segunda-feira, junho 04, 2012

Capricho de um milionário russo?


   
 O milionário russo Mikhail Prokhorov, que ficou em terceiro lugar nas eleições presidenciais de 04 de março, anunciou hoje, em Moscovo, a criação do partido Plataforma Civil, do qual não será membro.
"Anunciamos hoje que iremos registar uma nova força política", declarou Prokhorov, numa conferência de imprensa.
"Esse partido será constituído apenas por 500 pessoas [número mínimo para registar um partido na Rússia]. Será constituído por líderes regionais que antes formavam o Partido Causa da Direita e participaram na minha campanha presidencial", disse.
Prokhorov frisou que ele e outros conhecidos apoiantes não serão membros do novo partido.
"Nenhum de nós ingressará no partido. Todos nós somos apartidários. Será um partido que abrirá caminho a cidadãos ativos que não fazem parte de partidos. Os militantes do partido são pessoas que vocês não conhecem. Não haverá nomes conhecidos", precisou.
"Consideramos que a nossa tarefa prioritária são as eleições municipais nas cidades com 500 mil habitantes e mais. Na Rússia, há 14 cidades com mais de um milhão e 23 com uma população superior a meio milhão. É aí que vivem as pessoas mais ativas, o esqueleto da Rússia", acrescentou.
Prokhorov anunciou que o novo partido "é contra as revoluções e pelo desenvolvimento evolutivo do país".
O milionário russo anunciou que não irá participar, nem apoiar a "Marcha dos Milhões", convocada pela oposição ao Presidente russo, Vladimir Putin, para 12 de junho.
"Não vou participar, porque não vejo uma ordem de trabalhos positiva. O movimento de protesto deve elaborar uma nova ordem de trabalhos", justificou.
Prokhorov não excluiu a possibilidade de se candidatar ao cargo de presidente da câmara de Moscovo, cuja eleição deverá realizar-se no outono.

3 comentários:

Cristina Mestre disse...

http://portuguese.ruvr.ru/2012_06_03/eleicoes-do-prefeito-de-moscou/

Esta é mais ou menos a posição governamental quanto a Prokhorov, que formalmente não deixa de ser um adversário político de Putin e Medvedev, embora na prática não se perceba lá muito bem qual é o objectivo dele e se não será amigo de algum destes últimos.

Felipe Pinheiro disse...

Falso opositor. Por ser um neoliberal, jamais votaria nele, por divergência ideológica. Mesmo que tivesse alguma identidade ideológica, o consideraria traidor, pois recuou de seu capital político adquirido após as eleições, para se tornar mais um cordeirinho de Putin. Pra mim, tá na cara que esse Prokhorov nunca foi oposição ao governo. Parece ser mais um fantoche de Putin para embaralhar o jogo político e confundir a opinião pública, a seu favor. Também pudera, por quê um bilionário seria contrário ao sistema, se este só o favorece?

PANTZIR disse...

Esse oligarca é aliado de Putin e Medvedev. Se candidatou á presidencia da Rússia á pedido de Vladimir Putin.

Prokhorov teria pouco á agregar á Rússia em termos políticos, porque não é influente no meio.