sábado, novembro 28, 2009

Monumento ao Operário e Camponesa volta ao seu lugar em Moscovo


A escultura “Operário e Camponesa”, que foi submetida a uma operação de restauração de mais de cinco anos, voltou hoje a ocupar o seu lugar habitual perto do Centro Nacional de Exposições em Moscovo.
A famosa escultura, considerada pela Grande Enciclopédia Soviética, o “padrão do realismo socialismo”, foi edificada entre 1935 e 1937 para o pavilhão soviético na Exposição Mundial de Paris, inaugurada a 25 de Maio de 1947.
O grupo escultório de duas figuras, que levantam sobre a cabeça o martelo e a foice, símbolos do regime comunista soviético, foi feito de aço inoxidável pela escultora Vera Mukhina.
Com uma altura de 24 metros, as duas figuras pesam cerca de 80 toneladas. Por isso, o seu transporte de Moscovo para Paris obrigou à sua desmontagem em 65 peças, o mesmo acontecendo depois de terminada a Exposição Mundial de Paris.
A estátua “Operário e Camponesa” é também o símbolo da “Mosfilm”, o maior estúdio de cinema soviético, onde foram rodadas obras-primas como “Quando passam as cegonhas”, “Balada do Soldado”, “Andrei Rublov”, etc.
No fim da União Soviética, o grupo escultório esteve para mudar de lugar e foi feita mesmo uma proposta de o vender a uma empresa americana, pois as autoridades afirmam não ter meios financeiros para o restaurar.
Porém, em 2003, a Câmara de Moscovo decidiu desmontar o gigante de aço e recuperá-lo.

9 comentários:

MSantos disse...

Uma espécie de Colosso de Rohdes soviético.

Cumpts
Manuel Santos

Jose Milhazes disse...

Caro Manuel, considero uma das esculturas mais interessantes do período comunista e saúdo o seu regresso.

Gilberto Mucio disse...

É uma belíssima escultura.

Perdo de onde moro há um parque que mais parece um cemitério de monumentos e esculturas do tempo soviético. Muita coisa de mau gosto, propagandas, e culto à personalidade de Stalin, mas tambem há muita coisa binita que bem que poderia ser restaurada e voltar aos lugares de origem.

MSantos disse...

Este tipo de estátuas é um elemento comum a várias civilizações.

Provavelmente a primeira terá sido o famoso Colosso na cidade-estado de Rodes, na Grécia antiga.

Existe também a famosa "Lady Liberty" ofertada pelos franceses aos americanos. Nós e os brasileiros temos o Cristo Rei/Cristo Redentor.

Obviamente que as dimensões variam.

Creio que em Kiev também há uma estátua deste tipo.

Cumpts
Manuel Santos

Pippo disse...

Foi um dos sítios onde eu não fui em Moscovo, o VDNKh (acho que era assim que se chamava)... :o(

Fica para a próxima.

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

corrigindo: "nesse" ao invés de "nese"

Ítalo

Miguel Borges disse...

Já tinha visto imagens do restauro noutro site, http://englishrussia.com/?p=6116#more-6116, mas nunca pensei que fosse colocada no mesmo sitio.
Tenho mesmo de ir a Mockba.
Cumps,
Tiago Rocha

Anónimo disse...

Em Agosto deste ano estive nesse parque. Durante mais de uma hora procurei por essa famosa estátua. Finalmente consegui que alguèm me explicasse num misto de russo, inglês e gestos que ela tinha sido removida para restauro. O Parque de Exposições de Toda a Rússia é maior do que o nosso Parque das Nações em Lisboa. Imaginem o desespero da minha namorada nesse dia com a minha teimosia... Passados uns dias, no Museu da Política em São Petersburgo, de surpresa, démos de caras com um modelo à escala, em gesso e que serviu de ensaio para a elaboração deste colosso. Há coincidências fantásticas. Cumps, Luís Oliveira - Madeira