terça-feira, outubro 11, 2011

Iúlia Timochenko apela ao derrube do regime do Presidente Ianukovitch

A antiga primeira-ministra ucraniana, Iúlia Timochenko, lançou hoje um apelo ao derrube do regime do Presidente Victor Ianukovitch, sublinhando que a sua queda está para breve.
O juiz Rodion Kireev anunciou ter ficado provada a acusação, precisando que Timochenko provocou prejuízos à Ucrânia de cerca de 150 milhões de euros e condenando-a a sete anos de prisão.
“Estou convencida de que a sentença está ser ditada não pelo juiz Kireev, mas pelo Presidente Ianukovitch. A sentença fará o povo entender ainda mais que os ditadores não abandonam o poder voluntariamente. Isso não é só tarefa do meu partido, mas de todo o povo”, acrescentou Timochenko.
“Ele (Ianukovitch) pensa que demonstra a sua força, o seu poder, mas, na realidade, ele humilha-se, desacredita-se e risca-se da realidade democrática ucraniana e mundial”, frisou.
Timochenko lamentou que as ações de Ianukovitch criem obstáculos na via da aproximação da Ucrânia face à União Europeia.

22 comentários:

PortugueseMan disse...

Bom, agora que a culpada foi lançada à fogueira, está na altura de subir o preço do gás às pessoas e mostrar o mal que ela fez.

Não há mais empréstimos do FMI, sem haver aumentos do gás.

Agora que se descobriu a culpada, está na altura de sentir na pele o que ela fez. Devido às asneiras políticas do governo anterior, este governo não tem outra saída senão aumentar o preço da energia.

A culpada disso está na cadeia.

PortugueseMan disse...

Enfim,

Sinto alguma pena da senhora, porque neste caso específico, quem deveria estar atrás das grades era Yushchenko. Este sim é o grande culpado da situação em que o país se encontra.

Timochenko na altura negociou o melhor que pôde, dadas as circunstâncias e se fosse por vontade de Yushchenko eu nem sei o que sairia dali em 2009.

Mas se tenho alguma pena por Timochenko, ela desaparece ao pensar no futuro da Ucrânia. O governo anterior atirou o país para o abismo.

Jose Milhazes disse...

Caro PM, as declarações de Victor Iuschenko hoje: “Porque é que a Alemanha paga um preço de 250, a Eslováquia e Áustria pagam entre 250 e 300 e a Ucrânia desembolsa 450 (dólares)? Eu cito apenas os Estados que são fornecidos pelo mesmo gasoduto. Porque é que, estando mais perto da fonte, a Ucrânia paga um preço como se encontrasse na fronteira entre França e Itália nos Alpes? Porque é que a Ucrânia paga um preço incorreto, que não corresponde ao mercado? O que está por detrás disso?”, pergunta ele.

PortugueseMan disse...

Meu caro,

Não interessa se está perto, longe ou na Lua.

Em 2009 a Rússia teve prejuízos brutais (tanto financeiros como de imagem) por um corte de gás à Europa, causada pela recusa da Ucrânia de pagar gás a preços de mercado na altura, porque nessa mesma altura recusou a pagar o aumento que a Rússia pretendia que ainda assim era muito abaixo do preço de mercado praticado na altura.

Ainda hoje não se sabe o que aconteceu ao gás que saiu da Rússia e que não chegou à Europa.

Ninguém tinha e tem interesse em que se aprofunde a questão, porque ninguém ganha com o esclarecimentos dos factos.

Iuschenko é que deveria estar atrás das grades e por traição à pátria, tal o dano que provocou ao país.

PortugueseMan disse...

Os ucranianos ainda não viram a factura que lhes vai ser apresentada para pagarem.

Quando a factura chegar, vamos a ver se o país consegue manter a sua integridade territorial, porque eu interrogo-me se este ou outro governo qualquer, consiga manter a coesão do país.

PortugueseMan disse...

Relativamente a lançamento de satélites, aproxima-se uma data de grande impacto.

A 20 de Outubro está previsto o lançamento dos primeiros satélites GPS Europeu o Galileo.

E a quem cabe a responsabilidade de lançar estes satélites? à Rússia.

A Rússia não tem só a seu cargo o lançamento dos satélites do sistema russo GLONASS, como também participa no sistema GPS europeu. O que não deixa de ser curioso o facto da Europa estar a trabalhar em conjunto com a Rússia e não com os EUA neste sector.

Será uma data importante tanto para a Europa como para a Rússia. O arranque do sistema europeu, a participação russa no sistema, e a capacidade russa de colocar os satélites. Para a imagem da Rússia, este é um lançamento deveras importante.

PortugueseMan disse...

Esqueci-me de acrescentar para quem tiver curiosidade, as preparações para o lançamento, podem ser vistas no site da ESA (European Space Agency).

Um dos links:
http://www.esa.int/esaCP/SEMS693UNSG_index_0.html

Anónimo disse...

Este Portuguese Man deve ser um desse coitaditos que trabalha na ambaixada prt ou coisa parecida. O que esta em causa nao e se ela fez ou nao um bom acordo, mas deste julgamento e, claro, da decisao do juiz Kireyev. Ficou mais uma vez demonstrado que os Ucranianos nao sao pessoas serias e que vivem no seu proprio mundo. Esta mentalidade nao tem nada ! a ver os os valores europeus, alias assim como a dos turcos. Quanto as novas geracoes de Ucranianos, sao todos uns bebes novos ricos. Que a Europa continue com a porta fechada a esta gentinha. Querem gas? Procurem outros meios!

PortugueseMan disse...

Este Portuguese Man deve ser um desse coitaditos que trabalha na ambaixada prt ou coisa parecida.

O que deve ser ou não ser, não sei. Mas uma coisa é certa, não é da tua conta.

Jest nas Wielu disse...

A lógica dos nossos russófilos é como sempre bastante ilógica, pois Ucrânia paga quase dobro do que paga Alemanha apenas pela sua recusa de fazer parte do “mundo russo” (IOR, Kremlin, ORT Show).
O sistema judicial ucraniano é ainda um sistema soviético, juís recebeu uma orientação e a cumpriu, se não cumprir, enfrenteria as consequências pouco recomendáveis, não esquecer que Yanukovych no passado era um criminoso do delito comum.
Quando as novas gerações de ucranianos, são pessoas diferentes, mas mais europeus do que os seus avos /pais, vão entrar na Europa individualmente, terá que ser assim.

Anónimo disse...

por acaso até devia ser da conta de todos. este espaço devia ser de debate e não estar minado com gente que tenha agendas ocultas e que venha para aqui fazer propaganda.

PortugueseMan disse...

por acaso até devia ser da conta de todos. este espaço devia ser de debate e não estar minado com gente que tenha agendas ocultas e que venha para aqui fazer propaganda.

Engraçado. De vez em quando lá aparece um a querer saber a minha identidade e o que faço, umas vezes anónimos outras vezes nem tanto.

Queres debate? podes começar por explicar onde é que está a propaganda.

PortugueseMan disse...

A lógica dos nossos russófilos é como sempre bastante ilógica, pois Ucrânia paga quase dobro do que paga Alemanha apenas pela sua recusa de fazer parte do “mundo russo”

Santa paciência porque já não sei quantas vezes eu falei disto aqui, incluindo consigo que uma vez disse que não tinha problemas que comprava bilhas de gás sem problemas.

Não interessa o que a Rússia fez com outros países. A Alemanha paga X pelo o gás? então explique lá aqui para todos nós em que consiste o contrato de gás entre a Rússia e a Alemanha.

A Ucrânia é livre de escolher o fornecedor de gás que quiser. Não está satisfeito? vá comprar a outro. Mas porque é que tem que ser a Rússia o fornecedor? é o único no mundo?

Sabe porque é que não vai? mas quem é que vai vender gás aos ucranianos ao preço que eles querem ou podem pagar? Quem? Ninguém.

Agora choram-se mas não vi ninguém reclamar reclamar quando Ianukovitch em 2010 renegociou as condições. Pois, quem é que pensou que o gás pudesse atingir tais valores em 2011?

Mas que podia Ianukovitch fazer? quando ele chegou ao poder, estava a pagar preços de mercado! e porque é que as coisas estavam naquela situação? porque estavam a pagar preços de mercado? por causa do tal contrato de 2009. E porque é que tiveram que fazer o tal contrato em 2009? o que estava a Ucrânia a fazer em 2009? a armar-se em experta, agora pagam a experteza.

Portanto em vez de andarem a chorar porque os outros países têm contratos melhor, FIZESSEM os trabalhos de casa.

Jest nas Wielu disse...

A condenação é contestada nas ruas de Kyiv:
http://bilozerska.livejournal.com/525252.html

Jest nas Wielu disse...

PortugueseMan 20:03
/Mas porque é que tem que ser a Rússia o fornecedor?/ Rússia bloqueia a possibilidade da Ucrânia comprar o gás no Turkmenistão / Ásia Central.

Ucrânia tem o pior contracto por causa das questões políticas, isso se chama “tratamento preferencial” e é proibido por lei, por exemplo, nos EUA.

Anónimo disse...

O problema não é somente do gás, tem muitas outras coisas envolvidas no governo da Timoshenko... vocês que conhecem a região bem sabem do que estou falando.

PortugueseMan disse...

Rússia bloqueia a possibilidade da Ucrânia comprar o gás no Turkmenistão / Ásia Central.

Coitadinhos. Se não querem a Rússia, porque vão comprar a quem vende pelos pipelines russos?

O que não faltam são fornecedores. Vão comprar a outro, deixem-se de lamúrias.

Ucrânia tem o pior contracto por causa das questões políticas

Tem? engraçado que no ano passado não vi ninguém reclamar. e porquê? PORQUE de facto o desconto estava a funcionar e o preço era bem mais baixo. Este ano...

Você não pode dizer que tem o pior contracto, porque não sabe as condições dos outros. Mas para comparação,coloque aqui as condições do contracto da Alemanha.

Zhirinovsky Flanker disse...

Iulia Timochenko é da mesma linhagem reptiliada de Sarah Palin e Mikheil Saakashvili, figuras mesquinhas que querem dominar seus países de origens de todas as formas para se manterem no poder.

Essa mulher é inimíga da Rússia e inimíga dos ucranianos. Ela atrasou a vida dos ucranianos, trazendo fome e sofrimento. A Ucrania está livre desta lésbica, e agora é um país melhor para se viver!!

Anónimo disse...

Bem, me parece que a Ucrânia passa a esfera de influência da Rússia, uma vitória pessoal de Putin pq isso era fundamental para o projeto político dele Erasiático.

Jest nas Wielu disse...

2 PortugueseMan 08:04
pipelines russos: da mesma maneira que eles vendem pelo nosso gasoduto.

/Você não pode dizer que tem o pior contracto, porque não sabe as condições dos outros/ – à título do exemplo, ontem a TV estatal chinesa CCTV falou sobre a razão da demora por mais de 5 anos de assinatura do acordo do fornecimento do gás entre Rússia e China, os chineses querem pagar 200 USD / 1.000 e Rússia quer receber 300 USD/1.000...

PortugueseMan disse...

da mesma maneira que eles vendem pelo nosso gasoduto.

Não é comparável. A Rússia é um produtor (grande) e é a potência regional. Como pode um outro produtor querer escoar o seu produto, via Rússia sem ser pressionado por esta?

à título do exemplo, ontem a TV estatal chinesa CCTV falou sobre a razão da demora por mais de 5 anos de assinatura do acordo do fornecimento do gás entre Rússia e China, os chineses querem pagar 200 USD / 1.000 e Rússia quer receber 300 USD/1.000...

Isso é exemplo de coisa nenhuma. Eles estão a negociar volumes gigantescos por um periodo de 30 anos. Ambos querem o melhor contrato possível.

Jest nas Wielu disse...

2 PortugueseMan 10:34
Ucrânia é um grande transportador do mesmo gás até a UE...
Volumes gigantescos ou menores, todos os países tem o direito de querer o melhor contrato possível.