quarta-feira, novembro 19, 2008

Dinamismo nas relações russo-portuguesas

O Presidente da Federação russa, Dimitri Medvedev, visita Portugal sexta-feira, numa altura em que as relações económicas entre os dois países assumem um maior dinamismo, principalmente devido à actividade das empresas portuguesas na Rússia, segundo o representante da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) em Moscovo.
"As exportações portuguesas para o mercado russo têm registado um aumento de 30 a 40% por ano, atingindo quase os 200 milhões de euros", disse à Lusa o director da representação da AICEP, Pedro Patrício.
Este aumento, segundo o responsável da agência liderada por Basílio Horta, deve-se essencialmente "ao aumento do interesse das empresas portuguesas pelo mercado russo, muito atractivo, e à política do governo português, que considera a Rússia uma das direcções prioritárias da sua política económica".
Portugal exporta para o mercado russo cortiça e derivados, máquinas e aparelhos, produtos alimentares, calçado, plásticos e borrachas, têxteis e móveis. Além disso, há um número crescente de empresas portuguesas a participar na construção civil, sector agro-alimentar.
As autoridades portuguesas têm dedicado particular atenção à captação de turistas russos, pois trata-se de uma das áreas da cooperação mais promissoras. Se em 2007 Portugal foi visitado por 18.700 turistas russos, esse número já ultrapassou os 21 mil no ano corrente.
O Presidente da Federação Russa, Dmitri Medvedev, é recebido na próxima sexta-feira pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.
Dmitri Medvedev faz escala em Lisboa a caminho da XVI Cimeira da Cooperação Económica da Ásia e Pacifico (APEC), em Lima, no Peru, paragem durante a qual se reunirá com o Presidente da República e jantará no Palácio de Belém com as presenças do primeiro-ministro, José Sócrates, e do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luis Amado.

4 comentários:

luciana disse...

A que horas chega o homem? É que vão cortar o trânsito e numa sexta-feira vai ser um caos. Já com o Putin apanhei 40 minutos de seca na ponte. Depois fica tudo a rogar pragas aos russos.

Jose Milhazes disse...

Cara Luciana, Medvedev vai jantar com o Presidente e o primeiro-ministro no Hotel do Guincho. Por isso, não deverá provocar filas na ponte.

luciana disse...

ò JM, desculpe lá, mas para apanhar a autoestrada de Cascais, vindo do aeroporto tem de passar pela segunda circular, que dá o nó nisto tudo. Se vier à hora do almoço não deve chatear muita gente. Se vem mais tarde, é um sarilho, por causa da hora de ponta.

Anónimo disse...

Acabei de ouvir um despacho do Mouravitch na RTP a dizer que o homem chega hoje. Vá lá a gente entender isto.