quinta-feira, janeiro 22, 2009

Estudante caboverdiano alvo de ataque racista em Moscovo


Um estudante caboverdiano foi recentemente alvo de um ataque à mão armada perto da Universidade da Amizade dos Povos de Moscovo, onde estuda, tendo sido esfaqueado nas mãos e nas costas.
Este incidente, o primeiro entre estudantes caboverdianos na Rússia, está a preocupá-los seriamente e acusam as autoridades do seu país de “se terem esquecido deles”.
“No dia 11 de Janeiro, José Maria, estudante da Faculdade de Linguística da Universidade dos Povos de Moscovo, ia à loja fazer compras. Dois jovens aproximaram-se dele por trás, apertaram-lhe o pescoço e começaram a esfaqueá-lo”, relata à Lusa Máxima Neves, presidente da Organização dos Estudantes de Cabo Verde na Rússia.
“O Zé Maria tentou escapar, mas levou oito facadas nas mãos e oito nas costas. Esteve internado num hospital e teve alta há pouco tempo”, continua a estudante caboverdiana.
Máxima Neves reconhece que o medo se instalou entre os estudantes caboverdianos e sublinha que se sentem abandonados pelas autoridades de Cabo Verde.
“Ainda ontem mataram aqui perto um estudante vietnamita. Não sabemos o que fazer e eles (autoridades caboverdianas) não se preocupam connosco, não querem saber de nada, nem sequer sabem quantos somos na Rússia”, lamenta Máxima.
Em 2004, um grupo de neonazis assassinou Amaro Lima, estudante da Guiné-Bissau que estudava na cidade russa de Voronej.
As autoridades policiais de Moscovo reconhecem que a capital russa assiste a um aumento em flecha de ataques de neonazis e nacionalistas contra estrangeiros.
“Em 2008, na capital foram cometidos mais de 90 ataques contra cidadãos de fisionomia não-eslava. 47 foram assassinados e 46 gravemente feridos”, informou Vladimir Pronin, chefe da polícia de Moscovo.
“Em comparação com 2007, o ano passado registou-se um aumento de crimes racistas da ordem dos 300 pc”, concluiu.

61 comentários:

Anónimo disse...

O que posso dizer. Sao uns idiotas, penso que devem ser adolescentes ou pessoas muito jovens ainda quem participa nos movimentos rascistas. Nao posso entender o que de mau lhes fizeram os negros ou asiatos. Nao tocam ninguem (os estudantes da Asia e da Africa).
Anónimo Russo.

Gilberto Mucio disse...

A esmagadora maioria da população russa é contra tais atos.

Mas o problema é que ficam indiferentes, a policia não ingestiga direito, os culpados ficam impunes...

Anónimo disse...

Gilberto Mucio
E voces em Portugal, por exemplo, correm todos para as ruas, quando acontece um assassinio, armados de tochas e de facas e nao voltam até encontrarem o criminoso, ou deixam os professionais fazerem o seu trabalho?
Duvido muito que a nossa polícia abrigue os rascistas que se tornaram simples criminosos e favoreça ás organizaçoes nacionalistas. Como, alias, em qualquer outro pais do mundo.
Me desculpem, se ofendi alguem, mas nos somos gente igual a qualquer outro povo.
Anonimo russo.

Anónimo disse...

sr. milho e gases , voçe é burro demais para perceber alguma coisa de raças, genética e compreender esses fenomenos, limite-se a sua insignificancia!
voçe não sabe, mas em portugal as universidades estão cheias desses pretos, que vêm para cá destruir a qualidade do ensino e nem falar português sabem.força russos~limpem essa escumalha!

nota:deixei de frequentar este triste blogue, so voltarei de vez em quando para por os pontos nos I's.

Vicente

Jose Milhazes disse...

Deixo o comentário intacto deste idiota para que fique registada a cobardia dessa gente. Julgas, Vicente, que por seres português te livras de ver-te numa situação igual. Nalguns países, os portugueses também são pretos, por exemplo, para os neo-nazis russos. Toma juízo e deixa de ser canalha. A julgar pelo teu paleio, o ensino está mau não por causa dos pretos, mas de idiotas e mentecapetos como tu.
Não sujes mais este blog.

Inácio Cristiano disse...

Caro J.Milhazes, se analizar com atenção o 1º paragrafo, chegará à conclusão (?) que este vicente não é português.
Viva Cabo Verde...e o bom povo caboverdiano !

Wandard disse...

Grupos neonazistas existem em quase todos os países ocidentais e também na europa oriental. Mas pior que a discriminação e a violência oriunda de alguns grupos, geralmente jovens insuflados por pessoas mais velhas, é quando a perseguição ou a atitude violenta é empregada pelo estado e não falo da Alemanha Nazista, mas dos países aonde pessoas são perseguidas e mortas pela polícia, apenas por não terem traços físicos anglo-saxões ou terem aparência árabe. Tendo por parte das autoridades a desculpa de que confundiram com um suspeito. Por falar em grupos nacionalistas, racistas etc... Fica a pergunta que todos sabem a resposta, mas como sempre evitam comentar: Qual é o país que maís possui grupos neonazistas e racistas, praticantes de atos terroristas, inclusive com milícias armadas e apoiadas financeiramente por pequenos, médios e até grandes empresários além de fazendeiros?

Se alguns russos têm hoje, algeriza a estrangeiros, e acredito que estes grupos não discriminem apenas negros e asiáticos, mas qualquer pessoa que não seja russa, é a consequente realidade do tratamento que o ocidente sempre dispensou a esta nação. Basta alguém com pensamentos radicais, para contaminar as cabeças imaturas e desesperançadas. O mundo já assistiu o que a humilhação internacional e a miséria é capaz de produzir em uma população, mas parace que nunca aprenderá.

Gilberto Mucio disse...

Perdeoe-me a sinceridade, mas que bobagem voce escreveu, Wandard.

--------

Um sujeito chamar o outro de burro, e escrever "voÇê" na mesma oração é o cúmulo. Se vê o nível do sujeito em questão... Mais respeito com a língua de Camões!(risos)

--------

Anónimo Russo

Não queira tapar o sol com a paneira, amigo. Não estou a falar mal dos russos, nem dizendo que o povo russo é pior ou melhor que nenhum outro. Só estou apontando uma coisa óbvia: Na Rússia esse tipo de coisa é mais frequente pela corrupção, pela impunidade, e pela falta de democracia(que você julga tão necessária a Rússia).

É só comparar os números desse tipo de crime na Rússia e em outros países. Na Rússia são MUITO mais frequentes.

E compare também a atuação da justiça nesses casos.

Ps.: Não sou de Portugal mas do Brasil e vivo na Rússia, país e povo que tenho em grande conta.

Anónimo disse...

Gilberto Mucio,
Se é do Brasil, entao deve conhecer bem o tamanho da corrupçao e a quantidade de todo o tipo de crime lá. Entao por que fala da Russia, se o seu próprio pais se encontra num estado lamentavel quanto a crime organizado, a corrupçao etc?
Sim, voces nao teem (ou quase nao teem) racismo, mas é a única coisa que nao teem. Na Rússia, como ve, nao atiram todos os dias nos estrangeiros, nao matam por uma carteira vazia, nao tem tanto tráfico de drogas, nao tem favelas no centro de Moscou.
E, claro, aqui é pior que lá. Os dias ficam aborreciveis sem um assobiozinho de bala entrando pela janela aberta do lado da favela.
Nao se ofende, por favor.

Anónimo disse...

Esqueci-me de me assinar.
Anónimo russo.

Wandard disse...

Gilberto,


Não é bobagem, é a realidade pois aqui mesmo no
Brasil temos estes grupos, perseguindo e espancando cidadãos do próprio país, como nordestinos e negros e não apenas estrangeiros de origem asiática. Os países europeus são apinhados destes grupos, além da xenofobia que em alguns já é peculiar. Os Estados Unidos além dos grupos existirem, ainda são organizados em milícias armadas e até nas prisões possuem estruturas organizadas e ligadas aos grupos que estão fora. Temos corrupção sim e extremamente vergonhosa, pois se sedimentou e expandiu exatamente no regime "democrático", é roubalheira o tempo todo, escândalos toda semana, impunidade transparente, poucos são presos, quase nenhum condenado e o mais engraçado é que o dinheiro nunca é devolvido.

Caro anônimo russo, o tráfico de drogas nas favelas do Rio são uma realidade, existem sim balas perdidas, mas não enverede pelo jogo da mídia, que exagera e manipula os fatos, ou para vender jornais ou para atender a interesses obscuros de alguns poderosos, pois é esta mesma interpretação distorcida, aumentada e negativa que a mídia realiza também com a Rússia. Então não pense que andar pelo Rio de Janeiro, seja conviver com a possibilidade de ser atingido por uma bala, não é assim.

A Rússia tem problemas e erros, assim como o Brasil, Índia, China, Estados Unidos etc... São países diferentes, mas todos tem seus anjos, assim como seus demônios.

Abraço a todos

Gilberto Mucio disse...

\\\Se alguns russos têm hoje, algeriza a estrangeiros, e acredito que estes grupos não discriminem apenas negros e asiáticos, mas qualquer pessoa que não seja russa, é a consequente realidade do tratamento que o ocidente sempre dispensou a esta nação.///

Isso é bobagem, Wandard. Além de que no Brasil, quando esse tipo de coisa acontece, a impresa cumpre o seu papel, ocorre escandalos, e o crime não fica impune.

Falar que o racismo de alguns russos é culpa do ocidente é cômico . É culpa das autoridades sim senhor. QUe tnão tem interesse em investicar táis crimes.

Se isso ocorre na Alemanha, a imprensa escadaliza, a sociedade se bobiliza, a polícia atua, a justiça pune severamente...

NADA disso acontece aqui, no máximo uma notinha de rodapé num jornal. Nem na TV aparece.

Wandard, foram cerca de 300 assassinatos o ano passado. Fora agressões, essas são infinitas... Acho que nem em 5% dos caso(de assassinatos) os culpados foram ao banco dos réus.

Isso, me perdoe, é só aqui ná Rússia.
-------

Anónimo Russo,

Isso tudo que voce falou sobre o Brasil é verdade. São coisas absurdas, e eu não sou idiota como muitos para querer relativizar ou minimizar.

Quer falar mal do meu país? Faça uma crítica fundamentada e eu o ajudo. Quer falar mal de nossos governantes? Maravilha! Eu o ajudo mais ainda...

Ufanismo idiota, patriotismos cafonas, chovinismos cretinos.... Não é comigo. Isso não ajuda em nada o país, pelo contrário.

Agora acontece que esse blog se chama "Da Rússia" aqui discutimos, antes de tudo, sobre os problemas deste país.

Agora voce -- de é de fato russo -- sabe muito bem que os grupos neo-fascistas atuam livremente aqui no país.

FAzem passeateas carregando suástica a luz do dia, tudo autorizado pela prefeitura.

Possuem até representação política e ligacões promíscuas com políticos ligados a base de sustentação do vosso Partido Único.

Esses crimes ocorrem, porque não há vontade política em investigá-los e puní-los. Essa é a verdade.



Agora, sinceramente, é uma vergonha esse tipo de argumento que muitos russos usam, quabndo querem minimizar absurdos, do tipo "ahh mas no 'país a' também tem isso, no 'país b' é pior".

Isso denota complexo.

Outra coisa que é uma vergonha, e coisa de povo politicamente ultra-atrazado, é essa coisa de que falar mal do governo, para o russo é como falar mal do país.

Isso é uma das malditas heranças do stalinismo.
-------
Ps.: Corrupção todos os países do mundo tem. MAs a Rússia só se compara a países africanos nesse quesito.

Gilberto Mucio disse...

errata:
*ultra atrasado

Anónimo disse...

"no Brasil, quando esse tipo de coisa acontece, a impresa cumpre o seu papel, ocorre escandalos, e o crime não fica impune." Voce tem a certeza (quanto ao qime que nao fica impune)?
Anonimo russo.

Anónimo disse...

"É culpa das autoridades sim senhor. QUe tnão tem interesse em investicar táis crimes." - desculpe, mas é uma bobagem completa. Leia mais jornais russos, veja mais a televisao, converse mais com as pessoas russas e nao confunde as pessoas do estrangeiro.

Anónimo disse...

"NADA disso acontece aqui, no máximo uma notinha de rodapé num jornal. Nem na TV aparece." Como voce pode dizer isso? Veja a televisao. Ainda há dias terminou um processo onde foram condenados á prisao uns racistas.
Basta dizer
que os crimes deste tipo vao contra a politica do Kremlin da consolidaçao do estado. E ouvi até uns pessoas acusarem o prefeito de moscou de proteger (ou pelo menos nao persequir devidamente) o crime organizado nao-eslavo em Moscou.
Anonimo russo.

Anónimo disse...

Gilberto Mucio
"Outra coisa que é uma vergonha, e coisa de povo politicamente ultra-atrazado, é essa coisa de que falar mal do governo, para o russo é como falar mal do país." - que tolíce
Nos derrubamos o poder sovietico há pouco, mas voce, parece, estava no Brasil naquela altura.
Os meus parentes sofreram com o estalinismo e eu odeio comunistas e burocracia sovietica. Sem entender bem a esséncia do pais, voce toma a responsabilidade de falar assim áesquerda e a direita.

Anónimo disse...

Nao vivo em Moscovo, mas na minha cidade, que tem uma parte da populaçao nao-eslava, se existem os nazis, esistem as escondidas. Nunca houve aqui nenhumas marchas. O Moscovo é uma cidade de 15 milhoes de habitantes, tem toda a especie de idiotas lá. E penso que nao é assim tao facil controlar tudo. Agora imagine, se um gringo aparecesse no seu pais e começasse a plasfemar tudo sem sequer ver a televisao.
Nao estou zangado consigo.
Anonimo russo.

Anónimo disse...

Verdade seja dita, as manifestaçoe de nacionalismo e nacismo na Rússia nao tem nada a ver com a atitude do Odidente.
Anónimo russo.

Anónimo disse...

Gilberto Mucio
"Ps.: Corrupção todos os países do mundo tem. MAs a Rússia só se compara a países africanos nesse quesito."
Voce esqueceu o Brasil.
Mais uma coisa: quando os jornalistas estrangeiros falam mal do governo que tem apoio da maioria da populaçao, utilizando sempre os mesmos cliches, exagerando e sem dar provas, isso começa a irritar e é entendido como ofensa pessoal. Tanto mais que tais criticas vem, na maior parte, dos estados que nao fizeram nada de bom a populaçao russa e claro, nao defendem os seus interesses.
Anónimo russo.

Gilberto Mucio disse...

http://oglobo.globo.com/fotos/2008/12/09/tabela_eco_corrupcao.gif

Ranking da transparencia internacional, sobre corrupção, analizando 22 econimias de relevancia mundial.

A situação na Rússia é tão feia, que o Brasil, um país corrupto, está mais próximo da Bélgica em nota -- 7,4 para 8,8 da Bélgica -- do que da Rússia -- 5,9.

(Ps.: Detalhe para Itália -- outro país vergonhosamente corrupto -- empatado com o Brasil.)

Mas se voce está safisfeito com isso, caro Anonimo, eu só sinto muito.

Eu não sou russo, mas fico indignado com isso.

Gilberto Mucio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jest nas Wielu disse...

Mas não poderá o desgraçado do cabo – verdiano a provocar os bons moços russos? Eles são gente muito patriótica e temente do Deus Canónico (IOR – Patriarcado do Moscovo), não acredito que poderiam fazer uma coisa destas com o preto, queria dizer africano, sem que haja uma culpa e falto do respeito da parte dele.

p.s.
Quem acredita que os skins russos são meros “rapazes bobos”, veja a informação detalhada sobre a “Patrulha Branca”, uma das mais influentes organizações neo – nazis (hoje, na clandestinidade), criada .. pelo oficial da polícia de segurança pública (MVD), salvo erro capitão Beliayev):
http://www.anticompromat.ru/p_svobody/patrul.html

No entanto, neste fórum os neo – nazis russos combinam os ataques racistas, usando uma linguagem camuflada: “guitarra”, “bola de vólei”, etc.
http://www.rozhdestvenka.ru/forum/?num=6&id=342

Inácio Cristiano disse...

Ao Anónimo Russo 09.54

Concordo com o comentário de Gilberto Mucio 08.27, e se o estimavel anónimo russo analisar corretamente a perspectiva do ponto de observação onde esta é tomada pelo comentador, num momento livre de todos os condicionalismos, mesmo dos que dizem respeito ao lastro cultural que ele mesmo transporta consigo. Em vez de criticas primárias e agressivas verá então os lamentos de um observador frustado, perante uma sociedade, que não recebe adequadamente em reciprocidade com o seu vasto valor cultural.
Creio que tanto um como outro, consideram o actual governo como "Um mal menor" nas actuais circunstâncias, pois em vez de pior já basta assim.
Quanto a endeusar, ou glorificar semelhantes Sharikov convêm recordar "Não devemos criar Idolos, que não possamos destruir".
Não há duas sem três.
Viva a livre expressão !

Anónimo disse...

Inácio Cristiano.
"Quanto a endeusar, ou glorificar semelhantes Sharikov".
Nao entendi bem o que o senhor quis dizer, mas se foi do atual governo russo, ninguem o endeusa, mas eu, pessoalmente, tenho respeito por ele e pelo Putin e Medvedev pessoalmente, porque acho que em muitas situaçoes agiram de acordo com os interesses da Russia, pelo menos parece assim. E nao gosto quando as pessoas que sabem e entendem muito menos que eu insultam as pessoas que eu respeito (nao estou a falar de si).
Aos outros vou responder mais tarde, só vou dizer ao sr. Milhazes, que, como um jormalista, deve saber, como se fazem esses ratings. Eu já encontrei um, mas nao atual, onde o Brasil está muito longe da Belgica e da Itália

Inácio Cristiano disse...

Ao estimavel Anónimo Russo 13.42

"tenho respeito por ele (governo)e pelo Putin e Medvedev pessoalmente, porque acho que em muitas situaçoes agiram de acordo com os interesses da Russia,"

-Muito mal seria se assim não fosse, e de certeza continuarão a agir dessa maneira. Representam para o bem e para o mal a Mãe-Russia !
O problema está em descobrir quem representa os reais interesses dos "Filhos da Mãe-Russia"

Jorge Pinto disse...

Já não escrevo nada há algum tempo mas não posso deixar de responder a essa criatura que assina como vicente. Seu grande imbecil racista, Portugal não é sítio para si. Aqui somos tolerantes e compreensivos. Se se acha assim tão "branco" vá até aos países nórdicos e tire as suas conclusões. Faz-me lembrar aquele "sknihead" fascista que foi para o fórum nacional português queixar-se de ter sido agredido num país nórdico por um outro skinhead, que defendia a supremacia dos brancos... Pessoas como você não fazem falta em lado nenhum. Pela sua frustração deduzo que a sua namorada o tenha trocado por alguém vindo de África, o que acaba por ser irónico.

dino disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Wandard disse...

Gilberto,

Sinto muito, mas aqui o crime fica impune sim, e são poucos os casos que a imprensa divulga, geralmente aqueles que lhes permitirá lucros consideráveis com a exploração da notícia, e sabe porque fica impune porque muitos dos cabeças destas organizações são de famílias abastadas. E o que acontece na Rússia, não é diferente nos Estados Unidos, na França e na Inglaterra. Citeis os países dos quais tenho os dados mais concretos.

Grande abraço

Wandard disse...

Gilberto,

Como Brasileiro que sou, não tenho vergonha em afirmar, que infelizmente esta estatística não representa a realidade da corrupção no Brasil e pode ter certeza que esta não se encontra distante dos índices da Rússia.

Só para relembrar que hoje temos políticos empresários, donos de formidáveis fortunas, que há alguns anos atrás eram guerrilheiros comunistas proletários e que após a anistia e o advento do regime "democrático", ganharam seus primeiros cargos públicos em meados dos anos 80 e hoje, só como políticos, são milionários. Portanto qual a diferença da Rússia que tem ex-professores e ex-agentes, hoje ricos?

Abraço,

Anónimo disse...

Inácio Cristiano .´

"Representam para o bem e para o mal a Mãe-Russia !
O problema está em descobrir quem representa os reais interesses dos "Filhos da Mãe-Russia"

As pessoas que vivem aqui julgam pelo nivel de vida que temos e que tem melhorado nos ultimos anos. Nao somos um pais de idiotas ou de pinguinos ou de ursos nas ruas, que só pensam em alastrar o seu império cruel, acredite.
Vou revelar-lhe um segredo: eu conhecia há uns anos uns angolanos aqui (estudantes, como aqui há várias univesridades). Pois, nunca ouvi deles esse delirio sobre os males do sistema politico, da falta de democracía, da inatividade da polícia etc. Sim, ouvi deles de brigas, que aconteciam por vezes junto do campus onde moravam (penso que eram mais uns adolescentes bebedos do que skinheads, que provocavam essas brigas). Mas, no resto, viviam mais ou menos tranquilamente, e eu conheci uns que estavam aqui 15 anos e mais. E muitas vezes vejo negros aqui nas ruas perto, porque nao longe daqui fica o campus, temos aqui perto um mercado e supermercado para onde eles vao as compras.
E nao vejo nenhuma expressao de medo ou alguma coisa semelhante nos seus rostos.
Tambem ouvi que os brasileiros, que moraram em Moscovo, muitas vezes nao gostaram de viver lá falando da friesa de pessoas, do clima e nao sei do que mais. Mas acho isso mais um fenómeno psicologico, porque parecia que nao gostavam absolutamente de nada.

Anónimo disse...

Esquesi de me assinalar.
Anónimo russo.

Gilberto Mucio disse...

\\\compare uma foto de um alemão e a de um africano e verá que o alemão ou russo é muito mais perfeito fisicamente do que um africano,uma obra de Deus,o alemão.///

[Com o perdão do termo que vou usar, não é minha intenção baixar o nível]

Mas que viadagem, hein, amigo!(risos)

Gilberto Mucio disse...

Wandard

Juro que se eu fosse rico, eu te pagaria uma estadia de um ano na Rússia. hehe

dino disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Inácio Cristiano,

"O problema está em descobrir quem representa os reais interesses dos "Filhos da Mãe-Russia"

Sempre se preocupam da Rússia, do seu povo etc. È muito bom isso tudo. E se eu lhe perguntar - e quem representa interesses reais dos portugueses? Ou voces acham que os seus Sócrates, Barrosos e outros nao se preocupam em primeiro lugar com a sua carreira politica?
Anónimo russo.

Anónimo disse...

Parece, é um problema psicologico - adaptaçao a uma sociedade alheia. Alguns resolvem este problema, outros - nao conseguem. Deve ser, depende de muitos factores. Porque eu tambem li uma russa que foi morar para Bahia, que já estava farta de todos a considerarem uma gringa e muitas vezes tentarem enganar, etc., apesar de ela já viver lá alguns anos. Eu pessoalmente falei com brasileiros para quem tudo, mas absolutamente tudo em Moscovo era ruim. Até nao se sentiam bem fisicamente e pensavam que era por causa do clima.
Anónimo russo.

Anónimo disse...

Jest nas Wielu,

Sobre o racismo na Rússia eu já disse bastante. Agora, tavez seja interessante aos lusófonos saberem, que uma parte dos ukranianos ocidentais participou na segunda guerra mundial do lado do exercito de Hitler.Houve quem colaborasse com SS.
Anónimo russo.

Anónimo disse...

Obs. Combatiam contra o exercito sovietico.
Anónimo russo.

Wandard disse...

Gilberto,

Eu conheço o país e sei dos problemas, apenas tenho uma forma diferente de enxergar. Tive oportunidade de vivenciar várias experiências e talvez por isso tenha uma ótica diferente das muitas opiniões que circulam por aqui.

Abraço,

Anónimo disse...

Dino,

Assim que possa venha ao Brasil e você verá como é de meter susto, como os alemães, franceses, espanhois, noruegueses, suecos, suiços, portugueses, italianos etc... costumam circular bastante descontraídos com negras e negros, tenho alguns amigos destes países que inclusive são casados com estas pessoas não "arianas", das quais o senhor disse que Hitler tinha razão. Só que a razão dele e dos nazistas terminou como terminou, e os "superiores arianos" foram esmagados pela inferioridade dos outros povos, inclusive dos eslavos que ele pretendia ter como escravos.

Jose Milhazes disse...

Caros leitores, lá vou eu ter de recorrer à censura. Peço aos leitores tipo Dino que antes de opinar pensem nas barbaridades que vão dizer. Jamais admitirei neste blog publicidade grátis de correntes políticas extremistas e racistas. Estou disposto a discutir tudo, mas com seriedade e não com medição de crânios.

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo russo, claro que você tem o direito de defender quem quiser, mas não exagere ou tenha mais cuidado nas avaliações. Você acusa ucranianos ocidentais de terem combatido ao ladso dos nazis, mas esquece-se de que o general Vlassov não era nem ucraniano, nem ocidental. E ele não foi o único russo que se passou para o outro lado.
Sejamos cuidadosos ao escrever sobre questões complexas.
E como você é da região sul da Rússia, esclareça-me uma questão: porque é que Moscovo deu a cidadania a cidadãos da Geórgia que viviam na Ossétia do Sul e da Abkházia e não dá cidadania aos turcos da Metskhétia que se refugiaram nalguns distritos setentrionais da Rússia e são fortemente discriminados?

Anónimo disse...

Sr Milhazes,

Primeiro, comecei a falar dos ucranianos em resposta a mensagem desse ucraniano, que, aparecendo aqui de vez em quando, pelo que se ve, nem tenta discutir o assunto a sério, querendo só "picar" mais uma vez a Rússia. Devo dizer, que na Rússia nao tem tanta hostilidade aos ucranianos que os proprios ucranianos por vezes mostram contra os russos (especialmente na regiao ocidental da Ucránia).
Quanto a colaboraçao com os nazis, nao vou tomar agora a responsabilidade de afirmar alguma coisa, pois nao me lembro dos dados exatos, mas parece que a quantidade dos ucranianos ocidentais que aderiram ao exercito de Hitler era maior que a quantidade do exercito do Vlassov, e tenho a certeza absoluta, que entre aqueles quem nao participou em algum exercito ou formaçao militar, mas colaborou com os nazis, houve muito menos russos de que os ukranianos ocidentais. Mas é preciso dizer aos lusófonos, que os ucranianos ocidentais constituem a menoria na populaçao da Ucránia de hoje. A Ucránia de hoje está extrememente dividida para a parte ocidental e a parte oriental. E quando estou falando dos ucranianos ocidentais, me refiro á uma faixa nao muito grande no ocidente do pais, e nao á metade do pais á oeste do Dniepr.
Quanto a Ossetia do Sul e A Abkhazia. È preciso lembrar, que faziam parte do Imperio Russo e da Uniao Sovietica, a Abházia só ficou parte da republica sovietica da Georgia por uma ordem do estálin. È logico que quanto abkhazos tanto ossetas eram cidadaos sovieticos. A parte sul da Ossetia foi dividida da patre do norte nos meados do sec 19, porque na altura isso nao fazia importáncia nenhuma e assim foi feito para facilitar a gerencia daquila área de Tbilissi.
Pois, é logico, que abkhazos e ossetas tinham passaportes sovieticos. Apos a queda da Uniao Sovietica, a Georgia se separou, mas as republicas mencionadas nao quiseram ficar parte dela, inclusive por causa da politica ultra nacionalista do governo Georgiano de entao. Houve duas guerras e as republicas se separaram da Georgia. Duvido que a sua populaçao tivesse passaportes da Georgia independente alguma vez. Claro que, para se proteger da Georgia, buscavam apoio na Russia. E, como isso correspondia aos interesses nacionais da Russia (porque a Georgia nao era aliado da Russia), nao houve demoras em oferecer a cidadania e os passaportes da Russia aos abkhazos e ossetas, que desejavam isso.
Quanto aos turcos-meskhitos, na minha regiao nao sei se moram ou nao, parece que moram mais na regiao de Krasnodar e sao muito pouco numerosos. Sim ouvi na televisao há um tempo sobre o problema dos passaportes para eles, mas nao me lembro bem de que se tratava. Devo dizer que duvido muito que sejam discriminados pela populaçao local que está acostumada a conviver com vários povos. Vou dar um exemplo. Eu de vez em quando vizito uns parentes meus que vivem numa aldeia aqui perto da cidade. Pois, a populaçao dessa aldeia é constituida por 45% dos russos, 45% dos armenios e 10% de ciganos. De que discriminaçao se pode tratar. Todos vivem em paz absoluta. Os armenios sao bilingues, os ciganos falam russo e uma mistura de russo com a lingua deles. Eu pessoalmente conheço alguns deles lá (armenios e ciganos) Nao há NENHUMA tençao.
Anónimo russo.

Anónimo disse...

tensao

Jose Milhazes disse...

Leitor anónimo, quando falei dos turcos da Mtsekhétia, não falei que os russos não gostam deles, mas que as autoridades russas lhes criam dificuldades sérias. Eles são algumas poucas dezenas de milhares de pessoas, vivem na Rússia, mas não são dignos de passaporte russo.
Quanto à Ossétia do Sul e à Abkházia, o Direito Internacional não se rege pelo facto de esses dois territórios terem pertencido ao Império Russo, mas pelo facto de eles pertencerem à Geórgia. Se quisermos justificar uma atitude ou outra com exemplos retirados da história do séc. XIX ou até mesmo do século, poderemos chegar a situações absurdas. Ore imagine que portugueses residentes em Cabo Verde decidissem que esse arquipélago deveria voltar a juntar-se a Portugal, porque a decisão tomada em 1974 de separação foi errada? Exemplos destes há muitos, mas a realidade é outra.
Quanto às posições dos ucranianos face aos alemães, acontecem processo semelhante no Báltico e noutras regiões soviuéticas. No caso da Ucrânia Ocidental, Estaline e os seus facínoras fizeram tantas patifarias em dois anos (1939-1941), que quando os nazis invadiram essas terras foram recebidos como heróis. Mas tem de reconhecer que essa atitude mudou durante a guerra. Grupos de guerrilha houve qua combatiam tantos comunistas, como fascistas, só que a história dessa gente só foi contada pelo KGB e Partido Comunista da União Soviética. Só agora se começa a ouvir opiniões diferentes.

Anónimo disse...

Sr. Milhazes.

Quanto a Abkhazia e a Ossetia do Sul, basta só dizer, que foi a decisao dos seus povos, da esmagadora maioria da populaçao (se nao dos 100% dela). Que por sinal, na Ossetia do Sul sofreu muito por causa do nacionalismo e simples idiotismo dos politicos Georgianos.
O Cabo Verde é povoado a 80% pelos portugueses?
Anónimo russo.

Anónimo disse...

Sr. Milhases
Sobre os ucranianos ocidentais eu nao digo que nao tinham motivos para agirem assim. Só notei isso em resposta a mensagem do Jest nas Wielu.
Anonimo russo.

Anónimo disse...

sou maxima neves queria por minhas palavras deichar as coisas mais claras, primeiramente nao foram 8 facadas na mao , 2 nao afirmei que e culpa do governo caboverdiano o acontecido na russia, so lamentei o facto do nosso governo nao saber da nossa existencia, (que deus nos ajude ) se der caso mais serrio quem somos nos pra resolver sozinhos,
e por favor alunos de portugal nao comparem por favor situacoes que voces nao conhecem e talves toda a vida nao vao passar por ela, agradeco, por mais informacoes maxcv2@hotmail.com

Jose Milhazes disse...

Máxima Neves, eu citei as suas palavras de que o caboverdiano tinha sido atingido por oito facadas nas mãos e oito nas costas, mas se compreendi mal, pode dizer quantas foram as facadas.
Se você leu com atenção o texto, eu não escrevi, nem disse que você disse que o Governo caboverdiano é o culpado pelo que aconteceu na Rússia. Eu citei as suas palavras no sentido em que o vosso Governo não se lembra de vós.
Máxima, da próxima vez, se precisar de declarações suas, vou pedir por escrito para que não haja maus entendidos. Eu acho que reflecti correctamente as suas declarações, mas, se assim não foi, fico à espera das suas declarações precisas.

joão disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Inácio Cristiano disse...

Ao Estimavel Anónimo Russo
que vive perto do Mar Negro.

desculpe não lhe retorquir atempadamente, mas tive que me ausentar demoradamente.

Sua 1ª Observação:
"As pessoas que vivem aqui julgam pelo nivel de vida que temos e que tem melhorado nos ultimos anos."

-Fico contente em saber tal facto, faço votos para que a contínua redistribuição da riqueza se faça de forma cada vez mais célere e justa, o mesmo desejo para o meu povo.

Sua 2ª Observação:
"eu conhecia há uns anos uns angolanos aqui (estudantes, como aqui há várias univesridades). Pois, nunca ouvi deles esse delirio sobre os males do sistema politico, da falta de democracía, da inatividade da polícia etc."

-Eu conheço bem Angola, e creio que os estudantes angolanos que para aí foram não deverão ter muitas referências democráticas em que possam assentar, para processar juizos criticos acerca dela (democracia).
Porém detêm um lastro psico-social muito próximo dos valores euro-africanos que os torna ùnicos (tal como moçambicanos e caboverdianos) no contexto africano.

Sua 3ª Observação:
"Ou voces acham que os seus Sócrates, Barrosos e outros nao se preocupam em primeiro lugar com a sua carreira politica?

-Claro que sim, até um cego veria tal evidência. Pessoalmente nunca votei em qualquer dos referidos, pois acho que nenhum deles tem a suficiente categoria para representar o meu "universo" politico. Porém reconheço que jogam no terreno da democracia e não deturpam as regras do jogo.
Tolero-os bastante bem.

Por fim, despedindo-me saúdo o estimavel intercomentador fazendo um singelo pedido.
-Mande um email para a Organização dos Estudantes das Universidades da sua cidade, solidarizando-se com o estado de espirito do cabo verdiano esfaqueado, a Comunidade lusófona agradece.

Gilberto Mucio disse...

Observação:

A julgar pelo que o Anónimo Russo escreve, ele parece ser uma pessoa decente e hornrada, apesar de discordar das posições dele.

O senhor Milhazes foi feliz em chamar a atenção dos leitores lusófonos para as suas(do anónimo) posições, pois ele é a perfeita metáfora do grosso da sociedade russa.

Anónimo disse...

Gilberto Mucio,

Quero dizer que nada tenho contra si pessoalmente. Só queria dar um quadro objetivo da realidade na Russia (do meu ponto de vista).
Que falta tanto, pelo que eu entendo, aos europeus, que muitaz vezes teem diante dos olhos uma mistura pervesra de estereótipos quando se trata da Rússia.
Anónimo russo.

Anónimo disse...

vicente tu es um idiota kovarde e tens medo dos pretos ne da a kara k eu te pego vais deixar de ser branco vais passar a ser rocho como o ku da tua mãe k ta sempre a levar o caralho dos pretos e tu es filho do korno pergunta a sua namorada se ela não gosta d um karalho preto e tu tambem gostas boiola de merda puta k te pariu...........Nuno cabo verde

Anónimo disse...

I'm brasilian citizen and without want to offend nobody, I say that I admire and adore very much all the russia people. the people from Russia are people wonderful, kind, faithful and lovely. There can to have some bad people, but this happen on all world. I as brasilian love the Brazil and also love the Russia, the big russian nation, the big russian people.
Nilson

Anónimo disse...

Anónimo Anónimo disse...

I'm brasilian citizen and without want to offend nobody, I say that I admire and adore very much all the russia people. the people from Russia are people wonderful, kind, faithful and lovely. There can to have some bad people, but this happen on all world. I as brasilian love the Brazil and also love the Russia, the big russian nation, the big russian people.
Nilson

Olha o pinelzinho ai asoiashiaosh
"the people from Russia are people wonderful, kind, faithful and lovely"
esse que é o famoso ingreis?
sim sao maravilhosos muito amaveis ne, conheco exatamente 3 e nenhum é assim russo e porco, grosseiro.

Anónimo disse...

Sou Brasileiro, acabei de chegar da Rússia, eu havia embarcado pra lá com o propósito de estudar por anos, voltei em 5 meses, não suportei, sou mulato, filho de branca com negro, sofri muito preconceito por lá e adquiri um ódio gigantesco daquele povo polaco.Ridículos simplesmente, isso é retrógrado, e vai afundar o pais enquanto durar.Racismo assim só existe lá, nenhum lugar mais tolera ou admite de forma tão acintosa este preconceito sem fundamento, maluco, assim com os russos, povo bebum e deprimido, povo tosco.

Alex Madruga (Brasil) disse...

A Rússia é apenas uma sombra do que já foi um dia... já foi a 2ª economia do mundo, hoje é a 9ª atrás do Brasil a 8ª. O Idioma russo é o 8° enquanto que o português já é o 6°. Li num blog certa vez que o mal humor predomina na população e até mesmo no atendimento... deve ser por que estão se sentindo um país falido enquanto são superados por países emergentes com grande misigenação. Vale lembrar ainda que o país mais poderoso do mundo tem um negro como governante. Racismo é coisa de país que vive do passado, pois não tem lugar para este sentimento em povos evoluídos.

Anónimo disse...

O Anônimo 23:24 e Alex Madruga disseram tudo... A população russa pode ser contra a atitude desses grupos racistas idiotas, mas se permanece indiferente é porque aceita subjetivamente. Se a Rússia está falida, e sendo ultrapassada por países emergentes, de nada adianta descontar seu ódio e complexo nos inocentes estrangeiros, deveriam trabalhar, se abrir para o mundo sendo mais receptivos, pois a globalização condenará ao fracasso e vergonha os que se consideram superiores hostilizam a população mundial.

O Brasil, com seu povo alegre e em sua maioria avesso à xenofobia e racismo, representa a tendência mundial de união harmônica entre povos, está crescendo economicamente e gradativamente superando obstáculos internos, dentre os quais a corrupção e violência. Dentro em breve, seremos exemplo de paz e prosperidade para muitas nações milenares. Russos, estadunidenses, chineses, ingleses, todos, sejam bem vindos ao Brasil, apesar dos nossos problemas internos, somos evoluídos ao ponto de entendermos que fazemos parte de uma só raça, a raça humana.

Anónimo disse...

Afinal o que engradece o sociedade Russa?!Por onde caminha a tolerância e a prudência dos citadinos?!Fundamentar atitudes não significa estampar ofensas ou promover insinuações com base nos irónicos...A Rússia atualmente é vista com sendo aquilo que passou e as suas marcas tendem a comparticipar severamente no bem estar da comunidade estrageira residentes no país...e o mesmo não parece estar interessado em evitar tais atos, no entanto não cabe à nós julga-los...Cada qual com os seus princípios...se bem que o deles causam uma certa intolerância e insegurança no seio educativo...Meu Deus! É impressionante, mas no meu país pensar ou falar qualquer coisa relacionado com os estudos na Rússia é motivo de reflexão, pois todo mundo o vê como sendo racistas e neonazistas, mesmo sendo por vezes a carapuça de alguns...