domingo, setembro 27, 2009

Todos às eleições!!!!

Caros leitores com direito a voto, não se esqueçam de exercer este direito fundamental. Eu também vou votar e deixo aqui alguns cartazes soviéticos não para recordar tempos em não havia diferença entre votar e não votar, mas para lembrar que se pode voltar a essa situação se deixarmos de participar nos actos eleitorais. E que vençam os mais competentes.




22 comentários:

MSantos disse...

"...tempos em não havia diferença entre votar e não votar"

Sim? e hoje, face ao calibre dos políticos de todos os quadrantes há alguma?

E já agora, havia eleições na União Soviética? Provavelmente tudo dentro do PCUS?

Cumpts
Manuel Santos

cidadaniaresponsavel disse...

Caro Prof. Milhazes, isso seria muito bom, muito de cidadania, muito de democracia, muito de participação cívica, mas se os políticos que vegetam em Portugal, não fossem uma cambada de aldrabões, de oportunistas, de corruptos! Tem dúvidas a este respeito? Olhe que eu não tenho e sabe porquê? Vivi muitos anos no fascismo salazarista e sei do que falo! O meu voto nunca iria para esta cambada que apenas se lembra do Povo quando é altura de campanha eleitoral! Fora disso, veja se eles aparecem pelos lugares por onde agora andaram a vomitar as suas mentiras; se eles, depois de estarem no poder que tanto ambicionam, fazem algo pelo Povo e pelo País! Não este (des)governpo socr´
atico, como todos os anteriores, levaram o Povo e Portugal ao estado miserável em que se encontram! Será que esta cambada é digna do meu voro? NUNCA, jamais!!!

Oh Well, Okay. disse...

"...tempos em não havia diferença entre votar e não votar"

Não sei se agora é assim tão diferente. Os partidos fazem todos a mesma coisa. Pelo menos em Portugal é só propaganda eleitoral e nada mais.
Temos o direito ao voto...para manter tudo na mesma, votar nos mesmos e "comer" as mesmas políticas. Mas isto é que é a democracia, não é?

Anónimo disse...

Que piroseira comuna!!!

Anónimo disse...

O senhor Milhazes está a estragar o período de reflexão dos portugueses :)
Já agora, também dou o meu contributo para isso.

Suponho que já deve ter ouvido a expressão:
Na União Soviética, os políticos falavam como robots, etc. e tal...

Ao ver a forma como alguns candidados a "lugares" nesta campanha disseram tudo e o seu contrário em dias quase consecutivos, e quando confrontados pelos jornalistas
acerca dos assuntos em causa, negam
com toda a convicção que tenham dito tal coisa dias antes (fiando-se erradamente numa possível memória inferior a 24 horas
dos portugueses) não acha que
a "robótica" (mais modernizada, mais humana, e menos descaradamente autoritária, mas quase tão manipuladora como a outra) se começa a instalar em terras lusas?

Cumprimentos, e bons votos,
Hércules de Santarém

Gilberto Mucio disse...

""Sim? e hoje, face ao calibre dos políticos de todos os quadrantes há alguma?
""

Pensei a mesma coisa.

Ítalo Tavares disse...

É incrível como um país europeu como Portugal tem tanto partido de esquerda a dominar a cena política.


PS, BE,CDU... esses grupos atrasam o desenvolvimento econômico do país.


E o mesmo povo que reclama deles, continua a votar nas mesmas caras marxistas.

Com relação ao Brasil, não há voto ideológico. O povão vota no partido que lhe der mais "esmolas". Acho que estamos no mesmo barco, com execeção de que no próximo ano, a corja comunista do Lula será expurgada do poder pelo voto. Se Deus quiser.

Anónimo disse...

"É incrível como um país europeu como Portugal tem tanto partido de esquerda a dominar a cena política."

Saber aceitar isso é ter cultura democrática. Ao contrário dos que se dizem democratas e seriam os primeiros a perseguir partidos se pudessem, não é Italo?

Gilberto Mucio disse...

""["Sim? e hoje, face ao calibre dos políticos de todos os quadrantes há alguma?
"]

Pensei a mesma coisa.""

Opa! Falha nossa... Isso eh o que da nao ler a postsgem direito e ja postar algo.


Pensei que MIlhazes de referia as eleicoes municipais da Russia, ou algo parecido, e nao as de Portugal.

Vox disse...

Caro Italo, cá nos encontramos de novo:

O PS é um partido de esquerda "only in name" tal como os americanos dizem em relação a alguns membros do partido republicano de lá, que são republicanos "only in name".

O Partido Socialista (PS) português foi fundado em 19 de Abril de 1973 na cidade alemã de Bad Münstereifel, por militantes da Acção Socialista Portuguesa.

Eram para aí uma vintena de pessoas.

Ganharam as primeiras eleições em Portugal (para grande surpresa do Mário Soares que confessaria mais tarde que apenas contava ser eleito deputado e chefiar um pequeno grupo de deputados, e para estupefaççção dos soviéticos, que pensavam que Partido Comunista Português e o seu apêndice MDP -Movimento Democrático Português, que alegadamente congregava "independentes" :) seriam os ganhadores fáceis da eleição.

Esse MDP-CDE congregrava os chamdos comunistas finos, os comunistas de luxo, a grã-finesse dos comunistas. :)

O PS não tinha quadros, e, pior, foi abraçado pelos "velhos republicanos" a inoperante, caquética e inofensiva oposição interna, que nada mais sabia (ou podia) fazer que comemorar o dia da implantação da Repíblica. A maioria deles padecia dos vícios que levaram à queda (apoiada pelo povo) da 1ª república. Serviam-se dos cargos do poder para sacar dinheiro do Estado, mais nada.

Mário Soares, um emigrante de luxo que conhecia de cor-e-salteado os menus dos mais caros restaurantes parisienses, era professor na Sorbonne, não obstante poder-se-lhe aplicar-se-lhe a conhecida frase: tu parles français comme une vache espagnole. :)

Ainda hoje o francês dele é famoso. Deplorável!

Mário Soares meteu o socialismo na gaveta (Soares dixit) e o "menino de Ouro do PS", Sócrates, até o restante (a social-democracia) enfiou no caixote do lixo !

Por gaffe, proferiu num célebre comício: Nós estamos empenhados em constuir um Portugal mais pobre (depois corrigiu), perdão, mais rico) :)

Tinha-lhe fugido a boca para a verdade. :)

Portugal não só está mais pobre como está, arruinado !

Vox disse...

Caro Italo,

O BE, Bloco de Esquerda, que nós por gracejo chamamos aqui de "Berloque de Esquerda" e o PC, não têm voto na matéria na feitura de legislação. Como tal, não impedem nada.

O BE vai-se ocupando de assuntos marginais tais como uniões de facto, direitos dos homosexuais, lésbicas, gays (homosexuais da classe alta) transexuais e outras coisas que tais :)

O PC enfeita o Parlamento como voz da oposição e bandeira dos direitos dos trabalhadores e aí se esgota a sua utilidade (nem sempre eficaz pois que o número de deputados que elege, não só não assegura a derrota de projectos de lei, que, efectivamente lesam os direitos adquiridos dos trabalhadores, como também, não permite sequer, qualquer negociação com o governo, que permita correcção parcial - pela via negocial - de tais abusos legislativos).

Quem lesa o desenvolvimento de Portugal, é a corrupção e o compadrio, mais que florecente, dos dois partidos que alternadamente têm dividido o poder ao longo de 35 anos (isto é, PS e PSD-Partido dito, Social-Democrata). Essa dupla é conhecida como "Bloco central", mais recentemente (dada a escala alarmante da corrupção) como "Centrão" - no caso, um feliz brasileirismo :)

A minha única dúvida, e quanto a isso lamento não poder elucidá-lo, é saber quem rouba mais, se PS, se PSD :)

Penso que será, fifty, fity, mas quanto a roubar descaradamente, isso não tenho dúvidas, são os socialistas que ganham, o PSD, esse faz a coisa mais encapotada e, por assim dizer, com mais "elegância" :)

Heróis do mar, pobre Povo, Nação indecente, e imoral ... :-(

Pippo disse...

Os cartazes são giríssimos! Continuo a achar bastante piada ao estilo socialista-realista de representação (até faço colecção dos livrinhos de BD das "Edições Proletário Vermelho", um produto dos revolucionários maoistas dos anos dos belos tempos do PREC).

Quanto às eleições, felizmente que nenhum dos "grandes" atingiu a maioria. Agora o PS terá de dialogar à esquerda (BE) e à Direita (CDS-PP), o que pode ser vantajoso para o país. Espero que dialogue com o BE no que diz respeito ao Código do Trabalho e a mais algumas questões verdadeiramente importantes das políticas económico-fiscais, e com o PP relativamente a Segurança, Agricultura e afins.

Em suma, o importante é que, pela primeira vez em anos, o voto poderá ter mesmo feito a diferença. Espero - desejo - não estar redondamente enganado.

Anónimo disse...

Imagens Legais!

Eu.

Anónimo disse...

Ítalo

Eu só não sei quem irá expulsar a corja de Lula no ano que vem.
Você deve tá nervoso é porque não ganhou a bolsa-esmola do governo.

Eu.

Nuno Bento disse...

Cartazes bem escolhidos, sobretudo se olharmos para o que se passou na Alemanha. Ja quanto ao resultado do PC em Portugal, é melhor nem falar..

Oh Well, Okay. disse...

Ítalo não faz ideia do que diz. O PS de esquerda tem pouco, o PSD a mesma coisa.
Os unicos entendidos de esquerda são o BE e o PCP.

MSantos disse...

Pippo

Subscrevo a 100% o seu comentário.

Esperemos, a bem do país que se entendam e também a bem do país que o principal líder da oposição ganhe juízo e deixe o seu sectarismo de lado ;)

Cumpts
Manuel Santos

Anónimo disse...

"Eu só não sei quem irá expulsar a corja de Lula no ano que vem.
Você deve tá nervoso é porque não ganhou a bolsa-esmola do governo."


Vc sabe quem. A casa caiu, petralha!!!

O Lula só fica se vcs mandarem todo mundo pro Gulag... coisa que não duvido que tenham vontade de fazer.

By bye Mulla 2010!


Ítalo

Anónimo disse...

Quem se queixa dos partidos que forme um.

Vox disse...

Já agora, caro Italo, veja este video-clip no YouTube, parodiando o célebérrimo francês do Mário Soares :)

http://www.youtube.com/watch?v=2jVjeJnChds

e este, da gaffe do Sócrates (leia os comentários) :)

http://www.youtube.com/watch?v=LnuaLgfPFhY&feature=related

Anónimo disse...

Manuel Santos estava a ser profético. O líder da oposição não teve juízo nenhum.

Pippo disse...

O líder da oposição teve foi um discurso entre o ridículo e o vergonhoso.

Eleições presidenciais JÁ!