terça-feira, abril 22, 2014

Ucrânia decreta caça aos invasores


Texto enviado por Dmytro  Yatsyuk
"O vice-governador da província de Dnipropetrovsk, Borys Filatov, sugeriu novos métodos da luta antiterrorista e anti-separatista.
Ele escreveu no seu FB: “Eu pensei muito sobre os acontecimentos em Donetsk e Luhansk. Conclusão é única, esta é uma revolução da pobreza. O motim das pessoas cansadas, desesperadas e não ouvidas pelo poder. A junta de Yanukovich que mergulhou os nossos concidadãos no abismo do desespero hoje os leva ao separatismo, distribuindo o dinheiro roubado às pessoas e prometendo o futuro no seio de um estado vizinho hostil”.
Filatov apelou aos moradores da região de Donetsk: “Nossos irmãos russófonos de Donbass. Perdidos. Sem orientação. Comprados pelas promessas doces de canalhas. Temos uma oferta. Por cada arma devolvida pagamos a gratificação: pistola automática – 1.000 dólares americanos; metralhadora – 1.500 dólares, o lança-granadas – 2.000 dólares.
Cada “homenzinho verde”, isso é, mercenário, à pisar a nossa terra comum e tentar nos empurrar para a guerra civil – 10.000 dólares. Por cada edifício libertado e entregue às autoridades locais e sob a proteção da unidade especial “Donbass” do batalhão “Dnipro” – uma recompensa de 200.000 dólares (e a comunidade territorial continuará com o direito de livre acesso à qualquer momento).”
Todos os detalhes, os locais da entrega de dinheiro, os telefones de contato serão transmitidos em uma mensagem especial do Estado-Maior da Defesa Nacional, escreveCensor.net.ua
Além disso, o mesmo Borys Filatov informou que o governo regional de Dnipropetrovsk (encabeçado pelo industrial Ihor Kolomoyskiy), decidiu oferecer a recompensa monetária no valor de 500.000 UAH (45.000 USD) aos soldados e oficiais da base da Guarda Nacional da Ucrânia de Mariupol.
Recordaremos que no dia 16 de abril, cerca de 300 separatistas armados atacaram a base local da Guarda Nacional, mas foram energicamente repelidos, o que resultou em 4 mortos, 15 feridos e cerca de 70 detidos, todos do lado separatista.
O ministro do Interior, Arsen Avakov, informa que as forças ucranianas não tiveram baixas, enquanto os dados preliminares apontam 3 mortos, 13 feridos e 63 detidos do lado separatista. Além disso, foram recuperadas as armas. Um dos mortos é fugitivo da justiça, existem as duvidas sobre a nacionalidade dos dois dos separatistas detidos".

1 comentário:

Carlos Caseiro disse...

Parece mais uma anedota. O pagamento vai ser feito em papel higiénico a imitar notas de 100 dólares.