domingo, novembro 21, 2010

Cimeira Rússia-NATO: algumas breves considerações

Peço desculpa aos meus leitores pela redução brusca do meu rendimento neste blog, mas o trabalho nas várias cimeiras realizadas em Lisboa, nos dias 19 e 20, foi infernal, mal dava tempo para dormir.
Não vou adjectivar esse acontecimento de "histórico", termo usado até à exaustão, pelos participantes, mas diria que se trata de um bom ponto de partida para a cooperação entre a Rússia e a NATO, bem como para a adaptação, a moderrnização da Aliança Atlântica num mundo em rápida transformação.
Foi dito insistentemente que a "guerra fria" foi enterrada, mas como já ouvi isso noutras ocasiões, fico à espera para ver.
Quanto aos documentos aprovados e declarações dos participantes, os leitores já devem saber o suficiente. Por isso quero apenas referir que Dmitri Medvedev, Presidente da Rússia, foi o único dirigente a duvidar do realismo dos prazos de retirada das tropas da NATO do Afeganistão e considero que tem toda a razão.
Em termos pessoais, as cimeiras foram uma excelente oportunidade para reencontrar velhos amigos, e não só jornalistas, de vários países do mundo. Infelizmente, pouco foi o tempo para conversar.
Não quero deixar de frisar aqui a forma grosseira e indigna dos dirigentes georgianos presentes no acontecimento. Um exemplo apenas. Depois do encontro dos Presidentes Saakachvili e Obama, dirige-me, em russo, a Gueorgui Baramidzé, Ministro para a Integração Europeia da Geórgia, que me respondeu que só sabia falar inglês! Espantoso! Não faço ideia onde é que esses dirigentes aprendem as regras de diplomacia, do bom-senso e da boa educação.
Assim não vão muito longe! E certamente que não causarão muitos danos à língua russa, que é dominada por praticamente todos os georgianos. Misturar política com tradições e culturas! Minha Nossa, como dizem os brasileiros...
Não posso também deixar de registar uma regra que se torna cada vez mais generalizada nas conferências de imprensa dos dirigentes mais importantes deste ou daquele país. Eles praticamente só respondem às perguntas de jornalistas do seu país, escolhidos pelos seus assessores ou assessoras de imprensa. Dmitri Medvedev não foi excepção, mas, como neste mundo ainda há almas bondosas, consegui com que uma delas me pusesse a entrevistar Dmitri Rogozin, embaixador russo junto da NATO. 
Um muito obrigado a essa alma russa fica aqui registado.
Espero retomar o normal funcionamento do blog dentro de poucos dias. O regresso para Moscovo é já amanhã. 

9 comentários:

Anónimo disse...

Boa viagem
Eu cá continuarei a vir....
007

Anónimo disse...

Então não fala do encontro de Sócrates com Medvedev? Desses segredos é que queremos ouvir.
ahahah

Nuno B. disse...

Pensava que a aproximação da Rússia à NATO tinha sido o grande facto desta cimeira. O Dr Milhazes pensa que não, e é maior conhecedor do assunto..

Votos de boa viagem!

Pippo disse...

Caro JM, os georgianos não o queriam era aturar! Estavam ocupados com coisas mais importantes…

Não sei se sabe mas eles estiveram entretidos a contratar e usufruir da companhia de 80 putas (pagas pelos próprios, certamente!), algumas das quais foram partilhadas com seus vizinhos arménios. Que ninguém diga que os georgianos são egoístas!

A delegação francesa não gostou nada do barulho e para mal dos seus pecados, Burlesconi e os seus bambini não estavam nas imediações... azar o deles! Um bom naco nunca escaparia aos apetites d’ Il Cavaliere e da sua hoste!

Esta é mais uma daquelas situações em que acções de … relações públicas… valem mais do que mil palavras :o)

http://www.sabado.pt/Ultima-hora/Mundo/Georgia-contrata-80-prostitutas.aspx

Jose Milhazes disse...

Caro Nuno B., eu diria que se trata de um ponto de partida para uma aproximação. Eu sou muito céptico nestas coisas.

PortugueseMan disse...

Caro Pippo,

Desconhecia isso. Impressionante. E é com atitudes destas que querem credibilidade? vão longe...

MSantos disse...

Caro Pippo

Esperemos pois e também, que o vinho verde tenha jorrado a rodos.

:D

Bem fresquinhos, estes georgianos!

Cumpts
Manuel Santos

Nuno B. disse...

Ainda sobre a Ge-Orgia*

Obrigado Pippo, pela info!

O Sarkozy tem mesmo mau feitio, foi ele quem estragou a festa aos Georgianos ao denunciar o caso à polícia:

http://rt.com/news/georgian-delegation-scandal-prostitutes/


*Piada de colega ucraniano

Zuruspa disse...

Alguém sabe o que foi oferecido preto no branco à Rússia em troca de deixar instalar o sistema anti-míssil?

É que aqui há uns 20 anos houve um russo bem-intencionado que näo se opös à democratizaçäo do Leste europeu porque lhe foi prometido (só de boca) que a OTAN näo se moveria um milímetro para Leste...

Caiu Medvedev no mesmo erro? Ou a Rússia está assim mesmo TÄO mal e falida que já nem se opöe a nada sem tirar benefício?

Se bem que ainda estou è espera do Valdemiro Pudim vir a terreiro dizer que "ai, vocês entenderam mal..."