terça-feira, novembro 29, 2011

Radar de Kalininegrado é a primeira resposta ao sistema de defesa antimíssil norte-americano

A entrada em funcionamento do radar russo de Kaliningrado mostra que Moscovo está pronta a reagir de forma adequada ao perigo que apresenta o sistema de defesa antimíssil europeu, declarou hoje o Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev em Dunaievo, na região de Kalininegrado.
“Espero que os nossos parceiros ocidentais considerem esta medida como a primeira prova de que o nosso país está pronto a dar uma resposta adequada à ameaça que representa o sistema de defesa antimíssil para as nossas forças estratégicas nucleares”, disse ele, numa reunião com o comando das Forças Armadas russas no enclave russo no Báltico.
“Se este sinal não for ouvido, utilizaremos outros meios de defesa, tomaremos medidas severas e instalaremos um grupo ofensivo como prometi a 23 de novembro último”, acrescentou.
Dmitri Medvedev prometeu então instalar no ocidente e sul da Rússia sistemas ofensivos modernos, incluindo a instalação de míssseis Iskander em Kalininegrado, que garantam a destruição das instalações europeias do escudo antimíssil se os Estados Unidos continuarem o seu desenvolvimento.
O dirigente russo exige dos Estados Unidos e NATO garantias por escrito de que o escudo não visa prejudicar a segurança do seu país.
“Não nos satisfazem mais simples declarações de que o sistema a criar por etapas de defesa antimíssil europeu não está virado contra a Rússia. Infelizmente, declarações ocas não garantem a defesa dos nossos interesses”, considerou.
“Se forem dados outros passos, claro que estamos dispostos a dar-lhe ouvidos. Mas, em qualquer dos casos, as declarações ocas são pouco”, concluiu.
Os Estados Unidos tencionam instalar, entre 2015 e 2020, uma terceira zona de posicionamento do seu sistema de defesa antimíssil na Europa. Moscovo a esse projeto, considerando que a instalação de um escudo antimíssil na proximidade das suas fronteiras é uma ameaça ao potencial estratégico russo.
P.S. A julgar  pelas declarações dos dirigentes russos e pelo que a imprensa russa controlada pelo Kremlin escreve, até parece que está iminente uma guerra entre a Rússia e a NATO. 
Acredito que se trata, em grande parte, de campanha eleitoral. Se assim não é, pode-se esperar uma nova corrida aos armamentos, com consequências imprevisíveis. Espero que não se repita o destino da URSS. Uma das razões da sua ruína foi precisamente a corrida aos armamentos.  

27 comentários:

Zhirinovsky Iskander! disse...

A Corrida Armamentista sempre existiu!

Ou porque será vocês acham que a Rússia está desenvolvendo o PAK-FA? Porque a Rússia mantem uma frota de bombardeiros e submarinos estratégicos?

A corrida armamentista não pode parar! Senão, o que será do mundo com a América dominando todas as esferas da sociedade?

Anónimo disse...

Sr. Milhazes,

Será que podes me explicar, para esse leigo, como um estado falido como o Russo, pode manter um número tão grande o armas nucleares, e ainda pensar em ampliá-la?

Anónimo disse...

Acho uma grande injustiça essa região pertencer a Rússia! Foi um roubo! Não é pq ganharam a guerra que tem o direito de espoliar o vencido. Essa cidade era, quando pertencia a Alemanha, Konigsberg, cidade onde nasceu o importante filósofo alemão Kant que revolucionou toda a filosofia ao encerrar o conflito empirismo x racionalismo. Mas sem simplismos teóricos, hoje o túmulo do filósofo encontra-se nessa cidade, que sob o jugo russo se chama Kaliningrado. A população alemã foi praticamente toda expulsa da cidade, alías a população alemã tb foi vítima de grandes massacres depois da Segunda Gerra Mundial: muitos foram deportados, expulsos de suas terras... tanto por Stalin como por outros países comunistas.

Anónimo disse...

Acho uma grande injustiça essa região pertencer a Rússia! Foi um roubo! Não é pq ganharam a guerra que tem o direito de espoliar o vencido. Essa cidade era, quando pertencia a Alemanha, Konigsberg, cidade onde nasceu o importante filósofo alemão Kant que revolucionou toda a filosofia ao encerrar o conflito empirismo x racionalismo. Mas sem simplismos teóricos, hoje o túmulo do filósofo encontra-se nessa cidade, que sob o jugo russo se chama Kaliningrado. A população alemã foi praticamente toda expulsa da cidade, alías a população alemã tb foi vítima de grandes massacres depois da Segunda Gerra Mundial: muitos foram deportados, expulsos de suas terras... tanto por Stalin como por outros países comunistas.

Europeísta disse...

continuando...

hoje essa cidade é atrasadíssima, boa parte da população adulta está contaminada com vírus da Sida/Aids. A cidade, que já teve grandes nomes na área da cultura, hoje é uma parte esquecida e empobrecida da Europa. Milhares de igrejas católicas e luteranas da região se tornaram popriedade da Igreja Ortodoxa após o fim do comunismo, um roubo!

Acredito que a única solução possível é:

Autonomia; a região poderia se candidatar a UE e a Nato.

Indenização para descendentes da população alemã expulsos de suas terras e residencias.

Wandard disse...

"Acredito que se trata, em grande parte, de campanha eleitoral. Se assim não é, pode-se esperar uma nova corrida aos armamentos, com consequências imprevisíveis. Espero que não se repita o destino da URSS. Uma das razões da sua ruína foi precisamente a corrida aos armamentos."

Pelo andar dos acontecimentos a ruína não está a acontecer na Rússia, países como a Inglaterra possuem hoje um nível de endividamento total equivalente a 497% do PIB, Espanha 366%, Portugal 356%,França 341%, Itália 313%. EUA 289%, Alemanha 284%, Grécia 261%, Fonte: McKinsey

Quanto á corrida armamentista ela já começou faz tempo.

Anónimo disse...

Kaliningrado foi um território justamente conquistado à Alemanha, assim como toda a Prússia Oriental, Silésia, etc.

Aliás, por tudo aquilo que os alemães fizeram aos povos ocupados de Leste, eles têm é muita sorte em não terem sido todos exterminados ou, na melhor das hipóteses, deportados.

Pippo disse...

Pois, era de se esperar! Acção gera reacção, sempre foi assim e sempre será.

A instalação de um radar da classe Voronej (ver fotos aqui: http://russianforces.org/blog/2009/02/voronezh-class_radars_photos.shtml) permitirá às forças russa detectar e seguir o trajecto de mísseis disparados, por exemplo, a partir da Polónia.

Obviamente, o radar terá de ser conjugado com um sistema de defesa anti-míssil, por exemplo, o A-135, que utiliza o míssil interceptor 53T6, e certamente um outro sistema mais ligeiro, mais adequado para lidar com ameaças convencionais (aviões e mísseis de cruzeiro) tal como o S-400 ou o S-500, ou uma das versões mais avançadas do S-300, por exemplo o S-300PMU.

Claro que resta saber se os sistemas anti-míssil russos são eficazes no campo de batalha, mas não me parece que alguém esteja muito interessado em experimentar a prontidão das forças russas.

Quanto à corrida aos armamentos, como diz, e bem, o Wandard, ela já começou há algum tempo.

Gilberto Mucio disse...

«A população alemã foi praticamente toda expulsa da cidade, alías a população alemã tb foi vítima de grandes massacres depois da Segunda Gerra Mundial: muitos foram deportados, expulsos de suas terras...»


Todo massacre que os alemães tenha porventura sofrido ainda foi muito pouco perto do que a Rússia sofreu nas mãos do Exército Nazista e da Waffen SS - os invasores.


Kaliningrado foi muito pouco.

Gilberto Mucio disse...

A Rússia não tem bala na agulha par uma corrida armamentista.

A economia não vai as mil maravilhas.

O colchão social que é espólio soviético está cada vez mais fino.

Não há aposentadoria(pensões), osn serviços públicos(saúde e educação) estão rareando e piorando, etc.

Enfim, o lençol é muito curto e não há dinheiro.

o país possui quase 15 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza.

Vai tirar dinheiro de onde, vai cortar onde, para entrar em corrida armamentista?

E o investimento em educação? Como faz?

E a indústria de bens de consumo?

Como faz?

Anónimo disse...

Continuo intrigado como a Rússia tem dinheiro para todo seu arsenal, que não é barato.
Somente o petróleo não é sufiente para manter essa corrida
armamentista.
Se países de economias mais sólidas, como a Inglaterra, Itália e EUA estão com as economias paralizadas, imagino que o Estado Russo esteja quase de joelhos.

Gilberto Mucio disse...

Sendo realista:

A situação sócio-econômica da Rússia é INSUSTENTÁVEL a médio prazo.

Não há, praticamente, nem previdência no país.

Os adultos que hoje têm quarenta/cinquenta anos, sessenta... não vão nem se aposentar.

Seus rendimentos cairão até 90%. Quem ganhava 100 mil, vai se aposentar ganhando menos de 10.

Os jovens estão ficando sem perspectivas.

Nas províncias não há emprego.

Em Moscou grande faixa da população vive do dinheiro da arrenda de apartamento(que são caríssimos).

As tarifas de serviços públicos estão a aumentar a cada dia, a inflação está beirando 10% ao ano, já há alguns anos.

(Ao mesmo tempo que a cidade também é cheia de ricos e magnatas - todos eleitores de Putin, claro)

A única coisa que sustenta a Rússia é o Petróleo/gás e o espólio soviético.

O país está cada vez mais desindustrializado, carente de indústria nacional, mais dependente de capital externo.

O espólio soviético é o social(educação e saúde, e que estão a piorar) e o bélico.

Tirando isso não há nada que preste e não há nada de que se orgulhar, e não há uma única conquista ou avanço sócio-econômico na Rússia pós soviética. Nada que preste.

Estamos falando do país que até pouco tempo atrás tinha o PIB maior do que os de Japão e Alemanha somados.

E esse negócio de "Eurásia" é uma piada de nefelibata.

"Eurásia! Eurásia!" E o povo a cada mais fodido. O trabalho cada dia mais precarizados.

"Não mas Dugin disse que os atlantistas, blá blá blá"

"Mas agora com a união aduaneira Rússia, Cazaquistão, Bielorrússia(...)"

Grande bosta uma união aduaneira mixuruca dessa... que juntando o PIB dos 3 não dá um PIB do Brasil, que é um país pobre de 3º mundo.

Caiam na real, "russófilos".

Isso é uma farsa.

parem de brincar de WAR e de joguinhos.

Venha para cá, sentir o dia dia do povo russo, sentir um pouco dos seus anseios, seus sonhos e suas aspirações, suas frustrações...

Gilberto Mucio disse...

Isso que nem falei na corrupção...

que é nível de país africano.

Mas não é qualquer pais africano não.

É de Zimbabwe pra baixo.

Pippo disse...

Uma análise da Stratfor.

http://www.stratfor.com/weekly/20111129-pakistan-russia-and-threat-afghan-war?utm_source=freelist-f&utm_medium=email&utm_campaign=20111130&utm_term=gweekly&utm_content=readmore&elq=7d6d5b44353c471ca0f4bc34f7404b84

MSantos disse...

Gilberto

Não sei como conseguem. Eu não conseguia viver num país assim.

:D

Ainda têm a indústria bélica e espacial. Muitos nem isso têm.

;)

Cumpts
Manuel Santos

MSantos disse...

Será bom tomarem consciência que desta vez já não há um Ocidente economicamente pujante face a uma Rússia paralisada e em colapso.

Se a corrida armamentista se intensificar, não aguenta a Rússia, Estados Unidos ou até China.

Estoira tudo.

Nem falo da Europa, que essa já estoirou.

Cumpts
Manuel Santos

MSantos disse...

Pois Pippo. O abastecimento em pinça, do Afeganistão, está a falhar.

Se as coisas se precipitarem no Paquistão, como tudo indica, se calhar um belo dia destes ouvimos nas notícias que as forças americanas destruiram determinado paiol antes de sequer ponderarem o ataque ao Irão.

Cumpts
Manuel Santos

Wandard disse...

"Todo massacre que os alemães tenha porventura sofrido ainda foi muito pouco perto do que a Rússia sofreu nas mãos do Exército Nazista e da Waffen SS - os invasores."

Sempre discordamos, mas esta foi muito justa.

Wandard disse...

"Venha para cá, sentir o dia dia do povo russo, sentir um pouco dos seus anseios, seus sonhos e suas aspirações, suas frustrações..."

Gilberto,

Tenho muitos amigos por aí em diferentes regiões. Não são ricos, nem magnatas, nem oligarcas e conforme costumamos conversar sempre, as dificuldades existem, os problemas também o país precisa de ajustes e desenvolvimento em vários setores, mas sinceramente a situação não é da maneira que você pinta e a intervenção externa já mostrou sua face nos anos 1990. A política externa russa é e está extremamente correta, uma país desta dimensão, com uma imensa riqueza cobiçada pelos seus vizinhos do ocidente e do oriente não pode assumir outra posição, trata-se de um território que tem custo elevadíssimo para ser defendido e que não pode declinar e baixar sua cabeça como queria e continua querendo a Otan. A Rússia deve continuar se impondo e jogando duro, a Otan que continue com suas manobras. Sinceramente é uma vergonha a conjunção de 27 nações contra uma, são fortes mostrem sua força e deixem de ficar reclamando pois isso não vai adiantar nada. Gostem ou não vão continuar tendo de engolir a Rússia.

Zhirinovsky Iskander! disse...

Kaliningrado é o troféu de Moscow pela vitória na 2. guerra mundial.

É um orgulho para a Rússia ter posse deste território, de grande importancia estratégica!

Me causa inveja a vastidão territorial russa, fruto do império soviético, que conquistou cada quilometro quadrado sem uma gota de sangue,conquistando os povos em cada lugar ao contrário de Portugal, que raptava negros da África e do Reino Unido, que massacrou a população indígena nativa americana!

Anónimo disse...

15 milhoes? so isso abaixo da pobreza? considerar os fortes problemas no caucaso que deve ser uma regiao totalmente tomada pela corrupção e deve ser a fonte desse problema. e sem contar os OS 10 MILHOES OS 10 MILHOES DE IMIGRANTES IGUAL A VOCE E O DONO DESSE BLOG isso e um numero ate bom.

uma coisa que quero mostra pra vc e isso aqui: http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2011/11/agricultura-russa-deve-crescer-17-em-2011.html

o interessante e que quando e pra falar de algum acidente aereo. eles relembram casos ate da decada passada. quando e pra falar de um crescimento monstruoso desse. e so 2 linhas ? (depende da tela)

sobre o desenvolvimento da russai em outras areas e pq simplesmente nao prrecisa de nada disso e soh comprar da china. os europeus se concentram nisso POR QUE ELES NAO PODEM NAO PODEM construir maquinas de guerra e so olhar a alemanha. a frança e a inglaterra tem avioes ultras caros totalmente insunstevtaveis em uma guerra. enfim pra mim a russia e um pais altamente promissor diferente do brasil onde vc soh acha emprego de pedreiro e chefe de obra. um lugar totalmente atrasado. enfim se tirar os mulçumanos e imigrantes. acredito que o idh da russia decola pro altissimo.

Gilberto Mucio disse...

Eu não sou parâmetro, pois vivo melhor que 90% da população russa.

Moro só em apartamento, no Centro de Moscou, há alguns minutos da Praça Vermelha.

E daqui a uns dias vou embora.

É um país maravilhoso. De um povo em geral bom.

Vou sentir saudades(principalmente das russas).

Um país deveras interessante, com gente culta, e com muita coisa boa - mais uma vez, espólio soviético.

Mas é um país pobre, caótico e sem muitas perspectivas.

---

E repito de novo, tudo que presta neste país é espólio soviético.

Sucata "recauchutada" ou projetos de 25 anos atrás, que ficaram inacabados.

Tirando isso não tem nada.

------

Eu vivo a realidade.

Não é ninguém que me falou.


------

Esse negócio de ter fetiche por país é uma grande frescura.

Gilberto Mucio disse...

«Tenho muitos amigos por aí em diferentes regiões. Não são ricos, nem magnatas, nem oligarcas e conforme costumamos conversar sempre, as dificuldades existem,»

Que piada! (risos)

Quando um russo fala do país para estrangeiros, você pensa que se trata de uma grande Noruega.

Morre mas não fala mal.

Só vivendo aqui para saber.

E não passar uns dias ou meses, mas anos.

Leva tempo para você ir pegando a "alma russa".

Wandard disse...

"Leva tempo para você ir pegando a "alma russa"."


É a prova que você não pegou.

Gilberto não adianta, conclua seu curso de medicina e volte para uma das suas cidadanias, ou a brasileira ou a italiana(se estiver errado desculpe) e seja feliz ganhando seu dinheiro na sua profissão. A Rússia para você já serviu ao propósito, apesar de achar estranho você cursar medicina(acho que é o curso que você faz) na Rússia um país decrepto segundo tudo o que você mesmo declara, poderia ter cursado na Itália ou no Brasil, ou até mesmo em Coimbra(Portugal), não perca tempo explicando sobre a medicina russa e demais detalhes.

As pessoas que eu conheço não são empertigadas pelo orgulho ou nacionalismos , são pessoas conscientes que nem ficam atirando pedras nem batendo palmas para o governo. São pessoas que já viveram aqui, na terra da bagunça, da corrupção e do povo inerte que se preoucupa com coisas fúteis e não enxerga a realidade do país, alguns vão e voltam constantemente em virtude do seu trabalho ou porque de alguma forma gostaram do país.

Fetichismo, posso até ter, mas está relacionado a mulheres, não a países.

Quanto aos risos o humor é muito bom, o meu sempre é ótimo e melhora a cada dia que vejo o desespero dos detratores da Rússia.


Neste assunto fico por aqui.

Grande abraço

Gilberto Mucio disse...

Fique tranquilo.

A medicina russa ainda é muito boa.

Não vou matar gente quando voltar.

É mais uma espólio soviético que esse país possui. :)

Ainda tem muitíssima coisa boa... transportes, serviços públicos, a segurança pública de Moscou é muito boa, acho que é a grande cidade mais segura do mundo.

No caso da medicina, por quanto tempo será ainda muito boa, eu não sei.

Pois tem professores, médicos, que andam aos farrapos e ganham 15 mil rublos por mês.

Gilberto Mucio disse...

«Quanto aos risos o humor é muito bom, o meu sempre é ótimo e melhora a cada dia que vejo o desespero dos detratores da Rússia.»


"Detratores da Rússia".

Não seja tão infantil, camarada. Isso é ridículo.

Anónimo disse...

bom se aperfeiçoar as coisas quase tudo na america e espolio de guerra ja que os nazista deram a base de tudo que existe hoje. foguetes, computadores. enfim se o pais que aperfeiçou nao e nada. intao vamos falar HAIL HITLER nao?