quarta-feira, setembro 15, 2010

Gorbachov avança para criação de Forum “Diálogo Cívico”


Mikhail Gorbachov, antigo Presidente da União Soviética, defendeu a necessidade de organização do Forum “Diálogo Cívico”, cuja assembleia constituinte se realizou hoje.
A ideia da criação desse forum foi lançada por Gorbachov em meados de Julho, numa entrevista ao jornal “Novaya Gazeta”.
O antigo dirigente soviético considera que, na situação atual, é necessário um “diálogo real com o poder”, porque a sociedade está dividida e os partidos existentes, principalmente o “Rússia Unida”, tornaram-se num “instrumento para dizer amén”.
Segundo Gorbachov, o forum deve ser “suprapartidário” e aberto a todos os cidadãos, exceptuando os extremistas.
“O nosso objetivo não é o confronto com o poder, mas o diálogo com ele”, frisou ele, acrescentando que “penso que semelhante movimento será mais livre do que um partido”.
Na reunião constituinte, realizada na Fundação Gorbachov, estiveram presentes cem políticos, defensores dos direitos humanos e homens de negócios.

11 comentários:

Cristina disse...

A ideia não é má, só que os russos não são muito dados ao diálogo.
Os partidos "dialogantes" costumam mais tarde ou mais cedo ser "integrados" no poder ou, quando se tornam demasiado críticos, afastados por diversos meios.
A ver vamos.

Jest nas Wielu disse...

off top

Ucrânia comemora 10 anos do desaparecimento do Georgiy Gongadze:

Em ucraniano:
http://maidan.org.ua/static/news/2010/
1284462121.html

ARS disse...

Excelente projecto dum homem notável!
Só posso desejar-lhe o maior sucesso.

Francisco Lucrecio disse...

Este palhaço merece alguma credibilidade?
Justifico!

Jose Milhazes disse...

Sr. Francisco, não costumo publicar comentários insultos, mas faço uma excepção pelo seguinte. Se Gorbatchov é um palhaço, quem é você? Olhe-se ao espelho e pense.

MSantos disse...

Afinal sempre foi Gorbachov o responsável pela queda dos regimes comunistas.

;)

Se este movimento se tornasse numa verdadeira e credível oposição evoluindo para uma alternativa de governo, mais que uma ironia da História seria um golpe de justiça.



Cumpts
Manuel Santos

Francisco Lucrecio disse...

Doutor Milhazes:
O Senhor não lhe bastava já ser um caceteiro politico? Agora passou ao caceteirismo de ofensas verbais a quem discorda de si!
Não perca a calma, isso fica-lhe mal.

Se acha que também sou um palhaço? Então explique lá porquê? Exijo que me diga.

Da minha parte vou justificar os motivos porque essa criatura “Gorbachov” é um palhaço.
Palhaço é alguém que diz e faz palhaçadas. O que foi que este “senhor” fez ao longo da sua vida senão isso mesmo?

Quando ascendeu à direcção do PCUS começou por fazer um discurso extremista na defesa do retorno aos mais nobres ideais do Marxismo/Leninismo, e da Revolução Bolchevique, criticou duramente tudo e todos por os desvios verificados.
Depois foi o que se viu. Para finalmente passar a assumir-se como um Social-Democrata Liberal.

Numa entrevista recente à BBC lamentou-se por os dirigentes da NATO não terem cumprido com as promessas que lhe fizeram (que não avançariam um milímetro sequer para Leste). Mas algum dirigente responsável teria aceite fazer acordos nestas condições? Ele na ocasião sabia muito bem o que andava a tramar, portanto não tem nada que tentar redimir-se da traição que cometeu.

Porque tanto Tatcher como Miterrand opunham-se à reunificação da Alemanha no imediato (estipulavam-se um período de 5 a 10anos). Ele Gorbachov não só dizia que concordava com essas condições, como prometeu a Egon Krenz que não iria permitir uma anexação da RDA por a RFA, no entanto andava a negociar nas costas de todos com Bush e Khol. Traiu os que nele depositaram confiança. Qual foi o resultado dessa traição? A maioria dos dirigentes da RDA acabaram por ser humilhados na prisão. Ora a RDA era um Estado reconhecido pela ONU a par da RFA.
Portanto este energúmeno não é só palhaço como é também um canalha traidor. Traiu o seu próprio povo, traiu os amigos e traiu aqueles que nele confiaram.

Por isto; e tudo o que fez de mais nefasto para a humanidade é ainda mais que um palhaço.
E a admiração que o povo Russo nutre por ele diz tudo.

Jose Milhazes disse...

Sr. Francisco Lucrécio, os leitores podem testemunhar que eu não lhe chamei nome algum. Não é hábito meu, mesmo quando me insultam com termos como "caceteiro político".
Recorde-se do provérbio russo, não atire as culpas para cima do espelho...

Francisco Lucrecio disse...

Jose Milhazes disse...
Sr. Francisco Lucrécio, os leitores podem testemunhar que eu não lhe chamei nome algum. Não é hábito meu,

Doutor Milhazes não é seu hábito?
Estes “mimos” a quem são dirigidos?

Jose Milhazes disse...
Se Gorbatchov é um palhaço, quem é você? Olhe-se ao espelho e pense.



Chamei palhaço a esse objecto, mas depois justifiquei-o com alguns exemplos, que são apenas uns grãos de areia do imenso deserto de calamidades que ele provocou ao seu próprio povo e à humanidade.
Não me vai exigir que lhe diga aquilo que o Senhor sabe?

Jose Milhazes disse...

Leitor Francisco Lucrécio, você olhou para o espelho? Viu que não era palhaço? Que é muito inteligente? Muito bem, fico contente...
Quanto a Gorbachov, se for ver ao arquivo deste blog verá que eu não me desfaço em elogios a Gorbachov. Analiso, nomeadamente, aspectos como a reunificação da Alemanha, etc.
Não encontrei motivos para lhe chamar palhaço...

Francisco Lucrecio disse...

Doutor Milhazes:
Dispenso os seus elogios, se não os quer guardar para si distribua-as por os seus amigos.

Gorbachov, foi aquilo que foi. Para isso basta rever o seu passado como comunista, o percurso seguinte e quem o louva hoje e admira.
Nada mais.

Quanto á RDA era um Estado membro de pleno direito da ONU, reconhecido por a maioria das nações.

E esse “senhor” além de não ter cumprido com os acordos estabelecidos, também não salvaguardou os direitos dos dirigentes desse país (tinha essa responsabilidade). A vingança depois foi implacável