sábado, fevereiro 22, 2014

Maydan: as faces dos assassinos



"Foi identificado um dos comandantes dos atiradores responsáveis pela morte dos diversos manifestantes (ocorrida nos dia 19-20.02.2014), é o coronel Serhiy Asavelyuk do grupo especial de operações (spetznaz) do Ministério do Interior da Ucrânia.

tradução: Dmytro Yatsyuk, jornalista e blogueiro

O seu grupo especial usa as capacetes e o fardamento negro que o distinguia claramente das outras unidade da polícia ou dos serviços secretos.

O coronel Serhiy Asavelyuk tem 43 anos, é conhecido pelo pseudónimo de “Assa”, especializa-se em ações paramilitares. Foi membro do grupo especial “Alfa” da secreta ucraniana (SBU). No setor privado foi responsável pela segurança do presidente do conselho municipal de Odessa, Eduard Y. Gurvits e do político-empresário Vladimir Kosterin (Verdes).

O grupo especial se baseia na Crimeia, como informa a página oficial do Ministério do Interior: http://www.vv.gov.ua/news.php?nid=2059

O coronel Asavelyuk está em Kyiv, no mínimo desde o dia 3.12.2013, quando foi visto nas imediações do Parlamento, à coordenar as atividades dos bandidos-titushki e da anti-Maydan. E não é precisa ser muito inteligente para saber quem tem o poder para dar ordens à uma unidade oficial do Ministério do Interior para matar os seus próprios cidadãos, escreve o blogueiro Berendakov.

Bônus:

De projeto no Facebook a protesto real: a comunidade ucraniana da Grande Lisboa já está a par da manifestação neste sábado, dia 22.02.2014, às 12h00 e haverá pelo menos uma centena de pessoas no Cais do Sodré. A manif foi anunciada na rádio ucraniana de Portugal e agência Lusa emitiu uma nota sobre a convocatória para a manif amanhã ao meio-dia no Cais do Sodré:

10 comentários:

Fernando Negro disse...

1) E os insurrectos que andaram a matar polícias, não são assassinos?

(E o andar também constantemente a ameaçar polícias, depois de matar uns quantos, não é terrorismo?)

2) Foram os disparos sobre manifestantes, assassinatos ou actos de autodefesa?

(Não estavam tais polícias a ser alvo de tiros vindos dos insurrectos?)

3) Não começou tudo isto por causa de acções ilegais, por parte dos insurrectos - que davam à polícia legitimidade para evacuar a praça?

(E, não tem a polícia o direito de se defender de quem sobre ela dispara, quando tenta evacuar essa mesma praça?)


Em nada interessa responder a estas questões, pois não?

Apareçam todos nas manifestações em Lisboa, a pedir o apoio por parte de países estrangeiros, para que se efectue um golpe neonazi e anti-democrático num país soberano. (Que se lixe também o respeito pela independência dos outros países...)

Fernando Negro disse...

Manifestações a apoiar quem anda a matar pessoas, porque não gosta do presidente que foi eleito - e quem não tem respeito pela Democracia no seu país...

Manifestações a pedir a ingerência estrangeira, feitas num país onde tal é proibido pela actual Constituição democrática...

Muito bem. Estes ucranianos deviam ter imigrado para cá, mas era no antigamente...

Europeísta disse...

"1) E os insurrectos que andaram a matar polícias, não são assassinos?"

Quem atacou primeiro? Quem morreu mais?

"2) Foram os disparos sobre manifestantes, assassinatos ou actos de autodefesa?"

Nem um coisa nem, genocídio! O que está ocorrendo na Ucrânia é uma limpeza étnica, semelhante a que ocorreu na Bosnia nos anos 90.

Os manifestantes usam paus e pedras já a polícia usa metralhadoras, fuzis, bombas..., bem desigual, não? Até agora não há registro do uso de armas por parte dos manifestantes. Fontes por favor.

"3) Não começou tudo isto por causa de acções ilegais, por parte dos insurrectos - que davam à polícia legitimidade para evacuar a praça?"

Eu acredito que a reaçao do governo não ocorre dentro da legalidade, daí ele deixa de ser legítimo. Há evidências de que uma milícia foi armada e esteve ao lado da polícia contra os manifestantes. Já está bem claro que não há só policiais atacando e matando os manifestantes. Há indícios inclusive de que cidadaos russos estejam entre policiais matando ucranianos.

"Apareçam todos nas manifestações em Lisboa, a pedir o apoio por parte de países estrangeiros, para que se efectue um golpe neonazi e anti-democrático num país soberano. (Que se lixe também o respeito pela independência dos outros países...)"

Quando o governo do seu país age abertamente a favor do interesse de um outro país que não o seu próprio então este perde legitimidade. Um governo deve representar seu povo e não os interesses do presidente do país vizinho. Se tu te preocupas tanto com ingerências estrangeiras na Ucrania, acredito que por razões lógicas e de coerência, deves tb condenar as ingerências russas na região. Sendo assim, tu achas, entao, que para preservar a Ucrania de ingerências estrangeiras Moscou deveria renunciar a qualquer pretensão na Ucrânia? O que vejo nos comentários aqui é um defesa contundente da imperialismo russo. Por enquanto, quem pediu intervenção estrangeira foram habitantes da Criméia a favor de uma intervenção russa.

Europeísta disse...

"Manifestações a apoiar quem anda a matar pessoas, porque não gosta do presidente que foi eleito - e quem não tem respeito pela Democracia no seu país..."

Talvez Putin tenha apreço pela democrania...

"Manifestações a pedir a ingerência estrangeira, feitas num país onde tal é proibido pela actual Constituição democrática..."

Quem tá apelando por intervençao o faz em relaçao a Rússia até agora..

"(Que se lixe também o respeito pela independência dos outros países...)"

Os russos respeitam a independência da Ucrânia?

Fernando Negro disse...

Reparem na presença das famosas bandeiras (fascistas) vermelhas e negras (da "Organização de Nacionalistas Ucranianos - Bandera" e do seu "Exército Insurgente Ucraniano") quando virem as imagens das manifestações de ucranianos em Lisboa.

Pippo disse...

"Europeísta",

Prova do uso de armas pelos protestantes:

http://static.infowars.com/bindnfocom/2014/01/gun.jpg

http://blogs.thenational.ae/wp-content/uploads/2014/01/Kiev_005.jpg

http://www.scmp.com/sites/default/files/styles/980w/public/2014/01/21/kiev.jpg?itok=3DXO5E-4

http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2014/01/22/article-2543568-1AE014CD00000578-382_964x1079.jpg

http://cdn.abclocal.go.com/images/kabc/cms_exf_2007/news/world_news/9438864_448x252.jpg

https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcS-jV41lNsa3tfDRzDTVVBl53KxYPjbfY_ZfW7dhOZq7UI5O4en

http://rt.com/files/news/22/a6/e0/00/bul-1.jpg

Já chega, ou quer mais?

Anónimo disse...

Trate-se Negro. Sofre de um problema sério de percepção da realidade .. é típico da sua ideologia criminosa

Observador atento disse...

Tudo o que o Fernando negro disse é verdade e está confirmado por diversas fontes.

Ataques pessoais como o do anonimo das 18:05 nada trazem à discussão, o insulto é a arma dos incapazes.

No meio de tudo isto espanta-me como chama assassinos a estes homens do SBU Ucraniano, que são militares, e a condição militar implica cumprir ordens.

Entre os "manifestantes" então também estão os assassinos de 12 policias berkut alvejados a tiro.

Depois é preciso perceber que esta força anti-terrorrista entrou em acção depois de cerca de cem policias terem sido alvejados a tiro por "manifestantes" armados com caçadeira, armas de pressão e até armas automáticas.

Ficam aqui as fotos.

http://www.militaryphotos.net/forums/showthread.php?234849-Uprising-in-Ukraine-(Photos-and-Videos)/page17

http://www.militaryphotos.net/forums/showthread.php?234849-Uprising-in-Ukraine-(Photos-and-Videos)/page20

http://www.militaryphotos.net/forums/showthread.php?234849-Uprising-in-Ukraine-(Photos-and-Videos)/page22


http://www.militaryphotos.net/forums/showthread.php?234722-Havoc-in-Kiev/page219

http://www.militaryphotos.net/forums/showthread.php?234849-Uprising-in-Ukraine-(Photos-and-Videos)/page15

Anónimo disse...

Today, February 20, military weapons were used to fire on police officers. Twenty-nine police officers are hospitalized with gunshot wounds, some were killed, and the number of victims is increasing by dozens. Some of our officers were captured because they were unarmed while protecting public order.

http://euromaidanpr.wordpress.com/2014/02/21/february-20-2014-1552-zakharchenko-law-enforcement-officers-have-firearms-and-will-use-them/

Anónimo disse...

Today, February 20, military weapons were used to fire on police officers. Twenty-nine police officers are hospitalized with gunshot wounds, some were killed, and the number of victims is increasing by dozens. Some of our officers were captured because they were unarmed while protecting public order.

http://euromaidanpr.wordpress.com/2014/02/21/february-20-2014-1552-zakharchenko-law-enforcement-officers-have-firearms-and-will-use-them/