos, Romálio ganhava a vida dando espetáculos em restaurantes, mas sublinha que “a cor escura da pele lhe trouxe problemas várias vezes”.
“Choro e grito. O destino de Titinho foi difícil. Na Rússia, ele viveu sempre com a marde de “pintado de preto”, humilhava-se para encontrar emprego”, declarou ao jornal Elena Iakhontova, amiga de longa data do ator.

15 comentários:

Jest nas Wielu disse...

Mais uma vítima dos abraços “internacionalistas” da mãe – pátria...

a.tavares.almeida disse...

EU SABIA QUE ISSO AINDA IA ACONTECER COM UM BRASILEIRO. ESTAVA ATÉ DEMORANDO...


CADÊ O LULA MACHÃO???????

O ITAMARATY?

ONDE ESTÁ O PT, A ESQUERDA BRASILEIRA? AS ONGS E MOVIMENTOS SOCIAS?


QUERO VER AGORA FALAREM GROSSO COM OS RUSSOS.


QUERO VER COMO O PESSOAL DAQUI VAI REAGIR À ISSO... HJ À NOITE ISSO DEVE SAIR NO JORNAL NACIONAL EM HORÁRIO NOBRE.


BELO TAPA NA CARA DOS ADULADORES BRASILEIROS DESTE PAÍS.

Anónimo disse...

Então, onde está o lacinho laranja?

Jest nas Wielu disse...

2 anónimo 17:12

http://www.lentaua.org.ua

anónimo russo disse...

Na Rússia (principalmente, em Moscovo, talvez, em Peterburg tambem), há grupelhos de nacionalistas ou racistas, formados principalmente pelos jovens. Mas neste caso seria bom esperar os resultados da investigação antes de falar em racismo, porque o assassino presumivel, a julgar pelo nome, não é russo nem eslavo.

anónimo russo disse...

E nada foi escrito nem do caso de Kónonov (veterano, que cumpriu uma pena de prisão em látvia por ter, nos anos da 2 guerra mundial fuzilado alguns colaboradores dos nazi que eram autóctones, mas que, pela sua vez, tinham contribuido anteriormente à morte de alguns guerrilheiros e provavelmente, dos seus familiares, porque entre os mortos havia uma mulher e até uma criança) nem da visita oficial de Medvedev à ucrania.

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo russo, para mim é indiferente a nacionalidade do assassino. Se se tratar de racismo, pouco me importa que o racista seja eslavo ou de outra raça.
Quanto a Kononov e à visita do Presidente Medvedev à Ucrânia, eu não tenho sete mãos e não tenho tempo para tudo.
Em relação a Kononov, foi um tribunal que decidiu e é preciso respeitar a sentença, mas as autoridades russas podem recorrer, pois trata-se de um cidadão seu.
Você não haja estranho que as autoridades russas não conseguem alcançar uma vitória nos tribunais europeus? E não é pelos juízes serem todos anti-russos, mas porque os advogados de defesa preparam mal o seu trabalho e porque os tribunais nacionais não funcionam da melhor forma, daí os russos recorrerem aos tribunais europeus.
Eu não tenho dados para julgar se Kononov tem razão ou não, daí que vou ler primeiro as razões da sentença.
Quanto à viagem do Presidente Medvedev, vou publicar agora, não tive tempo antes.

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo russo, quanto à confusão em torno dos mineiros, porque é que os canais televisivos do estado nada falaram dos confrontos? Como se diz em português, quem não deve, não teme. Mais, hoje, o primeiro-ministro ordenou o aumento dos salários dos mineiros. Afinal, eles recebem salários baixos, ao contrário do que diziam alguns...

anónimo russo disse...

Jose Milhazes disse...
1."Leitor anónimo russo, quanto à confusão em torno dos mineiros, porque é que os canais televisivos do estado nada falaram dos confrontos?"


Os canais televisivos do estado podiam mostrar, sim. Assim não deixariam ninguem fazer o seu PR, utilizando os mineiros. Deviam mostrar. Tanto mais que todos sabem que na internet iria aparecer imediatamente.



2. "Mais, hoje, o primeiro-ministro ordenou o aumento dos salários dos mineiros. Afinal, eles recebem salários baixos, ao contrário do que diziam alguns..."


Segundo eu ouvi, ele sugeriu corrigir contratos entre mineiros e os proprietários das minas de modo que não houvesse tanta dependéncia dos salários da quantidade do carvão extraido. E chamou dar mais atenção às regras de segurança. Como as minas são privadas, segundo eu entendo, não pode definir o tamanho dos salários. O governo só pode controlar o que lhe cabe de acordo com a lei, não é onipotente.



3."Em relação a Kononov, foi um tribunal que decidiu e é preciso respeitar a sentença, mas as autoridades russas podem recorrer, pois trata-se de um cidadão seu.
Você não haja estranho que as autoridades russas não conseguem alcançar uma vitória nos tribunais europeus?"


A coisa é que ele já tinha vencido no mesmo tribunal há uns anos (o governo de latvia foi até obrigado a pagar-lhe uma indemnização, se não me engano), mas o governo de Latvia recorreu logo e agora saiu a decisão final. E todos sabem que nessas coisas há muita politica. Algumas instituições europeias notam logo a entrada das tropas russas no terrritório georgiano, mas não notam a tempo os bombardeamentos feitos pelo exercito georgiano etc. "Não sabem", "não têm a certeza" de quem começou a guerra etc.

ALONE HUNTER disse...

É fácil ficar criticando, mais muito pouco foi divulgado sobre o assassinato de um equatoriano por um xenofóbico americano, se não me engano em Boston!! Isso foi á semanas atras.

Isso ocorre em qualquer lugar. Não existiu o Apparteid??? Isso é da natureza humana, á milhares de anos!É uma desgraça, mais ocorre, seja na Rússia, na Índia ( o que são as CASTAS??? ), na China ou na Lua!

E assim acontece aqui no Brasil, com os bolivianos e paraguaios. Ninguem dá emprego para eles.

E quero denunciar uma invasão em massa de coreanos aqui no meu estado Santa Catarina. Eles chegaram aos milhares, dentro de containers!!!

Gilberto Mucio disse...

Todo mundo sabe que em Moscou, Peter e outras cidades maiores, há grupos fascistóides e neo-nazistóides, e que são financiados por mafiosos e gente ligada a puderes públicos, e que as autoridades fazem vista-grossa para tais crimes.

Isso não é novidade para ninguém -- apesar de eu estar com a impressão de que as coisas têm melhorado nesse sentido, de estarem bem melhores do que há alguns anos --

... mas ao que parece, nesse caso, não se trata disso(de gente ligada a esses grupos).

O assassino, tártaro(muçulmano), veterano da guerra da Chechênia, e ao que parece, alcoólatra, matou esse senhor por causa de uma discussão banal por causa de um celular(telemóvel).

A vítima não era brasileira. Não deve nem ter nunca ido ao Brasil, e se brincar nem português falava. Era cidadão russo, nascido e criado na Rússia.

De qualquer forma, parabéns à polícia russa que agiu rápido, prendendo o malfazejo. Espero que a justiça faça a sua parte.

Portanto, Ítalo, seu xiliquento, nem o Brasil nem Lula, tem nem ao menos o direito de se meter nessa estória.

Jose Milhazes disse...

Anónimo russo, se Putin diz alguma coisa, todas as empresas, sejam públicas ou privadas, cumprem. Ele disse que o director da mina tinha de sair, e acabou por sair, embora a direcção da empresa começou por dizer: não, mas mudou de ideias.
Quanto a Kononov, uma instância superior de um Tribunal Europeu revogou uma sentença de um tribunal inferior. Trata-se de uma coisa normal em justiça.
Eu, se fosse russo, faria a pergunta, mas será que os outros nunca têm razão quando nos dizem alguma coisa? Enquanto português, presto atenção ao que os outros dizem do meu país. Há coisas críticas que doem, mas ensinam.
No entanto, sublinho, o meu objectivo não é ensinar nada aos russos.

Sergei Korolev disse...

Gostaria de deixar expresso aqui minha grande tristeza....saber de um ser humano morto sem causa justa não me agrada,não somente por ele ser brasileiro (em parte), mas por ser um ser humano que ao que parece tinha uma alma bonita, dedicada as artes e que é vitima dessa decadência que invadiu a Russia nos tempos pós-soviéticos
que deus o abençoe e que sua historia possa um dia ser conhecida de nos brasileiros

anónimo russo disse...

Sergei Korolev disse...


"vitima dessa decadência que invadiu a Russia nos tempos pós-soviéticos"


Você sequer estêve na Rússia nos últimos anos? Segundo entendo, é da Ucrânia, mas vive no Brasil. Então, de uma pessoa que conheceu a União Sovietica, nunca vou compreender essas palavras, como "decadência que invadiu a Russia nos tempos pós-soviéticos". Agora as pessoas (que querem e sabem trabalhar) podem viver como gente, como seres humanos. Nunca me vou esquecer de como em criança viajava com a minha mãe a Moscovo, viajava de avião (porque os bilhetes eram baratos e de acesso facil) e traziamos de volta, no avião, uma caixa com uns 10 kilo de enchidos (frios). Porque não era nada facil obter uma linguiça defumada na nossa cidade (embora a nossa cidade tivesse mais de milhão de habitantes). Já sem falar do papel higiénico, sem falar do facto que pela primeira vez vi, por exemplo, bananas quando tinha uns 7 anos de idade.

E a indústria aeroespacial funciona na Rússia atual, não se preocupe. Por exemplo, na minha cidade se produzem os helicopteros (militares e civis) que tenho a oportunidade de ver quase todos os dias. Muitas vezes da minha janela, a sobrevoarem a cidade. Enfim, a onipoténcia militar e técnica da URSS tambem era um mito, na minha opinião.

anónimo russo disse...

Para que ninguem pense que o "maldito putin" (ou qualquer "regime" pos-sovietico) me comprou por um papel higienico, é preciso acrescentar às minhas palavras anteriores a frase: sem contar todo o sistema ideologico (e politico) altamente hipocrita e perverso (pelo menos, já nos últimos anos da URSS). Assim será melhor.