quinta-feira, julho 22, 2010

Mas que calor!



Caros leitores, cheguei a Moscovo com uma vontade grande de incentivar a publicação de textos no blog, mas é impossível, o calor não deixa fazer nada.
Vivo há 33 anos em Moscovo, mas nunca passei por um Verão assim. O mercúrio dos termómetros está acima dos 30 graus e ameaça continuar a subir até aos 36-38 nos próximos dias. Como não tenho, nem gosto de ar condicionado em casa, nada mais me resta do que aguentar, embora seja muito difícil.
Alguns leitores poderão considerar que estou a exagerar, pois temperaturas dessas registam-se em Portugal, no Brasil, etc., mas aqui é mais difícil suportar essas temperaturas. Ainda bem que os bombeiros têm conseguido, por enquanto, controlar os incêndios nas florestas em torno de Moscovo, porque, caso contrário, o fumo não deixaria respirar completamente.
Em Moscovo, o metropolitano não é salvação, porque a ventilação nunca foi grande coisa e, em algumas estações, a temperatura é de 32 graus. Os russos procuram um pouco de frescura nas fontes, lagos, rios, em qualquer lugar onde haja água fria, mas a falta de cuidado e o excesso de bebidas alcoólicas já mataram 1244 banhistas no mês de Julho.
A onda de calor, que se estende praticamente a todo o país, está a provocar uma das maiores secas na História da Rússia, o que terá sérios reflexos negativos na economia.
Quando conseguir novas forças, darei notícias.

8 comentários:

Nuno B. disse...

Também na França, mais concretamente em Grenoble, o calor é muito forte.

Digo forte, não abrasador. Isto porque se trata de uma atmosfera muito pesada que mesmo os habitantes deste vale encalhado em 3 montanhas não estão habituados.

Talvez isso explique o motim da semana passada.

E em Moscovo, será que o crime também aumenta com o calor?

Cumprimentos

Jose disse...

Caro Amigo! Resta-me a penas dizer-lhe que cá pela nossa zona as temperaturas continuam amenas e convidam a um bom mergulho no mar que tão bem conhecemos!

Não obstante , estou solidário!

Um abraço e gostei de o ver!

José Mendes.

Jose Milhazes disse...

Caro Nuno, o crime por aqui não aumentou. Acho que é difícil fazer o que quer que seja com este calor.
Caro José! Saudações do forno russo!

Anónimo disse...

Nada que um bom ventilador e umas bacias de água (pra aumentar a umidade dentro de casa) não dê jeito;


Ítalo

Anónimo disse...

Moscovo e boa parte da Rússia estão longe de correntes de ar, talvez seja por isto que a sensação de calor seja tão alta.

Gilberto Mucio disse...

Eu nunca sofri tanto com calor em minha vida como estou sofrendo agora.

Também não tenho ar condicionado, e o meu apartamento está um verdadeiro inferno. Durante a noite ou madrugada a temperatura também não dá tréguas, fica beirando 30.

30º em Moscou é diferente da mesma temperatura no Brasil, e creio, em POrtugal. Aqui fica abafado demais, além dos apartamentos serem obviamente MUITO quentes para suportarem o inverno.

Agora o termômetro da estação de metro está marcando 39º!

Mädchens Vivi disse...

Caros amigos, aqui no Brasil o inverno está bem confuso. As temperaturas caíram por apenas uns três dias, o sol voltou e está bem calor para um inverno. Estou acostumada com esse tempo, mas estava tão feliz que o inverno estava pra chegar que sinto-me decepcionada com esse sol...

att.

viviane andreani

Anónimo disse...

Quando é assim, é sacrificar quem manda aos deuses. Se matarem o Putivedev vão ver como não têm mais problemas com o tempo.