segunda-feira, maio 31, 2010

Blog dos leitores (Diplomata russo reconheceu ocupação dos países bálticos)


Texto enviado pela leitora Cristina Mestre:

"O jornal Latvijas avīze, editado na Letónia, publica um artigo sobre a apresentação em Riga do livro “A Rússia Vista por um Conservador Liberal Russo”, do diplomata russo Evgueny Vtiurin. Reproduzimos o texto do artigo:

“Não é frequente os autores de outros países escolherem a Letónia para editar os seus livros na língua original. A apresentação do livro ““A Rússia Vista por um Conservador Liberal Russo” contou com a presença do próprio autor. Até ao ano passado, Evgueny Vtiurin era um diplomata de carreira do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, com experiência de trabalho ainda nos anos da URSS, tendo trabalhado no Egipto, nos EUA e nos países bálticos, nos anos 90.

Segundo o autor, há muito que compreendeu ter “errado” na escolha da profissão uma vez que, estando no serviço diplomático, tratava mais de assuntos administrativos do que de política. Este não é o seu primeiro livro. Anteriormente, tinham sido publicados em Moscovo outras obras suas, assinadas sob o pseudónimo de Yuri Svetin. No fundo, o novo livro é um conjunto de reflexões críticas sobre a Rússia, sobre a sua história, juntamente com tentativas de dar resposta às questões: Quem é culpado? O que fazer? Que futuro nos espera /à Rússia/?

Uma vez que a maioria das editoras de Moscovo se recusou a publicar o livro, Evgueny Vtiurin começou a procurar editores noutros locais e por fim, deteve-se na editora "Jumava”. Não é de admirar, se olharmos para o índice do livro. O leitor encontrará nele muitas afirmações pouco lisonjeiras para o povo russo e para a Rússia, mas o autor, cujos pais sofreram com o estalinismo, tendo o avô sido fuzilado em 1937 porque era uma pessoa muito religiosa e se tinha recusado a aderir ao Kolkhoz, considera que não se deve esconder a verdade, por muito desagradável que tenha sido. No entanto, sublinha ele, o povo russo, pelo menos por enquanto, não quer saber desta verdade.

Noutro excerto, Vtiurin salienta: “Há que voltar a escrever a história da guerra para que a nova geração saiba quanto era cruel e quão cruéis e desumanos os russos podem ser relativamente a si próprios”.É necessário sublinhar também que o autor apoia a concepção das três ocupações, que os países bálticos sofreram durante a guerra, considerando que a Rússia deve reconhecer o facto da ocupação e “pôr uma pedra nesta questão” (…)

Fonte: http://www.regnum.ru/news/1287186.html"

15 comentários:

Anónimo disse...

Sabe-se que os Bálticos são muito ressentidos em relação à Rússia. De facto os russos erraram nos bálticos mas são feridas difíceis de se sair e o reconhecimento em pouco mudará a relação deles com a Rússia.

Jorge Almeida disse...

Anónimo 14:56,

o ressentimento dos Bálticos em relação à Rússia não é razão para tratar mal os cidadãos de etnia russa nascidos nos países bálticos.

Há 2 anos, fui a esta mesma Letónia, onde vi que os letões tratavam os russos nascidos na Letónia como cidadãos de 2ª, isto porque os russos nascidos na Letónia são obrigados a fazer um exame de conhecimentos de língua letã.

Estou a manifestar-me contra o tal exame de conhecimentos de língua letã que os russos têm de fazer para adquirir cidadania letã, cidadania do país onde sempre viveram, sendo que os letões não são obrigados a fazer tal exame.
Será que os letões querem pôr os russos a falar e a escrever melhor letão que eles mesmos?

Mas também os russos não procederam bem, ao terem invadido aqueles países, quer no tempo dos czares, quer no tempo de Estaline. Porque é que não os deixaram em paz e sossego?

anónimo russo disse...

Não compreendo onde está a novidade? Será que alguem na Rússia esconde que os países balticos foram ocupados? Por sinal, há uma coisa importante que os não-russos podem não saber ou não entender: ninguem na Rússia nunca esperou que esses países ficariam aliados da Rússia e, por isso, quando estes entram no nato ou fazem coisas hostis à Rússia ninguem fica indignado, ao contrário daquilo que se passa quando se trata da Geórgia, por exemplo. Porque a Geórgia, as terras georgianas foram unidas à custo de dezenas de milhares de vidas dos soldados russos aínda há uns 200 anos e desde então a Geórgia ficou parte da cultura russa. Vale a pena lembrar que aínda no ano 1812 um dos chefes militares mais famosos da Rússia na guerra com napoleão era de origem georgiana.

Jest nas Wielu disse...

Qualquer pessoa normal, que assistir este filme só poderá concordar com o diplomata russo:
http://www.mefeedia.com/watch/28771192

Anónimo disse...

"De facto os russos erraram nos bálticos "

Não "erraram".COMETERAM CRIMES.



E O GENOCÍDIO ENTRE OS PRINCIPAIS...

anónimo russo disse...

Sr. Milhazes, eu enviei um comentário para o tema sobre a Reunião "Rússia-UE", mas ele não foi publicado. Eu acho que esse comentário não insulta ninguem e enviei-o de novo, porque acho-o importante. È um pouco estranho ver neste blogue como as pessoas que querem tanto nos ensinar a democracia não respeitam por vezes a opinião de outros.

ALONE HUNTER disse...

Quem se importa com o Báltico? Quem se importa com a Letonia, Lituania e Estonia?

Ninguem dá atenção para estes países! Entraram na OTAN apenas para cutucarem a Rússia... Só isso! É tudo um conflito de interesses.

Estes países são insignificantes, e num futuro próximo, irão implorar para reatarem as relações com a Terra-Mãe.

Agora cospem na cara da Rússia, assim como a Geórgia! Mais não possuem qualquer valor no cenário mundial. Estão fadados ao fracasso total!!!

Nada que uma bateria de foguetes GRAAD não possa resolver, de uma vez por todas, essa questão!

Gilberto Mucio disse...

Os bálticos tb não são santos.

Aderiram aos nazis e participaram do massacre, pogroms, de judeus e tb cidadãos de etnia russa.

Anónimo disse...

"Os bálticos tb não são santos.

Aderiram aos nazis e participaram do massacre, pogroms, de judeus e tb cidadãos de etnia russa."



Jura, Múcio?


Puxa, vc conhece história bastante não é?


rs.

Jest nas Wielu disse...

Deve ser isso, aderir à NATO só e só para chatear o império energético...

p.s.
E veja essa: quando falamos dos crimes cometidos pela Rússia / URSS, culpados são “os responsáveis que até já morreram”, mas se falamos dos países Bálticos, da Ucrânia, da Geórgia, da Polónia, ai já a responsabilidade de uns é de todos…

José Pasternak disse...

É curioso que a famigerada autodeterminação dos povos defendida por Lenine só sirva nalguns casos...

Sergei Korolev disse...

Jorge Almeida disse...
"Porque é que não os deixaram em paz e sossego?"

Quanta inocência a respeito da natureza dos homens ^^

ALONE HUNTER disse...
"Nada que uma bateria de foguetes GRAAD não possa resolver, de uma vez por todas, essa questão!"

hauhauahuahuahauhauahuahauhauahuah
esse alone é muito engraçado:)

Anónimo disse...

"Os bálticos tb não são santos.

Aderiram aos nazis e participaram do massacre, pogroms, de judeus e tb cidadãos de etnia russa"

E verdade......as pessoas tendem a tratar as vitimas como santas......

José Pasternak disse...

"É curioso que a famigerada autodeterminação dos povos defendida por Lenine só sirva nalguns casos..."

Essa tolice de Lenin custou muitíssimo caro a Russia, vide os 40 Bilhões de euros.....só pra citar um unico exemplo

Sergei Korolev disse...

Jorge Almeida disse...
"Porque é que não os deixaram em paz e sossego?"

Quanta inocência a respeito da natureza dos homens ^^

ALONE HUNTER disse...
"Nada que uma bateria de foguetes GRAAD não possa resolver, de uma vez por todas, essa questão!"

hauhauahuahuahauhauahuahauhauahuah
esse alone é muito engraçado:)

Anónimo disse...

"Os bálticos tb não são santos.

Aderiram aos nazis e participaram do massacre, pogroms, de judeus e tb cidadãos de etnia russa"

E verdade......as pessoas tendem a tratar as vitimas como santas......

José Pasternak disse...

"É curioso que a famigerada autodeterminação dos povos defendida por Lenine só sirva nalguns casos..."

Essa tolice de Lenin custou muitíssimo caro a Russia, vide os 40 Bilhões de euros.....só pra citar um unico exemplo

Sergei Korolev disse...

De qualquer forma essa noticia me deixa feliz, é preciso que se reconheça certos aspectos da historia Russa.....todos os povos sem uma unica exceção tem seus milhões de esqueletos no armário....apesar de que eu jamais concordarei com a dissolução da União Soviética.

Meu sonho não pode mais ser realizado....uma URSS existindo, verdadeiramente socialista, com auto gestão de todos os membros daquele belo sonho,Unida.....com uma economia verdadeiramente socialista,com Bilhoes de habitantes.....forte.......talvez...talvez...

Sergei Korolev disse...

"nova geração saiba quanto era cruel e quão cruéis e desumanos os russos podem ser relativamente a si próprios"

As pessoas esquecem que as maiores vitimas do estalinismo foram os Russos,foram e continuam sendo ,pois cada dia da atual Russia é uma concequencia direta daquele estado facista estabelecido na decada de trinta e que ,com suavizações, continuou existindo ate os anos 90

A queda ocorreu pela incompetência da Nomeklatura,uma conseqüência direta do estilo estalista de governar....