segunda-feira, fevereiro 27, 2012

Estranho anúncio sobre alegado atentado terrorista contra Putin a poucos dias das eleições


O Serviço Federal de Segurança da Ucrânia confirmou hoje a notícia de que os serviços secretos russos e ucranianos abortaram um plano para perpetrar um atentado contra o primeiro-ministro e candidato a Presidente da Rússia, Vladimir Putin.
"Posso confirmar essa informação", declarou Marina Ostapenko, porta-voz dos serviços secretos ucranianos, à agência Interfax, mas recusou-se a avançar mais pormenores.
A notícia foi confirmada também por Dmitri Peskov, porta-voz de Vladimir Putin.
Segundo noticiou o primeiro canal da televisão russa (ORT), na cidade ucraniana de Odessa, os serviços secretos de ambos os países capturaram três criminosos procurados pela justiça internacional.
A julgar pelas imagens e declarações dos detidos (um dos quais se pode ver na foto) reveladas pelo canal de televisão, o grupo planeava um atentado à bomba contra Putin em Moscovo imediatamente após as eleições presidenciais de 04 de março.
Um dos detidos revelou que as ordens de assassinar Vladimir Putin foram recebidas de "mensageiros de Doku Umarov", comandante supremo da guerrilha separatista na Chechénia, república do Cáucaso do Norte russo.
O canal ORT, o mais importante da Rússia, promete mais pormenores no noticiário da noite.
Esta notícia foi publicada a menos de uma semana das eleições presidenciais.
O politólogo russo Dmitri Orechkin considerou "surpreendente" o momento escolhido para a divulgação desta notícia.
"Do meu ponto de vista, trata-se de um sinal de que os verdadeiros dirigentes da estrutura política de Vladimir Putin, homens do Serviço Federal de Segurança [ex-KGB], tentam utilizar velhos mecanismos de mobilização da opinião pública", declarou, aos microfones da rádio Eco de Moscovo.
"Estamos cercados de inimigos. Temos um único líder nacional decidido, eficaz e inteligente, que eles querem aniquilar. Um atentado descoberto atempadamente contra o líder é um bom acrescento à popularidade eleitoral do potencial Presidente", explicou.
No dia 02 de março de 2008, véspera das eleições presidenciais, órgãos de informação russos anunciaram que os serviços secretos tinham feito abortar um atentado contra Vladimir Putin, então Presidente da Rússia, e Dmitri Medvedev, candidato à sucessão no Kremlin.
É também suspeito o facto de a operação dos serviços secretos russos e ucranianos ter sido realizada em Janeiro e só agora ser revelada. Inicialmente a imprensa ucraniana noticiou a prisão desses terroristas, mas foi anunciado que eles preparavam um atentado contra um homem de negócios de Odessa.

11 comentários:

PEDRO disse...

Esta noticia é de facto bizarra.
Eu não duvido minimamente que políticos por todo o mundo, em especial no mundo Ocidental, arranjem patranhas como estas ou piores para ganhar eleições.

No entanto neste caso é estranho, pois Putin apareceu sempre frente nas sondagens. E mesmo que não ganhasse a 1 Volta ganhará á 2ª de certeza.

Por isso pergunto, qual a necessidade disto?

E se, como muitos argumentam as eleições, na Rússia são falseadas, mais uma razão para estranhar esta necessidade de dramatizar a campanha eleitoral a favor de Putin.

Aguardemos mais noticias para ver que sentido isto faz.

Wandard disse...

"É também suspeito o facto de a operação dos serviços secretos russos e ucranianos ter sido realizada em Janeiro e só agora ser revelada. Inicialmente a imprensa ucraniana noticiou a prisão desses terroristas, mas foi anunciado que eles preparavam um atentado contra um homem de negócios de Odessa."

Bem,

" O suposto plano para matar o embaixador da Arábia Saudita nos Estados Unidos -- desbaratado pelo FBI (polícia federal americana) na terça-feira (11) --deve provocar a adoção de novas sanções contra Teerã por Washington, além de isolar ainda mais o país persa, disse o presidente americano, Barack Obama, nesta quinta-feira."

Só para relembrar

"Pau que dá em Chico, dá em Francisco"

Quando é a águia careca a anunciar, nada é suspeito:))))))))))

Jose Milhazes disse...

Leitor Pedro, Putin tem mesmo de vencer à primeira volta! E com um resultado bem gordo.

Jose Milhazes disse...

Leitor Wandard, grande lógica. Sabe, eu não duvido que haja gente que queira assinar Vladimir Putin e que ele tenha ou possa vir a ser alvo de atentados, mas a forma e o timing do anúncio é que me deixa dúvidas.

PEDRO disse...

"Leitor Pedro, Putin tem mesmo de vencer à primeira volta! E com um resultado bem gordo."

Milhazes,

Acredito que eles são capazes de tudo para ganhar.

Mas isto parece-me um pouco esfarrapado. Até porque os cidadãos Russos não são burros, e facilmente percebem se isto é propaganda para fins eleitorais ou não.

Acho que se for perceptível que é um manobra do Kremlin, e não for devidamente explicada e provada, vai tirar votos a Putin em vez do contrário.

Vade Retro, Putin!!! disse...

Confesso desde já: fui eu que orquestrei o atentado. ahahahah! Ridículo! O KGB não evoluiu de métodos: aí vai um atentadozito à moda antiga para convocar as hostes.E ainda por cima têm de se inspirar na Guerra das Estrelas: já antes avisei que o Conde DUKU trabalha para o Chanceler. Que foleiro terem de pagar direitos de autor ao George Lucas.
A sério: se alguém tem TODOS os motivos do mundo para desejar Putin e Companhia mortos sou eu. Por isso, de novo, tudo isto se configura como uma perversa piada de quem se considera inatingivel. Pode ser que o seja, mas não imortal. Por mais que agrade aos demónios ainda não percebeu que eles só têm poder de destruição. Quando se chega a este nível, atinge-se a loucura. Triste sorte da Rússia e do mundo terem um louco com um poder inimaginável no trono do Czar.

Anónimo disse...

Presos há 7 semanas só agora confessam. Que fizeram entretanto?
Três cadastrados procurados pela Interpol. Não havia ninnguém menos conhecido?
Como se faz um atentado à bomba contra Putin' Deixou de existir top security à volta dele?
Porque tem o tipo a cara pintada de verde? Será do Sporting?
Triste encenação. Estão a gozar com o povinho. Mas o povinho que vota no Putin merece isso e muito pior.

Europeísta disse...

Quanto desepero para vencer uma eleição?! Ele tá apelando até pra isso?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Jest nas Wielu disse...

Ler o artigo da Yulia Latynina “Atentado contra o Chefe”: http://www.novayagazeta.ru/politics/51314.html

Uma informação importante, um dos vakhabitas que inicialmente fugiu do SBU, Osmayev é sobrinho do Sr. Amin Osmayev: ex porta-voz do governo checheno, ex-membro do Conselho da Federação da Rússia, ex-chefe regional da missão da campanha eleitoral do ... Putin em 2000.

A diferença abismal entre EUA e este caso: nos EUA os acusados negam o seu envolvimento, aqui confessam antes de julgamento, isso me recorda vivamente os processos estalinistas dos anos 1930...

Mariana disse...

Os políticos sempre fazem movimentos quando se acerca o momento de votar. não sei se era melhor anunciar um servico como se faz sempre, porque isso foi demasiado.