domingo, janeiro 25, 2009

Resultados da primeira volta da eleição do Patriarca Ortodoxo da Rússia










Resultado do primeiro escrutínio: Kirill (foto da esquerda), metropolita de Smolenski e Kalininegrado, Patriarca interino, recebeu 97 votos; O metroplita de Kalujski e Borovski, Kliment (foto do centro) - 32 votos;o metropolita de Minsk e Slutski,Filaret (foto da direita) - 16 votos.




O metropolita Iuvenal, que os analistas considerava um forte candidato ao cargo de Patriarca de Moscovo e de Toda a Rússia, ficou em 4º lugar com 13 votos e, por conseguinte, não passou à segunda volta.




Na votação participaram 198 bispos e arcebispos ortodoxos.




O Concílio Local da Igreja Ortodoxa Russa, que irá pôr um ponto final na eleição, vai realizar-se a 27 de Janeiro. A entronização está prevista para 01 de Fevereiro.

15 comentários:

Andre Zeferino disse...

Caro José Milhazes, considerando o peso da religião na população russa em geral, como é que este tema está a ser seguido nos meios de comunicação social? E em relação às novas gerações da população, é evidente ou não algum distanciamento em relação à igreja?

Jose Milhazes disse...

Leitor Andre, a comunicação social está a seguir este acontecimento com muita atenção. Posso estar errado, mas acho que os jovens não são muito dados à religião.

Anónimo disse...

Concordo com o sr. Milhazes quanto aos jovens. È preciso dizer tambem, que o peso da religiao na populaçao russa em geral nao é grande. Nao é que nao respeitassem a igreja ou fossem em grande parte ateus, mas parece que o poder sovietico atingiu um dos seus objetivos: interrompeu a tradiçao religiosa. Sim, hoje, no periodo apos a aqueda da Uniao Sovietica, muito mais gente vai a igreja, mas vai, habitualmente, nas grandes festas, especialmente na Pascoa. E muitas vezes nao sabem significado dos ritos, etc.
Existem, sim, quem frequenta a igreja conscientemente, entendendo o significado dos ritos, a essencia da doutrina crista, tanto os velhos como os jovens, mas é uma parte insignificativa, até se pode dizer, muito insignificativa da populaçao.
Tambem, o que se nota, é que muitos jovens agora casam pela igreja, geralmente no dia quando registram o matrimónio nas instituiçoes correspondentes (nao sei como traduzir para portugues). Mas é, antes, uma tradiçao bonita.
Pelo menos é o que eu vejo á minha volta.
Anónimo russo.

MSantos disse...

Caro Anónimo russo
Posso informá-lo que esse distanciamento em relação á religião provavelmente não tem a ver com o corte de 71 anos do bolchevismo. Creio que aquando do colapso soviético, a religião voltou em força, resultado da terrível opressão que sofrera durante todos esses anos.
Será sim, uma caractrística das sociedades modernas de cariz predominantemente laico.

Portugal talvez seja dos países do mundo onde a tradição religiosa (católica) é mais presente, inclusive até no seu imiscuir (estou a referir como um facto e não como juízo de valor) no poder governativo e legislador e no entanto existe o mesmo distanciamento que o Anónimo russo referiu relativamente ao seu país. A própria Igreja Católica enfrenta uma grande crise de vocações e isto já a nível mundial.

Cumpts
Manuel Santos

MSantos disse...

Já agora, só mais uma achega:
Dado não ser religioso e observar estes desenvolvimentos com uma certa distância, costumo catalogar por brincadeira os meus amigos e familiares católicos como católicos CBF (Casamentos Batizados Funerais).

:o)

Cumpts
Manuel Santos

Anónimo disse...

MSantos,

È bem provável isso tambem.
Anónimo russo.

Jest nas Wielu disse...

Banzai, injustica gritante!

Votei uns 35 vezes no metropolita de Tóquio e do Japão, Daniil...

Kremlino disse...

Vai vencer Kiril, como se esperava desde a morte de Alexei. eÉ muito próximo do Kremlin e vai cumprr a viagem agendada a Portugal, a primeira ao estrangeiro como novo Patriarca. Vai uma aposta?

Jose Milhazes disse...

Leitor Kremlino, espera sentado, porque a espera vai ser longa. O novo Patriarca só irá a um país católico depois de se encontrar com o Papa. Se eu me enganar, peço desculpa, pois não costumo fazer apostas.

Inácio Cristiano disse...

Caro J.Milhazes

Seja quem for o eleito, que cedo ou tarde se encontre com o papa de Roma, após este acontecimento se ter realizado, ele virá a Portugal -ele irá por certo a um lugar predestinado !
Não está a ver qual ?
Onde se anunciava o advir da fé cristã para a Rússia, e se rezava por essa premonição?
Onde recentemente foi edificado uma basilica, com atmosfera interior cenograficamente eslava?
Não menesprezemos os eclesiásticos portugueses e a sua ancestral escola...eles pensam estratégicamente com muita antecedência!

Jose Milhazes disse...

Caro Inácio, eu nada tenho contra a visita do novo Patriarca russo a Fátima! Certamente que o mundo não iria acabar! Mas não acredito que isso aconteça tão cedo.

Inácio Cristiano disse...

Caro J.Milhazes

Para mim também é indiferente que ele venha cá ou não, mas quando tive conhecimento do projecto arquitectónico elaborado por um grego ortodoxo, assim como decoração interior bizantina de autoria de um eslovénio, e arranjos exteriores de alemães e polacos...parecia-me demasiadas coincidências para não se tratar de ...algum desejo futuro !
A vêr vamos...
A propósito caro Milhazes, não se lembra de um proeminente politico português ter dito que a intervenção do Gorbatchov no governo soviético teria sido um "designio divino"?
...Tal afirmação foi feita quando Gorbatchov deu uma conferência em Lisboa.
...Pouca gente achou que a afirmação tivesse sido excessiva ! nem polémica gerou...

Jose Milhazes disse...

Caro Inácio, isso não é espantoso para quem acredita nas profecias de Fátima, nomeadamente na que diz respeito ao fim do comunismo e da conversão da Rússia.
Eu estava nessa conferência, pois acompanhei Mikhail Gorbatchov durante a sua visita a Lisboa e foi seu tradutor, o que muito me honra.
Depois de conhecer mais de perto esse dirigente soviético, passei a respeitá-lo mais. Uma pessoa extremamente cordial, sem manias da grandeza, simples.

Kremlino disse...

E vocês estão a esquecer-se que Putin nasceu a 7 de Outuibro, dia de Nossa Senhora do Rosário. Deixem-se de bispos, patriarcas e papas. Parece-me é que a consagração da Rússia tem de ser feita pelo Czar do Povo.A ver vamos...

MSantos disse...

Obrigado José Milhazes por corrobar a minha boa intuição sobre esse líder soviético (o único que se aproveitou e se destaca dos criminosos que o antecederam). Talvez como muita gente no mundo, Gorbachov tenha sido o que foi, impulsionado unicamente pela sua consciência.

Relativamente á conversão da Rússia, acho que a Rússia de hoje diz muito se foi convertida ou não e tudo isso não passou de um desejo nosso (em particular dos católicos, com a sua visão messiânica, digo isto sem qualquer juízo de valor) á luz da visão ocidental, de tentar modificar a maneira de ser e pensar eslava á imagem do Ocidente.

Na minha opinião, a Rússia continua igual a si própria (para o bem e para o mal).

Cumpts
Manuel Santos