sexta-feira, junho 22, 2012

Adesão da Finlândia à Aliança Atlântica deteriorará relações com a Rússia - Putin


O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, considerou hoje que as relações entre Moscovo e a vizinha Finlândia poderão deteriorar-se se Helsínquia aderir à NATO."A participação de qualquer país em blocos militares priva-os, em certa medida, de parte da soberania, e essa parte da soberania é dada a organizações internacionais", declarou Putin após um encontro com o homólogo finlandês, Sauli Väinämö Niinistö.
"Se admitirmos que se irá colocar a questão da instalação de sistemas de armas ofensivas ou de outros sistemas, isso poderá ameaçar a nossa segurança", acrescentou.
Putin advertiu que "isso irá provocar uma reação da parte da Rússia".
Na era soviética, a não adesão da Finlândia à NATO era uma das condições impostas para que país tivesse um acesso privilegiado ao mercado da antiga União Soviética.
A Finlândia era um exemplo  da política de "soberania limitada" defendida pelo Kremlin, embora tivesse um poder de manobra bem maior do que a dos países do chamado "campo socialista".
Todos os países desse "campo socialista" já fazem parte da NATO, não obstante as ameaças e promessas de sanções económicas da parte de Moscovo. 

9 comentários:

Europeísta disse...

Mas existe a intenção do governo finlandes de aderir a Nato? Que coisa! O Putin está fazendo ameaças! A cada dia que passa ele fica peigoso.

Carlson Wonsbecker disse...

Estes atos hostís contra a soberania russa estão sendo cometidos por culpa da própria Rússia!

Ultimamente os líderes deste país ficam só na promessa, redigindo ameaças por escrito, em jornais e coletivas de imprensa, dizendo que irá ter uma reação por parte da Rússia e etc...

Se a Rússia se considera realmente uma potencia militar, que aja então como tal, e lance um ataque preventivo contra estas estações de radar e mísseis anti-aéreos, que o Ocidente quer instalar!!!

Á 2 dias atrás, um navio transportando helicópteros MI-24 retornou de volta para Murmansk, porque a Rússia mais uma vez cedeu diante das pressões internacionais!

O Ocidente está pisando na Rússia, fazendo um círculo em volta de seu território, construindo bases militares sobre o falso objetivo de se defender do Irã... Porque não fazem este Escudo Anti-Mísseis no Oriente Médio?

É óbvio que este escudo anti-mísseis está sendo armado contra a Rússia!!!

Jest nas Wielu disse...

Quem pensava que Kremlin irá se limitar ao espaço pós-soviético tem a oportunidade de ver com estava enganado. Ocidente não será seguro se reagir como reagiu nos anos 1930 perante a dupla de Estaline e Hitler.

Jest nas Wielu disse...

p.s.

O rapaz de pulgas agora é o "Carlson Wonsbecker", pois é, pois é...

Anónimo disse...

"Todos os países desse "campo socialista" já fazem parte da NATO, não obstante as ameaças e promessas de sanções económicas da parte de Moscovo."

E o sr Milhazes saúda isso.

Pippo disse...

Pergunto-me qual será a vantagem para a Finlândia em aderir à NATO... em compensação, percebe-se bem qual será a vantagem para a NATO em ter a Finlândia como membro.

PEDRO LOPES disse...

A NATO é uma autêntica organização NAZI ponto final.
É agressiva, coerciva, propagandista, falsa.
A NATO é uma coisa medonha e horrenda. Um aborto, um monstro que vai crescendo e pisando tudo e todos por anda e mete as patas porcas.
A NATO é um nojo, é a besta das 7 cabeças.

Eu sei que há gente que gosta da NATO, mas não sabem da podridão que esta representa e alguns até sabendo não se importam.

A única solução é a Organização de Xangai (SCO) tornar-se militar. E convidar mais paises para serem membros, como o Irão, o Paquistão, a Síria etc.

A América latina deverá também formar um bloco de países inimigos do imperialismo e ai conter a ameaça bélica e financeira dos EUA.

A Finlândia se aderir á NATO é corrupta e perde a sua independência. A Rússia deve cortar relações com mais pais um fantoche e como já referi a Rússia deve procurar as suas parcerias mas na Ásia, América Latina e África.

Europeísta disse...

NKVD = KGB = FSB

é a mesma coisa, só muda de apelido.

Pippo disse...

E mesmo que fosse verdade, o que é que isso vem ao caso, "europeísta"?