terça-feira, junho 05, 2012

Putin diz que Khodorkovski está bem na prisão

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, considera que no seu país não há presos políticos e que o magnata Mikhail Khodorkovski se encontra “em boa companhia na prisão”.

Respondendo a uma pergunta sobre a existência de presos políticos no seu país, Putin respondeu com rigidez: “no que respeita aos presos “políticos”. Em todo o lugar que visitei, fazem-me essa pergunta, principalmente sobre o destino do senhor Khodorkovski. Como é sabido, o Tribunal Europeu de Direitos Humanos determinou que na sentença do senhor Khodorkovski não há motivos políticos”, explicou.
“Por isso, se está no leito da prisão, está em boa companhia”, sublinhou, na conferência de imprensa após a cimeira.
O antigo patrão da petrolífera russa encontra-se a cumprir uma pesada pena de prisão por “branqueamento de capitais” e “fuga ao fisco”.
Vadim Kliuvgant, advogado de defesa do ex-oligarca, já veio desmentir as declarações do dirigente russo.
“Sublinho com toda a responsabilidade que o Tribunal Europeu ainda não analisou qualquer questão ligada ao processo crime e à sentença, mesmo do primeiro julgamento”, declarou ele à agência Interfax.
“O Tribunal Europeu apenas tomou uma decisão sobre a detenção em 2003 e as condições da prisão preventiva. Sobre isto, o tribunal disse realmente que não encontrou provas indiscutíveis de motivação política dessas ações e decisões, mas nada disse sobre outras questões”, sublinhou.
Putin defendeu que a lei sobre as manifestações na Rússia deve estar conforme os padrões europeus e garantir um regime claro da sua organização.
“Eu sei que são empregues normas de carácter administrativo contra os que violam as regras de organização de manifestações, mas, hoje, todos eles encontram-se em liberdade e preparam novas ações de protesto, o que é normal”, explicou.
“Mas devemos incluir na nossa legislação normas do direito europeu que são empregues em muitos países europeus para regular iniciativas desse tipo. Que sejam incondicionalmente democráticas, mas, por outro lado, criam um regime definido para a realização de manifestações de massa”, concluiu.
Herman van Rompuy, Presidente do Conselho Europeu, convidou representantes russos a participaram nas consultas sobre direitos humanos, a realizar em Bruxelas no final do mês.
P.S. Ao fazer as declarações que fez sobre Khodorkovski, Putin talvez pensasse que os jornalistas estrangeiros não fossem verificar a veracidade das suas afirmações sobre as decisões do Tribunal Europeu e, desse modo, a opinião pública internacional acalme quanto à questão dos presos políticos na Rússia.
Tratou-se de mais uma tentativa de tapar o Sol com a peneira. Khodorkovski encontra-se na prisão por motivos políticos. Não tenho elementos fiáveis para afirmar se ele cometeu ou não os crimes de que é acusado. Só não compreendo porque é que pessoas que cometeram crimes bem maiores dos que são a ele imputados continuam em liberdade e até a ocupar importantes cargos no Estado. Não se tratará da existência de duas justiças na Rússia?

11 comentários:

PEDRO LOPES disse...

A União Europeia é uma organização cada vez mais abjecta e a caminho do Nazismo.
Já não estranho porque já estou habituado ao comportamento dos Barrosos e Von Rompuis há muito tempo.

Neste caso é de bradar aos céus. Então a EU está preocupada com um magnata Russo que está preso?
Não tem mais nada em que pegar?

A UE não tem moral alguma para se imiscuir nos assuntos na Rússia. Mas se quisesse podia encontrar causas mais nobres, como a pobreza ou outras coisas de cariz social.
Nada disso, andam preocupadissimos por causa de uma toupeira que foi apanhada e presa.

E o Victor Bout não conta? Esse foi preso e condenado nos EUA, ninguém diz nada, está tudo bem.

Anónimo disse...

É repugnante e mete nojo a defesa que se faz de patifes deste género tanto na Rússia como no lado de cá quando o problema é ainda faltarem muitos para ir para a prisão. Noutro dia vi uma senhora do jornal de negócios a dizer na televisão que era preferível ir ao rendimento dos cidadãos do que mexer nos beneficiários das PPPs. Falta a todos os países do mundo uma mulher de tomates como a Cristina Kitchner que agarre pelos ditos esta cambada de filhos da p...

PortugueseMan disse...

Só não compreendo porque é que pessoas que cometeram crimes bem maiores dos que são a ele imputados continuam em liberdade e até a ocupar importantes cargos no Estado. Não se tratará da existência de duas justiças na Rússia?

Ele é um preso político, ele não foi preso por dívidas fiscais, ele foi preso pelo mal que ia fazer ao país.

A passagem da Yukos para os americanos iria a meu ver alterar o curso da Rússia.

Hoje a Rússia seria algo completamente diferente.

A Rússia de hoje é o resultado da estratégia do completo controlo dos seus recursos naturais.

José Gonçalves Cravinho disse...

Foi a Pulhice Humana que deu azo à corrupção que adulterou o Ideal do Socialismo e esfrangalhou a União Soviética.Os traidores que adulteraram e sabotaram a implantação do Socalismo e os pulhas que aproveitaram a ocasião para roubar e de um dia para outro se tornarem milionários,até téem o apoio e bênção da Igreja Ortodoxa Cristã e do Ocidente Capitalista.

Europeísta disse...

Há presos políticos na Rússia sim! Pra ser bem franco, é muito difícil considerar a Rússia um país democrático. Não praticamente ada de democrático nesse país, Putin acabou com as eleições e perseguiu todos seus opositores. Não como se falar em democracia lá, para mim ele é mais déspota que o próprio Lukashenko.

Sr. Milhazes,

Por falar nisso, o Sr. ficou sabendo da alteração na constituição russa sobre manisfestações que as torna cada vez mais proibidas?

Jose Milhazes disse...

Caro Europeísta, a lei ainda está a ser discutida na especialidade.

Pippo disse...

Não querendo dizer que "mas na América lincham os negros", o facto é que em todos os outros países também há gente que "cometeu crimes bem mais graves" e nada lhes acontece.

Há uns tempos atrás um puto foi condenado a uma pena de prisão por ter feito um download ilegal de música.
Em compensação, aquele jovem de Oeiras, o Isaltino, foi condenado e... está a fumar os seus charutos em liberdade! E de muitos outros poderíamos falar a quem NADA acontece.

Portanto, Rússia ou não, é sempre o mesmo.

PANTZIR disse...

A Rússia manda oligarcas para a cadeia, e a América e seus aliados ocidentais querem mandar para a cadeia um jornalista australiano, por estar divulgando a verdade sobre o que acontece no Pentagono e nas embaixadas americanas pelo mundo...

A democracia é incrível!!!

Wandard disse...

"Tratou-se de mais uma tentativa de tapar o Sol com a peneira. Khodorkovski encontra-se na prisão por motivos políticos. Não tenho elementos fiáveis para afirmar se ele cometeu ou não os crimes de que é acusado. Só não compreendo porque é que pessoas que cometeram crimes bem maiores dos que são a ele imputados continuam em liberdade e até a ocupar importantes cargos no Estado. Não se tratará da existência de duas justiças na Rússia?"

Bem,

Quanto a tapar o sol com a peneira a UE e EUA são especialistas. O volume de exemplos que poderia trazer consumiria inúmeras sessões de postagem.


Khordokovski está preso por crime de colarinho branco e "alta traição", realmente deve incomodar "algumas" pessoas, principalmente se elas perderam muito dinheiro com as "falcatruas" e deve incomodar realmente a UE/OTAN e EUA, afinal vários planos, alguns pipelines, alargamentos para a Ásia Central, eliminação do arsenal russo etc..,etc.., não deram certo e aí todos ficaram Putin, goela abaixo, até hoje.

O desespero da UE/OTAN E EUA continua, é compreensível.

Wandard disse...

"Compreensível"

Anónimo disse...

Hip! Então aqui só há comentários anacrónicos de comunistas? Pena que os comunistas portugueses não possam ser todos enviados para a rússia de putin!...Teriam a oportunidade de apeendereem alguma coisa. Aproveito a oportunidade de aconselhar a essses a leeitura das biografias de estaline - a corte do czar vermelho; já agora leiam também O Jovem estalineambos da autoria de simon sebag monteefiori.