segunda-feira, maio 31, 2010

Polícia volta a reprimir oposição



A polícia de choque russa (OMON) recorreu hoje à força para reprimir manifestações da oposição ao Kremlin em defesa da Constituição, tendo detido numerosas pessoas em várias regiões do país.
As autoridades russas consideraram essas manifestações “ilegais” por serem realizadas sem autorização prévia, mas a oposição não concordou com essa decisão, sublinhando que a Lei Suprema da Rússia não prevê pedidos de autorização para a realização de manifestações e comícios, e exige apenas que os organizadores informem as autoridades.
Num encontro com intelectuais de São Petersburgo, realizado no sábado passado, o primeiro ministro russo, Vladimir Putin, declarou que os funcionários responsáveis “não se devem esconder” através das limitações previstas na lei para impedir a realização de ações de protesto.
Porém, hoje, o porta-voz de Putin, Dmitri Peskov, afirmou que isso não pode ser interpretado como uma autorização de ações de protesto, “porque a permissão deve ser dada pelos poderes locais”.
Em Moscovo, centenas de polícias de choque e soldados das tropas russas do Ministério do Interior da Rússia cercaram a Praça Triunfalnaia (Praça do Triunfo) desde manhã, embora a oposição, que reúne forças de direita e de esquerda não representadas no parlamento, tivesse convocado a ação de protesto para o fim da tarde.
Além disso, as autoridades organizaram no local uma reunião de jovens de organizações pró-Kremlin dedicado ao Dia do Doador do Sangue.
À hora marcada, as pessoas que saíam do metropolitano eram avisadas pela polícia de que não podiam manifestar-se, tendo os agentes da OMON começado por deter um grupo de 10 jovens que envergavam "t-shirts" com o número “31”, número do artigo da Constituição da Rússia que permite a realização de manifestações e comícios.
As mais de 700 pessoas que assistiam à detenção, muitas das quais nada tinham a ver com a manifestação, gritavam “Vergonha!”, “Liberdade!”, tentando resistir às investidas da polícia.
Os agentes da OMON continuaram a encher camionetas de pessoas detidas, mais de cem, arrastando-as pelos cabelos e recorrendo à força.
Foram também detidos conhecidos líderes da oposição extra-parlamentar como Eduard Limonov, dirigente do Partido Nacional Bolchevique e Ilia Iachin, líder do movimento Solidariedade.
A polícia russa impediu também a realização de manifestações noutras cidades russas, nomeadamente em São Petersburgo.

P.S. Pode parecer difícil compreender porque é que o Kremlin atira tão grande número de polícia de choque contra algumas centenas de pessoas. Mas tem uma explicação: o medo. Esta foi a mais numerosa manifestação da oposição nos últimos tempos. O primeiro-ministro russo Vladimir Putin não foi sincero quando falou com intelectuais russos em São Petersburgo e disse que não tinha nada contra as manifestações que não incomodassem os pacientes dos hospitais infantis e a ida dos russos para as casas de campo.
Putin ficou tão nervoso  com  as observações do cantor de rock Iúri Chevtcuk que nem sequer o reconheceu! Será que haverá alguém minimamente inteligente na Rússia que não conheça as canções de Chevtchuk? Duvido... 
Mais duas notas: 1) até Vladimir Lukin, Comissário para os Direitos Humanos junto do Presidente da Rússia, que assistiu à actuação da polícia em Moscovo, deu razão à oposição e 2) os canais públicos de televisão russos, como já é costume, fizeram de conta que nada aconteceu.

17 comentários:

anónimo russo disse...

Eu aínda podia tentar compreender esses manifestantes, se:

1.) não conhecesse um pouco o radicalismo extremo de muitos deles, que eles mostram na internet russa. Deus nos livre de um dia ver líderes deles no poder: isso podia resultar numa catástrofe fatal para o país;

2.) se em São Peterburgo a coluna deles não fosse liderada por Nemtsov, ex-vice-primeiro ministro, populista e, dizem, que gostava de oferecer empregos nos órgãos de estado aos seus amigos. Mas o pior é que ele mostrou pouca competéncia no tempo do seu trabalho no governo. Eu prefiro Kudrin a Nemtsov, a quem não posso levar a sério.

Acho que, mais cedo ou mais tarde, as autoridades devem dar plena liberdade a esses grupelhos e isso será o fim político destes. Porque não representam a sociedade. Dizem, que, nos seus melhores anos, não eram capazes de unir mais de 1500 adeptos seus em Moscovo.

anónimo russo disse...

P.S.
Claro que o poder não tem nenhum medo destes movimentos, porque eu acho que entendem prefeitamente que tudo isso não tem apoio sério na sociedade. Mas deviam permitir-lhes fazerem o que esses querem (se esses realmente não cortam as estradas ou fazem algo semelhante, de que eu pessoalmente não tenho nenhuma certeza).

Ter medo de Limonov (que eu pessoalmente considero uma das pessoas mais dignas de respeito de todos eles) que nos seus livros descrevia as suas orgias homossexuais com alguns negros de Nova York - duvido, cinceramente:)

anónimo russo disse...

P.S. È escusado dizer que ninguem tocou essas pessoas.

anónimo russo disse...

Por sinal, hoje na minha cidade houve manifestação de pessoas que pagaram pelos apartamentos aínda não construidos a uma (ou umas) empresas que constroem isso, mas não viram esses apartamentos. Обманутые дольщики. Alguem neste blog dizia que autoridades locais não iriam permitir, iriam proibir quaisquer manifestações etc. Pois, hoje houve essa manifestação, e os representantes da administração sairam para as pessoas para discutir o problema. Vi isso pela nossa televisão local. Eis o caminho correto: as pessoas devem resolver os seus problemas reais, defender os seus direitos pessoais, e não tentar fazer revoluções num país que está atrasado (em comparação com os mais desenvolvidos) unica- e exclusivamente porque sofreu revoluções demais na sua história.

anónimo russo disse...

Não sei se utilizei correto a frase em portugues no meu post anterior. Mas queria dizer: NINGUEM TOCOU ESSAS PESSOAS.

ALONE HUNTER disse...

Esses bandidos são menos de 1% da população!

A grande maioria dos russos aprovam a gloriosa política interna de Dmitry Medvedev e Vladimir Putin!

Façam um referendo, na Sibéria!!!

Melhorou a vida dos russos!

ALONE HUNTER disse...

Só para registro, já que todos que postam aqui nesse blog defendem a América e seus aliados, Israel agora está usando a sua mais nova arma: a fome!!!

Estão bloqueando navios estrangeiros em águas internacionais em ajuda humanitária para Gaza!

Estou vendo neste exato momento a CNN, e eles fazem pouco caso para este fato.É impressionante o descaso da TV americana para esta vergonha mundial! Isso me faz explodir por dentro... Eu fico corroído de tanto ódio!

Israel é um Estado Terrorista, patrocinado pelos Estados Unidos, que está acabando com a população muçulmana!!! Israel é o maior vilão da História do Oriente Médio...

Algo tem que ser feito, para acabar com isso de uma vez por todas!!!

ALONE HUNTER disse...

Israel, Estado-Terrorista, criminosos de guerra!!!

Entraram ilegalmente, em águas internacionais, á bordo de um navio que transportava ativistas pela paz e que tentavam alimentar o povo da Palestina!!! Pirataria, terrorismo!!!

Colonia dos Estados Unidos!!!Agora os Estados Unidos irão vetar qualquer tentativa de sanção contra os sionistas!!!

A Turquia tem que declarar guerra contra Israel... Agora!!! Isso é um ato de guerra contra o povo turco!

Isso é um atentado contra a Humanidade!!!

anónimo russo disse...

Por sinal, Israel matou umas 15 pessõas nesta "operação". Imagino o uivo se isto fosse feito pela Rússia (deus nos livre).

Jose Milhazes disse...

anónimo russo deixou um novo comentário na sua mensagem "Polícia volta a reprimir oposição":

Por sinal, Israel matou umas 15 pessõas nesta "operação". Imagino o uivo se isto fosse feito pela Rússia (deus nos livre).

Jose Milhazes disse...

Anónimo russo, acha que em relação a Israel estão a fazer menos barulho?
E se alguém tentasse levar ajuda humanitária ao georgianos que vivem a Abkházia? Qual ria a reacção da Rússia?

Anónimo disse...

Caros leitores
Para quem não conhece muito bem a mentalidade da maioria dos cidadãos russos, aqui está ela no seu esplendor: ALONE HUNTER. Leiam e tirem conclusões
José L.

Jose Milhazes disse...

Anónimo deixou um novo comentário na sua mensagem "Polícia volta a reprimir oposição":

Caros leitores
Para quem não conhece muito bem a mentalidade da maioria dos cidadãos russos, aqui está ela no seu esplendor: ALONE HUNTER. Leiam e tirem conclusões
José L.

Cristina disse...

Peço desculpa aos leitores que não falam russo, mas não resisti a partilhar este vídeo: O excerto é de uma comédia clássica do cinema russo (Kavkaskaya Plenitsa), mas os diálogos foram alterados para satirizar os líderes russos. Genial! Uma prova de que os russos, não obstante tudo o resto, são um povo altamente criativo!

Cristina disse...

Vídeo:
http://www.youtube.com/watch#!v=Z8tS_1eSkwM&feature=related

anónimo russo disse...

Jose Milhazes disse...
"Anónimo russo, acha que em relação a Israel estão a fazer menos barulho?
E se alguém tentasse levar ajuda humanitária ao georgianos que vivem a Abkházia? Qual ria a reacção da Rússia?"



O mais engraçado é que os georgianos que vivem na Abkházia não sofrem de nenhum tipo de bloqueio, segundo eu entendo, e não precisam muito de alguma ajuda humanitária. A maior parte deles vive perto da fronteira com a Geórgia e, penso, que se a situação fosse assim tão má, podiam emigrar para a Geórgia. Mas não emigram lá, segundo eu entendo.

Jest nas Wielu disse...

Ajuda humanitária aos georgianos que vivem na Abkhazia / Ossétia do Sul??? Não ficavam por apenas 9 activistas mortos, além disso, toda a carga seria “libertada”, como aconteceu com estes talheres de ouro:

http://www.youtube.com/
watch?v=kM50u6xdJas
http://www.youtube.com/
watch?v=1dy1b34Ehdg
etc…