terça-feira, dezembro 06, 2011

Vladimir Putin admite alterações no governo para depois das presidenciais de março de 2012

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, prometeu hoje fazer alterações significativas no governo e entre os governadores das regiões e repúblicas da Federação da Rússia.

“A etapa seguinte depois das eleições presidenciais é a formação do governo. Claro que será renovada, séria e consideravelmente, a constituição do governo, e, depois, haverá renovação de governadores”, declarou ele numa reunião com apoiantes seus.
Mas Putin frisou que é preciso agir com cuidado.
“Não se pode, ao desenvolver a tese da renovação, destruir a coluna vertebral da equipa de quadros, “limpar” os profissionais”, precisou.
“Isso é uma coisa perigosa que se chama trabalhar nas condições de palavras de ordem e orientar-se não pelos interesses da causa, mas por palavras de ordem”, acrescentou.
O primeiro-ministro revelou também esperar da Frente Popular Unida apoio na campanha presidencial.
“Considero que os partidos e forças políticas necessitam permanentemente de renovação e um palco como a Frente Popular ajuda a resolver semelhantes problemas”, sublinhou.
Putin prometeu também aumentar o combate ao terrorismo e apoios financeiros às repúblicas do Cáucaso do Norte russo.
“Sem dúvida que o combate ao terrorismo e ao extremismo não só irá continuar, mas aumentar. Paralelamente, irá crescer o apoio social e político”., concluiu.
O Partido Rússia Unida, dirigido por Vladimir Putin, conseguiu votações recordes no Cáucaso do Norte, tendo recebido 99,48 por cento dos votos na Chechénia, 91,44 no Daguestão, 90,96 na Inguchétia, 89,84 na Karatchaevo-Cherkéssia e 81,91 na Cabardino-Balcária.

2 comentários:

Zhirinovsky Iskander! disse...

Eu queria ver Vladimir Putin no poder em 2012, assim como um Republicano Extremista na Casa Branca ao mesmo tempo...

Iria ser demaaaaais!!!

Anónimo disse...

E juízo? Não quer ganhar?