quarta-feira, janeiro 20, 2010

Milhares de russos mergulham nas águas geladas para celebrar Baptismo de Cristo


Não obstante as baixas temperaturas registadas no país, milhares de russos mergulharam nas águas geladas de lagos e rios para celebrar uma das mais importantes festas dos cristãos ortodoxos: o Baptismo de Cristo ou Epifania.
Na capital russa, o mergulho em buracos feitos no gelo que cobre os lagos e reservatórios de água teve lugar durante a madrugada, quando os termómetros marcavam 25º C negativos.
Não obstante as baixas temperaturas, que na capital já não se registavam há vinte anos, a polícia calcula que cerca de 40 mil moscovitas tiveram coragem para mergulhar três vezes nas águas de 37 lugares especialmente preparados para o efeito em Moscovo pelo Ministério para as Situações de Emergência.
Os cristão ortodoxos acreditam que este banho serve não só para purificar a alma de pecados, mas também para reforçar o organismo contra doenças.
260 nadadores-salvadores estavam prontos para prestar assistência aos corjosos moscovitas que não aguentassem o choque térmico, mas tal não foi necessária.
O Ministério do Interior da Rússia anunciou também que cerca de 40 mil crentes estiveram nos cerca de 300 templos de Moscovo para celebrar a Epifania do Senhor e 85 mil foram aí buscar água benta.
Na Sacalina, o mergulho foi realizado a temperaturas de 33-38 graus negativos, mas também tudo decorreu sem acidentes.
O banho da Epifania continua hoje. Em São Petersburgo, um dos lugares do mergulho é o rio Neva, num buraco aberto no gelo junto da Universidade.

Caros leitores, devo dizer que se trata de uma sensação única. Eu experimentei-a várias vezes ao frequentar sauna ou banho russo. Depois de se passar por uma câmara onde a temperatura se situa entre 80 e 100 graus centígrados, é uma sensação única sair a correr para a rua, onde a temperatura é negativa, e rolar na neve nú ou em calções de banho. Fica-se com uma sensação de limpeza do corpo e da alma!

Mas isto não pode ser feito por toda a gente! Algumas doenças, por exemplo, as cardíacas, impedem ter esse prazer.

7 comentários:

Cristina disse...

Fantástica, esta tradição russa. Quando mostram estas imagens todos os anos na televisão, chamo sempre os meus filhos para verem o que é ser corajoso e para sorrirmos um bocadinho. Esta é das poucas coisas que na Rússia não me atrevi a fazer mas admiro quem o consiga.
Um bom exemplo do "espírito eslavo", algo um pouco incompreensível para nós, comodistas europeus. O banho (neste dia santo) é precedido da benção das águas do rio ou do lago por um sacerdote e comemora o baptismo de Cristo no rio Jordão. Os cristãos ortodoxos, neste dia, "lavam a alma", renascem simbolicamente.
Nesse dia, nas igrejas também é benzida água, que depois os paroquianos levam em pequenas porções para casa, para beberem em jejum.

Cristina disse...

Para ficarmos com uma ideia mais "visual" do banho da Epifania, aqui vão algumas imagens: http://dn.sapo.pt/galerias/fotos/?content_id=1473779&seccao=Globo

O que está à volta do local do banho, onde as pessoas estão a assistir, é a grossa camada de gelo que cobre o rio no Inverno.
Fantástico!

Ítalo Tavares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MSantos disse...

A partir dos 15 graus negativos para baixo já não há risco de apanhar constipações ou gripes pois os vírus não conseguem sobreviver a essas temperaturas.

Provavelmente os únicos riscos serão de natureza cardíaca e hipotermia.

Cumpts
Manuel Santos

Anónimo disse...

Quase russo, podemos deduzir que o Milhazes também tomou um banhito no rio Moscovo?
FM

Anónimo disse...

Bonita tradição para o nosso Cristo.

Pippo disse...

É caso para se dizer "estes russos são doidos!" :o)