sábado, novembro 10, 2012

Rússia desmente anulação de contrato de armas com Iraque




 A Embaixada da Rússia em Bagdade desmente notícia de anulação de contrato de venda de armas ao Iraque, sublinhando que não dispõe de informação nesse sentido.
“Não fazemos comentários. Neste momento, não recebemos informação nesse sentido”, declarou Serguei Tcherkassov, porta-voz da embaixada russa, à agência Interfax.
Antes, o Iraque anunciou uma encomenda de armas da Rússia, no valor de 4,2 mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros), alegando suspeitas de corrupção.
 “O contrato foi anulado”, explicou Ali Moussaoui, porta-voz do primeiro-ministro iraquiano à agência noticiosa francesa AFP.
“Assim que (o primeiro-ministro Nuri) Al-Maliki regressou da viagem à Rússia, ficou preocupado com a possibilidade de corrupção. Decidiu rever o contrato na totalidade (…) Uma investigação está em curso”, acrescentou.
Moussaoui não quis divulgar a identidade das pessoas que são alvo da investigação e nem se o Iraque pretende renegociar o contrato com Moscovo.
O contrato foi assinado no mês passado, durante uma visita de Al-Maliki à Rússia.
Com este acordo, Moscovo seria o segundo maior fornecedor de armas ao Iraque, seguido pelos Estados Unidos.
Rússia ameaça com multas caso o contrato seja anulado.
“Se se confirmar a anulação do contrato, é preciso compreender bem as sanções previstas no contrato nesse caso. Se o contrato foi devidamente preparado pela parte russa, a parte iraquiana corre o risco de pagar de multa muitos milhões”, declarou um perito russo, citado pela agência Ria- Novosti.

3 comentários:

PortugueseMan disse...

Mais importante que declarações vindas da Rússia, são as do próprio Iraque.

Do Iraque veio indicação de anulação de contracto e depois o ministro da defesa iraquiano, negou e disse que o contracto está válido. Esta parte está em falta no seu artigo.

Seja como fôr, parece-me que alguém não gostou deste enorme pacote de armas russo.

As eleições americanas já foram, já sabemos quem está na presidência, as coisas começam a rolar novamente.

Será interessante ver se o Iraque terá "autorização" para gastar tanto dinheiro em armas russas..

Afinal depois de tanto esforço na libertação do país e no bem estar dos iraquianos, parece má educação comprar armas a outros...

Marshall Zhukov disse...

A Rùssia tem que vender caças, mísseis e submarinos para o Irã, para a Coréia do Norte!!!

E Tavares disse...

PortugueseMan como sempre na mouche...