sexta-feira, março 29, 2013

Moscovo avalia situação por passos concretos



 

A Rússia irá formar a sua posição sobre a situação na Península da Coreia não por declarações bélicas, mas por ações concretas.

“Em princípio, recebemos de forma negativa quaisquer passos por qualquer uma das partes, que, de uma forma ou outra, aumentam a tensão”, declarou Serguei Lavrov, ministro russo dos Negócios Estrangeiros.

“Claro que iremos avaliar a situação não por declarações guerreiras, que, a propósito, não soam só de Pyongyang, mas pelos passos concretos que uma ou outra parte dará. Então tomaremos uma posição”, acrescentou, numa conferência de imprensa.

A tensão na península coreana aumentou nos últimos dias.
O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, ordenou hoje a preparação para a realização de ataques com mísseis estratégicos contra o território continental dos Estados Unidos e as bases no Pacífico e na Coreia do Sul.
A ordem, emitida numa reunião de emergência com os principais chefes militares, foi uma resposta direta ao uso de bombardeiros furtivos B-2 norte-americanos com capacidade nuclear nas manobras conjuntas, em curso, dos Estados Unidos com a Coreia do Sul. 
P.S. Serguei Lavrov deve ser um dos piores ministros dos Negócios Estrangeiros da Rússia. O que é preciso acontecer mais para que ele compreenda que a Coreia do Norte é dirigida por paranóicos e que esse país tem fronteira comum com a Rússia.

12 comentários:

PortugueseMan disse...

...Coreia do Norte é dirigida por paranóicos e que esse país tem fronteira comum com a Rússia.

Meu caro, a Coreia do Norte não está a ameaçar a Rússia.

Por outro lado a Coreia do Norte está a fazer de tampão para as tropas americanas que estão estacionadas na Coreia do Sul.

Preocupação a sério aqui na zona não é a Coreia do Norte mas sim a expansão chinesa para o mar. O aumento de forças americanas no Pacífico não é para conter a Coreia do Norte, mas sim para conter a China.

A Rússia só tem que ir metendo àgua na fervura, nesta situação.

Anónimo disse...

Não seja ingênuo, Milhazes! Qualquer analista amador sabe muito bem que a Coréia do Norte interessa aos Estados Unidos tal qual ela é, ameaçadora e belicita. Não fosse assim, seria difícil aos EUA justificar a sua agressiva intromissão naquele quintal da China. Não seria justificável a estrutura bélica que os EUA mantém naquela região (bases no Japão, na Coréia, etc) se não houvesse uma ameaça tão evidente. A Coréia do Norte é o pretexto para que os EUA mantenha Japão e Coréia do Sul sob tutela militar e política. Durma tranquilo, Milhazes. Não haverá guerra nuclear nem tão cedo.

José Milhazes disse...

Caro PM, a Coreia do Norte não ameaça ninguém, deixe-os continuar...

José Milhazes disse...

Anónimo, diga que a Coreia do Norte está a ser manipulada pelos EUA.

PortugueseMan disse...

Meu caro,

Está a ser construido um caminho de ferro que liga a Europa à Ásia.

Nessa ligação, a Coreia do Norte é um dos pontos importantes, vai fazer a ponte entre a Rússia e a Coreia do Sul.

A União Europeia vai ter acesso via TERRESTRE à Àsia.

A Rússia estabeleceu acordos com a Coreia do Norte/Sul para se reconstruir esta ligação. Em termos económicos esta ligação é muito importante também para a Coreia do Norte.

Contribui para uma maior ligação entre as duas Coreias.

Sabe a quem não interessa uma ligação destas?

Curiosamente são os mesmos que andam sempre por ali...

Para quem estiver interessado, é ver este documento.

http://www.unescap.org/ttdw/common/TIS/CorridorStudy/EGM_files/ROK_1.pdf

É uma excelente aposta que a Rússia está a fazer, para se envolver no transporte mundial de mercadorias, aumentando a importância do seu envolvimento.

Agora ver a Coreia do Sul e Japão a exportar via terrestre para a Europa, usando a Coreia do Norte e a Rússia, implica diminuição de influência de outros países.

Aliás há uns anos atrás na Coreia do Sul, havia muita pressão para que se fechassem as bases estrangeiras no território.

Claro que as coisas mudaram de tom, quando Bush meteu o país no eixo do mal.

Agora é o que vemos.

Anónimo disse...

A Coreia do Norte é um tolo útil dos EUA.

Anónimo disse...

E qual o objetivo dos mais de 200 000 militares Sul Coreanos e Americanos acompanhados de poderosíssimos meios bélicos nas cercanias da Coreia do Norte? Essas manobras vão durar cerca de dois meses.

Afinal quem está a ameaçar quem?

O objetivo das provocações é esse mesmo, fazer com que os Norte Coreanos façam o primeiro disparo, para haver o pretexto de reduzirem o país a cinzas em poucas horas.

O que fazem lá os B2 com capacidade nuclear, 2 porta aviões a deslocação de parte da esquerda do Indico para os mares da China, a mobilização dos meios aéreos estacionados no Japão (cerca de 350 aeronaves) ?

E porque razão os Americanos sempre se têm recusado em aceitar as propostas apresentadas no principio dos acordos?
Ou seja retirar as armas nucleares que têm estacionadas na Coreia do Sul. Quando aceitarem isso a Coreia do Norte desmantela imediatamente o seu arsenal nuclear.

As propostas para a resolução do conflito apresentadas por a China e a Rússia são muito claras.
DESNUCLEARIZAÇÃO DA PENINSULA COREANA.
A Coreia do Norte nunca de opôs a isso.

Por isso não torturarem a verdade esperando que confesse mentiras em beneficio do patrão que lhes paga o serviço.

José Milhazes disse...

CARO PM, sabe que há um projecto de construção de um gasoduto pela Rússia que atravessará as duas Coreias? Isso é tudo verdade, mas não com esta situação. Em relação às Coreias, a política russa obedece à política de Pequim, que gosta muito que sejam os outros a tirar as castanhas do lume.

Anónimo disse...

Milhazes,
Ninguém disse que a Coreia do Norte está a ser manipulada pelos EUA. O que se disse é que esse estado de permanente tensão na península interessa à maldita geopolítica dos EUA. Não houvesse ameaça, tanto mais difícil seria justificar essa maldita máquina de guerra a circular nas vizinhanças de Japão, Coréia e China.

PortugueseMan disse...

CARO PM, sabe que há um projecto de construção de um gasoduto pela Rússia que atravessará as duas Coreias?

Sei sim, algo bem mais recente que a ligação ferroviária e igualmente importante.

Ambas são muito importantes e a Coreia do Norte beneficia com elas.

Isso é tudo verdade, mas não com esta situação.

Mas repare, tudo isto está a acontecer com esta situação, todos os anos temos notícias de situação tensa com a Coreia do Norte.

E é exactamente por situações destas que a coisa anda tão devagar. O acordo de ligação ferroviária é de 2001, já lá vão 12 anos!

Quem está a ser o grande travão à ligação terrestre entre a Ásia e a Europa?

Quem controla os Oceanos? Quem é o maior importador? a nível de transportes de mercadorias, os EUA são uma ilha, tudo tem que ir por mar e eles protegem as rotas.

Mas uma rota terrestre que ligue o continente europeu ao asiático e passando pela Rússia, coloca os EUA em 2º plano. Estamos a falar de ligações entre o mercado europeu e asiático, dois mercados gigantescos.

E então no que toca a energia...

Instabilidade nas Coreias não é desejo da Rússia,agora os EUA têm tudo a ganhar. Os EUA não podem passar para segundo plano, os EUA querem controlo, os EUA não podem perder as suas bases na Coreia do Sul, os EUA necessitam que a sua moeda seja a moeda mundial.

Em relação às Coreias, a política russa obedece à política de Pequim, que gosta muito que sejam os outros a tirar as castanhas do lume.

Discordo. Os russos querem uma situação estável, para as coisas avançarem.

E os russos também querem ver como a China se envolve nesta situação.

A China está a criar problemas com todos os seus vizinhos, o problema está no acesso/controlo da energia que está no mar.

Volto a insistir, o problema não está num pequeno país como a Coreia do Norte, o problema está exactamente no seu gigante vizinho, que cada vez mostra mais as garras.

Anónimo disse...

Firstly, you must exercise; without proper workout, you can
bid goodbye to your dream of having a flat tummy. The fitness vacation
- Whenever vacation is referred to, most of would think enjoying tropical foods, sitting beside the pool,
drinking, and partying all night. This can be achieved by adding more weight, increasing the number
of repetitions, or by adding on additional sets.


My blog - Our website

Anónimo disse...

An intriguing discussion is worth comment. I believe that you need to publish more on this subject matter, it might not be a taboo subject
but generally people don't discuss such topics. To the next! All the best!!

Here is my web blog :: www.alexanderburstein.com