segunda-feira, outubro 19, 2009

Comunistas russos querem enriquecer à custa da OSCE


A organização “Geração da Vitória”, criada hoje por iniciativa do Partido Comunista russo, apresentou no Tribunal Europeu de Estrasburgo uma queixa contra a Assembleia Partamentar da Organização para a Segurança e Cooperação da Europa, exigindo uma indemnização de 27 biliões de euros.
“Já enviámos uma queixa ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra a Assembleia Parlamentar da OCSE, que, no passado 03 de Julho, aprovou uma decisão onde equipara o período em que a URSS foi dirigida por José Estaline, a que chamam estalinismo, à ideologia do Terceiro Reich de Adolfo Hitler, chamada nazismo”, declarou à agência Interfax Aleksei Kornienko, dirigente da nova organização e deputado comunista.
Segundo se lê na queixa da “Geração da Vitória”, a resolução que apelou a declarar o dia 23 de Agosto dia europeu da memória das vítimas do estalinismo e do nazismo, “provocou prejuízos morais aos cidadãos e à organização estatal da Federação da Rússia, que são herdeiros dos cidadãos e dos Estados da URSS”.
“Tendo em conta que, na Segunda Guerra Mundial, morreram mais de 27 milhões de cidadãos russos, pedimos ao Tribunal Internacional que obrigue a Assembleia Parlamentar da OSCE a pagar à Federação da Rússia uma compensação de 27 biliões de euros por danos morais causados aos veteranos”, anunciou Kornienko.

17 comentários:

Anónimo disse...

27 biliões? É muito dinheiro. É o OE dos EUA várias vezes...

Jest nas Wielu disse...

Simples RP, pois comunistas sabem que não têm a mínima hipotese, mas querem a publicidade da imprensa.

off top:

Neste blogue, costumamos discutir sobre o passado, presente e futuro da Rússia. Mas nada disso é possível fazer sem o conhecimento da dita cuja “alma russa”. Hoje vi a famosa frase do Pushkine, que gostaria de compartilhar convosco. Acredito que essa frase explica muita coisa, quer do passado, quer do presente, quer do futuro.

Carta do Alexander S. Pushkine ao P.A. Vyazemski, 27 de Maio de 1826:

“Eu, claro, desprezo a pátria minha, desde os pés, até à cabeça – mas me aborrece, quando o estrangeiro, compartilha estes sentimento comigo”.

Original da carta:
http://www.rvb.ru/pushkin/01text/
10letters/1815_30/01text/1826/
1378_195.htm

Oblonsky disse...

[fora de tópico]

Caríssimos, alguém está sabendo disso?

"...A imprensa oficial de Teerão mostrou imagens (aparentemente de arquivo) de um encontro do “ayatollah” Ali Khamenei com o Presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, para negar os rumores sobre a morte do Supremo Líder, mas vários sites, incluindo o do influente jornal árabe “Asharq al-Awsat”, insistem em apontar vários sinais confirmando o óbito.

Um dos sinais foi o facto de Khamenei, ao contrário do que é habitual, não se ter dirigido à nação, no domingo, depois de um atentado – o mais grave das últimas duas décadas – contra os Guardas da Revolução, pilar do regime..."


font: http://www.publico.pt/Mundo/irao-estara-a-procura-de-um-sucessor-para-khamenei_1405795

Anónimo disse...

Em termos de comentários, isto anda um bocado morto.

Anónimo disse...

Na Rússia os comunistas pedem indemnizações pecuniárias zilionárias;

Em Portugal, vem-se a saber que afinal a Marisa Matias, eleita deputada europeia pelo trotskista Bloco de Esquerda, é nada mais, nada menos, que a namorada do Miguel Portas (nepotismo??? Naaa! É impressão nossa).

Enfim, comunistas, comunistas, mas andam todos muito burgueses…

Gilberto Mucio disse...

“Eu, claro, desprezo a pátria minha, desde os pés, até à cabeça – mas me aborrece, quando o estrangeiro, compartilha estes sentimento comigo”.

Chovinismo eh uma das maiores imbecilidades da humanidade. E uma arma dos governos para se blindarem.

Por isso que prefiro Tolstoy. :P

Do Brasil tambem padecemos desse mal:

http://www.youtube.com/watch?v=nLPv8R2L6ZE&feature=related

antonio everardo disse...

Eu gostava de saber do ilustre JM o que ele quer dizer "querem enriquecer". O que me parece, ainda, é discriminador e achincalhador... E mais, meu caro JM, a República Popula de Cuba - aquela pequena ilha caribenha - deve ser indenizada pelos USA por conta duma tal lei nefasta e discriminatória chamada Helms-Burton, muita apreciada por aqueles que amam a "liberdade", é o que eu proponho há tempos. Antonio Everardo, de Teresina-PI, Brazil.

Jose Milhazes disse...

Caro António, eles podiam exigir uma indmenização simbólica, mas 23 biliões de euros (na escala brasileira são triliões)? É um exagero.
Quanto ao caso de Cuba, é uma questão bem diferente. Pelo menos para mim, que estou convencido que o bloqueio foi e continua a ser um erro de palmatória. O regime de Fidel Castro exige, em grande parte, graças a essa política.

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael-Z. disse...

Engraçado é um partido pedindo uma indenização para o governo...
Os pobres comunistas acham que a Europa é igual à Rússia, onde os "direitos dos veteranos" justificam todo tipo de revisionismo histórico barato.

O comunismo foi um sistema de governo tão cruel quanto o nazismo. Em número de mortes, os comunistas ganham de muito. A diferença é que o nazismo está felizmente desacreditado, enquanto que os comunistas ainda estão por aí, em busca do "outro mundo possível".

António Campos disse...

Indemnização simbólica por referir um facto histórico? Para quem quer deixar de ser alvo de chacota internacional, esta ridicularia não é decididamente o melhor caminho para o conseguir.

Seria interessante saber qual a reacção dos poderes vigentes se todas as vítimas do estalinismo, juntamente com os seus familiares e descendentes pedissem à herdeira política da URSS uma indemnização de um milhão de euros cada um por perdas e danos materiais e morais ao longo de todo este tempo. Perdas e danos devidamente documentados, só não o sendo mais porque os arquivos se encontram convenientemente fechados.

Aliás, do ponto de vista jurídico, uma acção deste tipo tem muitíssimo mais fundamento do que a palhaçada descrita.

Pensando melhor, será evitar um recurso em massa aos tribunais uma das razões pelas quais os arquivos não são abertos?

António Campos

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Oh Well, Okay. disse...

realmente a quantia é grande, mas isso não invalida que tenham ou não razão na queixa. Meter o Nazismo no mesmo saco que o Estalinismo, é enfim...parvo.

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jest nas Wielu disse...

Tenho a perfeita consciência do que o pessoal do tipo Oh Well, Okay só acordará estando no Solovki / GULAG (já acontecia muito no passado, quando os comunistas europeus mudavam as suas opiniões sobre o sistema, estando um só dia no GULAG), mas pelo sim, pelo não, deixo aqui a sugestão de visitar a enciclopédia de Solovki:

http://www.solovki.ca/english/intro.php

e reflectir sobre o seguinte facto histórico: 316 pessoas passaram pela cadeia de Solovki nos séculos XVI – XIX, 300 pessoas foram fuzilados numa única noite de 28.10.1928.

E depois iremos falar se é sábio ou não, dizer que comunismo soviético e nazismo alemão são irmãos totalitários bastante siameses.

Oh Well, Okay. disse...

Jest:

'Tá bom. Então vamos dizer também que o Salazarismo é igual ao Nazismo e ao Estalinismo; que o regime de Franco também foi igual ao Nazismo, Estalinismo e Salazarismo. Vamos pegar em todos os regimes totalitários e equipara-los ao Nazismo, boa? Porque são totalitários, logo são iguais.
Eu conheço a realidade dos Gulags. E então? Isso não invalida que os dois regimes sejam idênticos. Minha opinião. :)