segunda-feira, novembro 21, 2011

Ator de teatro renuncia a título e prémios em sinal de protesto contra política de Vladimir Putin

O conhecido ator de teatro russo Alexei Devotchenko renunciou ao título de “Artista Emérito da Rússia” e a dois “Prémio de Estado da Rússia” em sinal de protesto contra a política do primeiro-ministro Vladimir Putin.
“Não quero ser duas vezes laureado do Prémio de Estado da Rússia, recebido das mãos de Vladimir Putin… Podem considerar que eu sou um louco que faço publicidade de mim próprio, mas…”, escreveu o ator no seu blog.
“Porque é que eu tive agora esta inspiração? Respondo de forma simples: estou completamente farto deste Estado- Monarquia. Da mentira dele, do corporativismo, da pilhagem legitimada, dos subornos e de outras maravilhas… E o principal consiste na impossibilidade de desempenhar papéis nos meus espetáculos sofridos e queridos”, explicou ele.
Numa entrevista ao jornal eletrónico Svobodnaia Pressa, Devotchenko declarou: “No momento que o nosso país atravessa, ter o título de artista emérito ou ser laureado do Prémio de Estado é estar próximo do poder, porque isso é dado pelo poder. Por isso, tem-se de, indiretamente, participar em todas as abominações cometidas pelo poder”.
“Significa apoiar indiretamente a condenação de Khodorkovski e Lebedev [ex-patrões da petrolífera Yukos condenados a pesadas penas de prisão] a estar de acordo com o assassinato de Politkovskaia [jornalista] e Stotovoitova [ativista dos direitos humanos].
Alexei Devotchenko, ator do conhecido Teatro Alexandriinskii de São Petersburgo, é militante da Frente Cívica Unida, organização da oposição russa, e, no ano passado, assinou um apelo da oposição: “Putin deve demitir-se!”.
Esta posição foi tomada a menos de quinze dias das eleições parlamentares, que terão lugar a 04 de dezembro.

4 comentários:

Jest nas Wielu disse...

Coragem, se o 3º reich só aguentou 12 anos, então a “democracia soberana” do pu i Kº não irá sobreviver mais tempo...

PEDRO disse...

Começou a campanha.
Já vamos em dois artigos consecutivos.
Nos próximos tempos os artigos anti-putin vão absorver ai uns 60% deste espaço.
Qualquer palhaçada servirá.

É engraçado e devia merecer um estudo profundo. Nós por aqui levamos com uns Passos Coelhos, uns Sócrates e outra canalhada do género, e estes continuamente apenas fazem uma coisa, ir roubar dinheiro ao bolso dos portugueses para entregar de bandeja aos "Mercados financeiros", que na realidade são mercenários da Banca que nada produzem e apenas parasitam a economia.
A maior parte da gente neste forum adora Banqueiros, dirão eles "lá vem este outra vez com essa treta".

Mas metam isto na vossa cabecinha, os Banqueiros nada produzem apenas roubam, só que é um roubo de colarinho feito por gente democrata e séria. A Banca só pode existir nacionalizada.
E eu ao contrario do que podem pensar não me identifico com a esquerda (posso identificar-me com algumas coisas).

Nós por cá temos disto e mais disto, continuamente, mas claro, para muitos por aqui, somo uma bela democracia, e esse canalha do Putin é um ditador populista.

Nada de novo.

Jose Milhazes disse...

Pedro, escreva um texto a escrever qualquer coisa de novo. Eu publico.

Pippo disse...

Bom, por cá foi o Diogo Infante,director do D.Maria II, que protestou contra os cortes no orçamento do teatro, concluindo que, sem "graveto", teriam de ser cancelados espectáculos.

Consequentemente, foi demitido!