domingo, janeiro 18, 2009

Ainda da Ucrânia


Caros leitores, é preciso preparar as mochilas, desmontar o acampamento e rumar a Moscovo.

Regresso à capital russa não porque a guerra do gás tenha terminado, mas porque tenho que fazer outras coisas em Moscovo.

Deixo aqui um texto que escrevi hoje para a Agência Lusa a propósito do tão falado acordo conseguido entre Iúlia Timochenko e Vladimir Putin.

"O conteúdo do acordo russo-ucraniano sobre o preço do gás russo para a Ucrânia e o preço desse combustível a fornecer pela Rússia ao país vizinho ainda não é suficientemente claro para que se possam tirar conclusões precisas, declarou à Lusa o economista Alexandre Paskhaver, antigo conselheiro do Presidente ucraniano Victor Iuschenko.
“Ainda não sabemos pormenores para tirar conclusões. Se o preço europeu de 470 dólares por mil metros cúbicos de gás for apenas válido para o primeiro trimestre de 2009, pode-se falar em vitória da Ucrânia, pois no trimestre seguinte, ele será três vezes mais baixo”, explicou o economista.
“Mas se esse preço”, continua Alexandre Paskhaver, “for para o ano inteiro, claro que isso será uma pesada derrota para a Ucrânia”.
As agências russas não esclarecem esta questão quando citam as condições do acordo alcançado pelo primeiro-ministro russo Vladimir Putin e pela sua homóloga ucraniana Iúlia Timochenko.
A agência noticiosa russa Ria-Novosti cita assim Putin: “Chegámos a um acordo que reza que, em 2009, a parte ucraniana terá um desconto de 20pc na compra de gás russo se conservar a tarifa favorável para o trânsito do gás através da Ucrânia ao nível de 2008”.
“Desse modo, a Ucrânia poderá comprar gás à Rússia em 2009 ao preço europeu menos 20pc. No primeiro trimestre de 2009, os países europeus vizinhos da Ucrânia irão pagar 470 dólares por mil metros cúbicos. Em 2008, a Ucrânia comprava o gás a 179,5 dólares por mil metros quadrados”, noticia a Ria-Novosti.
No segundo trimestre de 2009, a Hungria, República Checa e outros países do Leste da Europa irão receber gás russo a menos de 250 dólares por mil metros cúbicos de gás, pois o preço do combustível azul também está em queda como o do petróleo.
Porém, outros médias russos interpretam consideram que o preço de 470 dólares poderá manter-se durante todo ano.
“A parte ucraniana, que tentou conseguir um preço mais baixo para o gás, não tem razões para alegria. Talvez isso possa explicar o ar um tanto deprimido de Iúlia Timochenko, que falou depois de Putin na conferência de imprensa”, considera a rádio Eco de Moscovo.
O economista ucraniano chama também a atenção para o facto de existirem “parágrafos secretos” no acordo russo-ucraniano.
“Não houve nenhum acordo russo-ucraniano sem parágrafos secretos. O último não é excepção e seria bom conhecê-los”, sublinhou Alexandre Paskhaver, e acrescentou: Não se pode excluir que a Rússia tenha prometido a Timochenko apoio nas eleições presidenciais ou na reunião de forças com vista a afastar o Presidente Iuschenko do seu cargo”.
Vadim Karassiov, conselheiro do Presidente Iuschenko, reconheceu à Lusa que o acordo russo-ucraniano poderá reforçar as posições de Timochenko no país.
“Se o acordo prevê realmente preços favoráveis à Ucrânia, Timochenko verá reforçadas as suas posições políticas, pois será vista pelo eleitorado ucraniano, e até pela Europa, como uma dirigente que consegue dialogar com a Rússia, desbloquear situações complicadas”, considerou.
“Iuschenko não deverá perder nem ganhar, pois tomou uma posição solidária com Timochenko”, acrescentou Karassiov, e concluiu: “Victor Ianukovitch (líder do partido da oposição Regiões da Ucrânia) sai claramente derrotado, pois estava à espera que não houvesse acordo para acusar os dirigentes ucranianos de incompetência”".

4 comentários:

Kremlino disse...

O preço está explicado: é o mesmo da UE; se baixar na UE também baixa na Ucrânia. A derrota dos russos acontecerá se não recuperarem as perdas destes dias e não internacionalizarem a questão, ficando sujeitos aos ucranianos. O resto é conversa de café.
--------------------
Então, não fala no Putin artista? Mais de 1 milhão de dólares por um quadro feito em 20 minutos à frente do povo. Muito bonito e diz quem sabe com valor artístico expressionista. Grande homem! E lá lhe deram a Ordem da Gratidão na Alemanha. Porque será que só se bate em Putin, quando só há razões para elogios? Como eu queria que fosse ele a governar Portugal...

Jose Milhazes disse...

Kremlino, fique com ele, eu cedo sem pena. Como será possível que um quadro de Putin valha mais do que um de Kandinski ou Melevitch? Explique-me.
Tentei saber se ele iria em breve a Portugal, mas não soube de nada. Você tem contactados na embaixada russa em Lisboa, diga alguma coisa. Obrigado

kremlino disse...

JM.
É a fama! Tudo o que Putin faz vale ouro, mas ele até é capaz de começar a pintar agora, porque tem jeito e está numa operação de charme mais do que óbvia.
Quanto a Portugal, disse-lhe o que me foi murmurado. Certezas não tenho. E nada tem a ver com a Embaixada em Lisboa.

materials disse...

Runescape Account
Runescape Accounts