sexta-feira, novembro 07, 2008

Milhares de pessoas celebraram a revolução comunista


Milhares de pessoas celebraram o 91º aniversário da Grande Revolução Socialista em numerosas cidades da Rússia, considerando que a actual crise mundial torna novamente actuais as ideias socialistas.
A Grande Revolução Socialista na Rússia, dirigida por Vladimir Lénine, realizou-se a 25 de Outubro de 1917 segundo o calendário juliano (07 de Novembro segundo o calendário gregoriano, em vigor no mundo).
Não obstante o dia 07 de Novembro ter deixado de ser feriado, mais de 2,5 mil manifestantes, segundo as autoridades policiais, mais de 10 mil, segundo os organizadores, reuniram-se no centro da capital russa ao som de palavras de ordem como “A Rússia é Lénine! A Rússia é Estaline!”, “O capitalismo faliu, queremos o socialismo!”, “Liberais no poder, crise na economia!”.
Uma das principais colunas da manifestação era encabeçada por Guennadi Ziuganov, rodeado de “pioneiros”, crianças de bonés e lenços vermelhos.
“Esta não é uma festa como as outras. É difícil imaginar-se um acontecimento mais grandioso. Outubro de 1917 e Maio de 1945 (fim da segunda guerra mundial) são os dois principais marcos do século XX. Ninguém jamais conseguirá ofuscá-los, é impossível fazer esquecê-los ou revê-los”, declarou Guennadi Ziuganov, dirigindo-se aos jornalistas.
Segundo ele, “Lénine, além de fundar um partido único, criou uma base que permitiu ao país inaugurar a época de investigação do Espaço; a edificação de um sistema social único e ofereceu uma filosofia de desenvolvimento do mundo.
Guennadi Ziuganov sublinhou que essa filosofia influi na política de muitos Estados e poderá revelar-se na acção da nova administração norte-americana.
“Obama é um homem de origens simples, os seus discursos são de carácter socialista pelo seu espírito e conteúdo. Ele é mais do que um democrata, é um socialista de esquerda”, acrescentou.
A maioria dos manifestantes eram pessoas de meia idade e idosos, mas também havia jovens.
“A participação activa dos jovens nos festejos do 07 de Novembro imprime uma nova importância a esta efeméride. Os jovens não leram as obras completas de Lénine, mas sentem que ele deu origem a um ímpeto revolucionário que inculca novas ideias”, concluiu o dirigente comunista.
Segundo as autoridades policiais, cerca de 150 mil pessoas participaram nos festejos da revolução comunista em todo o país.
O dia 07 de Novembro era celebrado como a mais importante festa nacional na época soviética (1917-1991). Após a queda da URSS, esse passou a ser chamado o Dia da Reconciliação e Concórdia. Mas, em 2005, as autoridades decidiram antecipar essa festa para 04 de Novembro, a fim de lhe retirar a herança soviética, e dar-lhe o nome de Dia da Unidade Nacional, para celebrar a expulsão das tropas polacas de Moscovo em 1612.

150 comentários:

Anónimo disse...

O josé milhazes vai festejar?

Sapka disse...

Lénine criou, de facto, um partido único, nos vários sentidos da palavra. Hitler e Mussolini também criaram, também nos vários sentidos.

Anónimo disse...

hahaha..só alienados como esse afonso henriques para poder acreditar num país miserável como a Rússia dependente quase exclusivamente da exportação e fontes primárias de energia comandados por uma elite oligarca que só explora um povo submisso e iludido na noção de superpotência...a Rússia só tem coragem de atcar países fracos e pequenos como a Geórgia, dúvido se meter com a Ucrânia.

augusto nunes

Anónimo disse...

Se preparem amantes da Rússia, estimativas para os próximos anos são que a economia russa terá crescimento negativo...uma nova crise está crescendo no horizonte de Putin.
Uma economia dependente quase exclusivamente da exportação de fontes primárias de energia e que gasta quase 30% do faturamento em armamento nao pode dar certo mesmo.
Pobre povo russo, iludido e submisso...


Barack Obama

Anónimo disse...

http://www.ng.ru/economics/2008-10-03/1_tezisy.html

a nova crise russa está chegando!!!

Afonso Henriques disse...

O melhor de tudo é de saber que aqueles que a festejam são, como a fotografia indica, velhos caquéticos.
Ainda bem que com o abundante vodka estes comunas tenem a desaparece a uma velociade alucinante. Que vá com eles também o Comunismo!

2,5 mil... numa cidade de 15 milhões, num país de 150 milhões. Milhazes acorda! O Comunismo está morto por essas bandas!


Ó Obama, já olhaste para a América? A Rússia não pode ficar muito pior que já está... bem pelo contrário. Agoirem, agoirem... sabiam que o preço de um escritório no centro de Moscovo - a maior cidade Europeia do Mundo - é mais caro que um no centro de Londres? Que quer isso dizer?

O que vos lixa é que o povo Russo tem vivido um período de crescimento económico sob Putin que a Europa Ocidetal não vai ver nos próximos 50 anos.

Augusto, dá-lhes cinco anos ;)

E como via o povo Russo de 1917 o Comunismo?

Assim: http://en.wikipedia.org/wiki/Image:WhiteArmyPropagandaPosterOfTrotsky.jpg

Não só como algo maligno mas também uma denominação estrangeira: Demónios Judeus e assassinos Mongóis.

A Rússia hoje é novamente um país livre e Europeu. Mais que a Europa Ocidental. Que assim continue!

Afonso Henriques disse...

Desculpem lá os erros ortográficos.

Vejam a Rússia de Ieltsin e a Rússia de Putin/Medvedev.

O povo Russo não poderia estar mais satisfeito.

Agora vejam a América de Roosvelt, a de Kennedy, a de Reagen, a de Clinton, a de Bush... sempre a piorar. E o pior vem agora sob Obama...

Anónimo disse...

josé milhazes

Acho que pelos comentários racistas do afonso henriques em relação ao Obama ele deveria ser excluído desse blog.

Aliás, não me admira ele ser apaixonado pelo governo russo.


sandra

Anónimo disse...

afonso

Na época do yeltsin, um homem russo vivia ao redor de 68 anos. Hoje na maravilhosa era Putin um homem russo não passa dos 59...nível africano, pra não dizer menos. Mas se o povo russo gosta de ser iludido com brinquedinhos e marchinhas militares...quem sou eu pra dizer o contrário, não é?

pedro

https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/rs.html#People

Anónimo disse...

sandra

eu consigo respeitar todas as opiniões com a excepção ás opiniões de pessoas que pretendem "eliminar" opiniões inconvenientes. A sua linha de pensamento é que é inaceitavel.
Tenho por hábito frequentar este blogue porque aqui se fala sem sensura, se não gosta faça um favor a quem defende a liberdade acima de tudo, remeta-se ao isolamento.

bruno.

Anónimo disse...

censura e não sensura..

Anónimo disse...

então você tolera o racismo, fascismo, nazismo?


"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons."
(Martin Luther King)


sandra

Gilberto Mucio disse...

Engraçado, esse Afonso Henriques dando pitacos sobre a Rússia sem nunca - certamente - ter posto os pés aqui.

É um brincalão. :-)

Gilberto Mucio disse...

*brincalhão

Anónimo disse...

sandra,

cumunismo, nazismo, quem gosta tem o direito de acreditar e defender, é legitimo, desde que, nunca imponha á força os seus ideias.

citações do Martins Luther king como se fosse alguem especial..

Sabia que o director do FBI na época de MLK afirmou que nunca conheçeu uma mente tão doentia como a desse homem, daqui a algumas decadas os arquivos serão desclassificados e vão estar disponiveis ao publico, nessa altura, iremos descobrir a verdade sobre esse homem.

"Sic semper tyrannis",proferido no senado romano quando cesar foi assassinado.
A tirania acaba sempre tragicamente para o povo por isso temos de evitar a tentação de "limitar liberdades" e a tentativa de impor a politica do pensamento unico.

o tema racismo é complexo,
é um tema que mexe muito com suscetibilidades.
O ser humano é encarado de 2 formas, há os que acreditam que o homem é uma criação divina e tambem quem acredite á luz actual da ciência que é um ser biologico em constante evolução, tambem muita gente acredita que é uma mistura dos 2 conceitos.

O cientista pioneiro da ciência genética James Watson já firmou claramente que os negros são menos inteligêntes que os brancos e foi acusado de racismo(coisa que nunca foi para quemn conheçe a obra deste grande ciêntista) por isso.
Mas será que ter uma atitude de verdade e uma postura ciêntifica é ser racista?Não creio,
Estas ciências(pesquiza genética) são uma oportunidade e não uma ameaça.
O medo é natural quando estamos a falar dos limites da ciência, mas as pessoas não se podem esqueçer que a ciencia genética pode encontrar a "cura" de doenças como; alzheimer , cancro, maldeformações e se pretendem ter mais qualidade de vida no futuro não podem ser tão adversas à ciência.

ps:as acusações contra o ciêntista James Watson foram feitas por 1 senador brasileiro.No brasil existe uma censura total nestes temas, quem vai pagar por isso serão as proximas gerações.
Na URSS, durante o governo de Estaline a pesquisa sobre estes temas foi proibida por ser considerada imoral( foi retomada nos anos 60') em virtude disso, a URSS esteve sempre atrasada em relação aos Americanos nestes campos.

link;
http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/clipping/outubro/senador-quer-denunciar-a-onu-nobel-acusado-de-racismo/

bruno.

Anónimo disse...

cumunismo não era uma piada foi um erro.:)

desculpas.

Anónimo disse...

pelo tipo de argumento de alguns, daqui a pouco vão aparecer alguns anormais defendendo a pedofilia e esses mesmos se defender baseados na "liberdade de expressão"
o direito de um termina quando começa de outro

augusto

Anónimo disse...

qual diretor do FBI? fontes vazias não valem ;-)

augusto

Anónimo disse...

que decadência teu blog, hein josé? está virando um antro de racistas frustrados

Conheço um fórum bem legal pra gente frustrada como vocês:

www.stormfront.org

Gilberto Mucio disse...

Bruno, voce é um sujeito complexado e obcecado por esse tema do racismo.

No Brasil nao existe nenhuma censura em relaçao a esse tema. De onde voce tirou isso?

Acontece que o senhor James Watson -- sejeito conhecido por declaracoes anti-científicas -- nao é nenhuma autoridade em genética de populaçoes.

Mas qualquer bobagem falada por gente como ele, é usada por gente racista(um portuga! rsrsr) como voce.

Todo racismo nasce de um complexo de inferioridade. Foi assim na Alemanha. Até o século XVIII(talvéz até o XIX) oa alemaes eram quase todos analfabetos, nao tinha nem censo de nacionalidade, eram diversos ducados, principados... Um verdadeiro saco-de-gatos aquilo lá.

Escritor alemao só escrevia em fraces ou em latim, pos sua língua, era língua pra se conversar com cavalos. O alemao era sinónimo de gente rústica.

O "chique" na Europa era ser frances ou ingles. E foi desse sentimento de inferioridade dos alemaes, que surgiu as idéias racistas deles. Como uma auto-defesa incosciente.

No seu caso, um portuga(com todo respeito aos portugueses) isso nao é diferente.

Portugal tem uma história muito bonita e rica. Mas passou por séculos de miséria e estagnaçao. Se transformou num paiséco insignificante e periférico. Um "quintal da Europa". Um "norte da Africa".

Nos últimos anos começou a tirar o pé da lama, devido a vários fatores como a Uniao Européia que os socorreu, e a fluxos migratórios, que serviram como mao-de-obra barata, como vapor da economia.

Por outro lado o país foi se tornando uma colonia de países como Espanha, e se viu "invadido" por imigrantes. Criando medo e complexo em gente(eu sei que esse tipo de gente é minoria em Portugal) como voce.

É desse complexo que nasce o racismo e a xenofobia.

Tenha mais humildade.

A ciancia nao tem, e nao deve ter, nenhum tipo de freio. Seja lá o que ela venha revelar, a verdade científica tem de prevalecer sempre.

Declaraçoes pseudo-científicas de um sujeito que nao é nem autoridade no assunto(esse nunca foi especialista em genética de populcaçoes), só servem de fontes para argumentaçao de gentinha como voce.

Gentinha complexada.

Anónimo disse...

o mais cômico é que não existe na europa povo com mais sangue africano que o português...

"corte um portuga que brota um angolano"
ditado francês

Gilberto Mucio disse...

A formaçao Portugal foi "um saco de gatos" também. O que fez de um país tao pequeno, ter uma cultura tao rica e bonita.

Mistura de judeus, mouros, ceutas, espanóis(galegos), e africanos também.

O fenótipo típico do portuga é o morano e bigodudo(a mulher também bigoduda hehehe).

Como diz um tio meu, italiano: "Se a Europa fosse um corpo humano, Portugal seria um **(censurado, hehe)". Evidente que ele diz de gozaçao.

Baixe a bolinha, Bruno.

Anónimo disse...

Quem citou o James Watson só pode ser uma babaca...vai entender melhor um pouco a personalidade desse cara. Pra quem não sabe ele é esquizofrênico!!!Seu pai teve simpatia pelo nazismo e o Watson foi criado em um ambiente familiar racista!!!
Edward Osborne Wilson o descreveu como "o mais desagradável ser humano que eu já conheci"
Além de roubar as melhores idéias do Francis Crick

antonio

Anónimo disse...

Francis Crick já se referiu ao Watson como o maior Forest Gump da História da Ciência!!!

Anónimo disse...

agora eu compreendo porque Portugal é considerado um dos países mais racistas da Europa


sandra

Gilberto Mucio disse...

Nao creio que isso seja verdade, Sandra.

Jé tive o prazer de estar em Portugal por duas oportunidades, e ví um povo muito bom e receptivo.

rouxinol de Bernardim disse...

O saudosismo surge em tempos de crise!

É a doença senil dos regimes...

Afonso Henriques disse...

Sandra,
volto a afirmar: Em P-O-R-T-U-G-A-L existe uma coisa (mais ou menos) chamada LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Não gosta, mude-se!

E outra coisa. O Comunismo M-O-R-R-E-U, especialmente na Rússia (nem tanto o Comunismo mas o desconstrucionismo próprio da Esquerda) portanto esperneie á vontade.

O sinal mais gritante da inferioridade da gente do seu tipo é o constante ataque Ad Hominem. Enfim, quando a cabeça serve apenas para ter um cabelo bonito (ou não)...

E Sandra, fofa, que comentário racista coloquei eu neste blog? Qual fofinha? (Agora quero vê-la a esbracejar com o sexismo deste comentáro...)

Afonso Henriques disse...

Pedro. Ficarei á espera dos seus dados mas se tal é verdade decerto que nada tem a ver com o nível de vida do Russo médio. Ou vai vossa excelência defender que no tempo do Ieltsin é que se vivia bem?

Afonso Henriques disse...

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons."

Por mim pode gritar á vontade que os bons não se calarão por causa disso. Asseguro-lhe que não me calarei.
A propósito, nunca gostei muito de Martinhos Luteros. Então quando têm a temeridade de se coroarem Reis sem o consentimento do Santo Padre...
Protestantices!

Gilberto, por vezes também sou calão :-)

Anónimo disse...

observar a postura de alguns(poucos) leitores conclui-se facilmente quem é que defacto tem complexos de inferioridade..

As pessoas complexadas são aquelas que se recusam a falar de um tema com receio e medo, porque sabem no seu subconsciente que existe alguma verdade nesses receios.

bruno.

Anónimo disse...

Gilberto Mucio como voçê adoraria que portugal fosse o reflexo da sua imagem!

Está errado sobre o que disse, mas não vou perder aqui tempo a escrever para lhe explicar o porquê, tal demoraria horas e seria um esforço inutil.

bruno.

Afonso Henriques disse...

Eu acho uma graça a esses brasileiros. E ainda por cima não dizem coisa com coisa e contradizem-se... típico.

Gostam muito do Brasil e Portugal é sempre "uma merda". Pois, mas estão sempre a vir para cá. Ainda não perceberam que a esmagadora maioria de vocês não são bem vindos aqui? Pergunte a amigos seus que já cá estiveram.
É que os Portugueses gostam é de imigrantes que sejam maioritáriamente trabalhadores, honestos, que contribuam...

Enfim, já ouviu acerca disto?
http://www.youtube.com/watch?v=x_IAnY-R2-o&feature=related

Já está! Assim mesmo! Favela style, é assim que deve ser tratada essa escumalha que só vem cá para roubar e destruír. E olhe que os Brasileiros estão em grande número, se é que não são a maioria.

Portanto, fique lá com o seu grande país de terceiro mundo e divirta-se com ele, e deixe-nos em Paz!

O maior problema de Portugal É o brasil. Desde os imigrantes á décade de 1820, passando pelo Scolari.

báziuêinho, xi tchivé qui djizê augo-em conquéto diga, tá? Mais sí não, nos dêcha, vai?
Aliás, é só olharmos para o Brasil e vermos no que Portugal se pode vir a transformar.
It ain't pretty.

Afonso Henriques disse...

Realmente tenho que concordar com o teu tio ó brazuca!

Portugal deve mesmo ser um cu, é que para cagar uma merda tão nojenta e mal cheirosa como o Brasil... É que só lá vai quem o pode explorar, tal e qual se trata o estrume dos bovino. Portugal também deve ser uma vaca...

sérgio disse...

Caro bruno é legitimo defender o nazismo? Defender uma ideologia que matou milhões de pessoas? Isso seria desonrar a memória de muitos que lutaram contra essas ditaduras, e que pereceram nessa luta, para além dos que dela foram vitimas inocentes, apenas porque eram indesejáveis e não se enquadravam no tipo de sociedade que umas mentes dementes tentaram criar. Até a liberdade de expressão tem limites, e acaba quando colide com os mais basicos principios defendidos pela nossa sociedade, ou por acaso considera que insultar alguém também está dentro do exercicio da liberdade de expressão. Olhe o Sr. Afonso Henriques de certeza que pensa que esse lhe é um direito permitido pela nossa Constituição, só porque é um extremista a viver num estado de direito, e normalmente os extremistas pensam que só eles são capazes das maiores violencias para atingir os seus fins sem terem qualquer tipo de oposição, quer sejam verbais ou outro tipo de violencia, estando assim legitimados para agirem como bem entenderem. Sr. Afonso henriques o Sr. é xenófobo e racista, isso já não é segredo nenhum, apenas me espanta como ainda o nega. Como disse um caro amigo, tenha coragem para o assumir, ou pensa que esse tipo de cobardia lhe irá grangear uma maior admiração.

Afonso Henriques disse...

Ó seu Brasileirosinho de Brasil,

Mas quem te diz tu que eu sou sudosista? Saudosista em relação a quê? Tu não tens noção nenhuma da realidade que se passa em Portugal (e na Europa ainda com mais força).

Racismo não existe (ou quase). O que existe é um cada vez mais forte orgulho em se ser Europeu/Português quando se vê a quantidade impressiva de escumalha que vem do Terceiro Mundo, especialmente o Brasil.

As mentes menos dotadas não sabem o que fazer, ficam atrofiadas pelo Sistema desconstrucionista em que vivemos e nos mais jovens, revela-se na normalização de brincadeiras de semi-mau-gosto como se pode ver aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=ZNHpyszkquw

e isto é só um exemplo. O passado pertence ao passado. Espero é que todos os Portugueses trabalhem tendo em vista um futuro melhor para Portugal. Portugal, não das Nações Unidas ou Lusofonia ou o raio que o parta.

Comecei a comentar neste blog porque já o lia á bastante tempo. Não esperava era que grande parte dos comentadores de Terceiro Mundo e os menos inteligentes fizessem uma festa tão grande...

Não sou saudosista. Apenas SEI que este sistema em que vivemos é moralmente inferior aos outros em que costumavamos viver: Antes de 1974, 1910 e 1820.

Afonso Henriques disse...

Bruno, não faça como eu e desça ao nível dessa escumalha.

Eu é que hoje estou com "pica" para sujar as mãos...

sérgio disse...

Eh! vai ser lindo, vai, quando o nosso Afonsinho me responder ao meu último comentário.

Afonso Henriques disse...

"Caro bruno é legitimo defender o nazismo? Defender uma ideologia que matou milhões de pessoas?"

Pergunta um defensor do Comunismo e do multiculturalismo.
Não, não é, haviam de ser todos presos, esses e aqueles que defendem o mercado livre e aqueles que votaram em McCain. Sim senhor, assim é que deve ser! Sérgio, eduque-se que a ignorância só lhe faz mal.

Meu caro, sim, todos têm o direito de insultar os outros. Eu, por me considerar moralmente superior á escumalha que geralmente me rodeia, só o faço depois de ser insultado.

O que eu acho que não deveria ser "direito" é a difimação que é exactamente aquilo que eu e Portugal fomos vítimas nesta caixa de comentários antes de qualquer tipo de insulto ou difamação da minha parte.

Mas estou concerteza a gastar o meu latim porque conheço bem o seu tipo, você não vai com o meu nick e como tal, a difamação, desde que seja contra a minha pessoa internética, já não só deve ser um direito como no seu "sistema" ideal deveria ser também obrigatória, de preferência por um Estado poderoso e em praça pública.

Esteja atento Bruno, pois que isto lhe sirva de lição. Não creio que o Sérgio seja um ideólogo de Esquerda, nem acredito que ele possua uma inteligência superior á média... do Paquistão mas, quando foi exposto á propaganda apanhou até os tiques mais ditatoriais, castradores da liberdade e ainda vem falar de "sociedade" e "estado de direito" e "nazismo (como se fosse contra regimes totalitários e autoritários)".
Povo, este Sérgio é da mesma laia daquele deputado Comunista que afirmou que a Coreia do Norte não era uma dmocracia, que os Estados Unidos é que eram castradores da liberdade.
São irmãos intelectuais.

E depois eu é que sou o "extremista".
Tal como Lenine, sou extremiste porque estou contra o Sérgio.

E já que me chama cobarde, Sérgio, dou-lhe uma oportunidade de se redimir. Pois você chama-me de "racista" e "xenófobo", e diz que fica espantado quando eu o nego.
Pois digo-lhe que tenho grandes amigos Africanos e Chineses e outros não tão grandes amigos mas ainda assim amigos, de origem Indiana e "mestiços" brasileiros. É por isso que não me considero racista e xenófobo.

Mas por favor, acabe com as insinuações e diga-me onde publiquei eu um comentário racista e/ou xenófobo neste blog.

E já que aposto que não me responderá, chamo-lhe maluco, só porque me apetece e como disse hoje estou com paciência para sujar as mãos. Mas despache-se, que ás 23:30 tenho de sair...

sérgio disse...

Sr. Afonso henriques mas eu já lhe deixei de responder a alguma coisa? Tenho a certeza que não, já o Sr.... O Sr. é mesmo chato, é como S. Tomé, só vendo é que acredita. Um pouco de fé homem, se eu lhe digo que o Sr. é o que é, é porque o deixa transparecer e acredite que não estou a tentar engana-lo. Façamos assim, apesar de estremecer só de pensar que tenho de remexer no que já escreveu, logo que ganhe vontade vou reunir um conjunto das suas melhores citações. Está bem assim, e vá à vontade passear que este blogue não vai a lado nenhum. Apenas um conselho de amigo, não se vá enganar esta noite, como se costuma dizer, de noite todos os gatos são pardos, e isso para si pode ser um perigo acrescido.

sérgio disse...

A propósito se quer saber a minha orientação politica, bastava perguntar, não é segredo de estado, não precisa de me chamar comunista. Sou Social-Democrata.

Anónimo disse...

sergio,

Eu compreendo o seu ponto de vista, no entanto, se proibirmos certas opiniões estamos a seguir o caminho da tirania.

Em relação ao brasil eu acho que é um país maravilhoso, um com enorme potêncial, podemos até dizer que grande parte do brasil é muito parecido com a europa a todos os niveis.
Não concordo com o A. Henrique, acho que o brasil é uma bela criação de portugal, e penso que o A.Henrique so disse isso porque se irritou com alguns comentários.
O povo brasileiro tem uma caracteristica notoriamente portuguêsa, cá em portugal quando são os portuguêses a falar mal do país está tudo bem,mas quando é um estrangeiro que fala mal há logo conflito, os brasileiros fazem exactamente o mesmo.
A percepção que tenho dos brasileiros é que são tal e qual os portugueses, muito porque os antepassados são os mesmos.
Existem defacto alguns brasileiros que têm uma postura falsa e destrutiva em relação a portugal e por causa destes poucos, muita gente em portugal tem uma má imagem dos brasileiros.

A emigração brasileira em portugal sempre foi bem vinda, logo que controlada, não é possivel a um país de 11 milhões receber descontroladamente imigração de um país de 190 milhões.

Bruno.

Anónimo disse...

"Quem citou o James Watson só pode ser uma babaca...vai entender melhor um pouco a personalidade desse cara. Pra quem não sabe ele é esquizofrênico!!!Seu pai teve simpatia pelo nazismo e o Watson foi criado em um ambiente familiar racista!!!"

bela linha de pensamento, então como a mãe do Barack obama é ateista, o padrasto muçulmano e o seu lider religioso racista, significa que ele é o que?


:::::::Luis S::::::::

Afonso Henriques disse...

"Um pouco de fé homem, se eu lhe digo que o Sr. é o que é, é porque o deixa transparecer e acredite que não estou a tentar engana-lo."

Sim, claro, Sérgio. Está provado.
Vou já por de lado toda a minha sanidade mental e provas em contário. Aliás de algo acerca de uma pessoa com quem eu lido todos os dias e você desconhece. Você é mesmo prespicaz, Sérgio. Sérgio, creio até que me tenha salvo a vida...

"como se costuma dizer, de noite todos os gatos são pardos, e isso para si pode ser um perigo acrescido."

Falando agora a sério: Aqui deixei escapar uma gargalhada...

Não se preocupe que eu não vou andar á caça de "gatos". Acredite que sei escolher homem! ;)

P.S.- E mesmo que saie um gato pardo, não arranham pois não? E olhe que há com cada "gato pardo" da América Latina... enfim, o que é certo é que tudo vem á rede. Compete é ao pescador escolher o peixe que lhe vem á rede.
E sim, por vezes, nem tudo o que vem á rede é peixe e existem peixes que não são comestíveis, e outros venenosos, e outros... ;)

"Sou Social-Democrata."

Só se for daquela espécie Socialista na Europa e Democrata nos Estados Unidos. Mas também, há com cada Social-Democrata maais Trotskista por esta Europa fora...

Afonso Henriques disse...

Bruno e Luís:

... em jeito de nota rápida.

Sim, estava um pouco "embriagado" pelos comentários estúpidos do outro brasileiro, mas também não disse nenhuma mentira.

A meu ver, o Brasil tem tanto de bom como de mau, agora o que não presta está disponível para todos enquanto que...

Bem, e o problema do caso do Obama, o problema maior, é a educação que a mãe e os vários pais que teve lhe deram, visto que parece-me que ele repudia a educação que os avôs maternos lhe ofereceram.

Fiquem na Paz (do Senhor). (Nao que eu seja muito Católico mas...)

Gilberto Mucio disse...

Nossa..., Alfonso Henriques, quanta baixaria, hein, amigo? :-)

Achei que voce poderia fazer coisa melhor que isso. Francamenete.

Pelo jeito, enfiei o dedo bem na ferida, nao é mesmo? Pelo "chilique virtual" de sua parte... hehe

Abraços pra voces daí da terrinha.

Gilberto Mucio disse...

*Afonso Henriques

sérgio disse...

Afonso Henriques, caro amigo o seu discurso não tem qualquer tipo de coerencia. Mas se está embriagado, está tudo explicado. Já deu um primeiro passo, o ter admitido, agora precisa de passar ao tratamento, porque isso de andar sempre dessa forma pode por em risco a sua saúde. Claro que o ditado popular era para rir. Despeço-me com o desejo de rápidas melhoras.

Anónimo disse...

por isso que a Espanha está 10 anos ou mais na frente de Portugal.

Anónimo disse...

o afonsinho poderia mudar o nome pra "adolfinho" hahahahaha

sérgio disse...

p.s. Não estou esquecido da minha promessa Sr. Afonso Henriques, mas ainda não consegui ganhar vontade.

Anónimo disse...

Concordo com o bruno, e acredito numa europa branca separada desses animais mestiços, olha o que virou o Brasil?
O homem branco já provou que é superior ao negro faz muito tempo. Tá chegando a nossa hora de mandar toda essa gente pra vala!!!


André_Pestana@gmail.com
São Paulo - Brasil

Anónimo disse...

Luis S

Você acha que o ambiente familiar não influencia na nossa personalidade?
Podemos até mudar nossas concepções no futuro, mas que o ambiente em que somos criados é o grande moldador de nossas personalidades isso é...ou vc não concorda? Se não, bom, existe ainda tempo pra vc aprender alguma coisa...

a.

sérgio disse...

Está a ver Sr. Afonso Henriques como o Brasil não é tao mau como diz, tem pessoas como o Sr. André Pestana. Se calhar terá de reconsiderar o que já disse. Poderá até iniciar um movimento com essas pessoas daqueles em que todos usam umas vestes brancas com uma carapuça branca, e ainda poderia estar junto dos gatos pardos da América Latina daqueles que arranham pouco claro, juntava o útil ao agradável.

Anónimo disse...

Sem dúvida, que a liberdade de expressão é uma coisa boa, porque ela dá o direito de algumas pessoas como esse Afonso (adolfo?), Bruno e Luís de serem idiotas!
Pois, um dos direitos defendidos pelas constituição portuguesa é de que idiotas tem o direito de serem idiotas, mesmo que pensemos o contrário.
Parabéns Portugal!!!

carlos

Gilberto Mucio disse...

um tupi-nazi, agora. Era só o que faltava...hehe

Vou ter que falar mal do Brasil agora. hahaha

(deve ser um moleque de uns 12 anos, no maximo)

Anónimo disse...

Sim.Festejar!!!as chacinas de milhoes de cidadaos, as deportaçoes para os gulags da sibéria etc.etc.

Afonso Henriques disse...

Sérgio, pelo menos seja intelectualmente honesto. É só "vontade" que lhe falta...

Pelo menos, no tempo da outra senhora a censura existia "no sistema", não na mente do povo.
É a que a ignorância pode ser combatida, já o... enfim.


Brasileiro, eu disse que estava com pica pá chucház mão. É que não é só escumalha como você que é capaz de descer baixo. "Bê baijo, tá vêndu?"

Mas não, não tocou na ferida e mantenho o que disse: Se quer dizer algo em concreto, faça favor. Se não, cale-se.
Vá fazer companhia aos Tupis.

Jorge Vieira disse...

Caro José!

Penso que a questão da experiência do "socialismo real" de tipo soviético deve ser colocado com a seguinte questão: qual o legado?

O conservador prof. Samuel Huntington afirmou em seus trabalhos que a democracia só prosperou em países onde havia uma "base social". Dentre os componentes dessa base um se destacava a renda. Somente havia democracia onde tinha um base material que gerava renda para a população. Isso explica porquê da democracia não prosperar em algumas regiões, a África em especial, e engatinhar, como um bebê recém nascido em outras, como o Brasil, Chile, Argentina, Uruguai, México, entre outros.

Penso que o socialismo real montou uma base material que criou as condições para a democracia se instalar. A Polônia, a Hungria, a República Checa, e outros, cimentaram uma via para democracia, que a experiência passada sugere que não ocorre de uma hora para outra, precisa de tempo.

Os desvios do passado, como o período de Stalin, deve ser visto em perspectiva histórica, com todos os desvios cometidos e sem querer defende-lo, longe disso, ele [Stalin] tentava construir um Estado. A revolução gloriosa inglesa com Cromwell ou Napoleão, ou Bismark, ou a unificação italiana no século 19, foram eventos marcantes feitos a ferro e fogo, com dor e sangue. Não se constrói um Estado com "luvas de pelicas". Vargas no Brasil ou Perón na Argentina, com seus arroubos ditatoriais estavam construindo um Estado. E a Revolução Mexicana do início do século 20 realizada com baionetas e a balaço, nesse mesmo esforço de construir um Estado.

A construção de um Estado, no amplo espaço de influência de Rússia está em curso, e, muito possivelmente, ainda com sacrifício, sangue, suor e lágrimas.

Penso que o legado do socialismo real soviético, em perspectiva histórica, é mais denso do que a prática do capitalismo deixou na América Latina.

Aqui após a espoliação portuguesa e espanhola (ambos com uma gigantesca dívida moral e ética para com esta região), que levou o ouro de Minas Gerais (que financiou a revolução industrial na Inglaterra) e a prata do das terras andinas, além da sífilis/gonorréia', da tuberculose que dizimaram os povos indígenas, o capitalismo produziu a miséria das favelas, a concentração da propriedade e da renda, belas edificações na Flórida ou Punta del Este no Uruguai.

Em resumo, e para finalizar, o legado do socialismo real, da revolução de 1917, não é desprezível, ao contrário, especialmente se compararmos com o capitalismo existente na América Latina.

Porto Alegre, Rio Grande do Sul

sérgio disse...

"Aqui após a espoliação portuguesa e espanhola (ambos com uma gigantesca dívida moral e ética para com esta região", - como podemos pagar isso, com dinheiro ou cartão.

sérgio disse...

Quanto sangue Português foi derramado na construção desse grande país que é o Brasil? Ainda bem que não se esqueceram de referir esse facto.

Jorge Vieira disse...

Por aqui, se inicia o pagamento de uma dívida ética e moral, com educação, respeito e reconhecimento do que se deve.

E por acaso não existe uma dívida moral e ética para com Angola e Moçambique?

Sobre o sangue derramado penso, com absoluta firmeza e referência, nos milhares de africamos escravizados nas lavouras de cana-de-açúcar. A passagem da Espanha e Portugal nas colonias da América Latina é uma história de dor, sofrimento e nenhuma glória.

Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Anónimo disse...

voçe teve uma educação deficiente Jorge Vieira.

quando portugal chegou a africa encontrou o que?

Nada!

Apenas tribos que viviam primitivamente que se encontravam em constante estado de guerra e fome e faziam escravos(sim ignorante!!, os africanos faziam escravos, os europeus usaram o sistema de escaravatura que os arabes tinham desenvolvido sabia?)
Sabe o que portugal deixou?
2 Estados organizados.
voçe pode não gostar, mas não seja falso e admita que portugal deixou mais do que encontrou.

depois fala do sofrimento dos povos, quem é voçe para falar desse tema, não tem autoridade nenhuma é 1 zé ninguem, não fale de algo que o ultrapassa.
voçe representa bem parte dos brasileiros que pensa que quando portugal descobriu o brasil voçes já ai estavam, isto não revela só ignorancia, revela alguma baixa capacidade cognitiva.



vicent....

Anónimo disse...

"Sem dúvida, que a liberdade de expressão é uma coisa boa, porque ela dá o direito de algumas pessoas como esse Afonso (adolfo?), Bruno e Luís de serem idiotas!
Pois, um dos direitos defendidos pelas constituição portuguesa é de que idiotas tem o direito de serem idiotas, mesmo que pensemos o contrário.
Parabéns Portugal!!!"

cá está a frustação, o tal complexo de inferioridade..

luis::::::::::::::::::::::::::::

Jorge Vieira disse...

Sem discordar talvez eu seja um deficiente, afinal sou descendente de portugueses afinal o Vieira diz tudo. Mas, na vida sempre tem porém: o outro lado é polaco.

Aqui, no meu torrão gaúcho, tem um ditado que diz o seguinte: é melhor dar um boi para não entrar numa briga do que dar uma boiada para sair.

Fui.

Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Anónimo disse...

Jorge Vieira voçe fez-me rir,

continue com o bom humor!

vicent.

MSantos disse...

Caro Jorge Vieira

O comunismo surgiu como um levantamento contra um modelo de sociedade que apesar das suas vantagens e qualidades traz também desigualdade, a criação de uma elite composta por uma minoria acima da "maralha" que é o povo.

Este estado de coisas sempre existiu desde que existem as chamadas civilizações. Houve sempre ao longo da história, levantamentos contra a sociedade instituida (Jaqueries, Revolução francesa, etc, etc).

Dois destes levantamentos, o nazismo e o comunismo tiveram os desenlaçes que tiveram.

Embora haja sempre a vontade de os meter no mesmo saco, mesmo assim, na minha opinião, houve alguma superioridade moral no comunismo em relação ao nazismo.

Passo a explicar: conheci comunistas boas pessoas, em que o seu ideal era verdadeiramente atingir um patamar de paz prosperidade, igualdade (toda aquela lengalenga) porque desejavam verdadeiramente, do seu íntimo, todos estes ideais.

O ideal nazi assenta na violência, descriminação, ódio e extermínio etnico/racial.
Alguém que me possa explicar como é que um ser humano digno possa defender estes princípios.

O tal legado que fala não é mais do que a ânsia que existe em se procurar um sistema mais justo, a construção de uma sociedade em que todos, mediante as suas capacidades e provas de trabalho, possam aspirar ao que lhes é devido sem serem condicionados por casta de nascimento, nível social, sexo, raça, religião, etc.etc.

Hoje em dia e á falta de melhor, quem procura corrigir (mal ou bem) as deficiências da nossa sociedade padrão apenas encontra, como a mais representativa, a vertente socialista.

Na minha opinião é essa procura (sem revoluções nem radicalismos) que deve continuar e escandalosamente os neo-liberais tentaram "apagar" aquando da queda do comunismo.

Relativamente á dívida ética/moral, a história foi como foi e Portugal também sofreu e deu muito e hoje em dia não podemos fazer nada para mudar o passado.

No entanto, também não sou escravo do politicamente correcto e acho que as antigas colónias portuguesas em África já têm 35 anos de independência e como tal, obrigação de defenirem o seu destino. Acho que já deveria haver mais exigência a estes países para criarem sociedades minimamente justas e com desenvolvimento.

Sobre o Brasil já com 200 anos de história, nem vou comentar.

O que o Brasil é (mal ou bem) deve-o aos brasileiros.

Por último, ainda andam por aqui, algumas pessoas que gostam de debater os seus pontos de vista, duma forma cordial, ainda que em discordância, pois temos todos a aprender com os outros, pelo que sugiro que vá aparecendo e dando seu contributo.

Cordias saudações
Manuel Santos

Jorge Vieira disse...

Caro Manuel Santos!

Obrigado pelas palavras e a consideração pelas minhas livres, e domingueiras, observações.

Abraços.

Anónimo disse...

Manuel Santos,

Como sabe não existem ideologias com o monopolio do bem e do mal.
Ninguem acredita que a população Alemã, que em deteminado ponto,chegou a ser em maioria nacional-socialista fosse ou seja maléfica.
O nacional socialismo, tal como o comunismo são ideologias que defendem uma sociedade melhor, uma sociedade mais perfeita. A aplicação dessas ideologias perfeitas por homens imperfeitos é que deu no que deu.
Não sei se será tão obvio que o nacional-socialismo foi pior que o comunismo, se analisar bem, o comunismo causava vitimas ao proprio povo que o praticava, enquanto que, o nacional-socialismo causou mais calamidades aos outros.

nota: antes de choverem acusações, afirmo que sou a favor do regime democratico.

vicent.....

sérgio disse...

Vinha aqui perante este espaço para relembrar aos Romanos antigos, e a antes deles aos Fenicios, Cartagineses pelo sofrimento causado ás populações da Peninsula Iberica, pela espoliação dos seus recursos naturais, pelas doenças trazidas. Gostaria ainda de falar nos povos que se seguiram e que trouxeram muito sofrimento, como os Bárbaros e Mouros. Proponho que se calhar deve-se relembrar aos descendentes desses povos e actuais representantes, da sua divida etica e moral para com Portugal e Espanha. Ai que meti a pata na poça! Se calhar também tenho sangue romano, barbaro, etc, a correr nas veias. Sr. Jorge Vieira como alguém disse e muito bem os Europeus apenas praticaram a escravatura não só com o consentimento dos Africanos, mas estes também lucraram com essa actividade. Está a pensar em lhes relembrar a quota parte de responsabilidade que tiveram nesse lucrativo comércio de venda de elementos da sua própria raça. O texto do MSantos está muito bem conseguido, reflectindo com imparcialidade e correcção sobre o que podia ser dito sobre este tema.

sérgio disse...

Ai que me lembrei agora desta. Como o Muammar Kadafi queria uma indemnização para Africa pela ocupação durante o período colonial, nós Portugueses queremos uma pela invasão e ocupação da Peninsula durante o período Arabe. Enfim. Se não fossem os Portugueses a criarem o Brasil, provavemente o Jorge Vieira nem sequer existiria, e vai-se condenar agora aquela que é para o melhor ou pior a nossa história comum.

Afonso Henriques disse...

"voçe representa bem parte dos brasileiros que pensa que quando portugal descobriu o brasil voçes já ai estavam, isto não revela só ignorancia, revela alguma baixa capacidade cognitiva."

Ora nem mais. E mais que isso, revela a mentalidade ressabiada de povinho colonizado de terceiro mundo que bota as culpas de tudo e todos no colonizador Europeu.
Mais uma vez, atenção que é esta gente que estamos a deixar entrar no país... não vai acabar bem.

Mas no caso específico do Brasil esta faceta revela-se por demais irónica.
Vai o senhor dizer-me que não descende dos maus colonizadores Europeus? O problema é você, mate-se!

Como veem o falhanço que são as suas faux-nações, tentam arranjar desculpas para o sub desenvolvimento do terceiro mundo. Enfim...

Afonso Henriques disse...

" houve alguma superioridade moral no comunismo em relação ao nazismo.

Passo a explicar: conheci comunistas boas pessoas, em que o seu ideal era verdadeiramente atingir um patamar de paz prosperidade, igualdade (toda aquela lengalenga) porque desejavam verdadeiramente, do seu íntimo, todos estes ideais.

O ideal nazi assenta na violência, descriminação, ódio e extermínio etnico/racial."

Vê-se que é alguém que estudou profundamente quer o Comunismo quer o Nazismo devido aos argumentos fortíssimos que utiliza.

A sua inteligência espanta-me.

Pelo menos têm a decência de afirmar que é apenas a "sua opinião". Tanto a minha opinião como a realidade são exactamente o oposto. Mas sim, houve muitos idiotas no comunismo, isso é indiscutível. E continuam a pulular muitos ainda hoje...

Cordialmente, D. Afonso Henriques.

-------------------------------------

"Ninguem acredita que a população Alemã, que em deteminado ponto,chegou a ser em maioria nacional-socialista fosse ou seja maléfica."

Claro que são. Toda a gente sabe que os Alemães são maus, foram criados pelo próprio Satanás e a sua língua é "língua de cavalos".
Olhe que é o que as pessoas inteligentes dizem, meu caro... portanto não convém contrariar.

sérgio disse...

Concordo que há uma superioridade etico-moral do comunismo em relação ao nazismo. Isto para mim é indiscutivel pois como disse MSantos e bem " O ideal nazi assenta na violência, descriminação, ódio e extermínio etnico/racial." acima de qualquer outro valor. Quanto ao comunismo e restante nacional socialismo embora responsaveis também por milhões de vitimas, acho que são ideologias completamente diferentes e com percursos distintos do nazismo, e portanto não devem ser misturadas com este. No entanto para que não subsistam dúvidas, para mim, o regime que neste momento melhor permite o desnvolvimento humano na sua total plenitude é o democrático.

Afonso Henriques disse...

"... houve alguma superioridade moral no comunismo em relação ao nazismo.
(...)
O ideal nazi assenta na violência, descriminação, ódio e extermínio etnico/racial."

Caro M. Santos, talvez tenha de por um pouco a cordialidade de lado e ser bastante mais "duro". É que se analisarmos o Comunismo desapaixonadamente notaremos concerteza qualquer uma dessas vertentes que afirmou como exclusivas do nazismo.
Portanto, ou a sua ignorância é gritante ou então o senhor é realmente mal intencionado nas suas palavras.

Durante a Guerra Civil Russa, ou melhor, durante os tempos que se seguiram á Revolução de 1917 um grupo étnico dominou sempre o monopólio dos "Vermelhos", enquanto que os "Brancos" eram mais Europeus, Russos e também Cossacos.

Seria interessante investigar quem detinha o poder realmente. Seria também interessante investigar quais os grupos étnicos que cairam aos milhões vítimas de fome e frio. Um excerto de Lenine, talvez o ajude:

"Um Russo inteligente é quase sempre um Judeu, ou então tem uma parte considerável de sangue Judeu."

Pena que não consigo encontrar fontes que citem Lenine a falar do povo Russo... mas que as há, há!

Afonso Henriques disse...

Sérgio, porque será que não me espanta o seu comentário?

Como vemos também você é muito inteligente e estudou a fundo o Nazismo e o Comunismo. Tal como o meu racismo e sabe-se-lá mais o quê...

Anónimo disse...

Afonso Henriques a culpa desse sentimento negativo por parte de alguns brasileiros é cultural, faz parte da cultura brasileira, teve origem nos primeiros anos da independencia do brasil, é algo que no meu entender, pode mudar com um sistema de educação no brasil com mais qualidade.
Muita da culpa é do próprio sistema de ensino brasileiro que faz logo uma lavagem cerebral as crianças no primeiro ciclo, sobre a criação do brasil.
ensinam que o brasileiro é uma mistrura entre portugues, africano e indio, e que o primeiro grupo oprimu os outros 2, aprendem tambem que o português descobriu o brasil e levou as riquezas todas, sendo por causa disso que o brasil é pobre.
Com esta lengalenga que ensinam as crianças é compreensivel a postura de parte do povo brasileiro com menos cultura.

Vicent...........

Anónimo disse...

claro que o lenin dizia que os judeus eram mais inteligentes, ele próprio tinha sangue judeu...
Assim como a esmagadora maioria dos responsaveis pela sangrenta ditadura sub-humana que foi imposta á russia.
Quando os judeus toparam que a russia ia deixar de ser a principal potência mundial mudaram-se para os estados unidos, tambem quando os EUA deixarem de ser uma grande potência vão sair de lá..
de vez em quando os judeus apanham com um espertalhão mais esperto que eles e depois sofrem

é a vida!

sérgio disse...

Lá vem o Afonsinho com a questão racial. Afonso, caro amigo, eu apenas não meto o comunismo no mesmo saco que o nazismo, porque hove vários movimentos comunistas na Europa e partidos politicos com essa ideologia, e nem todos cometeram as atrocidades do PC Comunista Soviético, uma aberração do que se pretendia inicialmente. Ou vai dizer que o PC Português é igual ao finado soviético. Antes pelo contrário, se o Sr. conhecesse melhor a história ou pelo menos tão bem como se gaba disto ou daquilo, saberia que houve uma altura da história do nosso país que se o PC Português não tivesse tido uma posição de responsabilidade poderia ter levado o nosso país a uma guerra civil, não o fez e ainda bem, mas também tinha pessoas inteligentes como Alvaro Cunhal a lidera-lo, que embora eu não seja comunista reconheço nesses Portugueses uma grandeza e a quem o Portugal de hoje em dia, muito deve. O comunismo soviético foi uma distorção muito distinta daquilo que se pretendia inicialmente, iniciando-se essa divergencia com o assumir de funções de Estaline. De qualquer modo todo o regime que não seja democratico, onde esteja assegurado as garantias e liberdades e os direitos de cada cidadão, torna cada um de nós numa potencial vitima de um sistema arbitrário como o foi o comunismo soviético ou os regimes ditatoriais de direita. Felizmente que no nosso país esses movimentos politicos como o comunista tiveram na sua liderança pessoas que puseram o bem e o interesse do país acima de tudo o resto, mesmo a conquista do poder. Mas isso é demasiado poder para se conferir a uma pessoa, não acha, imagine um regime de direita como o que tivemos ou comunista estilo sovietico, no nosso país com o Afonsinho a mandar. Se calhar ultrapassaria o Adolfinho.

Anónimo disse...

"menos tão bem como se gaba disto ou daquilo, saberia que houve uma altura da história do nosso país que se o PC Português não tivesse tido uma posição de responsabilidade poderia ter levado o nosso país a uma guerra civil, não o fez e ainda bem"

Não chegou a haver uma guerra civil em portugal porque o partido comunista não tinha base nenhuma de apoio, sempre foram uma minoria, sempre foram e sempre serão o partido dos coitadinhos, e como em portugal houve progresso querem "importar" mais coitadinhos para terem votos.
Os comunistas em portugal encaram Gorbachev como um traidor, sergio porfavor!

Os comunistas ambicionam impor a ditadura do proletariado, o resto é conversa fiada.

sérgio disse...

A esta hora já estaria a ser "amaciado" por um dos verdugos da policia secreta do Afonsinho. O dia corre-lhe bem Afonsinho, afinal para quem se sentia só, descobriu que existem vários leitores deste blog que pensam da mesma forma que Sr. Aquela minha sugestão do grupito se calhar não é de todo despropositada, assim sempre podiam trocar umas ideias mais recatados.

Anónimo disse...

Português só sabia navegar e conquistar, nada mais...enquanto ingleses e holandeses estavam ensaiando a revolução industrial essa gente lusa estava mais preocupados com os luxos de sua corte. Mas fazer o que? Um país que não deu nada de especial ao mundo na ciência, literatura, filosofia, etc...só podia dar nisso. Enquanto as colonizações inglesas deram na maioria certas (Austrália, EUA, Nova Zelândia, parte do Canadá, etc) nenhuma portuguesa produziu um país forte e rico. Bom, é o jeito brucutu de ser português.

augusto

sérgio disse...

Anónimo eu sei disso, e um dos que o considerava traidor era o próprio Alvaro Cunhal. Eu já disse que não sou Comunista, mas isso não me impede de ver os dois lados, e se o Partido Comunista peca na sua ideologia á partida, é verdade também que os Comunistas Portugueses tem sabido bater-se e morrer por Portugal e pelos seus ideais, desde o tempo do facismo. Isso não será de louvar e de distinguir de outras ideologias com que os querem comparar.

sérgio disse...

Augusto, também é apanágio dos Portugueses dizerem mal de si próprios. Então o senhor acha que não demos nada ao mundo no campo da literatura, Eça de Queirós, Luis de Camões, Júlio Dinis, Agustina Bessa Luís, José Saramago, quer que continue. O Português é a sexta ou sétima lingua mais falada no mundo, á frente do todo poderoso Francês ou Alemão, acha isso pouco. Deduzo que seja Português, se acha que se fez pouco, meta mãos á obra, o que o impede, não é a dizer asneiras que se vai mudar aquilo que lhe parece mal.

sérgio disse...

Pois é Augusto, aquilo de navegar para o desconhecido, sem saber se algum dia tornariam a casa, e muitos partiram para não mais voltar, hoje parece pouca coisa, mas a verdade é que foram os Portugueses os primeiros que o fizeram.

sérgio disse...

Bem agora há umas teorias de que os Chineses já o haviam feito. Pois, acredita quem quiser.

sérgio disse...

Bem talvez me tenha enganado na nacionalidade do Augusto, está explicado porque conhece tão pouco do nosso património cultural.

Anónimo disse...

"é verdade também que os Comunistas Portugueses tem sabido bater-se e morrer por Portugal e pelos seus ideais,"

sergio, o comunismo defende a internacionalização, é antagonico a qualquer sentimento nacional, nunca achou estranho o pcp estra sempre preocupado com os trabalhadores portugueses mas quando alguma politica governativa é descriminatoria para com os imigrantes vêm logo com ataques???
Não acha isso uma contradição?
Acha normal um país ter governantes eleitos que defendem interesses internacionais e não os seus interesses particulares..?

quanto ao ultimo brasileiro que falou(sei que é brasileiro pela forma como falou) que tal ler livrinhos antes de abrir a boca.
Olhe começe por ouvir um filosofo português que esteve no brasil e diz coisas interessantes que talvez lhe faça bem ouvir, o Agostinho da Silva.

Portugal não produziu grandes mentes??? santa ignorancia!!,portugal já produz arte, cultura e ciencia a quase 1000 anos.
Se não é muito ignorante, vou dar-lhe alguns exemplos de famosos na area da cultura, ciencia etc que deve conhecer;

António Damasio, José Saramago, Egas moniz, Luis de Camões, Alexandre Herculano, fernando pessoa, caro senhor a lista é muito longa, mas tenho fé que conhece alguns destes nomes.
sugestão;use a internet e vai encontrar milhares de nomes, não se humilhe dessa forma...


vicent..............

sérgio disse...

Vincente eu sou Social Democrata, por isso não sou a pessoa mais indicada para lhe responder a essas questões.

sérgio disse...

Desculpe, queria dizer Vicent.

Anónimo disse...

"colonizações inglesas deram na maioria certas (Austrália, EUA, Nova Zelândia, parte do Canadá, etc)"
augusto.

Vou corrigi-lo em algumas aberrações proferidas, porque custa-me ver ignorantes escrevem coisas em publico e não os corrigir.

aonde o sr. diz colonização inglesa, tem logo um erro, deve estar a falar do reino unido, o que é bem diferente de falar do reino de inglaterra.
A colonização foi feita pelo Reino unido da grã bretanha e irlanda, que foi uma união entre inglaterra, escócia, país de gales e irlanda.
A partida o sr. esta a comparar uma união com um estado unitario.
agora vamos "dissecar" o que disse;

fala que os "ingleses" criaram os EUA, erro!, os britanicos( e não ingleses) quando perderam a guerra da independencia contra os EUA tinham criado 13 colónias na zona leste dos EUA, essas colónias quando ficaram livres iniciaram a construção da america, o povoamento das 13 colonias era britanico, mas tambem com alemães, franceses, holandeses, portugueses( não sabia?! oh!) e africanos(escravos). após serem criados os EUA iniciaram uma politica inovadora de incentivo a imigração(europeia), alemães, irlandeses, britanicos, franceses, portugueses e espanhois contrituiram por esta ordem para a construção da américa.
O brasil quando ficou independente, já tinha as fronteiras definidas, a colonização foi integralmente portuguesa, só mais tarde, com algum impacto a imigração italiana e alemã contribuiram para a formação da população do brasil( muitas novelas falam exageradamente da contribuição italiana para o brasil).
O brasil é independente a quase 200 anos, acha que é justo culpar os portugueses se o brasil está menos desenvolvido que os EUA. os EUA foram um resultado impressionante do poder criador dos europeus no seu conjunto e não de um país europeu em particular, enquanto que, o brasil é uma criação TOTALMENTE portuguesa, no entanto, o que os brasileiros desde ha 200 anos para cá tÊm feito não é da nossa responsabilidade.


vicent............

Anónimo disse...

é o fato é que Portugal é o país mais fracassado da Europa de hoje

Anónimo disse...

é claro, o Brasil só melhorou um pouco com a imigração de outros europeus. Porque se fosse só português seria uma merda total como Portugal é hoje na Europa.
Ano passado de viagem pela Europa cruzei a fronteira de Portugal com a Espanha, era como sair de uma país de terceiro mundo(Portugal) e entrar de fato na Europa (Espanha).

célio

Anónimo disse...

célio cuidado ao atravessar a fronteira sob-efeito de drogas, pode causar, alucinações!

sabe que em espanha não morrem de amores por brasucas

Afonso Henriques disse...

Sim Vicent, tem toda a razão.

Mas nós não estamos a falar com o vulgar brasileiro, estamos a falar com um brasileiro com acesso á internet (o quê? uns 20 ou 25% do país?). E se tem acesso á internet não tem desculpa. A informação anda por aí...

É que os que não têm meios sim, são vítimas, agora estes...

Jose Milhazes disse...

Leitor Afonso Henriques, neste blog não tolero comentários racistas. Ou comenta como mandam as regras da boa convivência, ou serei obrigado a retirar comentários insultuosos contra quem quer que seja.
A resposta só vem agora porque tive de me descolar a São Petersburgo e não tive tempo de responder.
Aos que perguntam se festejei o 07 de Novembro, respondo: não.

Afonso Henriques disse...

Sérgio a sua ignorância é aterradora e você não tem uma pinga de humildade para aprender com os outros. Para além disso, contradiz-se muitas vezes e parece ser incapaz de raciocínar (pensar, se a palavra foi difícil de compreender) pela sua própria cabeça:

Hoje não me apetece sujar as mãos por em quanto e se o meu actual apetite prevalecer, não haverá mais diálogo possível entre nós nesta caixa de comentários.

Você É um comunista. Uma pessoa que faça a apologia do comunismo como você fez e que revela uma falta de raciocínio lógico próprio tão avassaladora - ou será pura e simplesmente ignorância Histórica? - não pode dizer-se Social Democrata. Ou então não sabe o que é a Social Democracia.

Como pode um Português nunca ter ouvido falar do "Grupo dos Nove"?
Só por aqui sei que você deve ser muito jovem (menos de 35 anos) e como tal ainda há esperança que no futuro...

Um resto de uma boa noite para si.

Anónimo disse...

96 anos e 160 milhões de mortos depois e não aprenderam absolutamente nada. Falsos ..

Afonso Henriques disse...

Caro Augusto, o Brazuca:

você diz que... "Português só sabia navegar e conquistar, nada mais...enquanto ingleses e holandeses estavam ensaiando a revolução industrial (...) Enquanto as colonizações inglesas deram na maioria certas (Austrália, EUA, Nova Zelândia, parte do Canadá, etc) nenhuma portuguesa produziu um país forte e rico."

Sem dúvida nenhuma meu caro. Acertou na mouche.
Mas eu explico-lhe qual foi o erro da colonização Ibérica, o erro foi terem-se misturado com certos grupos Humanos como os Indígenas Americanos e os Africanos. Assim originaram países sem futuro, presente ou passado como a Colômbia ou o Brasil.

Mas por exemplo o Sul de Espanha e Portugal não estão muito atrás do resto do país porquê?
Já viu a diferença do nível de desenvolvimento entre a Argentina e a Colômbia, ou entre Santa Catarina e o Piauí? Entre São Paulo e a Bahía, entre o "Asfalto" e a "Favela" na própria cidade do Rio de Janeiro?
Qual o denominador comum? Atentemos nessa lista de colónias bem sucedidas que você próprio apontou:

Austrália
Estados Unidos
Nova Zelândia
Canadá
etc.

Todas com uma população maioritáriamente Europeia. Por outras palavras, países de COLONIZADORES, não é são o mesmo que países de INDÍGENAS.

Pois porque razão todas as partes do Brasil que hoje são predominantemente habitadas por Colonizadores são mais... como é que diz... "deram certo" e as habitadas por outro tipo de populações não deram?

Rapaz, também não estou á espera que o vulgar brazuca acompanhe esta lógica. Não o vulgar...

E quanto ás colónias dos seus avançados amigos "Holandeses", advinhe: "não dérrau cerrtú".
Olhe para o Suriname, a Indonésia ou até o Nordeste do Brasil.

Depois vá ver como viviam os descendentes dos Colonos Holandeses que viviam na África do Sul antes do regime do Apartheid.
Eu diria que os Portugueses fizeram um trabalho incomparávelmente melhor que o dos Holandeses, meu caro. E não necessitámos de Appartheids...

Anónimo disse...

Os comunistas que comentam aqui se o tentassem fazer com as tecnologias que desenvolvidas pelas economias das suas ditaduras não conseguiriam. Andariam ainda de burro e a escrever com giz.
Até os altos quadros da URSS, quando ficavam doentes, logo solicitavam a presença de especialistas Europeus ou Americanos. O Povo esse gemia de frio, deambulando de loja em loja, a tentar encontrar comida para sobreviver.

Afonso Henriques disse...

"era como sair de uma país de terceiro mundo(Portugal) e entrar de fato na Europa (Espanha)."

Isto vindo de um Brasileiro é engraçado...

Mas por acaso é verdade. Há uma estrada espanhola que vai dar ao Alentejo que está excelentemente conservada... nos 800 metros mais próximos á fronteira, é o que é...
Isto, o ano passado.

Afonso Henriques disse...

Blogger José Milhazes, nem eu tolero ser insultado nem que seja no seu próprio blog e por meio de um nick, mas que comentário racista proferi eu?
Sim, qual, que não tenha sido uma resposta a comentários que tenham precedido o meu. Comentários esses que mesmo assim dificilmente podem ser considerados racistas?

Creio que me deve um pedido de desculpas.
Creio não, exigo!

Exigo-lhe um pedido de desculpas. Não sei como é na Rússia mas em Portugal quando se trata(va)m injustamente as pessoas, pedia-se desculpas.

sérgio disse...

Afonsinho não se irrite eu vou-lhe explicar porque não sou comunista, o comunismo na sua essencia enquanto modelo de desenvolvimento de uma sociedade pretendendo atingir objectivos como assegurar o bem estar de todos sem excepção, é uma ideia atraente confesso, mas nunca deveria ter saido do campo da teoria, porque não se coaduna com a realidade e a natureza humana. Qual é a natureza humana, é que nós somos egoistas acima de tudo, portanto está a ver que essa ideia de trabalharmos todos para o bem comum obtendo em contrapartida o que cada um necessitasse para suprir as suas necessidades nunca poderia resultar. Por isso o capitalismo se mostrou tão triunfador como modelo de desenvolvimento económico apesar dos seus defeitos, e é aqui que é chamado o estado a regular e corrigi-los, assegurando certos serviços imprescindiveis ás nossas populações, e apenas intervindo na economia na medida do que se mostrar necessário, penso que seja isto a social democracia enquanto model de desnvolvimento económico. Como pode ver não sou Comunista porque não há nenhum regime comunista que até aos dias de hoje tenha conseguido levar em diante o que se propunha e se tenha mostrado viável. Antes pelo contrário, têm caído todos uns atrás dos outros sem excepção. É claro que é muito pouco sensato continuar a insistir em algo que já falhou várias vezes na prática. O Próprio Lenin apercebeu-se disse alguns anos antes de morrer e recuou nas suas politicas, o que demonstra a sua visão. O comunismo enquanto movimento que pretendia espalhar-se pelo mundo foi apenas defendido pelo Lenin e o Trotsky, Estaline defendia a sua limitação á Russia e apenas teve o impacto que teve no mundo com a segunda guerra mundial.

sérgio disse...

Sr. Afonso henriques se o senhor diz que não é racista apesar das barbaridades que disse, eu vou acreditar em si, e portanto se aqui alguém tem que lhe pedir desculpas sou eu. Aqui as tem de um Português para outro, lamento muito se o atingi na sua dignidade ao chamar-lhe racista e xenófobo, mas era essa a percepção com que ficava após as suas intervenções. Cometi um erro então. Espero que de futuro tenha mais cuidado nas suas intervenções e não me venha a arrepender por ter este acto hoje. Com os meus cumprimentos.

Anónimo disse...

sr. Jose Milhazes não precisa de usar o seu poder de veto..
Por parte dos leitores tem havido um postura aceitavel nos comentários. apesar dos temas serem fortes saudo a todos pela maioria dos comentários serem cordeais.

v.

Gilberto Mucio disse...

Esse Afonso Henriques é uma figuraça. hehehe

(Imagine se ele fosse de um país mais importante e significativo)

Anónimo disse...

sr. jo´se milhazes leia os comentários do Gilberto Mucio e irá verificar quem aqui é que está constantemente a atacar(covardemente) os leitores e não está interessado em discutir nada.
Vive na russia e fala mal do país aonde vive, fala portugues e é brasileiro e deserespeita portugal, é revelador do caracter(ou falta dele) que tem.

vicent............

Gilberto Mucio disse...

Também acho que indívíduos como o senhor Afonso Henriques deva ser censurado.

Ele é uma bela propaganda negativa de sí mesmo.;-)

Nao necessita de censura.

Gilberto Mucio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gilberto Mucio disse...

u nao desrespeitei Portugal, nem poderia. Tenho um grande carinho por esse simpático país.

Eu só falei umas coias desnecessárias, duras, porém verdadeiras. Mas nao com o intuito de ofender.

Gilberto Mucio disse...

Defendo muito a Rússia. Falo mal naquilo que acho que devo. Assim como também falo bem naquilo que acho que devo.

Essa infantil e boba acusacao de "falar mal" também é injustamente proferida ao nosso anfitriao, o senhor Milhazes. Tolice...

Jorge Vieira disse...

Caro José!

Nunca imaginei que iria encontrar em um blog com temas sobre a Rússia uma expressão, como aqui hoje usada, mais precisamente, brazuca ou brasuca.

Sou um fronteiriço, morei deste a minha infância até o início da idade adulta junta a Argentina e o Uruguai. Em Uruguaiana, minha cidade de adoção, há um intensa rivalidade com uruguaios e argentinos, mas nunca, repito, nunca ouvi a expressão brazuca/brasuca. A rivalidade ali existente é tão somente no futebol. Essa expressão, que é depreciativa para com nós brasileiros, é usada nos campos de futebol, geralmente por portenhos, ou seja, aqueles moradores de Buenos Aires. Já fiz inúmeras viagens a Argentina (bem como ao Uruguai) e nunca fui tratado de modo desrespeitoso. No verão os argentinos "invadem" as praias do sul do Brasil especialmente Santa Catarina, aos milhares, tudo na maior paz. No inverno é nossa vez de "invadir" a Argentina, Bariloche se transforma em cidade brasileira, sem nenhum problema.

No futebol se usa a seguinte expressão: os argentinos amam odiar o Brasil e os brasileiros odeiam amar a Argentina. Tudo isso no futebol.

Veja só encontrei o brazuca/brasuca ela aqui em vosso blog. Mas tenho o sentimento de que a pessoa que usou a expressão não conhece o conteúdo dela.

Como diz um amigo: Coisas da vida.

Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Anónimo disse...

Gilberto Mucio quando se fala bem ou mal deve-se fundamentar, o que o sr. faz não é opinar é adjectivar tudo e todos.
isto não é um tribunal.
O sr. milhazes como é jornalista não tem que justificar tudo, porque supostamente já fez uma pesquisa, é diferente...

Só frequento este blogue porque é livre e os leitores são educados e fazem comentarios inteligentes, claro que muita coisa que aqui se escreve é para mim um absurdo mas tenho de respeitar.
O sr.quando quer até é uma pessoa rasoavel no que escreve.

cumprimentos.

v.

Afonso Henriques disse...

Ó Brasucas,

Antes de vós chegardes, a margem Sul do Tejo era quase um paraíso, hoje é um Inferno.

A nossa colonização/imigração para o Brasil foi o que vos criou, é a vossa essência e é, largamente, positiva.

A vossa pelo contrário, é bem negativa. Apenas um em cada cinco brasileiros está aqui construtivamente (estimativa minha). Portanto meus caros, não fazem cá falta.

Adeus, brazucas!

Sérgio,
pedido de desculpas aceite mas não vou mudar as minhas intreveções. Serão mais ou menos na mesma linha. Tente apenas lê-las duas vezes e não cair no vulgar. Ataque aquilo que eu digo, não faça como os brazucas e recorra ás ad hominem.
Vai ver que o nível do "debate" vai melhorar bastante.

Afonso Henriques disse...

V, o Gíubérrto está habituado ao forróbodó do Brasil e, quando entra em contacto com gente que não pertence ao terceiro mundo tem dificuldade em adaptar-se.

Brazuca.

Afonso Henriques disse...

Sérgio,

esquecia-me... Com essa sua recém-descoberta humildade, o diálogo parece bem mais possível.

Cumprimentos de um adversário.

Gilberto Mucio disse...

Ohh céus! Com voce me ofende, Afonso... :( (risos)

Como disse, nao falei e nem vou falar mal dos portugueses.

Gosto muito, sao muitos simpáticos.

Falo mal de indivíduos, nao de povos.

E mais uma vez: Abraços aos amigos da Terrinha.

Gilberto Mucio disse...

*muito simpáticos

Gilberto Mucio disse...

Opa...!!!

CORREÇAO:(de um post meu, anterior)

Também acho que indívíduos como o senhor Afonso Henriques NAO deva ser censurado.

Ele é uma bela propaganda negativa de sí mesmo.;-)

Nao necessita de censura.

osátiro disse...

OS Ditadores" de Richard OverY

"Estaline A Côrte do Czar Vermelho" de Simon Montefiore

"A Liberdade dos Comunistas" deM. Sylvestre e Z. Pierre

"Os Grandes Monstros da História" de Miranda Twiss

"Gulag Uma História" de Anne Applebaum

"Bukharine Minha Paixão" de Anna Bukharina

osátiro disse...

Ficou por esclarecer que estes livros são relatos históricos dos monstros comunistas.

Jose Milhazes disse...

Caros leitores brasileiros, desconhecia que a palavra brazuca tem sentido depreciativo e injurioso. Sendo assim, pe;o desculpa aos meus leitores brasileiros e peço a todos os leitores que comentem com a ética necessária. Não há temas proibidos, mas há regras para os tratar.

Afonso Henriques disse...

Caro José Milhazes,

a língua Portuguesa continua sendo... Portuguesa.
Portanto acho bom que retenha a noção que o termo "brazuca" ou "brasuca" não contém qualquer valor depreciativo. O valor é o mesmo que "Tuga" ou "Portuga".

Depreciativo? Não, de maneira nenhuma.

Talvez um pouco provocador? Talvez.

Não deixemos que venham estrangeiros ditar-nos como havemos de falar a nossa língua.
Mais uma vez esta é a prova DE QUE O MULTICULTURALISMO É UMA DOENÇA, tal como o novo tratado da Língua Portuguesa.

Agora quer um grupo de Africanos e Índios me vir ensinar a falar Latim?

O MULTICULTURALISMO É UMA DOENÇA!

Gilberto Mucio disse...

Senhor Milhazes,

Como brasileiro,eu nao sabia que o termo "brazuca" era ofensivo. Nunca ouvi falar. E acho que nao seja.

Isso era uma gíria de surfistas brasileiros no WCQ, no WQS, enfim... Mas ofensivo? De maneira alguma.

Nao sei se "tuga" ou "portuga" sao ofensivos. Creio ser uma maneira carinhosa para se referir aos da Terrinha(também uma referencia carinhosa).

Abracos

Afonso Henriques disse...

Não são ofensivos. No máximo são provocativos.

Wandard disse...

Bruno você comentou sobre James Watson, permita-me colocar algumas informações:
James Dewey Watson, biólogo Norte Americano, nascido em Chigago em 6 de abril de 1928. Um dos autores do modelo de dupla hélice do dna humano, ganhou o Prêmio Nóbel em 1962 com outros dois cientistas, se não me engano foi Maurice Wilkins e Frances Crik. Em 14 de outubro de 2007, portanto com 79 anos proferiu uma declaração polêmica no Sunday Times Magazine, fazendo referências às questões políticas e sociais do continente Africano e por fim tecendo um polêmico comentário sobre a inteligência dos negros ser inferior à dos brancos e ter comprovação científica disso. Posteriormente pediu desculpas, dizendo não saber como proferiu comentários tão absurdos, afirmando que não existia qualquer comprovação científica, ao contrário do que havia falado anteriormente. Por sinal, este senhor, apesar da sua reconhecida contribuição para a ciência, ficou mundialmente conhecido por fazer declarações acientíficas, já tendo se manifestado a favor da eugenia.

Abraço,

Pippo disse...

Wanard, tanto quanto sei o James Watson viu-se obrigado a retratar-se sob pena de sofrer ainda mais censuras do que as que já sofreu até ao momento.
Não sei se é ou não verdade o que ele disse, nem me interessa (a biologia é menos importante para a construção do ser humano do que a cultura em que ele está inserido), mas o facto é que quando alguém diz algo políticamente incorrecto, seja o que for, é imediatamente escorraçado, ainda que possa estar a dizer a verdade.

Anónimo disse...

Eu so nao percebo como é que o Sr. José deixa estar os comentarios do carroceiro do afonso henriques...

Jose Milhazes disse...

Caro anónimo, acho que o Afonso Henriques tem recebido respostas dignas das pessoas que defendem a tolerância, a democracia.

Anónimo disse...

Wandard eu acho que as pessoas não estão preparadas para falar desse tema, como se viu ao longo dos comentários, alguns leitores ficam ofendidos ou não compreendem o tema.

A pesquisa na area da genética é fundamental para uma sociedade mais perfeita e mais justa, é uma revolução no conheçimento, temos de aceitar os factos ciêntificos com racionalidade e não com emotividade, por mais impressionantes que sejam os resultados.
Não será injusto criar espectativas de individuos que nunca poderão atingir uma meta para a qual não estão naturalmente "feitos" e tambem não será injusto algumas pessoas nascerem com deficiências, não gostavam que isso deixasse de acontecer no futuro? não me venham dizer que é a vontade de deus..
Se construirmos uma sociedade assente em mentiras ela irá desmorenar-se, estamos a contruir uma sociedade assente em meias verdades.

cumprimentos.

Anónimo disse...

assinado bruno no ultimo post.

Afonso Henriques disse...

Wanard,
tanto a eugenia como a "declaração anti científica" do prémio Nobel SÃO Ciência.
Agora não me admira que num país Latino-Americano prestes a render-se ao Bolivarianismo e já super-ideologizado como o Brasil, a Ciência seja distorcida por razões políticas.
Triste mesmo é quando isso acontece na Europa ou em Nações do mesmo espaço Civilizacional (Ocidente?).

Quanto ao QI, veja isto: http://en.wikipedia.org/wiki/Race_and_intelligence
E atenção que a wikipedia é apenas boa como "concentradora" de fontes. Vá ás fontes, veja os diversos estudos. Depois, dê um pontapé no rabo da ciência e ignore a realidade para poder continuar com as suas ideologias...

Quanto á eugenia saibe que é ainda hoje praticada por humanos no que toca á criação de virtualmente todos os tipos de animais e também plantas, no fundo, a eugenia é aplicável a TODAS AS ENTIDADES BIOLÓGICAS. É também aplicável ao Ser Humano como Entidade Biológica.
E na minha opinião, não acho mal de todo. Na verdade, parece que os Seres Humanos (quando não manipulados ideológicamente) praticam aquilo que alguns chamam de "Eugenia Natural".

E é nesso tipo de Eugenia que reside a premissa base da Evolução das espécies.
Mas provavelmente você é contra a eugenia, tal como o Inglês Winston Churchill que até lutou contra a eugenia, correcto?

Afonso Henriques disse...

José Milhazes, continuo á espera do seu pedido de desculpas ou então que apague o seu comentário insultuoso.

Cada um tem a sua "medida" enquanto Homem, correcto?

Pode sempre começar a apagar comentários da minha autoria se sentir mais confortável...

Continuarei esperando, mas sentado.

Wandard disse...

Afonso Henriques,

Sou contra qualquer tipo de discriminação ou segregação racial, ou melhor sou contra qualquer pessoa que se ache superior ou melhor do que as outras em virtude da cor da pele, religião, ideologia política ou condição social. Defendo e sempre defenderei a liberdade de pensamento e expressão de cada um.

Quanto ao James Watson e a sua declaração, esta não tem comprovação científica, se o que ele disse foi por senilidade ou por racismo, pouco importa, o que importa é que não tinha sustentação científica.

Quanto a Eugenia(O termo foi criado por James Galton), não disse que não era ciência e não me referi quanto ao seu uso na agricultura ou na agropecuária, comentei que ele era defensor, só que da eugenia negativa que surgiu nos EUA como uma aliança entre as teorias eugênicas européias e o racismo já existente naquele país , que consistia na eliminação das futuras gerações de incapazes (doentes, de raças indesejadas e empobrecidos) através da proibição de casamento, esterilização e eutanásia. Como teoria, vicejou no final do século XIX, quando os imigrantes que não eram de origem germânica eram mal vistos pelos descendentes dos primeiros colonizadores.O patrocínio da eugenia começou nos Estados Unidos, no início do século XX. Os principais financiadores do foram os milionários americanos John Rockefeller, Harriman, Carnegie e entre muitos outros. Além da participação finaceira, integraram também cientistas de Harvard, Yale, Princeton e Stanford. Sinceramente para este termo no sentido descrito acima, poderia chamarmos de atrocidade e não de ciência.

Quanto à sua visão política do Brasil, pelo visto é totalmente fora da realidade.

A expressão "Bolivarianismo" uma ideologia que se baseia nas idéias de Simón Bolívar, que era Venezuelano(nascido em Caracas em 24 de julho de 1783). O único seguidor efetivo desta ideologia é Hugo Chaves, com acenos de Evo Morales e das FARC, que passaram a se denominar como seguidoras da ideologia também. Simón Bolívar, não só não teve nenhuma participação como o movimento de independência do Brasil assim como sua figura ou suas idéias, fora a questão de conhecimento histórico, não possui nenhuma influência para o Brasil. Agora comparando algumas idéias de Bolívar com as suas, fica explícito o senhor é um legítimo "Bolivariano", por exemplo: Entre as idéias de Bolívar estão o repudio à intromissão estrangeira e à dominação econômica por parte de outras nações, no caso dele era de nações fora da América Latina, no seu caso é da Europa.

Quanto a fontes de pesquisa sempre convivi com inúmeras fontes no decorrer de minha vida, além dos contatos e assimilação das idéias corretas e centradas na verdade. Os devaneios e declarações abjetas e tendenciosas de certas personalidades ou não, tem para mim um caminho certo que é o lixo ou o túmulo, lugares perfeitamente adequados, onde por sinal se encontram muitos destes pensadores, idealizadores e/ou pretensos cientistas, sendo que a grande maioria chegou a este destino, fora da extinção natural da vida, devidamente conduzidos pela própria covardia ou pela coragem de seus opositores.

Anónimo disse...

Mas alguém leu a notícia antes de comentar? "Milhares de pessoas celebraram a revolução comunista" O que isto tem haver com raças, heranças da colonização e ver quem tem um país melhor que o outro? Não acham que deviam ter mais respeito por este blogue? Para discussões de putos criem um blogue "Luso-Brasileiro de insultos" e depois vão pra lá todos comentar!

Afonso Henriques disse...

" Defendo e sempre defenderei a liberdade de pensamento e expressão de cada um."

Perdoe-me a observação, mas parece que não é o caso. Parec que apenas permite tal desde que essa pessoa não vá contra as suas... crenças dogmáticas que tem como base.

"esta não tem comprovação científica (...) o que importa é que não tinha sustentação científica."

Meu caro, já lhe mostrei estudos científicos rigorosos que apontam exactamente para a "comprovação" ou "sustentação" científica das declarações deste Homem. Variadíssimos estudos feitos desde há muito apontam para o mesmo.
E o "Homem" não é um Homem qualquer; é sim um dos maiores cientistas vivos, de facto, inclusive prémio Nobel. E não, não é Nobel da Paz que todos ganham desde terroristas como Arafat e este último Athissari, já para não falar de Jimmy Carter e o que esse verme fez ao povo do Irão...

Enfim, você não se acha um pouco arrogante por estar a descartar factos e realidades só porque não se enquadram nas suas crenças dogmáticas? Você recusa a Ciência de facto em nome do que é ou não politicamente correcto. Isso para mim é algo muito, mas muito baixo.

"comentei que ele era defensor, só que da eugenia negativa"

Meu caro, tem a certeza que o cientista em causa é defensor da eugenia NEGATIVA? Não creio que ele se tenha dito defensor da eugenia NEGATIVA, tirando casos extremos como guerras, é dificil encontrar no mundo de hoje pessoas a favor da eugenia negativa. Quanto á eugenia positiva, não vejo qual o problema.

" senhor é um legítimo "Bolivariano", por exemplo: Entre as idéias de Bolívar estão o repudio à intromissão estrangeira e à dominação econômica por parte de outras nações"

Então há muitos Bolivarianios por aí... por amor de Deus, eu tenho horror ao "Bolivarianismo" (pelo menos ao novo movimento que creio podemos chamar de "Neo-Bolivarianismo").

"... assimilação das idéias corretas e centradas na verdade. Os devaneios e declarações abjetas e tendenciosas de certas personalidades ou não, tem para mim um caminho certo que é o lixo ou o túmulo..."

Só acho que antes de descartar esta e aquela ideia, deveria ver a "verdade" que a dita encerra em vez de a descartar por pura dogmatismo ideológico. Ideológico mas que assume proporções de nível religioso.

Afonso Henriques disse...

Wanard,

Quando eu digo Bolivarianismo, quero no fundo entrar por mares nunca - ou pouco - navegados e cunhar uma expressão para descrever um movimento poderosíssimo que está a levantar-se agora na América. Chamemos-lhe então, para evitar confusões "Neo-Bolivarianismo".

Segundo Samuel Huntington, autor do livro "The Clash of Civilisations and the remaking of a New World Order", a América Latina aparecia como um parente pobre da Civilização Ocidental que teria de optar por ser parte integrante da Civilização Ocidental - Europeia - ou seguir o seu próprio rumo.

Tal como o Americano previu, acontece. O "Neo-Bolivarianismo" de que falo é uma ideologia que aparenta ser exactamente o construír de uma Civilização própria (Latino-) Americana, como nos sonhos de Che Guevara.

Este fenómeno é caracterizado, principalmente pelos seguintes factores:

1) Ser de extrema-Esquerda (ou de Esquerda para os de Esquerda);

2) Ser anti-Europeia, fortemente anti-Americana ou até mesmo anti Capitalista;

3) Ser indígenista (ou africanista se for necessário). Ou seja, priveligiar e focar-se nos povos indígenas que são tidos como "oprimidos".

4) Relegar as elites Tradicionalmente Europeias ou de carácter Europeu para um plano inferior. Geralmente, é mesmo anti-branca.

5) Sonham unir-se e tornarem-se uma grande potência nem que seja num futuro bastante distante.

E, Wanard, vemos esto "Neo-Bolivarianismo" (N-B) em muitas áreas do Hemisfério Americano.

Cuba, claro está; Guatemala, Honduras, El Salvador e a Nicarágua do caudillo Ortega; No próprio México o exército Zapatista pode ser considerado N-B, tal como grande parte da Esquerda Mexicana. Nos Estados Unidos, associações como a La Razza são claramente N-B;
A Venezuela, claro está;
O Perú, a Bolívia e até o Paraguai, já para não falar do Equador.

A própria Esquerda Colômbiana é fortemente N-B, já para não falar das FARC.

No Brasil, podemos ver todo este movimento N-B a formar-se e a tornar-se até dominante, com Lula sendo um N-Bista sem poder, aparentemente.

Barack Obama parece ser o N-B possível para os Estados Unidos e a esquerda Canadiana, a dá os seus avanços nesse sentido desde o início dos anos 90 e está cada vez mais forte.

No fundo é mais ou menos isto que eu quero expressar quando falo em Bolivarianismo.

Jest nas Wielu disse...

2 Bruno

/Na URSS, durante o governo de Estaline a pesquisa sobre estes temas (genética) foi proibida por ser considerada imoral/

Errado, na URSS a genética era considerada uma “ciência falsa”, ao nível das cartas Tarro ou astrologia.

2 José Vieira (Porto Alegre)

Então, os desvios do capitalismo, também devem ser vistos em perspectiva histórica. Não apenas o Stalin tentava construir um Estado, mas por exemplo o Pinochet ou Bush. Eles, se calhar, queriam fazer o bem, não devemos ser mausinhos e critica-los agora, só daqui à 200 anos é que podemos ter a perspectiva histórica necessária.

Jest nas Wielu disse...

E já que falamos tanto aqui sobre a tolerância e intolerância, eis são os números da intolerância na Rússia:

Yesterday, Vladimir Markin, a spokesman for the Investigation Committee of the Russian Federation Procuracy, said that there had been 380 hate crimes reported to the authorities in the first three quarters of 2008, "62.4 percent more" than in the same period a year ago (www.newizv.ru/print/101290).

/…/

Nonetheless, the SOVA list is long and disturbing enough: Over the last 11 months, the center has recorded 81 deaths and 320 wounded from far right nationalist attacks. According to Kozhevnikova, the total number of such attacks over this period "is somewhere around 700," far more than officials acknowledge.

http://www.windowoneurasia.blogspot.com

Wandard disse...

Afonso Henriques,

No Brasil, apesar de Lula ter suas origens na "esquerda", sinceramente para mim pouco importa, esta história de esquerda ou direita e suas variantes é só balela. Só existe na verdade oposição e situação, e no fundo a política se resume em jogo de interesses, disputa de cargos e assalto aos cofres públicos. Quanto á questão do Bolivarianismo ou Neo-Bolivarianismo, no Brasil isso não existe, se Lula possui estas idéias, não conseguiu as colocar em prática e difícilmente conseguirá. Apesar de alguns movimentos isolados como o MST, com certa representatividade, é difícil atrair o povo Brasileiro com estas propostas.

Quanto aos arquivos científicos que você citou nos links e ao James Watson, ele próprio voltou atrás e negou possui comprovação científica, ele foi criticado pelo próprio Francis Crik( que dividiu o nobel com ele) por diversas vezes, em virtude de suas idéias sem embasamento científico comprovado. Ele fez sua parte na ciência e é por isso que deve ser lembrado, seus deslizes devem ser esquecidos.

Anónimo disse...

Wandard Wandard ..

como é uma pessoa culta tenho a certeza que um dia vai reconhecer o quanto está errado no que está a escrever, mas reconheço que a sua posição é a que é aceitavel pela sociedade actual.

o ciêntista só voltou atrás porque ia ser "queimado" nas fogueiras da moderna inquisição.
Não se esqueça que Galileu Galilei tambem "voltou atrás" quando foi a publico dizer(contra o que acreditava) que a terra é o centro do universo.
Nessa altura Galileu temia pela vida, neste caso watson teme ser considerado um monstro.
Na altura era um sacrilégio afirmar que a terra não era o centro do universo, agora é um sacrilégio afirmar que as raças são diferentes.


bruno.

Wandard disse...

Afonso Henriques,

Defender a liberdade de pensamento e expressão, não significa condordar.

Como disse Voltaire: Não concordo com uma palavra do que dizeis mas defenderei até a morte o vosso direito de dizê-lo.

Quanto à sua afirmação ou colocação quanto a eu ser arrogante, lamento informar-lhes que não e isso não opinião minha mas de um considerável círculo de amizades e colegas do mundo acadêmico e das relações de trabalho no Brasil e em alguns países. Além do mais a arrogância é típico dos que se acham superiores, melhores que os outros seja por qual motivo for. Como um simples cidadão de um país mestiço, com relativo contingente populacional negro, que segundo os estudos que o sr reitera como verdades, coloca como inferiores, país do terceiro mundo com poucas cidades civilizadas, e que sequer pode ser considerado como nação, note que estas são suas considerações em postagens anteriores. Definitivamente não estou habilitado a ser arrogante.

Agora eu que pergunto, será que o você, com as idéias que defente e a forma de tratamento depreciativa com a qual se refere a outros povos e nações não está mais enquadrado neste perfil.

Wandard disse...

Bruno,

Concordo com você quanto à retratação, na verdade ele se (queimou), é uma gíria, só que as conclusões dos estudos científicos dele foram contestados, pelos seus próprios colegas. Como disse não nego a contribuição dele para ciência, porém é um ser humano, passível de erros e perdoem-me os Norte Americanos, mas ele é um deles, portanto normalíssimo extrapolar o cunho científico para o da ideologia, neste caso racista.
Tenho uma convivência muito próxima a médicos, geneticistas e biólogos e todos são contrários às afirmações dele, teve alguém que citou que ele é um dos maiores Forrest Gump da história, fora o tom jocoso da expressão, isto é verdade, é assim que ele é visto de certa forma pelas declarações e pelas conclusões imprecisas de alguns de seus trabalhos.


Como sempre, meus cordiais abraços e respeito mútuo.

Anónimo disse...

è dificil a um brasileiro aceitar certos factos,até porque eles podem por em causa a segurança interna do seu país.

Anónimo disse...

Quando os factos não coincidem com a "verdade"pior para os factos.

Afonso Henriques disse...

Wanard,

"No Brasil (...) para mim pouco importa, esta história de esquerda ou direita e suas variantes é só balela. Só existe na verdade oposição e situação, e no fundo a política se resume em jogo de interesses, disputa de cargos e assalto aos cofres públicos."

Sim. É esta a grande diferença entre um Estado como o Brasil e uma Nação Tradicional Europeia onde a política, mais que servir a elite, deve servir uma Nação: Um Povo, uma Pátria, uma Cultura, uma História e uma Tradição Trascendental. Eu acho que estariamos melhor se procurássemos o bem comum nestes termos Tradicionais.

"Quanto á questão do Bolivarianismo ou Neo-Bolivarianismo, no Brasil isso não existe, se Lula possui estas idéias, não conseguiu as colocar em prática e difícilmente conseguirá."

Perdoe-me mas isso é falso. Todos os cinco pontos (excepto o quinto, talvez) são preceptiveis no Brasil. Radicalmente preceptíveis. E têm ganho cada vez mais força. Todo o partido Trabalhista Brasileiro é bem Neo-Bolivarianista mas a elite económica Brasileira ainda tem poder a mais para que o PT consiga implantar o Bolivarianismo como noutras áreas da América.

Quanto ao resto, faço minhas as palavras do Bruno.

"Não concordo com uma palavra do que dizeis mas defenderei até a morte o vosso direito de dizê-lo."

Concordo. Só se esqueceu de afirmar que se fosse necessário, também morreria a lutar contra a implatação de certas "opiniões" maléficas... é assim que começam as guerras civis.
Uma coisa é a teoria, outra é a prática.

"Defender a liberdade de pensamento e expressão, não significa condordar."

Sem dúvida. Mas uma coisa é não concordar com "opiniões". Outra muito diferente é recusarmo-nos a enfrentar a realidade, ora não acha? Isso não é liberdade de expressão ou pensamento mas sim de crença.

" Como um simples cidadão de um país mestiço, com relativo contingente populacional negro, que segundo os estudos que o sr reitera como verdades, coloca como inferiores"

Esses mesmos estudos põe os Europeus como "inferiores" (como você diz), em termos de QI médio, a ambos: Asiáticos do Nordeste (Chineses, Japoneses e Coreanos) e Judeus. Isto repetidamente.

Se bem que os Europeus são o povo com maior tendência genética no que toca na criação de génios, ultrapassados apenas pelos Judeus.

A questão não é ser-se inferior ou superior. A questão é ter menos aptidões num determinado campo, neste exemplo, no campo da inteligência.

Você não vê competições de atletismo? Não vê quem ganha sempre? São o quê? Inferiores ou superiores?

"Definitivamente não estou habilitado a ser arrogante."

Geralmente os arrogantes são-no como uma defesa ás suas próprias "inferiodades" e "incompetências".

"a forma de tratamento depreciativa com a qual se refere a outros povos e nações não está mais enquadrado neste perfil."

Não. Mas já agora, forma depreciativa? Qual?

Wandard disse...

Afonso Henriques,

"É esta a grande diferença entre um Estado como o Brasil e uma Nação Tradicional Europeia onde a política, mais que servir a elite, deve servir uma Nação: Um Povo, uma Pátria, uma Cultura, uma História e uma Tradição Trascendental".

Você pode enxergar assim, mais o jogo é o mesmo seja na Europa, Estados Unidos .... O discurso é muito bonito mais na prática a situação é a mesma, maquinações, falcatruas, corrupção e jogo de interêsses. Se quiser falar de tradição, o Império Romano é um bom exemplo disso, cheio de tramas, traições, expurgos, assasinatos, pederastia, corrupção, jogos de interêsses e maquinação política. Deixou uma boa herança para a humanidade.

"Geralmente os arrogantes são-no como uma defesa ás suas próprias "inferiodades" e "incompetências"."

Esta conclusão é sua, só quem é arrogante pode reconhecê-la.

As aptidões e habilidades no campo da inteligência, nada tem haver com a cor ou o tipo físico do indivíduo. È inerente a cada pessoa, independente do fator étnico. Se foi na Europa que surgiram grandes nomes da ciência isso tem haver com certas condições e recursos para o desenvolvimento das pesquisas e não com a condição de brancos, raças puras e outras considerações.

Quanto as expressões depreciativas reveja suas postagens e as encotrará.

Afonso Henriques disse...

Caro Wanard,

"Você pode enxergar assim, mais o jogo é o mesmo seja na Europa, Estados Unidos ...."

Hoje em dia, sem dúvida meu caro!
Mas também temos de reconhecer que em tempos idos havia uma espécie de "projecto" para as Nações e os Impérios. Hoje em dia não.

Se você acha que na Europa, ou até na Índia e na China tradicionais não há valores superiores ao "poder" e "dinheiro", está bastante enganado.
Até na Constituição Americana se pode fácilmente entender que pela cabeça daquelas pessoas passavam valores que transcendiam os mesquinhos "poder" e "dinheiro".

No Brasil é diferente devido ás especificidades da sua origem e o desenvolvimento que o país tem levado a cabo.

"O discurso é muito bonito mais na prática a situação é a mesma, maquinações, falcatruas, corrupção e jogo de interêsses."

Não existem sistemas perfeitos. O que existem é sistemas que estimulam a perfeição e outros que a combatem.

E sim, o Império Romano deixou uma Grande Herança. Não tenha dúvidas disso...

"Esta conclusão é sua, só quem é arrogante pode reconhecê-la."

Se prefere continuar com as ad hominem's. Hoje não me apetece descer de nível, tente compreender... Mas, pelo caminho, e, segundo a sua lógica, como sabe você que só quem é arrogante pode reconhecê-la?
Como vê, levou um bailinho da Madeira e não fomos a lugar nenhum.

Quanto ao seu último parágrafo é um reflexo daquilo que tenho vindo a dizer: Crença Religiosa Dogmática. Nada mais.

Quanto ás "expressões depreciativas", quem começou? Não foi um Brasileirosinho?

Ora tenha uma boa tarde.

Wandard disse...

Afonso Henriques,

"Esta conclusão é sua, só quem é arrogante pode reconhecê-la."

Se prefere continuar com as ad hominem's. Hoje não me apetece descer de nível, tente compreender... Mas, pelo caminho, e, segundo a sua lógica, como sabe você que só quem é arrogante pode reconhecê-la?
Como vê, levou um bailinho da Madeira e não fomos a lugar nenhum.

Foi você que citou a conclusão portanto a carapuça é sua. Voc~e levou o baile.

Quanto ao seu último parágrafo é um reflexo daquilo que tenho vindo a dizer: Crença Religiosa Dogmática. Nada mais.

Não tenho religião nem crenças dogmáticas. Não me prendo a devaneios.

No Brasil é diferente devido ás especificidades da sua origem e o desenvolvimento que o país tem levado a cabo.

Nossa origem é Portuguesa. Tudo o que aqui foi implantado é oriundo de Portugal, Capitanias, Governos Gerais, Entradas e Bandeiras etc... Com a instalação da Família Imperial após a fuga de Napoleão, ocorreram mais alterações afim de proporcionarem conforto à realeza, tentando criar uma cópia da estrutura de Portugal. Com D. Pedro I, Constituição outorgada tentativa de manutenção do poder da elite, corrupção, jogo de interesses......

Afonso Henriques, somos consequência do modelo colonial Português, isto é um fato, assim como os países da América Espanhola, são consequências do modelo colonial Espanhol.

A história de todos os países da Europa, foi de conflitos, traições, brigas pelo poder e intenso jogo político, até os dias de hoje. Isto não é diferente do que ocorreu em nenhum continente. Apolítica das nações européias não vivem um momento tão estável atualmente, exceto alguns países que evitam se envolver em problemas externos as ex e as ainda potências, possuem inúmeros problemas como os citados.

Tenho descendência e cidadania europeia, mas sou Brasileiro, sei as deficiências e problemas do meu país. Porém discordo das suas opiniões e considerações a respeito do Brasil(Bolivarianismo, Constituinte civilizacional etc...)assim como da questão "científica" relacionada a james Watson e suas declarações polêmicas.

Tenha uma boa tarde

Sérgio disse...

Olá, é só para chegar ao 150 comentário. Será algum recorde aqui no blog caro JM.