quarta-feira, maio 05, 2010

Robbialac elimina "vermelho-Estaline" e "vermelho Rússia" dos catálogos

Recebemos esta mensagem da empresa Robbialac a propósito das cores "vermelho-Estaline" e "vermelho Rússia":

"A Robbialac vem esclarecer que nunca foi sua intenção ofender as vítimas do Estalinismo.
Nessa medida e para que não restem quaisquer dúvidas, a Robbialac decidiu eliminar a designação “vermelho-Estaline” e “vermelho Rússia” dos catálogos em que as mesmas vêm mencionadas.
A Robbialac está presente no mercado nacional há 79 anos, tendo sempre mantido uma postura de escrupuloso respeito pelos seus consumidores e colaboradores.
TINTAS ROBBIALAC, S.A."

Eu nunca pus em causa a qualidade destas tintas, tanto mais que encontrei os citados nomes ao adquirir tintas para pintar a casa. Agora posso repetir a velha publicidade: "Bate chapas e tinta Robbialac".

12 comentários:

Pippo disse...

Bolas! E eu que ia sugerir o "Negro Béria"...

Jest nas Wielu disse...

Pois é, pois é, uma pequena vitória com sabor à vitória grande…

Nuno B. disse...

Uma pequena nota para o documentário que passou hoje à noite na RTP1 sobre a Guerra na Guiné e a participação dos russos ao lado do PAIGC.

Um complemento interessante às informações que passam aqui no blog.

Cumprimentos a partir de Portugal 'cinza-crise'!

Jose Milhazes disse...

Caro Jest, fico contente ao ver que a nossa voz ainda é ouvida e sublinho a reacção operativa da Robbialac.

PortugueseMan disse...

Caro JM,

Outra notícia que considero interessante:

Russia Commisions First Nanotechnology Plant

Russia’s first nanotechnological plant for the production of monolithic carbide-tipped tool with multiple nano-structured coating has been commissioned in the town of Rybinsk, Yaroslavl region...

...The tools, which the plant will produce, will be used in the high-tech sectors of the Russian industry, including the aircraft engine building, space industry, and instrument making...


http://www.nanowerk.com/news/newsid=16002.php

Um artigo em português que fala do mesmo tópico:

http://port.pravda.ru/russa/28-04-2010/29436-nanotecnologia_russia-0

Como já se falou aqui, esta é uma das àreas prioritárias e é bom ver que algo está a ser feito nesse sentido.

A modernização de sectores de alta tecnologia depende de vários componentes.

Só com uma boa base irão conseguir construir algo mais moderno, como por exemplo a construção de motores para a aviação civil (que no caso do Sukhoi Superjet apoiam-se nos franceses).

Este é o caminho certo na minha opinião.

Cristina disse...

Peço também desculpa de falar sobre outro tema, mas não resisti, porque é uma curiosidade muito própria da Rússia, desde os tempos da URSS:
"As autoridades de Moscovo gastarão mais de 1,5 milhões de dólares (44 milhões de rublos) para dispersar as nuvens que podem dar origem a chuva durante o desfile militar do próximo 9 de Maio, Dia da Vitória, informaram fontes da Câmara Municipal de Moscovo.
Tal como nos anos anteriores, a dispersão das nuvens será levada a cabo por uma dezena de aviões Il-18, An-12, An-26, An-72, M-101 e Su-30.
Os preparativos começarão na véspera do feriado. A pulverização das nuvens com bombas de nitrogénio líquido e outros agentes químicos será levada a cabo entre as 06:00 e as 24:00 dos dias festivos".
Fonte: rian.ru

Recordo-me de quando morava nos arredores de Moscovo, no dia a seguir ao 9 de Maio, apanhar violentas e inesperadas chuvadas, que os meus colegas diziam serem produto das nuvens "expulsas" da capital. A verdade é que nunca soube se eles diziam isso a sério ou a brincar.

Zuruspa disse...

E porquê eliminar o "Vermelho Rússia"?

Para que quem näo saiba aprenda, o povo russo sempre foi identificado com a côr vermelha, bem antes da Revoluçäo de Outubro. Precisamente por isso a ordenaçäo da bandeira russa:
- no topo o branco de Deus
- no meio o azul do Czar
- em baixo o vermelho do povo;

Além disso, a Grã-Rússia era conhecida como "Rússia Vermelha", a Bielorússia quer dizer precisamente "Rússia Branca", e a Ucränia era a "Rússia Azul" até ao séc. XIX, me parece.

Por isso mesmo os dirigentes eram os "Czares de *Todas* as Rússias" (a vermelha, a azul, e a branca). JM, esta expressäo entre parêntesis fazia parte do título oficial?

Jorge Almeida disse...

Doutor Milhazes,

não se espante com a repercussão que este blogue tem em Portugal.

O prémio da Super Bock não veio por acaso!

E o convite do Público só ajudou a divulgar o blogue!

Jorge Almeida disse...

Aliás, você é o correspondente da comunicação social portuguesa no estrangeiro mais conhecido e reconhecido pelos portugueses.

A sua barba e a sua voz são conhecidas de muitos por aqui.

Não são muitas as personalidades a terem sido imitadas pelo comediante português de maior sucesso depois do 25 de Abril, Herman José. E você está na lista, como bem sabe.

Jest nas Wielu disse...

Hoje encontrei o filme Katyn na Internet (a versão integral com legandas em português):
http://video.google.com/videoplay
?docid=-2080155985610903776#

além disso, brevemente o filme será exibido em Moçambique:
Sexta-Feira, 21 de Maio; CCFM às 17h00 e 20h00
Quarta-Feira, 26 de Maio; UEM: Faculdade de Letras e Ciências Sociais às 15h00

p.s.
Sim, Sr. José, a Robbialac agiu bem e depressa.

Nuno B. disse...

Jest:
obrigado pelo link!
Cumprimentos,
NB

Jose Milhazes disse...

Caro leitor Jorge, tenho muito respeito e consideração pelo trabalho de Herman José. Gosto muito da forma como ele me imita. Diria que me imita melhor do que eu próprio.