quarta-feira, agosto 19, 2009

Presidente Medvedev apela a continuar a luta contra os terroristas sem cerimónias



O Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, apelou hoje a “continuar sem cerimónias a luta contra os terroristas” e “liquidá-los sem emoções e vacilações”.
O dirigente russo exigiu “um castigo forte e irreversível” para os autores dos recentes crimes contra dirigentes políticos, polícias, defensores de direitos humanos e cidadãos simples na Inguchétia, república em que um atentado suicida causou, na passada segunda-feira, 25 mortos e dezenas de feridos.
Medvedev fez estas declarações na cidade de Stavropol, durante uma reunião do Conselho de Segurança da Rússia com vista a tomar medidas para travar a crescente onda de acções terroristas e a estabilizar a situação política e social nas repúblicas do Cáucaso do Norte russo.
O Presidente russo defendeu, nomeadamente, a alteração da lei para que os terroristas e membros de grupos criminosos organizados não sejam julgados em tribunais de jurados.
“Alterar a jurisdição em processos por terrorismo e extremismo para que os bandidos e corruptos não possam pressionar os tribunais”, frisou.
Medvedev não exclui a influência do “factor externo” na situação no Cáucaso do Norte, mas sublinhou que os “factores internos” são a principal causa da desestabilização na região.
“As raízes estão na organização da nossa vida, no desemprego, na pobreza, nos clãs que se estão nas tintas para o povo, que mais não fazem do que repartir as correntes financeiras que chegam à região, lutar por empreitadas e, depois, ajustarem contas uns com os outros. E na corrupção, que, realmente, está muito difundida no seio das forças da ordem”, enumerou ele.
“A nossa tarefa é arrancar pela raíz com esses fenómenos”, concluiu.

18 comentários:

Anónimo disse...

Medvedev(isto se for a serio o discurso) parece estar acordar.E mais preocupante que isso atentem no movimento islamico.Se houver radicais islâmicos infiltrados com vista ao poder na russia e quiçá ás armas nucleares a europa está fodida.E não se enganem,a ameaça é real.Putin que meta isso na ordem,ele tem estomago e carisma para isso.
Quanto mais desemprego e mais corrupção houver na russia maior é a probabilidade e facilidade que esses extremistas islamicos recrutar membros.
Russia é europa,uma russia forte é uma europa forte.E os fanaticos islamicos continuam a falar na "conquista da europa".Peninsula iberica,balcãs e russia terão de ser os guardiões da europa,pois é por aí que eles vão e estão a penetrar.
Era bom que Medvedev intensificasse o ensino relioso da igreja ortodoxa russa nas escolas para salvaguardar as futuras gerações.

Anónimo disse...

Os fanaticos islamicos apostam na guerra do terror.Que os russos dêm na mesma moeda.Arranquem lhes as cabeças e maribem se pos direitos humanos.

Anónimo disse...

A Rússia tem que ter cuidado com os islamitas. Actualmente eles são os mais numerosos imigrantes que chegam a Rússia, além das regiões do cáucaso ter crescimento populacional, pode ser uma combinação perigosa qualquer associação de terrorismo aos islamitas em geral. Pode ser uma dura guerra sem fim...

Pippo disse...

Atenção, "muçulmano" não quer dizer "terrorista". Há muçulmanos perfeitamente normais na Rússia. Por exemplo, o Marat Safin e a Dinara Safina são de origem tártara e são muçulmanos.

Mas sem dúvida que o extremismo tem de ser combatido, a começar pela doutrina radical.

Anónimo disse...

Ora, bem prega Frei Tomás, que agora quer arrancar o problema pela raiz, com escalpe e tudo ( à urso, que é bruto).
Mas não foi este rapazinho que acabou com as operações especiais no Cáucaso, à conta de que estava tudo calmo? Estava porque lá estavam. Deixaram de estar, viu-se e vê-se. Naahhh, este presidente não me convence.

Anónimo disse...

anónimo das 20:57 em que se baseia para dizer que o fanatismo islâmico vai e está a penetrar na Península.

Sucede que, tanto quanto eu sei, o islamismo tem expressão mínima em Portugal [quer a nível de religião quer a nível de emigrantes islâmicos] e em Espanha, onde efectivamente há um maior contingente de magrebinos, a sitituação está sob monitorização das autoridades espanholas e perfeitamente controlada [os marroquinos vão-se entretendo a trabalhar nas estufas da Andaluzia].

Por conseguinte não levante fantasmas onde eles não existem.

Eu desde já peço desculpa se me estou a enganar mas será a mesma pessoa que tem estado a utilizar este posto para falar de Olivença, sentimentos anti-castelhanos, revivalismo patriótico, e por aí adiante?

Quanto às declarações do Presidente Medvedev, concordo plenamente, há que extirpar essa porcaria do extremismo islâmico [a mistura de religião com política é sempre uma mistura perigosa e explosiva] e ele tem que ser contido.

Haja em vista os problemas que essa gente fanática e reaccionária está a causar aos países ocidentais [vejam o número de mortos de feridos nos atentados de hoje no Iraque, e a cedência do presidente afegão Hamid Karzai, aos clérigos, relativamente à lei que permite aos afegãos, obrigar as respectivas mulheres a passar fome, caso elas não os satisfaçam sexualmente.

Ainda com relação ao caso russo, claro que a corrupção interna e a indisciplina dos militares russos [causadora de atrocidades e massacres contra as populações, incluindo aqui e ali raptos com exigências de regate, extorsões a civis, etc.] tem que ser também ela extirpada.

O facto de o coronel Yuri Bodanov ter lido libertado e o jornalista e defensor dos direitos humanos, advogado Markelov ter sido morto com um tiro na cabeça, parece sugerir que há muito trabalho a fazer [isto é, caso exista realmente vontade, por parte de Medvedev, de limpar a casa].

kakaroto disse...

ate que enfim o presidente russo tomou uma medida correta em seu mandato.

Anónimo disse...

Ultimas noticias: os transformadores da estação hidroelectrica estão intactos, não explodiram, foram as turbinas e outras máquinas que explodiram, portanto a fuga de óleo no rio não é dos transformadores mas das máquinas hidraulicas.
A proposito, JM, que está sempre a criticar: Putin ordenou hoje uma auditoria a todos os pontos estratégicos do país, para ver o que é preciso inovar ou arranjar ou substituir.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

"Um só islamico em Portugal já é demais!

Um só negro em Portugal já é um negro a mais,"



E desde quando um descendente de JUDEUS E MOUROS pode se dar ao luxo de ser racista?


Quem arrancará a sua cabeça são os trubunais, seu arabóide!!!!

Ítalo

Anónimo disse...

Corrigindo: Tribunais

Jose Milhazes disse...

Leitor Anónimo, essa visturia já deveria ter sido feita há muito tempo, mas, como se diz, mais vale tarde, do que nunca. Se isso for feito, não terei problemas em aplaudir Vladimir Putin.

Anónimo disse...

Ítalo seu complexado de merda!

toma é cuidado com a tua cabeça de porco que ainda a podes perder,

vai cuidar da puta da tua mãe que é melhor para ti.

heil hitler!

Anónimo disse...

Português nazista?



Isso existe?

Anónimo disse...

"heil hitler!"


Mais um moçárabe que acha que é alemão... que piada...

Ítalo Almeida

Anónimo disse...

Então a guerrilha voltou à Chechénia de bicicleta? Patético! E foram eles que deram cabo da central hidroelectrica tambèm? Os russos ou tomam medidas ou estão feitos.

Anónimo disse...

O terrorismo é sempre repugnante venha donde vier com ou sem cerimónias.
O pior é quando governantes terroristas (sem acusar ninguém aqui) são tão também terroristas.
Ou arranjam um bode expiatório (muçulmanos agora, judeus antes) para perseguir um grupo e assim distrair o povo dum mau governo.
Ou então dedicam-se a terrorismo de estado. Quando a CIA, FSB e similares liquidam alguém isso é terrorismo de estado o que ainda é o pior de todos dado resultar duma fachada de poder legítimo com aparelho de propaganda associado que hipocritamente por trás comete crimes, mas os encobre.