quinta-feira, agosto 14, 2008

Nota do editor

Caros leitores, infelizmente, não posso dar resposta a todas as perguntas dos leitores do blogue por falta de tempo. Peço imensa desculpa, mas certamente compreenderão a razão.
Aproveito a oportunidade para agradecer o envio de comentários e dizer que a guerra na Ossétia do Sul me trouxe à cabeça mais umas ideias, que serão realizadas à primeira oportunidade.

7 comentários:

Jorge Vieira disse...

Caro José!

Estava a procura de notícias acerca do conflito no Cáucaso e encontrei vosso blog. Muito interessante e coloquei nos meus endereços favoritos. Acompanharei na medida do possível. Parabéns.

Sou um apreciador dos sítios russos, especialmente aqueles que são produzidos em inglês, pois não entendo o cirílico. Gosto muito os temas do cotidiano dessa complexa sociedade russa, que espero conhecer um dia, se a economia brasileira deixar.

Abraços

Jorge Vieira/Porto Alegre, Brasil.

genovève disse...

"Todo país está cansado de guerra, excepto os EUA. A guerra, incluindo a guerra nuclear, é a estratégia neoconservadora para a hegemonia mundial.

O mundo inteiro, excepto os americanos, sabe que o estalar do conflito armado entre forças russas e georgianas na Ossétia do Sul foi inteiramente devido aos EUA e seu fantoche da Geórgia, Saakashvili. Os americanos, só eles no mundo, estão inconscientes de que as hostilidades foram iniciadas por Saakashvili, porque Bush, Cheney e os media americano ocupados por Israel mentiram-lhes."


O mundo inteiro sabe, menos aqui o Zé Milhazes... E já é preciso ser bronco, burro e cavalgadura, como diz o Paul Graig, em resistir.info, sob o título, ó estúpido busha, por que não te calas?

Anónimo disse...

Comentários como o deste «genovève» não são dignos de constar de um blogue de debate sério. Nem me maço a ripostar.

Anónimo disse...

Bons dias! Não gostei de um comentário que diz que os cobardes são anónimos, eu de facto, quando comento, e não o tenho feito há muito tempo neste blogue, faço-o como anónima pois é muito mais fácil fazê-lo desse modo. Quero acrescentar que qualquer dos nomes dos comentadores pode ser ficticio por isso bastava aos ditos anónimos assinarem com um pseudónimo qualquer. Pela via das dúvidas vou assinar este comentário. Quero, no entanto, deixar a minha opinião, neste caso concreto, não me parece que o José Milhazes tenha sido muito imparcial, no entanto as respostas que dá, quando tem tempo, aos comentários que lhe são feitos, parecem-me bastante honestas. Atenciosamente
Alexandra Figueiredo
PS- Parabéns pelo seu blog, dá a oportunidade para um debate sério, por vezes não tanto, mas pelo menos as pessoas podem discutir um assunto importante e que nem todos conhecem como deveriam conhecer.

genovève disse...

Ai, o debate sério, ó anonym, não chama os bois pelos nomes...

Anónimo disse...

Sempre que posso venho ao seu blog, ainda pra mais, agora com esta guerra. Espero que as ideias que tem em mente para o blog, nos tornem ainda mais participantes. E com o fim da guerra gostaria que falasse mais da vastíssima e rica cultura do povo russo.
Um abraço Rui Carneiro

Jose Milhazes disse...

Caro Rui, irei ter em conta as suas propostas